‘Estou me sentindo desafiado’, diz governador sobre violência no RN

4753577

 

O governador Robinson Faria disse estar indignado com a onda de violência no Rio Grande do Norte e anunciou que fará mudanças na equipe. Em entrevista ao RNTV 1ª edição desta quinta-feira (21) ele informou que vai se reunir com a cúpula da segurança pública nesta tarde para tratar dessas mudanças.

“Essa indignação da população também é a mesma do governador. O meu sentimento também é de revolta, de tristeza, eu também sou cidadão, sou pai de seis filhos e não me conformo. Isso aumenta bastante a motivação do governador, eu estou me sentindo desafiado, isso faz eu tomar medidas de adequações, inclusive de mudanças na equipe”, disse o gestor.

Robinson Faria disse que o governo vem investindo em segurança, mas que os resultados alcançados estão abaixo da expectativa. Segundo ele, 3.300 policiais militares foram promovidos no ano de 2015 e o governo investiu em condições técnicas como armamento, equipamentos e veículos. “Tudo o que estava ao alcance do poder público a gente cumpriu”, afirmou.

Durante a entrevista o governador lamentou a morte da estudante universitária Maria Karoline Álvares de Melo, de 19 anos, que foi morta na tarde desta quarta (20) durante um assalto na Zona Norte de Natal. “Segurança pública eficaz é aquela que evita acontecer, não a que encontra o assasino. Porque a pessao já morreu, não vai trazer a vida dela de volta. Eu quero uma polícia que faça a segurança preventiva para dar a percepção de segurança para quem mora no RN”.

Ele disse ainda que mandou instaurar uma sindicância para apurar as constantes fugas no sistema prisional “para apurar o que está por trás dessas fugas nos presídios”. Uma nova fuga foi registrada nesta quinta na Penitenciária de Alcaçuz, a maior unidade prisional do estado.

Do G1

Frentes Parlamentares atuam em favor da sociedade

Na Casa do Povo, assuntos de interesse da população, seja para decisões referentes ao futuro econômico do Estado ou para melhorar a qualidade de vida dos potiguares, a Assembleia promove durante toda a legislatura ações e debates que tratam de ações voltadas aos principais temas em discussão no Estado. Para manter o debate e foco constante nesses assuntos, o Legislativo instala as Frentes Parlamentares, que são grupos temáticos compostos por deputados para a atuação direta e constante em áreas específicas. Os resultados têm sido expressivos, como a conquista do convênio de R$ 1,25 bilhão da Frente do Cooperativismo presidida por Ezequiel Ferreira para o desenvolvimento de projetos e programas sustentáveis.

O acordo foi celebrado com a Rússia através da BS&S LLC e a Agência Internacional de Promoção e Defesa da Economia Social, presidida pelo brasileiro Roberto Coelho, que também preside da Federação das Cooperativas do Brasil. Os recursos serão utilizados em ações, principalmente, no meio rural.

Com grande potencial para a exploração de energias renováveis, o Rio Grande do Norte possui a maior matriz para produção de energia eólica do Brasil, sendo o primeiro estado a superar 2 gigawatts de potência instalada. Por outro lado, a exploração de energia solar ainda é incipiente, apesar do crescimento dos investimentos no país, que superam os US$ 8 bilhões. Para mudar esse quadro, a Assembleia Legislativa criou a Frente Parlamentar de Energias Renováveis, que têm atuado em busca de alternativas para o desenvolvimento do setor. Entre audiências públicas, debates externos e conversas com especialistas, o grupo também promoveu encontros internacionais para a troca de conhecimentos no setor.

“As experiências no exterior estreitaram os contatos entre parlamentares potiguares com membros do setor público e privado de fora do país, especialmente da Europa”, afirma o deputado George Soares, presidente da Frente que trata sobre as energias renováveis. Esses encontros viabilizaram uma das parcerias mais importantes para o Rio Grande do Norte para 2016.

