Suspeito de atropelar e matar pedreiro após discussão no trânsito se apresenta à polícia em Natal e é preso

Carro do promotor de eventos que atropelou Cícero. — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

O promotor de eventos Bruno Luís Duarte da Costa Pereira, de 34 anos, suspeito de ter atropelado e matado o pedreiro Cícero dos Santos, de 53 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (10). Ele compareceu à sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) três dias após o crime.

A defesa do promotor de eventos alegou que ele não teve a intenção de matar o pedreiro. Segundo a polícia, Bruno Pereira disse durante interrogatório que o motociclista derrapou e por isso a colisão teria acontecido. O pedreiro Cícero foi perseguido, atropelado e morto após uma discussão no trânsito, neste sábado (7).

“Para a polícia houve um homicídio doloso [quando há intenção de matar]. As imagens aparentam que ele jogou o carro propositalmente na direção da vítima. Ele foi interrogado e após isso ele se emocionou um pouco e se mostrou arrependido. O carro será apreendido e ficará sob o poder judiciário”, afirmou o delegado Ernani Júnior, que está a frente das investigações.

A vítima foi atropelada após uma discussão de trânsito com o motorista, que estava dirigindo um carro branco. Cícero dos Santos deixou cinco filhos. O vídeo acima o momento em que o motociclista entra em uma rua após a confusão e é violentamente atropelado pelo carro, que acelera na direção da vítima. Cícero cai da moto e chega a ser socorrido ao Hospital Walfredo Gurgel pelos moradores da região, mas não resiste e morre ao chegar na unidade.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/