Temer usa ideia de Bolsonaro, de intervenção, no Rio de Janeiro para tentar ganhar popularidade

Desde há muitos anos que o deputado federal Jair Bolsonaro falava da necessidade de que o Exército Brasileiro fosse utilizado contra os bandidos do país; mas era hostilizado por muitos por falar em que entre o cidadão de bem e o bandido, quem tinha que levar a pior era o bandido.

No vídeo acima Bolsonaro mostra que o bandido tem que se dá mal, que caso alguém esteja com pena de algum estuprador, que leve o bandido pra sua casa, pra ser o motorista de sua mulher e de sua filha. 

 

Com seus modos ele usa a comunicação que hoje o povo quer ouvir, no auge da criminalidade, no Brasil; e como Bolsonaro vem em segundo lugar nas pesquisa para presidente do Brasil, o presidente Michel Temer adiantou parte das ideias do pré-candidato para tentar ganhar popularidade.

O Rio vai receber a Intervenção Federal após aprovação no Congresso Nacional. Um só comando que determinará sobre a segurança do Estado. A medida chegou à Câmara dos Deputados na tarde desta sexta e foi protocolada por um funcionário da Casa Civil na Primeira Secretaria da Câmara.

A medida prevê que o general do Exército Walter Souza Braga Netto, do Comando Militar do Leste, será o interventor no Estado. Ele assume até o dia 31 de dezembro de 2018 a responsabilidade do comando da Secretaria de Segurança, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e do sistema carcerário no estado do Rio.

Temer assina decreto de intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro
Por Guilherme Mazui, Bernardo Caram e Roniara Castilhos, G1 e TV Globo, Brasília 16/02/2018 13h31 Atualizado há 3 horas

Entre alguns políticos contra e a favor chaga-se dizer que a medida é necessária, mas que isso não aponta que vai dá certo, ou se dará resultados positivos.

Bolsonaro, que há muito alerta as autoridades, diz que deve-se fazer segurança com energia e força contra os bandidos. Mas na medida, hoje, tomada pelo presidente Michel Temer, ele não foi ouvido por nenhuma rede de televisão; nenhum jornal de projeção.

Temer tenta se reerguer para disputar a reeleição e tentar mais uma vez ser presidente do Brasil.

Fonte do G1