No campo, inclusive, a Assembleia tem buscado ampliar cada vez mais sua atuação. Além da Frente Parlamentar da Água, presidida pelo deputado Galeno Torquato, que trabalha diretamente em discussões sobre propostas que podem amenizar os efeitos da seca no interior potiguar, o Poder Legislativo também instalou a nova Frente Parlamentar de Incentivo aos Produtores Rurais, presidida pelo deputado Hermano Morais, que atuará na elaboração e debate de propostas voltadas ao fomento da produção agropecuária no Rio Grande do Norte. “Com toda certeza, as frentes parlamentares têm uma importância indiscutível para o Estado e continuarão seus trabalhos voltados aos setores que mais precisam da atenção do Legislativo”, garante o presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo, Ezequiel Ferreira.

Assessoria

Insegurança geral: uma mãe; uma filha; mortas por motivos fúteis.

ksjfoeisa
Gisele e Karoline, vítimas em comum da insegurança do Estado do RN

Há aproximadamente vinte dias atrás uma mãe, Gisela Paiva Mousinho, foi morta quando teve seu carro tomado de assalto por um grupo de bandidos. Sua filha havia ficado dentro do carro, quando a vítima fatal, suplicou pela liberdade da filha antes da partida dos marginais que roubaram seu carro. Uma bandida jovem atirou contra essa mãe que morreu em pleno horário de atividades do comércio, no início na noite do dia 02 deste.

Ontem (20), uma filha, estudante de turismo da UFRN, Maria Karoline, fazia uma caminhada para se manter saudável, na Avenida Itapetinga, Zona Norte de Natal; quando dois bandidos a abordaram para tomar seu celular. Acompanhada de sua irmã, que correu com medo dos bandidos, Karoline ficou a disposição de seus algozes. Levou dos tiros, e veio a falecer no local.

Duas vítimas, ou melhor, mais duas, em nosso Estado do Rio Grande do Norte, que clamam com suas vidas sacrificadas em defesa da própria vida.

Gisele, a mãe morta no segundo dia de 2016 e Maria Karolina, morta ontem (20), são representações de um clamor silenciado, sufocado e reprimido.

Diz à história que nos dias de chumbo da ditadura militar, foram muitos os que foram silenciados pela morte, desta vez comandada pelo o próprio governo ditador. Mas o que ocorre hoje no Brasil, não é um terror sequencial, onde todos têm medo? Governantes e governados a mercê de uma classe que emergem da desgraça da falta da educação, da disciplina, apenas para matar, roubar e destruir o que as famílias estão a construir.

Até quando o Rio Grande do Norte, Brasil, vamos focar nessa luta sem vencedores?

Perderemos mais inocentes nas ruas, em plena luz do dia, revelando nossa impotência perante nossos algozes?

Com a palavra os senhores políticos, representantes dos interesses do povo brasileiro.

Laurivan de Sousa

Famílias dos pilotos apontam falha no avião de Campos

Os advogados das famílias do piloto Marcos Martins e do copiloto Geraldo Magela da Cunha, que comandavam o avião no qual morreu o então candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, contestaram as conclusões do documento apresentado ontem pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e apresentaram hoje (20), na capital paulista, um relatório alternativo sobre o que teria causado o acidente. De acordo com o Cenipa, a falta de capacitação dos pilotos para operar a aeronave foi um dos fatores que contribuiu para a tragédia.

Eduardo Campos falou sobre seus planos de governo em sabatina com jornalistas
Eduardo Campos falou sobre seus planos de governo em sabatina com jornalistas Foto: Alan Morici / Terra
 Contratado pelas famílias dos pilotos, o comandante Carlos Camacho, especialista em acidentes aéreos que trabalha no caso, defende que houve falha no sensor de velocidade, cuja função é posicionar o estabilizador horizontal da aeronave. Um erro no funcionamento desse sensor, que é automático, provoca o abaixamento abrupto do nariz da aeronave, o que teria ocorrido no acidente em Santos.

Com a situação, explicou Camacho, os pilotos não tiveram tempo e altura suficientes para reposicionar o avião. Camacho destaca que o fabricante da aeronave, um modelo Cessna 560 XL, emitiu aviso de que o processo do recolhimento do flap com velocidade acima de 360 quilômetros por hora poderia provocar essa falha e gerar um acidente.

