Assembleia Legislativa aprova projetos e encerra período extraordinário

Vinte dias de convocação extraordinária e oito projetos aprovados. Esse é o balanço do período extraordinário iniciado em 11 de janeiro deste ano e finalizado nesta quarta (31) na Assembleia Legislativa. A última sessão plenária debateu mérito de projetos de iniciativa do Governo do Estado e concluiu o período com a aprovação de quatro matérias do pacote que busca a recuperação fiscal e financeira do Estado. As matérias foram a Plenário após tramitarem nas comissões técnicas da Casa e terem sido anunciadas no início da semana. Também por meio de votação, foi retirado de pauta o projeto que trata sobre a extinção de adicionais por tempo de serviço a servidores públicos estaduais, conhecido como Quinquênios.

Dentre as matérias aprovadas, consta a que dispõe sobre a concessão de abono especial, de caráter indenizatório, aos servidores públicos e pensionistas pagos pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado (Ipern). A proposição busca conceder compensação financeira aos beneficiários em razão do atraso no pagamento do 13º salário de 2017.

De acordo com o deputado Carlos Augusto Maia (PSD), o projeto é benéfico para os servidores. “Todas as categorias que não receberam a gratificação em dezembro serão beneficiadas”. Para José Dias (PSDB), o projeto é importante “uma vez que o Governo se compromete a pagar empréstimo bancário feito pelo servidor”.

Um outro projeto aprovado é a proposta de instituição do Regime de Previdência Complementar, que assegura ao servidor estadual o direito de optar pela sua permanência no Regime Próprio, fazendo jus ao teto fixado pelo regime geral, ou optar por se aposentar com proventos superiores ao teto, efetuando pagamento excedente.

“Vários estados já aderiram a esse sistema, que não traz qualquer prejuízo para os novos servidores públicos”, avalia George Soares (PR), relator da matéria na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF). A opinião do parlamentar é compartilhada também pelo deputado Kelps Lima (Solidariedade). “Um importante instrumento que não atinge os atuais servidores. São regras novas para os servidores que entrarem mediante concurso”, explica. Para Fernando Mineiro (PT), o projeto é relevante, mas carece de informações.

Ainda em se tratando do regime de previdência do Estado, foi aprovada a proposta que que altera dispositivos da Lei Complementar Estadual nº 308, de 25 de outubro de 2005, que reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social do Estado e reorganiza o Ipern, buscando novo disciplinamento para o recolhimento das contribuições previdenciárias em favor do órgão gestor previdenciário.

Na área da Segurança Pública, foi aprovada a matéria que trata sobre o pagamento de diária operacional no âmbito dos órgãos integrantes do Sistema Estadual de Segurança Pública. A medida disciplina a concessão de diárias operacionais a policiais civis e militares, bombeiros, agentes penitenciários e servidores do ITEP, submetidos a regime de escala de plantão. A carga horária foi alterada de 8 horas para 6 horas, garantindo benefícios ao servidor.

“É uma medida importante de valorização dos agentes da segurança pública do nosso Estado e que poderá garantir um reforço no policiamento para oferecer mais segurança e tranquilidade ao cidadão que tem sido alvo do crescimento da violência no Rio Grande do Norte”, frisou Márcia Maia (PSDB).
A sessão plenária contou com a participação de todos os 24 parlamentares.

Quinquênio

A partir de entendimento junto aos demais parlamentares, o deputado Albert Dickson (PROS) apresentou requerimento à Mesa Diretora solicitando a retirada da pauta de votações da mensagem governamental nº 189, que dispõe sobre a extinção da concessão dos benefícios de quinquênio e anuênio aos servidores estaduais. O pedido foi aprovado à unanimidade. “Essa proposta necessita de um debate maior com a sociedade”, justificou Albert.

