Operação do MP investiga falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro e outros crimes em Parnamirim

MP-RN desautoriza promotor e pede desistência de ação que analisa toque de  recolher - JuriNews

O Ministério Público Eleitoral deflagrou nesta sexta-feira (18) uma operação que visa investigar supostos crimes de falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa em Parnamirim, na região metropolitana de Natal.

A Operação Dízimo cumpre mandados de prisão temporária e outros de busca e apreensão no município.

As identidades e cargos dos presos e investigados não foram divulgados pelo MP, porque o órgão informou que os mandados ainda estão sendo cumpridos.

A ação conta com a participação de 15 promotores de Justiça, 17 servidores do MP e 68 policiais militares.