Os advogados do caso, Josmeyr Alves Oliveira e Ruben Seidl, citam duas falhas semelhantes, envolvendo o mesmo modelo de avião, mas que não resultaram em acidentes com mortes, uma vez que os pilotos voavam em alturas superiores. O avião de Eduardo Campos, por sua vez, estava a apenas 300 metros do solo.

Falha humana

Os advogados refutaram a hipótese de falta de capacitação dos pilotos. Ruben Seidl disse que eles tinham todo treinamento adequado e contavam com experiência na aviação. Os dois fizeram, juntos, 90 voos naquele mesmo avião. “Nenhum candidato à Presidência da República pegaria um novato para pilotar a aeronave, isso é bastante óbvio. Nós contestamos essa versão”, disse.

Para a defesa, os pilotos não estavam sob efeito da desorientação espacial no momento do acidente, já que tiveram a clareza para, após a arremetida, desviar do Monte Serrat, em Santos.

Josmeyr disse que os parentes dos pilotos ficaram indignados com o resultado da investigação do Cenipa. “Foi muito falado dos pilotos, em 70% do tempo falaram deles”, reclamou o advogado. Para Josmeyr, faltou uma análise aprofundada sobre as condições da aeronave.

Portal Terra

Polícia prende os assassinos da estudante Maria Karoline

Já estão presos os bandidos que mataram a estudante Maria Karoline, ontem na avenida Itapetinga, na zona Norte de Natal.

Os dois não eram menores como chegou a ser informado.

A estudante do curso de Turismo da UFRN é filha de um condutor do SAMU Natal.

Em solidariedade ao colega vítima de tragédia familiar, os colegas de trabalho suspenderam o atendimento para velar o corpo de Maria Karoline.

A estudante estava caminhando na avenida quando foi abordada pelos assatantes que lhe pediram o celular.

Mesmo sem reagir ela foi atingida por dois disparos.

Thaísa Galvão

Banco pega fogo após explosão a caixas eletrônicos em Natal

Com a explosão, as chamas destruíram parte da agência; criminosos fugiram sem levar o dinheiro dos terminais (Foto: Divulgação/PM)
Com a explosão, as chamas destruíram parte da agência; criminosos fugiram sem levar o dinheiro dos terminais (Foto: Divulgação/PM)

A agência do Banco do Brasil da Av. Tomaz Landim, uma das mais movimentadas da Zona Norte de Natal, pegou fogo na madrugada desta quinta-feira (21) durante uma tentativa de explosão a caixas eletrônicos. Segundo a Polícia Militar, os criminosos fugiram após a tentativa frustrada de saquear os terminais.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas no local. Pelo menos quatro caixas ficaram completamente destruídos. A Polícia Civil tenta identificar a quadrilha através das câmeras de segurança da agência.

Lei dos Agentes Penitenciários é sancionada pelo Governador do Estado

Matéria foi aprovada pelos deputados na última sessão ordinária de 2015

A Lei Complementar 566, que dispõe sobre o Estatuto da Carreira do Agente Penitenciário, aprovada pelos deputados na sessão deliberativa da Assembleia Legislativa que encerrou as atividades em plenário, no final do ano passado, foi sancionada nesta quarta-feira (20) pelo governador Robinson Faria (PSD) com publicação na edição de hoje do Diário Oficial do Estado. O documento estabelece as garantias, os direitos e deveres, a forma de ingresso, a estrutura do cargo, a forma de desenvolvimento na carreira e o sistema de remuneração.

A Lei define os princípios institucionais do Sistema Penitenciário do Estado do Rio Grande do Norte: hierarquia funcional e disciplina; respeito à dignidade e aos direitos da pessoa humana, garantindo a sua integridade física e moral, na forma estabelecida na Constituição Federal, na Constituição Estadual e na Lei de Execução Penal.