A retirada da matéria da pauta de votações foi respaldada também pelo líder do Governo na Casa, deputado Dison Lisboa (PSD), que alegou que a decisão foi acordada junto ao Executivo Estadual. “O entendimento que todos na Assembleia temos é o desejo de conciliar o servidor”, falou ele.

Kelps Lima é contra os servidores pedir empréstimo para pagar seus próprios salários

Resultado de imagem para Kelps Lima

O deputado estadual Kelps Lima, do Solidariedade, é contra o projeto do governo em que autoriza aos servidores a pedir empréstimo para pagar seus próprios salários. Ele diz que isso é um absurdo e que vai votar contra esse projeto.

O projeto é um dos 5 que serão votados hoje, 31, na Assembleia Legislativa, do denominado “RN Urgente”.

Os empréstimos serão pagos juntamente com os juros dos abonos em que o governo pagará em seis vezes. Isto é, o governo se responsabiliza em pagar os juros.

CNH Digital já está disponível em Minas: saiba como funciona

Documento poderá ser baixado para o celular por meio de um aplicativo com senha. Ele gera um QR Code que pode ser lido por outro aparelho, confirmando a autendicidade
(foto: Cristiane Silva/EM/DA Press)

Motoristas de Minas Gerais já podem solicitar gratuitamente junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e), que poderá ser acessada por meio de um aplicativo para celular. Para ajustes técnicos de alguns órgãos e entidades de trânsito, a emissão obrigatória em todo o país foi adiada para 1º de julho. No entanto, em Minas, o documento já começa a valer a partir desta quinta-feira, 1º de fevereiro, e será aceito em todo o território nacional, segundo o Departamento de Trânsito do estado (Detran-MG).

A novidade foi apresentada em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira. “É um documento digital com toda a clareza e possibilidade de conferência e exportação de dados”, explicou o delegado José Marcelo de Paula Loureiro, coordenador de Administração de Trânsito do Detran-MG.

“É o primeiro documento digital posto a serviço do cidadão. A partir de 2 de maio de 2017, as CNHs com QR Code (Quick Response Code, que pode ser lido por meio de um aplicativo) começaram a ser feitas em Minas Gerais. A partir delas podem ser feitas as novas CNHs (digitais). Da nossa população de condutores de cerca de 6,6 milhões, cerca de 1,2 milhão já tem o novo modelo da CNH”, detalha o delegado. Os motoristas que já possuem o novo modelo de CNH de 2017 e estão com os dados atualizados no Detran, como e-mail e telefone celular, já podem solicitar o documento eletrônico no site do Denatran.

 

 

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2018/01/31/interna_gerais,934852/cnh-digital-ja-esta-disponivel-em-minas-saiba-como-funciona.shtml

Principais notícias desta quarta-feira (31) para começar o dia bem informado:

Resultado de imagem para Bolsonaro
Foto: da Internet
  • Nos cenários sem Lula, Bolsonaro lidera com 18% a 20% no Datafolha. Apesar de condenado em segunda instância, o ex-presidente se manteve estável na liderança das pesquisas. Defensores do governo Temer não passam de 2%.
Resultado de imagem para temer
Foto: da Internet
  • Temer reajusta salários e desiste de reonerar folha. Medida Provisória 805, que postergou o aumento, foi suspensa por liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal.

 

Resultado de imagem para donald trump
Foto: da Internet
  • Em discurso, Trump faz apelo urgente à unidade dos EUA. Presidente defendeu as conquistas de seu governo e reforçou sua intenção de priorizar os interesses americanos.
Resultado de imagem para Lula
Foto: da Internet
  • STJ nega pedido para evitar prisão de Lula após segunda instância. No habeas corpus preventivo, a defesa de Lula alegou que o entendimento do STF sobre a prisão após a segunda instância não é de aplicação obrigatória. Prazo para prisão pode ir de 3 meses até 4 anos.
Resultado de imagem para Petrobrás
Foto: da Internet
  • Petrobras faz pré-pagamento de dívida de US$ 2,8 bi com China Development BankAdicionalmente, a companhia realizou, em 26 de janeiro, o saque de US$ 2 bilhões do novo financiamento contratado com o banco no final de 2017.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/mercados/bolsonaro-lidera-datafolha-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/

