Moro: “Não se resolve criminalidade abrindo as portas das cadeias

Moro: não há excesso de prisões preventivas
Foto da Agência Brasil

O ministro da Justiça, Sergio Moro, divulgou neste sábado (15), pelo Twitter, os números do sistema carcerário no Brasil. Segundo ele, é preciso, sim, melhorar os presídios e a forma como se reabilita os presos. “Mas não se resolve a criminalidade abrindo as portas das cadeias.”

De acordo com os dados do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), estão presas atualmente 773.151 pessoas no Brasil. “Número absoluto elevado”, admite o ministro em seu post. Mas, relativiza, não tão alto se colocado na proporção número de presos por 100 mil habitantes: 367,91 nessa escala.

“De todo modo, o único meio de diminuir o número de presos é diminuindo o número de crimes, não há outra alternativa.”

Moro detalhou ainda que 33% dos encarcerados do sistema nacional  cumprem prisão provisória (sem julgamento), percentual que considera baixo. “O Brasil possui menos presos provisórios do que Mônaco (56,3%), Suíça (42,2%), Canadá (38,7%), Bélgica (35,6%) e Dinamarca (35,5%), por exemplo.”

Leave a Comment