Estão incluídos ainda o exercício das atividades penitenciárias com probidade, moderação e respeito; isenção de ânimos pessoais no exercício de suas funções; compromisso com os fins da Execução Penal à luz das leis disciplinadoras da matéria; constantes buscas de formas alternativas à melhoria do sistema prisional, com vistas à ressocialização dos apenados.

Ainda constam como princípios a preservação da integridade física e moral da pessoa presa ou sujeita à medida de segurança, de vigilância e custódia e a promoção das medidas de reintegração socioeducativa de condenados e de conjugação da sua educação como o trabalho produtivo e reinserção social.

A Lei sancionada nesta quarta-feira revoga a Lei Complementar Estadual 266 de 11 de fevereiro de 2004 e um inciso da Lei Complementar Estadual 474, de 17 de setembro de 2012.

Jovem morta na ZN de Natal na tarde de ontem (20) era uma universitária da UFRN

Maria Karoline Álvares de Melo foi alvejada no peito (Foto: Cedida)
Maria Karoline foi alvejada no peito (Foto: Cedida)

Uma universitária de 19 anos foi morta com um tiro no tórax e outro na cabeça na tarde desta quarta-feira (20) em um assalto na Zona Norte de Natal. Maria Karoline Álvares de Melo caminhava pela Avenida Itapetinga, no bairro Potengi, com a irmã quando foi abordada por dois assaltantes. O crime aconteceu por volta das 16h30. Karoline morreu no local.

De acordo com informações da Polícia Militar, a universitária e a irmã dela caminhavam quando dois homens em uma moto anunciaram o assalto.

Ainda segundo informações da PM, elas entregaram os celulares e mesmo assim um dos bandidos atirou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Maria Karoline já estava morta. A irmã dela não foi ferida. Os criminosos fugiram.

G1

Jovem que fazia caminhada na Avenida Itapetinga é morta por causa de celular

 12439263_873560192765453_461732973326730774_n

Uma jovem de 19 anos, que caminhava na Avenida Itapetinga, Zona Norte de Natal, na tarde de hoje (20) acompanhada de sua irmã, foi surpreendida quando terminou sua caminha por dois marginais que as abordaram e anunciaram um assalto.

Segundo informações de populares, a irmã da vítima fatal correu por medo dos bandidos, enquanto a garota assassinada ficou no local, quando foi baleada no peito sofrendo morte imediata.

Como sempre os bandidos estavam em uma moto e capacetes, o que será difícil ser identificados. Caso alguém tenha alguma informação, queiram passar para a polícia pelo 190.

Em Madri, Henrique Eduardo Alves se reúne com ministros de turismo do Mercosul

50c8df3e-5648-42c7-8271-3a07b9462515

f2166444-8e4e-493d-bae1-52ad60a2e6e1

 

                               Argentina, Brasil, Chile e Paraguai discutem a criação de roteiros turísticos integrados em evento na Espanha

A Feira Internacional de Turismo (Fitur), em Madri, uma das maiores do mundo, serviu de palco para os ministros do Turismo do Brasil, Henrique Eduardo Alves; da Argentina, Gustavo Santos; do Paraguai, Marcela Bacigalupo; e do Chile, Javiera Montes, traçarem uma estratégia de promoção turística conjunta. Eles firmaram um pacto para estreitarem a relação dos países por meio do setor de viagens.

A secretária de Turismo do Chile, Javiera Montes, propôs a formalização da parceria por meio de um entendimento amplo e profundo com o Brasil a ser assinado na próxima reunião do Mercosul, em abril, no Uruguai. “Os dois países sairão fortalecidos”, comentou Javiera. O Chile é o terceiro país emissor de turistas para o Brasil, depois da Argentina e dos Estados Unidos, com 337 mil visitas em 2014. Em 2015, 460 mil brasileiros visitaram o Chile, segundo autoridades chilenas. O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, frisou que os dois países poderiam fazer promoções integradas.

Ainda na Fitur, Henrique Eduardo Alves encontrou-se pela primeira vez com o ministro do Turismo da Argentina do governo Maurício Macri, Gustavo Santos. “Temos muito trabalho a fazer juntos. Os nossos países têm ofertas turísticas complementares. São como um só destino”, afirmou o ministro. Amanhã os dois ministros têm uma reunião técnica na Fitur para detalhar a estratégia entre os dois países.