STJ nega pedido para evitar prisão de Lula após segunda instância

Resultado de imagem para Lula
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – Givaldo Barbosa / Agência O Globo  

 

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, negou hoje (30) habeas corpus preventivo para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na decisão, Martins, que está no exercício da presidência do STJ, negou pedido feito pela defesa do ex-presidente para impedir a eventual execução provisória da condenação, após o último recurso que será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre.

A possibilidade de prisão para execução provisória da condenação do ex-presidente ocorre em função do entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que valida prisão de condenados pela segunda instância da Justiça, mesmo cabendo recurso aos tribunais superiores.

No habeas corpus preventivo, a defesa de Lula alegou que o entendimento do STF sobre a prisão após a segunda instância não é vinculante, ou seja, de aplicação obrigatória. Dessa forma, segundo os advogados, o TRF4 não poderia ter determinado a execução provisória da condenação, na decisão da semana passada.

“Se não é possível o cumprimento antecipado da pena a partir do acórdão que realiza simples menção aos julgados da Excelsa Corte [STF] que o autorizaram, que dirá da decisão que apenas faz referência a entendimento sumular do Tribunal Regional?”, questionou a defesa.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/stj-nega-pedido-para-evitar-prisao-de-lula-apos-segunda-instancia/

Governo examinará novo sistema de videomonitoramento de segurança nesta quarta (31)

Modelo da câmera que será avaliado – Foto Grifo Comunicação
O Governo do Estado vai realizar um exame prático sobre o novo sistema de videomonitoramento que auxiliará na segurança pública do Estado nesta quarta-feira (31), a partir das 14h, na Rota do Sol, nas proximidades Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI).
Essa avaliação faz parte da licitação que distribuirá 184 câmeras de alta tecnologia para o Estado. Sendo: 140 câmeras móveis com zoom de 30x capaz de identificar os veículos e seus ocupantes, cobrindo uma área de um quilômetro de raio visualizando também espaços urbanos e e comércio; e outras 44 câmeras capazes de ler placas de automóveis e motos e já identificar as que possuem queixas de furto e roubo instantaneamente tanto de dia, como em condições de total ausência de luz. A empresa que será avaliada esta é a potiguar Interjato Soluções, que apresentou uma proposta de R$ 6,9 milhões para instalação dos equipamentos em 120 dias após a assinatura do contrato. Valor este mais de 30% abaixo do global estimado, de R$ 10 milhões.
O diretor da empresa destacou a importância dos equipamentos para a segurança pública e  a economia para os cofres públicos. “Estamos mostrando que o RN tem tecnologia dentro de casa capaz de ajudar a segurança pública e que empresas locais podem ser competitivas, deixam os impostos em nosso estado. Serão câmeras que não só farão o monitoramento remoto, mas que também passarão informações estratégicas e em tempo real para os setores de segurança pública. O sistema é tão complexo que identifica até tentativas de sabotagem e passagem de carros a mais de 120km/h, sempre com informações em tempo real”, contou.
Ao todo serão avaliados 30 itens entre os softwares implementados e os dois tipos de câmeras. Estarão presentes membros da comissão de licitação, representantes do Governo do Estado e da própria empresa avaliada para mostrar o funcionamento dos equipamentos e para demonstrar toda a capacidade técnica de instalação e operação.

Duas teses se confrontam: afinal, Bolsonaro ganha ou perde terreno sem Lula na disputa?

