Junte-se a Elas: mesa redonda da Semana da Mulher reúne servidoras

Ter ou não ter filhos, quem sabe adiar a maternidade, optar ou não pela reposição hormonal, entrar em forma e construir uma carreira. E mais, atingir padrões de beleza e comportamento, fazer intervenções estéticas, atividade física e muita auto-cobrança. Esses e (muitos) outros temas surgiram como que encadeados na Roda de Conversa que reuniu servidoras da Casa e o público em geral no evento Junte-se a Elas, realizado nesta manhã (10). 

A mesa redonda integra a programação da Semana da Mulher na Assembleia Legislativa, que segue até a próxima sexta-feira (13) e foi aberta ontem com uma Sessão Solene proposta pela bancada feminina, homenageando 17 mulheres. 

Durante a abertura, a diretora administrativa da Casa, Dulcinéa Brandão, destacou o pioneirismo das potiguares na política, como Alzira Soriano, eleita no Brasil como a primeira prefeita, em Lajes, no ano de 1928, e Maria do Céu Fernandes, primeira deputada, eleita em 1935 no RN. “Na vida pessoal e profissional façamos o melhor. Como servidoras nosso foco precisa ser oferecer à população um serviço bem feito”, destacou a diretora. 

Primeira das convidadas a falar, a dermatologista Danielle Espinel relatou o quanto é comum mulheres procurarem seus serviços em busca da perfeição, imitando modelos e celebridades. “Se gostar, se cuidar, é algo transformador, mas não necessariamente preciso me transformar em outra pessoa, é importante manter sua identidade e autenticidade”, disse.

Em seguida, a psicóloga e sexóloga Eb Belli destacou a importância do autoconhecimento e evitar se comparar com o outro, o que vem sendo bastante alimentado pelo excesso de exposição nas redes sociais.
A mesa redonda foi mediada pela jornalista Gabriela Freire  e também contou com a presença da ginecologista Kyvia Bezerra Mota, da educadora física Leila Maia e da especialista em reprodução humana Mychelle Garcia, e da jornalista Glacia Marillac.

Atenta às discussões, a servidora Socorro Andrade, da Coordenação de Gestão de Pessoas, afirmou que recebeu muitas informações e esclarecimentos. “Muito bom porque foi de uma forma que a gente entende”, disse. Para Beth Freire, servidora da Escola da Assembleia, o evento primou pela organização e destacou temas importantes para o dia a dia: “Foi maravilhoso, principalmente também por essa interação”, disse.

Assessoria