A Argentina é o principal destino emissor de turistas para o Brasil. Dos 6,4 milhões de estrangeiros que visitam o país, 1,74 milhões vêm do país vizinho, o equivalente a 27% do total. Neste verão está havendo um grande fluxo de argentinos para o Brasil, principalmente para Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Ministro Henrique Alves tem encontro com Rainha da Espanha

A presença da rainha Letícia, da Espanha, na abertura da Feira Internacional de Turismo de Madri revela a importância do evento para o turismo mundial, bem como da atividade para a economia da Espanha, ressaltou o ministro Henrique Eduardo Alves no encontro com a rainha e o Secretário-Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Taleb Rifai. O país é um dos mais visitados do planeta. A Espanha recebe 60 milhões de turistas por ano, dez vezes mais do que o número de estrangeiros que visitam o Brasil,  e tem na atividade turística uma das principais fontes geradoras de emprego e renda para os espanhóis.

Assessoria

Artigo de Jacó Jácome: “Educar é direcionar o desenvolvimento”

Crédito da foto: Assessoria de Comunicação
A Educação é um direito fundamental de todos, que ajuda não só no desenvolvimento de um país, mas também de cada cidadão. Por meio da Educação, garantimos ampliação social, econômica e cultural. Neste cerne, desenvolver diretrizes educacionais eficazes torna-se essencial a nação. O Plano Nacional da Educação, e seus desmembramentos estaduais e municipais, foi elaborado e passa pelas votações nas Casas Legislativas com essa finalidade.

Mas é preciso atenção para que o planejamento educacional de um país não seja desvirtuado e acabe como ferramenta de doutrinamentos de grupos políticos ou sociais. Como parlamentar, me preocupei em contribuir com emendas que evitassem dar ao Plano Estadual de Educação do Rio Grande do Norte, contextos subliminares, afinal, cabe ao Legislativo trabalhar pela propositura correta ao Executivo.

Muito está em jogo em um plano, como orçamentos, materiais, estruturas hierárquicas e organizacionais de profissionais e prioridades. Nesse conteúdo mora o perigo da deturpação. Vejamos o exemplo das abordagens sobre a sexualidade e gênero dos materiais formatados pelo Governo Federal, que buscam implementar tais nuances nos âmbitos regionais.

Um olhar mais atento revela nos projetos dos Planos Estaduais da Educação a meta de inserir a Ideologia de Gênero, seja de maneira clara ou disfarçada em diretrizes genéricas. Meu mandato é contrário a tal ideologia por entender, entre outras coisas, que incorporar às propostas pedagógicas esta identificação é impor a tarefa de estimular educacionalmente as crianças para que refreiem suas disposições biológicas em nome de teorias sociológicas, não consensuais e sem suficiente base científica.

Além de permitir estratégias perigosas que confundam a identificação de gênero de indivíduos ainda em formação (crianças e adolescentes), a ideologia pode ter desmembramentos que coloquem em risco inclusive a integridade física de estudantes, em meio a total falta de classificação dos mesmos. Sobretudo em um país em que gênero e sexualidade se confundem constantemente, a verdadeira relevância que o Plano deve ter é sobre o Sistema Público de Educação do nosso país, e não a polêmica desta identidade.

A educação é a chave para completar a compreensão sobre nós mesmos, sobre as pessoas, suas ações sobre o mundo ao seu redor e culmina na formação de uma nação e, por conseguinte, de seu pensamento. Por isso é tão importante ser cauteloso com as políticas educacionais.

A relevância de educar está além de fomentar as chances empregatícias ou de renda. Sobre isso, como deputado e autor de projetos na área da educação, constantemente assimilo informações junto aos agentes educacionais e a sociedade, objetivando trabalhar e me posicionar com a responsabilidade e eficiência que o tema demanda. Nenhuma sociedade se constitui em boas bases sem os princípios educacionais.

