Sorrento anuncia anticorpo contra a COVID-19 com resultado de 100% em teste in vitro

plasma coronavirus
STI-1499, um potente anticorpo anti-SARS-CoV-2, demonstrou capacidade de inibir completamente a infecção por coronavírus in vitro em estudos pré-clínicos.

A Sorrento Therapeutics anunciou que o STI-1499, um anticorpo anti-SARS-CoV-2, demonstrou ser capaz de inibir 100% do coronavírus em testes in vitro.

A Sorrento pretende gerar um coquetel de anticorpos que funcionaria como um “escudo protetor” (COVI-SHIELD) contra a infecção por coronavírus SARS-CoV-2 e permaneceria eficaz, mesmo que as mutações virais tornassem uma única terapia de anticorpo menos eficaz ao longo do tempo.

Sorrento tem examinado bilhões de anticorpos que possui em sua biblioteca proprietária de anticorpos totalmente humanos G-MAB. Até agora identificou centenas de candidatos a anticorpos que se ligam à subunidade S1 da proteína SARS-CoV-2 Spike.

Cerca de uma dúzia desses anticorpos demonstraram a capacidade de bloquear a interação da proteína S1 com a enzima conversora de angiotensina 2 humana (ACE2), o receptor usado para a entrada viral nas células humanas.

Esses anticorpos bloqueadores foram ainda testados quanto à sua capacidade de inibir a infecção pelo vírus SARS-CoV-2 em um modelo in vitro de infecção pelo vírus SARS-CoV-2.

Entre os anticorpos que mostram atividade neutralizante, um anticorpo se destacou por sua capacidade de bloquear completamente a infecção por SARS-CoV-2 de células saudáveis ​​nas experiências. O STI-1499 neutralizou completamente a infectividade do vírus em uma dose muito baixa de anticorpos, tornando-o um candidato principal para testes e desenvolvimento. Análises bioquímicas e biofísicas também indicam que o STI-1499 é um candidato potencialmente forte para um tratamento da COVID-19.

O STI-1499 provavelmente será o primeiro anticorpo no coquetel de anticorpos (COVI-SHIELD) que está desenvolvendo, como anunciado recentemente. Também é esperado que o STI-1499 seja desenvolvido como uma terapia autônoma (COVI-GUARD) devido à alta potência que ele exibiu em experimentos até o momento.

A atual unidade de fabricação de anticorpos a Sorrento, em San Diego, espera ser capaz de produzir até duzentas mil doses por mês. O objetivo da empresa é produzir até um milhão de doses, mesmo que haja risco, enquanto busca a aprovação do FDA.

A empresa também está buscando apoio governamental e parceiros farmacêuticos para aumentar a capacidade de fabricação da STI-1499, com o objetivo de fornecer dezenas de milhões de doses em um curto período para atender à grande demanda projetada.

“Nosso anticorpo STI-1499 mostra um potencial terapêutico excepcional e pode potencialmente salvar vidas após o recebimento das aprovações regulatórias necessárias. Estamos trabalhando dia e noite para concluir as etapas necessárias para que este tratamento seja aprovado e disponível ao público”, afirmou Dr. Henry Ji, Presidente e CEO da Sorrento.

As ações da empresa disparam até 240% nos EUA após o anúncio do potencial tratamento.

PFarma

Leave a Comment