Lula e Bolsonaro
Lula e Bolsonaro (Reprodução/ Ricardo Stuckert e Câmara)

Com a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vista como praticamente impossibilitada após a condenação em segunda instância por 3 a 0 e concordância na aplicação de uma pena de prisão de 12 anos e um mês pelos desembargadores, as análises sobre quem deve herdar as intenções de voto que o até então líder nas pesquisas possui e quem mais sai ganhando com a saída do petista do páreo ganham destaque.
Marina Silva e Ciro Gomes aparecem nos primeiros lugares como os principais herdeiros – mas é outra questão que passou a ganhar maior destaque. Afinal, há duas teses bem díspares sobre o assunto, que envolve qual será o saldo para o segundo colocado até agora na disputa, Jair Bolsonaro, da eventual saída de Lula da disputa.

Por um lado, há quem veja que a saída de Lula pode beneficiar Bolsonaro em alguns redutos petistas, principalmente no Nordeste, o que já era uma preocupação do PT antes mesmo de sair a sentença pior do que a esperada pela legenda. Por outro, há quem veja o discurso do parlamentar pode perder força, uma vez que ele apostava na polarização – fazendo com que ele murchasse já que haver “anti-Lula” não seria algo tão importante no pleito já que o petista não estaria na disputa.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Segundo afirmou o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, em entrevista na semana passada para o Valor Econômico, Bolsonaro herdaria 6% dos votos do petista. “Essa transferência para Bolsonaro se dá porque é elevada a falta de representatividade política e a maior preocupação do brasileiro hoje é com a violência. Respostas simplistas como a de Bolsonaro atraem”, afirmou à publicação. O mesmo jornal, inclusive, destacou uma reportagem apontando que um reduto do lulismo em Recife tendia para Bolsonaro.

Para a Eurasia, Bolsonaro segue competitivo mesmo com Lula fora da disputa. “Alguns especialistas apontam que o nome de Bolsonaro subiu nas pesquisas devido à sua forte retórica anti-PT e anti-Lula. Como tal, a provável desqualificação de Lula tiraria um saco de pancadas da disputa e, consequentemente, desinflaria a sua candidatura presidencial”, afirmam os analistas.

Tal avaliação subestima os catalisadores por trás do sucesso de Bolsonaro, aponta a Eurasia. A análise das redes sociais sugere que Bolsonaro tem uma base de apoio profunda e fiel que varia de 10% a 15% da população, e muito disso tem a ver com os profundos níveis de desencantamento contra o establishment político brasileiro. Segundo a consultoria, “Bolsonaro não é o candidato anti-Lula. Ele é o candidato anti-establishment e a saída de Lula não diminuirá seu apelo”, aponta.

Compartilhando dessa opinião, o sócio da Arko Advice, Cristiano Noronha, ressalta que o cenário sem Lula é de um candidato competitivo a menos na disputa, ao mesmo tempo em que a indignação com a violência e o desgaste envolvendo várias legendas podem favorecer ao Bolsonaro. “A principal rivalidade do Bolsonaro não necessariamente é com o Lula, mas com a classe política em geral e os problemas relacionados à segurança pública”, avalia.

Mas há quem discorde dessa avaliação, como o cientista político Carlos Pereira, da FGV-Rio. Em entrevista à alemã DW, ele apontou que Bolsonaro paradoxalmente deve perder espaço em uma disputa sem Lula. “Ele vai esvaziar por não fazer parte de um partido com capilaridade no país e porque seu apelo depende muito de se apresentar como um anti-Lula”, afirmou.

De qualquer forma, a avaliação corrente é de que, independentemente do cenário que se desenha sem Lula, Bolsonaro tem fragilidades para a disputa eleitoral que podem comprometer as suas chances de ir mais longe no pleito. “Acredito que Bolsonaro deva perder votos por outras questões. Uma delas é que ele tem um apoio partidário modesto, com pouco tempo de TV. Outro aspecto é que ele não reage muito bem quando confrontados com temas polêmicos. Tende a responder com grosseria, algo que prejudicou muito Ciro Gomes em 2002”, destaca Cristiano Noronha. Já para a Eurasia, ele certamente enfrentará grandes dificuldades em qualquer cenário no segundo turno – mas é um candidato competitivo para chegar ao segundo turno da eleição.