Assessoria

Campus central do IFRN ganha usina de energia solar

O campus central do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) começou a produzir energia solar. Os geradores fotovoltaicos, que totalizam 825 painéis solares, foram instalados sobre o teto dos blocos das salas de aula. Os campi de Canguaretama, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Currais Novos, Parelhas e São Gonçalo do Amarante já possuem usina de energia solar, além da reitoria do instituto. O campus central fica na Zona Sul de Natal.

Estima-se que a energia gerada suprirá cerca de 11% do consumo, o que representa uma economia de R$ 116,3 mil anual para o campus, como também uma redução de 28 toneladas na emissão de dióxido de carbono por ano.

De acordo com Franclin Róbias, engenheiro eletricista do IFRN, a energia gerada atenderá os condicionadores de ar dos blocos de aulas e o Data Center do Instituto. A energia restante será distribuída para as demais cargas elétricas ou irá para a rede de distribuição da Companhia de Energética do Rio Grande do Norte (Cosern). Neste caso, o medidor da subestação registrará a energia fornecida para a rede externa e será descontada na fatura, gerando mais uma economia.

“O projeto, além der gerar economia e ser exemplo do uso de energia limpa, vai proporcionar aos alunos e professores o acompanhamento do seu funcionamento – inicialmente os do curso de Eletrotécnica, futuramente de Engenharia de Energia e de Informática”, observa Francisco Antonio de Pontes, diretor de Administração do campus. “Nossa meta é ampliar a produção e nos próximos quatro anos chegar a 50% da energia consumida no campus”.

Os planos são que, em breve, os campi de Pau dos Ferros e Lajes também passem a contar com suas usinas. O instituto foi a primeira instituição pública brasileira a usar micro e minigeradores conectados à rede de distribuição de energia elétrica, conforme Resolução Normativa 482/ANEEL

Do G1

Legislativo Estadual na palma da mão

Crédito da foto: Assessoria de Comunicação
A proximidade entre o Legislativo e a população do Rio Grande do Norte tem sido cada vez mais intensa. A discussão sobre projetos, debates acerca de temas em evidência e elaboração de leis que fazem a diferença na vida dos cidadãos contam cada vez mais com a participação popular. Para conseguir esses resultados, a Comunicação da Assembleia Legislativa tem atuado de maneira efetiva e dado visibilidade a tudo o que ocorre no Poder Legislativo.

Com atividades diárias e em diversos setores, a Assembleia tem um cotidiano diversificado. Desde o surgimento de ideias para projetos de lei até a apreciação em plenário, todo o andamento do processo é acompanhado, inclusive com as audiências públicas, discussões em comissões técnicas e reuniões entre parlamentares com membros da sociedade civil. Desse modo, a população tem a oportunidade de cobrar e contribuir com as propostas do Legislativo.

Além dos processos referentes à atividade parlamentar, a equipe de Comunicação formada por jornalistas, fotógrafos e publicitários também acompanha as ações dos demais setores do Legislativo. Ao todo, 1.140 matérias foram produzidas em 2015 e encaminhadas diariamente a mais de 900 profissionais da imprensa do Rio Grande do Norte, que divulgam o material em blogs, portais de notícias, jornais, revistas, rádio e TV. Porém, a divulgação não se resume a esses meios.

A Comunicação da Assembleia priorizou a ampliação do alcance de suas redes sociais e conseguiu aumento significativo no percentual de seguidores. No Facebook, em 11 meses, o aumento foi de 28,5%, enquanto no Twitter o número de seguidores teve aumento de 26,7%. No Instagram, rede que mais cresceu nesse período, o perfil @assembleiarn teve aumento de 801%.

“Estamos levando a informação à população e buscando sempre a interação com os potiguares. É a forma mais eficiente de aproximar os norte-riograndenses do Poder Legislativo”, explica a coordenadora de Comunicação da Assembleia, Marília Rocha. “Atuamos também no WhatsApp e, para esse ano, o foco é ampliar o número de pessoas alcançadas também através do aplicativo da Assembleia”, avalia.

