Archive for maio 31st, 2021

Governo proíbe ‘temporariamente’ a entrada no Brasil de todos os passageiros estrangeiros

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O governo acaba de proibir temporariamente a entrada no país de passageiros estrangeiros “de qualquer nacionalidade” por recomendação da Anvisa.

Motivo: “riscos de contaminação e disseminação do coronavírus”, de acordo com a portaria assinada pelos ministros Marcelo Queiroga (Saúde), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Anderson Torres (Justiça e Segurança Pública) e publicada agora há pouco numa Edição Extra do Diário Oficial

Lauro Jardim – O Globo

Copa América no Brasil ainda não está confirmada, afirma ministro Eduardo Ramos: “Estamos verificando detalhes e amanhã teremos posição final”

Foto: reprodução/CNN Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse no final da tarde desta segunda-feira (31) que o governo federal ainda não deu o aval para a realização da Copa América 2021 no Brasil. Após reunião no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e representante da CBF, Ramos afirmou que, caso seja liberado, o evento não terá público, deverá reunir 10 times, com 65 pessoas de cada delegação vacinadas.

A sedes serão de responsabilidade da CBF e os estados serão consultados se concordam ou não em receber os jogos. Segundo o ministro, a demanda sobre a realização do torneio foi feita pela CBF, via Conmebol.

“É importante destacar que não terá público e todos os envolvidos estarão vacinado”, afirma Ramos. O Campeonato Brasileiro, que envolve 20 times na série A e 20 da série B, está acontecendo no Brasil. O anúncio foi muito criticado por governadores, mas estamos no meio do processo. Estamos verificando detalhes e amanhã teremos posição final”, conclui o ministro.

Participaram da reunião também os ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura), Braga Netto (Defesa), Carlos Alberto França (Relações Exteriores), Anderson Torres (Justiça), João Roma (Cidadania), Marcelo Queiroga (Saúde), André Luiz de Almeida (AGU), além de Marcelo Reis Magalhães, secretário Especial do Esporte, Paulo Maiurino, diretor-geral da Polícia Federal, Silvinei Vasques, diretor da Polícia Rodoviária Federal, e Walter Feldman, secretário-geral da CBF. Na pauta, os critérios que garantam a segurança sanitária durante o torneio.

A Conmebol, que organiza o campeonato, escolheu o Brasil para sediar o evento após a desistência de outros países por causa da pandemia de coronavírus.

A competição, que inicialmente seria disputada em Colômbia e Argentina, e depois apenas na Argentina, chegou a ser suspensa por causa da pandemia de covid-19. Mas nesta segunda foi anunciado que seria no Brasil.

R7

Morre, no Rio, o cantor Dominguinhos do Estácio, intérprete de samba

Foto: Reprodução/Redes sociais

Morreu na madrugada desta segunda-feira(31), no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Dominguinhos do Estácio, aos 79 anos. A informação foi divulgada nas redes sociais do intérprete do carnaval carioca.

Ele estava internado desde o dia 11 de maio no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, onde passou por uma cirurgia de emergência após uma hemorragia cerebral.

Domingos da Costa Ferreira nasceu no Rio no dia 4 de agosto de 1941 e começou a carreira no carnaval no fim dos anos 60 como cantor e compositor na escola Unidos de São Carlos, que, a partir de 1983, passou a se chamar Estácio de Sá. O nome Dominguinhos do Estácio é uma referência ao bairro onde o intérprete nasceu.

O sambista passou por outras escolas, como a Imperatriz Leopoldinense, na qual interpretou o samba vencedor do carnaval de 1989, Liberdade, Liberdade, Abra as Asas Sobre Nós.

Pela Unidos do Viradouro, venceu o carnaval de 1997 interpretando o samba-enredo Trevas! Luz! A Explosão do Universo.

Ao longo da carreira, também gravou nove discos. Ainda não há informações sobre o velório e enterro.

Agência Brasil

Com recorde de desempregados e pandemia, pessoas vão às ruas de BH com cartazes pedindo ajuda

Walmira é designer e paisagista e precisa de emprego. — Foto: Arquivo pessoal
Walmira é designer e paisagista e precisa de emprego. — Foto: Arquivo pessoal

O que uma designer de interior de 69 anos e um porteiro, de 56, têm em comum? Os dois, moradores de Belo Horizonte que não se conhecem, não estão conseguindo sequer pagar contas básicas, como água e luz. E decidiram sair às ruas, com cartazes no pescoço, para pedir um emprego.

