TESTE DE DITADURA: Governo prorroga decreto que determina toque de recolher no RN até 23 de abril

Comércio fechado na praia de Ponta Negra, em Natal, em domingo com toque de recolher no RN — Foto: Lucas Cortez
Comércio fechado na praia de Ponta Negra, em Natal, em domingo com toque de recolher no RN — Foto: Lucas Cortez

Até a data de hoje (15), não há estudos científicos que comprovem que o toque de recolher que impede as pessoas circulares nas ruas pela noite evita contrair o vírus. Mas a governadora Fátima Bezerra do PT acompanhando uma política de outros goverandores que faz essas medidas como testes para adestrar as pessoas a se manterem no regime que eles desejam para o Brasil, continua alongando essa falsa ciência.

Todos sabemos que desde o início da pandemia, o maior indíce de contágio deve está acontecendo nos ônibus e nos metrôs, no entanto se ver que não é esse perigo todo como dizem, pois pala quanitdade de pessoas que circulam diariamente no Brasil usando esses tipos de transportes, o Brasil já teria milhões de mortos. Mas isso não está acontecndo assim.

O governo do Rio Grande do Norte prorrogou por mais uma semana o decreto que determina toque de recolher, entre outras medidas de prevenção à Covid-19. Um novo decreto foi publicado nesta quinta-feira (15) no Diário Oficial do Estado e as medidas que antes valiam até esta sexta-feira (16) passaram a vigorar até o dia 23 de abril.

Em publicação nas redes sociais, a governadora do estado, Fátima Bezerra (PT), disse que a recomendação do comitê científico era de aplicação de medidas ainda mais rígidas, mas afirmou que levou em conta “as variáveis do ponto de vista econômico e social”.

“Continuamos ampliando leitos e adotando as medidas necessárias para a proteção das pessoas. Continuamos cobrando, junto ao Governo Federal, celeridade no envio das vacinas. Mas o momento ainda é delicado e precisamos fazer o que estiver ao nosso alcance para salvar vidas”, afirmou.

G1RN