Hermano Morais destaca audiência para discutir desafios da Cajucultura

unnamed (3)

A audiência pública que vai discutir os desafios da Cajucultura no Rio Grande do Norte foi tema de pronunciamento do deputado Hermano Morais (PMDB), nesta terça-feira (26), em sessão ordinária na Assembleia Legislativa. O parlamentar reforçou a importância do debate e destacou a necessidade de revitalização da atividade.

“A seca e a praga da mosca branca estão frustrando a atividade no Rio Grande do Norte. Durante a audiência vamos discutir proposições como a criação de uma Câmara Setorial da cadeia produtiva da Cajucultura no Estado para colaborar com a revitalização da atividade”, disse Hermano Morais.

De acordo com dados apresentados em plenário pelo deputado, o RN exportou em 2011 cerca de 5,7 mil toneladas de castanha de caju fresca e sem casca. No ano de 2014, já em emergência por causa da seca, o Estado exportou pouco mais de 3,3 mil toneladas. Em 2015, de janeiro a outubro, aproximadamente 1,7 mil toneladas foram exportadas. “O fato é que hoje temos um prejuízo acumulado com a estiagem. Uma frustração de safra que deve aumentar ainda mais esse ano”, afirma.

O pronunciamento de Hermano Morais recebeu o apoio de outros parlamentares. Segundo George Soares (PR), a audiência pública “dará grande colaboração para que se possamos cobrar respostas rápidas e eficazes dos entes responsáveis”, falou. O deputado Souza (PHS) destacou a importância da atividade para a economia do Estado. Na oportunidade, José Adécio (DEM) também reforçou a necessidade de investimentos do Governo do Estado em segurança e saúde no RN.

A audiência pública para debater os desafios da Cajucultura no Estado acontece nesta quarta-feira (27), às 14h, no auditório da Casa Legislativa. O debate vai reunir legisladores, gestores, produtores rurais e representantes das entidades ligados ao setor agrícola.

Assessoria