Eles fazem parte dos quase 15 milhões de desempregados no Brasil atualmente, segundo IBGE. No primeiro semestre de 2021, Minas Gerais registrou um número histórico de quase 1,5 milhão de desempregados, o maior número dos últimos 8 anos (veja no vídeo abaixo). Ou seja, 13 a cada 100 trabalhadores mineiros estão sem emprego.

MG tem quase 1,5 milhão de desempregados

A designer é Walmira Santos Souza. Todos os dias, há dois meses, ela fica diariamente na avenida que contorna a Lagoa da Pampulha, com um cartaz escrito “S.O.S. Preciso de trabalho”.

Com duas décadas de experiência, ela não é aposentada, apesar da idade. E, além de ser especialista em acabamentos de residências, como ambientes de cozinha, quarto, sala e banheiro, é paisagista.

Walmira conta que ficou cuidando da mãe adoecida por oito anos, até o falecimento dela no final de 2019. Quando começou a procura por emprego, veio a pandemia da Covid-19. A partir disso, as dificuldades aumentaram e se agravaram neste ano.

A designer afirma que, quando está com o cartaz, muitas pessoas a fotografam e tentam ajudá-la, mas o trabalho ainda não apareceu.

“No primeiro dia, fui muito fotografada. As pessoas paravam para conversar comigo, tiravam retrato. Me ajudaram muito com alimentação, a pagar as contas que estavam muito atrasadas. A minha história é essa. Estou tendo um retorno muito legal”, conta.

‘Pés e mãos amarrados’

“Estou à procura de emprego. Você pode me ajudar? Sou porteiro há 25 anos”. Esses dizeres estão em outro cartaz visto em BH, dessa vez na região Centro-Sul da cidade. Valter Correia da Silva é quem procura trabalho.

G1MG

SP: Gás encanado sobe até 40% nas áreas da Naturgy e até 10,2% nas áreas da Comgás nesta segunda-feira, diz Arsesp

Chama de gás enganado  — Foto: BBC
Chama de gás enganado — Foto: BBC

G1SP – As tarifas de gás encanado no estado de São Paulo vão subir até 40% nesta segunda-feira (31) nas áreas da concessionária Naturgy e até 10,2% nas áreas da Comgás, segundo a Agência Reguladora de Serviços Públicos de São Paulo (Arsesp).

De acordo a Arsesp, após o reajuste federal, o aumento médio para os consumidores do estado seria de 34%, segundo as regras contratuais. Mas a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) do governo de SP solicitou à agência estudos para reavaliar possíveis medidas para reduzir o impacto aos usuários.

Com isso, a agência afirma ter conseguido reduzir o índice de reajuste médio na área da Comgás, que atende principalmente a região metropolitana de São Paulo, e o restante do repasse de aumento da tarifa será diluído entre os anos de 2022 e 2024, nos próximos reajustes anuais de tarifa autorizados pela agência.

“O Governo do Estado de São Paulo observou com preocupação a aceleração da inflação medida pelo IGP-M e, também, o aumento no custo do gás, objeto de reajustes recentes realizados pela Petrobrás. (…) A alteração entre o IGP-M e o reajuste proposto será compensada ao longo dos próximos anos, de forma diluída entre os anos de 2022 e 2024”, disse comunicado publicado pela Arsesp sobre a região da Comgás.

Projeto de Isolda quer cartazes informativos em hospitais sobre doulas para auxílio às gestantes

A legislação brasileira assegura às gestantes e parturientes o direito a acompanhante e Lei Estadual assegura o direito à doula, que auxilia as grávidas na hora do parto. 

A fim de que este direito seja garantido a essa parcela da população potiguar com uma divulgação mais ampla, a deputada Isolda Dantas (PT) apresentou projeto de lei que dispõe sobre obrigatoriedade de afixação de cartaz informativo em maternidades, casas de parto e hospitais das redes pública e privada. 

“Este projeto propõe-se a garantir a divulgação destas normas às mulheres potiguares. A presença especialmente das doulas é fundamental no encorajamento, suporte emocional e físico às mulheres, favorecendo a evolução do parto e bem-estar da gestante”, afirmou a parlamentar. 

Para Isolda, a efetivação da lei é importante para  dar visibilidade a esse direito que as gestantes e parturientes possuem de contar acompanhante e de doula durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. 

A deputada lembra que a normatização da  humanização do  parto  e  sua integração junto às políticas públicas de saúde do SUS têm seu marco inicial em 2011 com a implementação da Rede Cegonha em nível nacional.