Dentro da Casa Legislativa, campanhas de conscientização e humanização também marcaram o ano de 2015. Além das ações de incentivo à adoção e ao combate à microcefalia, o Legislativo buscou homenagear os funcionários e familiares nas campanhas internas para o Dia dos Pais e Dia das Mães, onde os servidores puderam receber e encaminhar mensagens alusivas às comemorações. “É importante que os servidores participem e interajam nas ações de comunicação. Esse ano também vamos ampliar essas campanhas”, garante a coordenadora Marília Rocha.

Ao longo do ano de 2015, a imprensa também recebeu atenção do Coordenador de Imprensa da Assembleia, Rodrigo Rafael, que participou do planejamento das ações de comunicação do Legislativo Potiguar.

Assessoria

Sine/RN oferece 13 vagas de emprego na Grande Natal e em Mossoró

Sine-RN oferece 13 vagas de emprego nesta quarta-feira
Sine-RN oferece 13 vagas de emprego nesta quarta-feira

O Sine/RN oferece 13 vagas de emprego para Natal e Mossoró nesta quarta-feira (20). As oportunidades são todas permanentes para funções como arte-finalistas, eletricista de veículos, mecânico, dentre outras.

Em Natal são oferecidas quatro vagas, que também valem para a região Metropolitana da capital. Já em Mossoró, são nove vagas com oportunidades para vendedor, promotor de vendas, chapeiro, assistente administrativo, dentre outras.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem se cadastrar via Internet no Portal Mais Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego no endereço maisemprego.mte.gov.br ou na unidade do Sine Matriz Cidade da Esperança, localizada na Rua Adolfo Gordo, s/n, Cidade da Esperança – Natal-RN no prédio da Central do Trabalhador no horário de 8h as 16h ou em qualquer agência do Sine nas centrais do cidadão de Natal e interior do Estado.

Os interessados  que não tem cadastro e acesso ao Portal Mais Emprego, podem comparecer as Agências do SINE, com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Número do PIS, cédula de identidade (RG),Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. O atendimento é de acordo com os horários das centrais do cidadão e no SINE Matriz Cidade da Esperança no prédio da Central do Trabalhador, das 8h às 16h.

Confira as vagas de emprego ofertadas nesta quarta-feira:

Vagas PERMANENTES Natal e Grande Natal ARTE-FINALISTA    1 ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES    1 MECÂNICO DE AUTOMÓVEL    1 TÉCNICO DE TELEFONIA    1 Total     4

Vagas MOSSORÓ e RegiãoASSISTENTE ADMINISTRATIVO    1 CHAPEIRO    1 FORNEIRO DE PADARIA    1 GERENTE COMERCIAL    1 MONTADOR DE MÓVEIS DE MADEIRA    1 PROMOTOR DE VENDAS    1 VENDEDOR PRACISTA    3 Total    9

Da Tribuna do Norte

Menino amputa mão para se ‘desculpar’ por insulto a Maomé

  • Um adolescente amputou por iniciativa própria uma de suas mãos após ter sido acusado publicamente de blasfêmia no Paquistão.

    O incidente aconteceu quando Qaiser (nome fictício), um jovem de 15 anos, entendeu errado uma pergunta durante uma celebração a Maomé realizada em uma mesquita na Província de Punjab, no leste do país.

    Durante a oração em homenagem ao nascimento do profeta, o clérigo perguntou aos presentes: “Quem entre vocês crê em Maomé?”. Todos levantaram as mãos. Em seguida, ele questionou: “Quem entre vocês não acredita nos ensinamentos do santo profeta? Levantem suas mãos!”.

    Qaiser entendeu errado a pergunta e, sem querer, levantou a mão.

    Havia cerca de cem pessoas na mesquita, e o clérigo imediatamente acusou o garoto de blasfêmia. Qaiser voltou para casa e quis provar seu amor pelo profeta – amputando sua própria mão com um cortador de grama. Depois, ele colocou-a em um prato e apresentou ao clérigo.

  • “Quando eu levantei minha mão direita sem querer, eu percebi que havia cometido uma blasfêmia e precisava compensar tamanha afronta”, disse ele à BBC.