 

Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7234033/duas-teses-confrontam-afinal-bolsonaro-ganha-perde-terreno-sem-lula

Carmem Lúcia diz que mudar regra por causa de Lula é diminuir o STF

Resultado de imagem para Carmen Lúcia
Foto: da internet

 

O STF vem mantendo que os condenados em segunda estância, por um colegiado, podem serem presos; no entanto, há uma ideia já discutida por Dias Toffoli, e vencido em plenário, de que só deve  haver prisão após condenação do STJ, o que o PT tenta rediscutir o assunto no Supremo Tribunal Federal. Mas a presidente do STF, a ministra Carmem Lúcia, diz que isso é apequenar o Supremo mudando as regras apenas por causa da condenação de Lula.

A justiça brasileira finda ficando refém dos outros dois poderes. No caso, dos poderes legislativos e executivos. Já que os desembargadores e ministros da justiça são indicados pelo executivo e sabatinados pelo legislativo.

A justiça poderia ser mais livre no sistema. Sabemos que os três poderes são unos, que não há hierarquia  entre os poderes. Mas subjetivamente, os ministros ou desembargadores sempre estarão preso a esse ou aquele partido político, o que é um mal para o poder judiciário.

Em reunião conjunta, comissões liberam cinco matérias para votação em plenário

As Comissões de Finanças e Fiscalização (CFF) e de Administração, Serviços Públicos e Trabalho realizarem reunião extraordinária nesta segunda-feira (29), discutiram, votaram e aprovaram  mais cinco matérias que seguiram para o plenário para votação final.

Entre as matérias, a mensagem do Executivo 183,  que trata do Regime Próprio de Previdência do Rio Grande do Norte. As outras matérias aprovadas foram as encaminhadas pelas mensagens: 184  que trata das diárias operacionais do sistema de segurança pública; com rejeição de emenda apresentada na CCJ reduzindo a carga horária de oito para seis horas; a 050 que Institui o Regime Previdenciário Complementar: a 189 que trata dos Adicionais por Tempo de Serviço e a mensagem 191 que concede abono especial de caráter indenizatório e transitório aos servidores.

Participaram da reunião os deputados George Soares (PR), José Dias, Getúlio Rego, Tomba Farias (PSB) e Cristiane Dantas (PCdoB).

Plenário

As apreciações nas Comissões Temáticas da Casa possibilitaram que cinco matérias de iniciativa do Executivo Estadual fossem anunciadas, em sessão ordinária, nesta segunda (29), para deliberação final no plenário. Dentre os projetos lidos, consta a mensagem nº 191, que dispõe sobre a concessão de abono especial, de caráter indenizatório e transitório, aos servidores públicos e pensionistas pagos pelo Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do RN (Ipern).

As mensagens nº 189 e 184 também foram anunciadas durante a sessão. A primeira delas trata sobre a extinção de adicionais por tempo de serviço no âmbito da Administração Direta, Indireta e Fundacional do Estado. A segunda dispõe sobre o pagamento de diária operacional no âmbito dos órgãos integrantes do Sistema Estadual de Segurança Pública.

Referentes ao regime de previdência social, foram anunciadas ainda as mensagens nº 183, que altera dispositivos da Lei Complementar Estadual nº 308, de 25 de outubro de 2005, que reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social do Estado e reorganiza o IPERN, e a mensagem nº 050, que institui o Regime de Previdência Complementar para servidores estaduais efetivos.

