STF é provocado sobre as igrejas e pode revelar os satansitas entre seus membros, Gilmar Mendes é o primeiro

Gilmar dá 5 dias para ministério explicar uso da Lei de Segurança Nacional  | Poder360
Foto da Internet

O PSD entrou com ação no STF para derrubar medidas tomadas pelo já revelado satanista João Dória, governador de São Paulo, que proibia as aberturas dos templos religiosos, atingindo de frente as igrejas católicas e evangélicas.

Antes dessa sessão no STF, o ministro Kássio Nunes já havia se pronunciado em decisão monocrática defendendo as igrejs e qualquer manifestações religiosas.

O inciso VI do art. 5° da Constituição Federal diz claramente da inviolabilidade dos cultos, sendo parte dos preceitos fundamentais, podendo haver mudanças apenas para melhorar, se for por 3/5 dos votos, por duas vezes, em cada uma das casas do congresso.

VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

Nessa sessão ocorrida ontém no plenário, a onde se debatem se fecham ou mantem os cultos religiosos, entre esses os templos católicos e evangélicos, foi revelado ao Brasil o primeiro santanista daquela corte, o ministro Glmar Mendes que votou contra a abertura dos templos religiosos.

O Presidente do STF, o ministro Luiz Fux, se irritou com uma das colocações da defesa das igrejas por ter citado JESUS, ele quase é tomado pelos demônios por tanta raiva., mas ainda há esperança de ele ddar uma voto a favor. Ele suspendeu a sessão para dar continuidade ao julgamento no dia dessa quinta-feira (08).

Faltam sabermos dos outros nove, se há mais algum satanista entre os que estão no mais alto poder de nossa corte. Kassio Nunes é contra o fechamento das igrejas.

O fechamento das igrejas é uma ideia com subterfúgio de salvar vidas, no entanto os metrôs e os ônibus continuam andando lotados.