    Após a atitude do garoto, toda a aldeia entrou em êxtase e pessoas de outros povoados vizinhos estão chegando para prestar homenagens a Qaiser.

    O clérigo, no entanto, foi preso, enquadrado na lei antiterrorismo do Paquistão – acusado de ter instigado o extremismo e o fanatismo religioso.

    Debate

    A “punição” que Qaiser deu a si mesmo tomou proporções inimagináveis para ele, que segue convicto de ter feito a coisa certa cortando sua mão.

    Quando perguntado se sentiu dor ao amputá-la, ele disse que não.

    Menino usou cortador de grama para amputar mão
    Menino usou cortador de grama para amputar mão Foto: Divulgação/BBC Brasil / BBCBrasil.com

    “Por que eu sentiria dor ou teria algum problema cortando uma mão que foi levantada contra o santo profeta?!”

    O incidente expõe a dificuldade de abordar o assunto ou debater qualquer tema religioso no Paquistão, um país onde 97% dos 200 milhões de habitantes são muçulmanos.

    A blasfêmia é um tema bastante sensível no Paquistão, uma república islâmica, onde até as acusações sem fundamento podem gerar violência e linchamentos.

    Segundo a repórter da BBC que acompanhou o caso, Iram Abbasi, o episódio do garoto é inédito no país, já que o adolescente não se considera uma vítima, e a família dele e vizinhos comemoraram sua automutilação.

  • Lei antiblasfêmia

    Embora o governo tenha tomado medidas contra o extremismo religioso, muitas pessoas seguem adotando um discurso de fanatismo e influenciando a opinião pública para esse lado.

    A Constituição define o Paquistão como uma república islâmica e, em 1984, o então líder do país, General Zia ul-Haq, colocou no Código Penal uma “lei antiblasfêmia” que inclui castigos de prisão perpétua e pena de morte para quem insultar o islã.

    'Por que teria dor cortando uma mão que foi levantada contra o santo profeta?', questionou o garoto
    ‘Por que teria dor cortando uma mão que foi levantada contra o santo profeta?’, questionou o garoto Foto: Divulgação/BBC Brasil / BBCBrasil.com

    Entre as ofensas estão “profanar o Alcorão” e “difamar o profeta Maomé”.

    Em teoria, as leis foram estabelecidas para proteger os costumes e tradições da sociedade muçulmana. Mas, na prática, elas têm servido como uma brecha legal para justificar vinganças políticas e pessoais entre muçulmanos.

    Essas leis também costumam ser utilizadas contra as minorias religiosas do país, como os cristãos e os hindus.

    E mesmo as acusações feitas sem prova podem instigar a violência e os linchamentos. Quando alguém é acusado de blasfêmia no Paquistão, tanto sua família como sua comunidade são vulneráveis a ataques de grupos que se sintam ofendidos por suposta ofensa religiosa.

    Do outro lado, os críticos de vários países europeus têm pedido ao governo paquistanês que intervenha, modificando as leis e castigando os “instigadores” do discurso mais extremista.

    dolescente amputou por iniciativa própria uma de suas mãos após ter sido acusado publicamente de blasfêmia no Paquistão.

    O incidente aconteceu quando Qaiser (nome fictício), um jovem de 15 anos, entendeu errado uma pergunta durante uma celebração a Maomé realizada em uma mesquita na Província de Punjab, no leste do país.

    Durante a oração em homenagem ao nascimento do profeta, o clérigo perguntou aos presentes: “Quem entre vocês crê em Maomé?”. Todos levantaram as mãos. Em seguida, ele questionou: “Quem entre vocês não acredita nos ensinamentos do santo profeta? Levantem suas mãos!”.

    Qaiser entendeu errado a pergunta e, sem querer, levantou a mão.

    Havia cerca de cem pessoas na mesquita, e o clérigo imediatamente acusou o garoto de blasfêmia. Qaiser voltou para casa e quis provar seu amor pelo profeta – amputando sua própria mão com um cortador de grama. Depois, ele colocou-a em um prato e apresentou ao clérigo.

Portal Terra