Luiz Gomes é reconduzido à presidência do Patriota em encontro nacional da sigla

A direção nacional e direções regionais do Patriota, ex-Partido Ecológico Nacional (PEN), se reuniram neste final de semana em Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo para discutir os rumos da sigla. Na oportunidade, foi confirmada a recondução do advogado Luiz Gomes à presidência regional do partido no estado do Rio Grande do Norte, com total autonomia para fazer a condução política do partido no estado.
Participaram da reunião os membros do Conselho Político Nacional, presidentes estaduais e deputados da bancada federal da sigla.
As mudanças estatutárias que eram exigidas pelo então pretenso filiado Jair Bolsonaro não serão aplicadas, portanto o partido não ficará vedado à conversações nem possíveis coligações com outras siglas com vistas às próximas eleições. Cada Presidente Regional  analisará a conjuntura local para possíveis coligações de maior conveniência para o crescimento e fortalecimento do partido.
De acordo com o presidente regional Luiz Gomes, outra mudança significativa dos estatutos, que o Patriota não se denomina partido de direita, é um partido ecológico que tem bandeira política da sustentabilidade, ecologia e a democracia, e assim continuará sendo conduzido. “Assim, o ex-PEN e hoje Patriota volta à sua normalidade”, observou.
Congresso Regional do RN
O presidente Nacional, Adilson Barroso, confirmou que para o fortalecimento do Patriota 51 em todo o Brasil, recomendou para que sejam  promovidos Congressos Regionais, confirmando que o Rio Grande do Norte está previsto para o dia 3 de março de 2018. O evento no estado será coordenado pelo presidente Luiz Gomes com o apoio e participação dos diretórios municipais, parlamentares, suplentes e todos os filiados.
“O partido retoma com força as preparações e definições das suas atividades no estado, e vamos conduzir os trabalhos para obtermos os melhores resultados no pleito de 2018”, ressaltou Gomes.

PSOL não fará aliança com o PT no RN

Resultado de imagem para Robério Paulino
Foto: Da Internet

O professor Robério Paulino, do PSOL, disse agora a pouco no programa Boa Tarde Cidadão, de Robson Carvalho, que não fará aliança com o PT apoiando a candidatura de Fátima Bezerra (PT) para o governo do RN. Ele  disse que o PT escolheu seguir com o atual governador em 2014, e agora deve sofrer as consequência do mal governo Robinson.

Também afirmou que não apoiará a oligarquia de Carlos Eduardo Alves, do PDT. Que ele, Paulino, tem a possibilidade de sair candidato a deputado estadual juntamente com a ex-vereadora Amanda Gurgel.

Se depender dos esquerdista o PT seguirá sozinho em todo Brasil.

Quadrilha dos EUA vendia material descartável reutilizado em hospitais no ES, diz polícia

Reprodução da TV Globo/Fantástico 

A ‘Operação Lama Cirúrgica’, que investiga a falsificação e fornecimento de materiais hospitalares descartáveis reutilizados em um hospital particular na Serra, Grande Vitória, apontou uma quadrilha dos Estados Unidos como responsável pela venda dos produtos à empresa Golden Hospitalar.

Dois empresários e um enfermeiro foram presos, suspeitos do esquema, no dia 16 de janeiro. As investigações apontam que os produtos que deveriam ser usados apenas uma vez foram reutilizados 2.536 vezes.

Foi descoberto, ainda, o envolvimento de uma terceira empresa, a Esterileto, contratada pela Golden para esterilizar os produtos.

“Há envolvimento de médicos, de empresários, empresas que vendem esses materiais e são utilizados em cirurgias ortopédicas, de enfermeiros, instrumentadores, que utilizam, basicamente, materiais cujo reuso é proibido”, falou o secretário de Segurança Pública, André Garcia.

Fonte: https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/quadrilha-dos-eua-vendia-material-descartavel-reutilizado-em-hospitais-no-es-diz-policia.ghtml

Lista de aprovados na 1ª chamada do Sisu 2018 é divulgada

Estudante confere lista do vestibular
Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação utilizado por instituições públicas de educação superior na oferta de vagas a estudantes (Marcos Santos/USP Imagens/Reprodução)

A lista de candidatos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018 já está disponível para consulta na internet.

