Hermano destaca os desafios do saneamento na Campanha da Fraternidade

unnamed (1)

Com o tema “Casa comum, nossa responsabilidade”, a Campanha da Fraternidade 2016, lançada nesta quarta-feira (10), foi assunto do pronunciamento do deputado estadual Hermano Morais (PMDB). A campanha vai alertar sobre o direito de todas as pessoas ao saneamento básico e debater políticas públicas e ações que garantam a integridade e o futuro do meio ambiente. 
 
“O tema foi oportuno diante de tantos acidentes ecológicos e desastres naturais ocorridos ultimamente. Diante dessa importância, apresentamos um requerimento, juntamente com o deputado José Dias para que seja realizada uma sessão solene e assim debatermos com a sociedade as questões do saneamento básico, a fim de garantir o desenvolvimento, saúde integral e qualidade de vida aos cidadãos”, disse Hermano Morais.

O deputado elogiou a escolha de questões ambientais para o debate da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e lembrou o desafio que representa a crise hídrica. “A insegurança hídrica é um dos nossos maiores desafios e isso vai exigir uma série de medidas para viabilizar o abastecimento de água para consumo animal e humano”.

Ainda durante o pronunciamento, o deputado Hermano Morais falou sobre o número de assassinatos no Rio Grande do Norte. “Foram 23 assassinatos, um dos carnavais mais violentos. Isso demonstra a necessidade do Governo continuar investindo em segurança, equipamentos e pessoal, através de concurso”, destacou Hermano Morais.

Campanha da Fraternidade
Lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), a campanha tem como tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”, a campanha também vai tratar do desenvolvimento, da saúde integral e da qualidade de vida aos cidadãos.

Dados divulgados pelo Conic mostram que, mesmo estando entre as maiores economias do mundo, o Brasil tem mais de 100 milhões de pessoas sem saneamento básico.

 

Assessoria