Operação prende homem condenado por matar namorada e procura dois irmãos foragidos por crimes contra mulheres no RN

Operação "Mulher" foi deflagrada pela Polícia Civil da cidade de Macaíba, na Grande Natal (Arquivo) — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi
Operação “Mulher” foi deflagrada pela Polícia Civil da cidade de Macaíba, na Grande Natal (Arquivo) — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Policiais civis prenderam nesta quarta-feira (30), no bairro Felipe Camarão, em Natal, um homem condenado por ter matado a namorada no ano de 1998. A prisão ocorreu durante a 2ª fase da Operação “Mulher”, deflagrada pela Polícia Civil de Macaíba.

O objetivo da operação é o combate à violência contra mulher e o cumprimento das medidas judiciais referentes à proteção das vítimas.

Segundo a Polícia Civil, Manoel Batista de Pontes, de 60 anos, foi preso em razão de um mandado de prisão decorrente de condenação pelo crime de homicídio qualificado. O caso ocorreu no ano de 1998, na cidade de Macaíba. A vítima era a namorada dele.

De acordo com as investigações, Manoel matou a então namorada com um tiro na cabeça. Apesar da condenação, ele negou a autoria do crime e afirmou que a vítima teria cometido suicídio. Ele foi condenado a uma pena de 12 anos de prisão pelo crime.

A Delegacia de Macaíba ainda tenta localizar e prender dois irmãos de 53 e 56 anos também por crimes contra mulheres.

O mais novo é suspeito de matar uma mulher e tentar assassinar outras três entre os anos de 2000 e 2007. Ele já havia sido preso em 2007, em Campina Grande, na Paraíba, após ter sua imagem veiculada em um programa de televisão.

Na ocasião, ele confessou o assassinato, mas negou as outras tentativas de homicídio. Ele foi solto, sendo preso novamente pela Polícia Civil em 2015, mas recebeu o direito à liberdade e atualmente está foragido.

O outro irmão, de 56 anos, foi condenado pela prática de homicídio qualificado contra a ex-companheira. O crime aconteceu em 20 de julho de 2001, no Loteamento Liberdade, em Macaíba, quando ele atirou três vezes contra a vítima. A mulher morreu em setembro do mesmo ano, após agravamento das lesões sofridas. Ele foi condenado pela Justiça a uma pena de 15 anos e se encontra foragido.

Operação Mulher

A primeira fase da operação foi deflagrada em novembro de 2020, na cidade de Macaíba, quando três homens foram presos por descumprimento de medidas protetivas de urgência, concedidas pela Justiça às vítimas com base na Lei Maria da Penha.

O nome da operação remete à música de Erasmo Carlos, “Mulher Sexo Frágil”, que exalta a força feminina.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/