Senador entra com ação contra o fim de força-tarefa da Lava Jato

CPI HSBC
Senador Randolfe Rodrigues (PSOL) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

São Paulo – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) entrou com uma ação na Justiça Federal de Macapá, no Amapá, contra a decisão da PF de encerrar a força-tarefa exclusiva da Operação Lava Jato em Curitiba (PR).

De acordo com a assessoria de imprensa do partido, a ação pede suspensão liminar dessa mudança até que o Ministério da Justiça apresente estudos conclusivos sobre os impactos dessa medida na Lava Jato.

Em nota, a Rede afirmou que o senador acredita que a decisão da Polícia Federal visa barrar o trabalho dos investigadores contra políticos e empresários, imprimindo o “conviventemente letárgico ritmo processual que paralisa tais investigações em outras instâncias”.

Para o senador, o Planalto não deve atacar diretamente a operação, por temer protestos da opinião pública, mas não deixará de se valer de “golpes sofisticados aos trabalhos da Justiça”, com medidas que, “embora se revistam de aparente legalidade, não passam de militância escusa, contra a força-tarefa”.

Entenda

Na tarde de quinta-feira (7), a PF anunciou que vai encerrar o grupo de trabalho exclusivo das operações Lava Jato e Carne Fraca em Curitiba (PR). Em nota, a polícia informou que os investigadores passarão a integrar a Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas (Delecor), dentro da superintendência da PF.

Segundo a instituição, a medida visa “priorizar ainda mais as investigações de maior potencial de dano ao erário, uma vez que permite o aumento do efetivo especializado no combate à corrupção e lavagem de dinheiro e facilita o intercâmbio de informações”.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/senador-entra-com-acao-contra-o-fim-da-forca-tarefa-da-lava-jato/