‘Milagre’, diz mãe de jovem baleado em assalto a ônibus escolar no RN

Maria Verônica Oscar, mãe de Jonas, disse que é um milagre o filho ter sobrevivido aos tiros (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)
Maria Verônica Oscar, mãe de Jonas, disse que é um milagre o filho ter sobrevivido aos tiros (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)

G1 – “É um milagre de Deus ele estar vivo”. As palavras são da merendeira Maria Verônica Oscar, mãe do jovem Jonas Fernandes Oscar Baracho, de 24 anos. Auxiliar de serviços gerais, o jovem levou quatro tiros na noite desta quarta-feira (27) durante um assalto a um ônibus escolar que transportava estudantes universitários de Natal para Extremoz, cidade da região metropolitana da capital potiguar. Um dos criminosos foi preso.

Jonas está internado no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, para onde foi socorrido. A mãe conta que o estado de saúde do filho é considerado estável e que ele não corre risco de morrer. Os tiros atingiram a cabeça, o abdômen e os dois braços do ASG. “A bala que atingiu a cabeça dele está alojada no céu da boca. Outra, no braço”, disse Maria.

Segundo o hospital, Jonas deve ser transferido para um hospital de Extremoz ainda nesta quinta-feira para fazer um raio-x. É que o aparelho do Walfredo Gurgel está quebrado. “Depois, ele volta para o Walfredo para fazer as cirurgias necessárias”, acrescentou a mãe.

“Só podemos pedir proteção a Deus, já que a insegurança no nosso estado aumenta todos os dias”, desabafou a merendeira. “Meu filho é trabalhador e não merecia ser baleado. Ele se levantou para proteger uma aluna que estava dormindo no momento dos disparos. É um milagre de Deus ele estar vivo”, acrescentou ao falar com o G1.

O assalto
O ASG, que trabalha na Faculdade Natalense de Ensino e Cultura (Fanec), foi baleado por volta das 23h. O ônibus alvo dos assaltantes transitava pela estrada de Pitangui, na entrada da comunidade de Contendas, quando o veículo retornava ao município de Extremoz. Quatro homens armados atiraram contra o ônibus no intuito de forçar o motorista a parar o veículo. Um carro da PM que passava pelo local perseguiu os criminosos. Um deles foi preso e levado para a Delegacia de Plantão da Zona Norte da capital. Os outros fugiram por uma região de mata fechada.

A Prefeitura de Extremoz informou que o ônibus transporta estudantes de Pitangui e comunidades vizinhas para faculdades e universidades em Natal. Quando as aulas acabam, o veículo retorna com os alunos para o município. Jonas, que estava de carona, voltava para casa. Ele mora em Pitangui.

Tiros atingiram o para-brisa e as vidraças na parte de trás do ônibus (Foto: Divulgação/PM)
Tiros atingiram o para-brisa e as vidraças na parte de trás do ônibus (Foto: Divulgação/PM)