Albert Dickson repercute notícias e estudos relativos à COVID-19

Em pronunciamento durante a sessão plenária dessa quarta-feira (16), na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o deputado Albert Dickson (PROS) destacou notícias e informações divulgadas ao longo da semana relacionadas à pandemia do Coronavírus. Em primeiro lugar, o parlamentar comemorou o anúncio feito pela presidência da república sinalizando que irá renovar o contrato para a compra de mais vacinas da Pfizer.  “Isso é muito bom, pois a tendencia natural é que essa vacina seja anual e a nossa preocupação, nesse momento, com certeza concluir a vacinação”, disse Albert.

Na oportunidade, o deputado enalteceu também o anúncio do cronograma de vacinação feito pelo Governo do Estado com base nas informações repassadas pelo Governo Federal. “A governadora Fátima fez um pronunciamento importante para o povo norte-rio-grandense, sinalizando que em meados de setembro irá concluir a vacinação para adultos”, destacou ele, reforçando também a importância da segunda dose da vacina. 

“Muitas pessoas ainda relutam em ralação a vacinação e achei interessante a medida do governo do Maranhão que decidiu bonificar as pessoas que tomassem a segunda dose da vacina. É realmente necessário estimular o cidadão para isso, uma vez que a primeira dose tem a função de treinar a imunidade, enquanto a segunda a de prolongar a imunidade. Então de nada adianta tomar a primeira e não a segunda dose”, alertou. 

Ao final do pronunciamento, Albert repercutiu dois estudos recentemente publicados: um pela Universidade Federal de Santa Catarina, que segundo ele comprova a ação da vacina tríplice viral MMR, que protege contra rubéola, caxumba e sarampo. O segundo estudo, publicado pela revista americana Science, indica que a provável causa da Covid-19 não agir de forma grave nas crianças seria justamente por essas serem protegias pela tríplice viral.

“A função da MMR, segundo os estudos, é induzir a supressão de células supressoras mieloides, inibindo a inflamação séptica, que é a fase final da Covid-19 e que leva à mortalidade. É um dado muito interessante esse, lembrando apenas que não é vacina para a Covid-19”, concluiu Albert.

Leave a Comment