Estão sendo oferecidas, ao todo, 239.716 vagas em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

O período de matrícula dos aprovados começa amanhã (30) e vai até 7 de fevereiro.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação utilizado por instituições públicas de educação superior na oferta de vagas a estudantes, com base nas notas obtidas no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

 

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/lista-de-aprovados-na-1a-chamada-do-sisu-2018-e-divulgada/

HQ potiguar é selecionado ao prêmio de melhor quadrinho alternativo em festival internacional na França

O Amor em Quadrinhos, livro bilíngue lançado em agosto de 2017 no Rio Grande do Norte através do Catarse, site de financiamento coletivo, foi selecionado entre os melhores quadrinhos independentes do mundo.

O HQ traz poesias do livro O Amor é …108 poemas para simplificar a vida, da escritora Glácia Marillac, roteirizadas pela historiadora Milena Azevedo e ilustradas por 15 artistas nacionais: Germana Viana, Dika Araújo, Blenda Furtado, Renata Nolasco, Talles Rodrigues, Daniel Brandão, Wendell Cavalcanti, AnaLu Medeiros, Cristal Moura, Jackie Monteiro, Vinasz, Raíssa Bulhões, Estrela Santos, Dany Melo e Carlos Victor Rosso. A capa é de autoria do mineiro Vitor Cafaggi, um dos desenhistas mais premiados do Brasil.

O livro faz com que crianças, jovens e adultos sejam tocados por palavras e imagens que levem à reflexão e gerem posicionamento ativo para o bem-estar em suas vidas”, explicou a historiada Milena Azevedo.

O Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême acontece anualmente no final do mês de janeiro na França, é o maior e mais prestigiado evento de quadrinhos da Europa, e em 2018 chega à sua 45ª edição com três títulos brasileiros selecionados concorrendo ao prêmio de melhor quadrinho alternativo: Amor em Quadrinhos (RN), Café Espacial #16 (SP) e Maria Magazine (PB), além de 28 trabalhos de vários países. O evento dura quatro dias e conta com uma extensa programação com premiações que se equivalem ao Oscar dos Quadrinhos.

PCdoB, PDT e Psol rejeitam proposta do PT de aliança de esquerda

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião com membos do PT, em São Paulo
Lula: falta de uma aliança deve pulverizar o campo ideológico na disputa pela presidência (Leonardo Benassatto/Reuters)

Brasília – O PCdoB, o PDT e o PSOL, que manifestaram apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula no julgamento do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), afirmam que não vão aderir à proposta do PT de uma “ampla” aliança de esquerda na eleição presidencial deste ano. Apesar de defender o direito de Lula se candidatar novamente ao Planalto, os dirigentes partidários ouvidos pelo Estado disseram que não vão desistir das candidaturas próprias, o que deve pulverizar o campo ideológico na disputa.

Ao insistir na candidatura de Lula, a Executiva Nacional do PT aprovou resolução que defende “uma ampla e sólida aliança” da esquerda em torno do líder petista. O documento foi divulgado na quinta-feira passada, um dia depois de a 8.ª Turma do TRF-4 confirmar a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e ampliar a pena imposta a Lula para 12 anos e 1 mês de prisão. Com a condenação pelo colegiado, a tendência é de que Lula – líder nas pesquisas de intenção de voto – seja enquadrado na Lei da Ficha Limpa e fique inelegível.

O PT promete levar a candidatura do ex-presidente até às últimas consequências, mas os antigos aliados PCdoB e PDT não aceitam abrir mão das pré-candidaturas presidenciais da deputada gaúcha Manuela D´Ávila e do ex-ministro Ciro Gomes, respectivamente.

O PSOL convidou para ser candidato à Presidência o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, nome ligado a Lula. Se aceitar, Boulos repetirá a estratégia de voo solo que o PSOL adota desde sua fundação, em 2004, fruto de uma dissidência da legenda petista.

 

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/siglas-rejeitam-proposta-do-pt-de-alianca-de-esquerda/