Padre que beijou coroinha deve se apresentar à polícia de MG

Polícia apura suposto estupro de padre a coroinha de 14 anos em Arceburgo (Foto: Reprodução/EPTV)
Polícia apura suposto estupro de padre a coroinha de 14 anos em Arceburgo (Foto: Reprodução/EPTV)

padre suspeito de ter abusado sexualmente de uma menina de 14 anos em Arceburgo (MG) deve se apresentar à polícia. Segundo a delegada que investiga o caso, Renata Mattoso Libório, o padre entrou em contato nesta quinta-feira (27) com a polícia e informou que se apresentaria com o advogado, mas não disse em qual delegacia ou quando. A jovem que também teria sido abusada pelo padre há cerca de 8 anos deve prestar depoimento ainda nesta sexta-feira (28).

A delegada informou ainda que, como não foi feito o flagrante, o padre não deve ser preso ao se apresentar na delegacia. Se ele não se apresentar à polícia, ele será intimado a prestar depoimento. Ainda segundo Renata, o padre, de 62 anos, pode responder por estupro de vulnerável.

O caso veio à tona após um vídeo começar a circular nas redes sociais mostrando a menina em uma cama e o padre em cima da adolescente. A menina está sem blusa e o religioso a beija na boca. Ao ter acesso ao vídeo, uma tia da garota denunciou o caso à polícia, segundo a delegada.

Diocese afastou padre após caso começar a ser investigado (Foto: Reprodução EPTV)
Diocese afastou padre após caso começar a ser investigado (Foto: Reprodução EPTV)

O Conselho Tutelar da cidade acompanha o caso. A Diocese de Guaxupé (MG) informou em nota que o padre está afastado até averiguação dos fatos. (veja a nota na íntegra no final da reportagem)

Depoimento

Nesta quinta-feira (27), a adolescente de 14 anos prestou depoimento em uma sala separada dos familiares. Segundo a delegada, a menina estava com medo de falar. “Ela está bem nervosa, se sentiu culpada, achou que ia ser presa, me abraçou, chorou.”

A garota teria contado para dois amigos o que estava acontecendo e eles disseram para ela gravar tudo com o celular. Segundo a delegada, os abusos aconteciam há pelo menos um ano.

Fonte:http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/padre-que-beijou-coroinha-deve-se-apresentar-a-policia-de-mg.ghtml