Lula ataca ex presidentes FHC e Sarney, grandes possíveis aliados em 2022, acusou também a imprensa

Lula conversa, articula, viaja, mas garante que não está em campanha | VEJA
Lula Alexandre Schneider/Getty Images

O ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para se defender por não fazer autocritica, atacou seus possíveis novos aliados de primeira hora para a campanha de 2022. Também atacou a imprnsa que segundo ele, fez muitas matérias o prejudicando.

Também atacou ao presidente Bolsonaro e ao ex presiednete Collor.

Ele também falou estar preparado para rebater todas as críticas que forem feitas, mas não vai fazer oposição a si próprio.

“Quando alguém pergunta: ‘Você não quer fazer autocrítica? ’ Eu respondo: ‘Faça você a crítica que você quer fazer. Não fique pedindo para que eu próprio me critique. Me critique você e eu vou responder’. Eu nunca vi ninguém pedindo autocrítica para Collor, Bolsonaro, Fernando Henrique Cardoso, Sarney e Getúlio Vargas. É só para o PT que pedem autocritica. Eu digo sempre: ‘me critique, porque se for para eu ser governo e ser oposição a mim não tem sentido’”, falou. 

O ex-presidente ainda se descreveu como “aquele que foi acusado mentirosamente, que foi destratado pelos meios de comunicação durante cinco anos, que me jogaram a pecha da maior corrupção deste país”.

“Deveriam pedir desculpas para mim, porque hoje eu sou um homem que estou totalmente livre, e quem está prestes a ser condenado são as pessoas que mentiram a meu respeito. Eu não só falo de corrupção, como eu quero dizer para você que todos os instrumentos de combater a corrupção com eficácia, elogiado por todas as instituições da ONU, foram exatamente no meu governo e no governo da presidenta Dilma”, avaliou.

Band Uol