Prefeitura de Natal decreta estado de emergência pela chuva e convoca gestores da região metropolitana para reunião

Chuva em Natal — Foto: Pedro Vitorino/Cedida

O prefeito Álvaro Dias (MDB) instalou o gabinete de crise e decretou estado de emergência no Município de Natal, em função das chuvas que atingem a capital potiguar desde a última quarta-feira (11), segundo informou o município nesta sexta-feira (13). Uma reunião foi convocada para a tarde desta sexta-feira (13), no Palácio Felipe Camarão, com os prefeitos da região metropolitana.

Segundo a Defesa Civil da cidade, já choveu cerca de 170 mm desde a quarta (11), o que provocou o transbordamento de lagoas e desabrigou famílias na Zona Norte da capital. Ficou determinado ainda um local para abrigar pessoas que tiveram que deixar suas casas. Somente entre as 7h de quinta (12) e 7h desta sexta (13), a Emparn registrou 135 mm na capital.

“Determinei que o Centro de Convivência Ivone Alves, que fica no bairro de Nova Natal, seja preparado para receber os desabrigados. Uma equipe da Semtas (Secretaria Municipal de Trabalho e da Assistência Social) estará acolhendo essas pessoas. Muitas delas vêm do bairro de Nossa Senhora da Apresentação, que foi muito atingido”, explicou o prefeito. A equipe da Semtas ainda está realizando um levantamento para saber o número de desabrigados no local.

Quatro lagoas transbordaram na cidade: Cidade da Esperança, Preá, Santarém e São Conrado. De acordo com a Prefeitura, a Defesa Civil e a Secretaria de Obras de Natal (Semov) estão realizando, de forma emergencial, a compra de seis bombas de drenagem, sendo quatro fixas e duas móveis. A expectativa é para que, em 72 horas, as fixas já estejam instaladas e bombeando as águas excedentes, diminuindo os alagamentos.

Aplicativo

A Prefeitura de Natal recomenda utilização do aplicativo Natal Digital, disponível para smatphones, para que as pessoas possam registrar, em tempo real, ocorrências sobre problemas no tráfego ou outros danos que tenham sido causados pela chuva. O aplicativo pode ser baixado pelas plataformas Apple e Android. Também está disponível o serviço telefônico 190 para a mesma finalidade.

Problemas

As chuvas geraram problemas nas cidades da região metropolitana da capital. Em São Gonçalo do Amarante, um menino de 9 anos morreu atingido por um muro que desabou.

Em Parnamirim, as chuvas derrubaram muro de um cemitério e a água acabou “cavando covas” e deixando caixões à mostra. Um corpo acabou saindo do caixão.

Na capital, foram registrados casos de transbordamento de lagoas de captação e alagamentos de casas na Zona Norte. O trânsito da cidade também ficou lento em avenidas importantes e semáforos chegou a quebrar.

Na Zona Sul, o muro de um prédio com 70 apartamentos desabou e a água levou terra para dentro do estacionamento, atingindo veículos. Ninguém ficou ferido.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte