Lista de viagem: checklist mostra o que levar na mala e quais itens são essenciais

Confira dicas e truques para arrumar as malas antes de viajar — Foto: Divulgação

Viagem é sinônimo de planejamento. Desde o momento em que se define o destino até a hora de embarcar, há uma série de pequenas coisas que têm que ser feitas para evitar verdadeiros “perrengues” durante as merecidas férias.

G1 entrou em contato com especialistas para listar o que não pode faltar antes de qualquer viagem. No infográfico abaixo, o checklist ou lista de coisas essenciais que você precisa avaliar:

Imprima e use para não deixar nada para trás — Foto: Roberta Jaworski/G1 

“Um viajante não deve levar mais do que consegue carregar”, recomenda a agente de viagens Angélica Martins. Ela ressalta também a importância de se informar sobre as restrições de bagagem em voos, para evitar prejuízos na hora do embarque.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), os passageiros de voos nacionais não podem embarcar com: armas, objetos pontiagudos ou cortantes e líquidos inflamáveis.

Para esta profissional de turismo, é importante organizar os itens da bagagem levando em conta a forma com que irá transportá-los e se for em voos, sem que se pague pelo excesso de peso na hora de despachar.

A agente recomenda priorizar uma mala leve e resistente, ter em mãos um adaptador universal de tomadas, os carregadores dos aparelhos eletrônicos e os endereços dos hotéis e roteiros anotados, caso fique sem internet.

Malas dentro das novas regras

Com as novas regras para o transporte de bagagem na cabine, o viajante precisa se preparar para economizar no espaço caso não tenha optado pelo despacho de bagagens.

Para a organizadora pessoal Juliana Faria, a primeira coisa é conferir a previsão do tempo no destino para as datas planejadas da viagem.

“Dentro disso, eu consigo ver que tipo de roupa eu vou precisar levar. Um segundo ponto importante é entender o tipo de transporte que eu vou utilizar, porque tem a questão do tamanho da mala.”

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abea), passageiros de voos nacionais têm direito a embarcar – sem custo adicional – com uma bagagem de mão de no máximo 10 kg e 55 cm e altura.

A especialista em organização recomenda listar as atividades que o viajante pretende realizar para saber se precisa levar alguma roupa especial, como trajes mais “comportados” para igrejas e templos religiosos; e roupas mais “elegantes” para festas e jantares.

Faria alerta para os excessos e recomenda levar trocas suficiente apenas para a metade da viagem e aproveitar os serviços de lavanderia dos hotéis sem medo de repetir look. “Já cheguei a montar uma mala de bordo para uma viagem de mais de duas semanas no inverno e não estourei o limite indicado.”

#ficadica

  • Roupas: Para viagens urbanas, looks do dia a dia são a pedida. É importante priorizar o conforto e ficar de olho nas mudanças do tempo, afinal, se o roteiro inclui trilhas não deixe de levar calçados próprios para caminhada, roupa térmica e camisetas dry-fit. Se fizer frio, jaquetas com gorro que ocupem pouco espaço quando dobradas, além de luvas e cachecóis.
  • Calçados: Para bater perna em cidades, os calçados já usados são melhores que os novos – eles estão amaciados. Em trilhas, o ideal é usar tênis ou botas – também já amaciadas. Chinelos de borracha são úteis não só para ir à praia, mas também para encarar chuveiros compartilhados e até passear em dias de muito calor.

Fonte: https://g1.globo.com