Rádio AM do Nordeste pode gastar entre 10 a 85 mil reais para transformar em FM

wduweuwei
IEADERN pretende gatar mais do que emissoras do Estado de São Paulo, 3 milhões de reais é a proposta da arrecadação entre os fieis, para transformar a rádio AM Nordeste Evangélica em FM.

Segundo informações do Ministério de Comunicação, algumas rádios AM que irão ser convertidas em FM, poderão gastar aproximadamente, uns 85 mil reais, para comprar tudo que tenha que ser mudado. Terá que ser mudado o receptor e transmissor de sinal da antena, os transmissores internos e outros equipamentos. O governo federal vai manter um financiamento para ajudar as empresas de comunicação de rádios.

De forma especulativa, uma rádio de porte maior no Nordeste, pode chegar a  gastar entre duzentos e trezentos mil reais.

A migração é obrigatória, de 1.781 emissora AM no país, cerca de 1.400 querem a mudança.

“O rádio AM vai morrer, é uma tendência para o mundo todo”, diz Luiz Roberto Antonik diretor-geral da Abert (associação que reune emissoras de rádios e TV) ao jornal Folha de São Paulo.

Em outras informações, são de que pequenas emissoras do nordeste poderão gastar cerca de 10 mil reais; enquanto as grandes emissoras do Estado de São Paulo, podem chegar a gastar até 2,5 milhões de reais; o que não se compara com nem uma rádio de Natal, ou do Rio Grande do Norte.

De acordo com Figueiredo, Ministério das Comunicações busca linhas de crédito, em parceria com o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), para facilitar o pagamento do preço da outorga e a aquisição de equipamentos que permitam a transmissão de AM para FM.

“A evolução se dará na velocidade que for mais adequada para que não haja prejuízo para as emissoras nem para o usuário, para o ouvinte. Não existe prazo estipulado”, concluiu dizendo no site do governo federal.