Grupo Reviver agradece atos de Ezequiel em prol da prevenção do câncer de mama

unnamed-13

A direção e voluntárias do grupo Reviver visitaram o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), nesta segunda-feira (10), em sinal de agradecimento por duas iniciativas do deputado em nome da causa da entidade. A primeira, uma Lei de Ezequiel que inseriu o Outubro Rosa no calendário oficial do Estado e a segunda iniciativa trata-se de uma emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil que equipará a entidade com um ultrassom para a realização de exames tipo ultrassonografia.

“Fico particularmente grato pelo gesto de agradecimento e por ter contribuído com trabalho tão nobre que o grupo Reviver pratica há muitos anos em nosso estado e que precisa de estímulo, apoio e valorização para se manter firme em sua missão”, comentou Ezequiel Ferreira de Souza.

Segundo Idaísa Fernandes, fundadora e voluntária do Reviver, ao inserir o Outubro Rosa no calendário oficial do estado, o Governo do RN deverá promover ações preventivas do câncer de mama de modo mais sistemático. “Agradeço em nome do Reviver pela lei de autoria do deputado Ezequiel recentemente aprovada e que dará ainda mais visibilidade as ações preventivas do câncer de mama”, disse.

A presidente do grupo Reviver, Ana Tereza Fiuza Mota, agradeceu a emenda do deputado Ezequiel, no valor de R$ 100 mil, já liberada e que servirá para a aquisição de um equipamento de ultrassom para a realização de ultrassonografias. “Para se ter uma ideia da importância deste equipamento, no ano passado durante do Outubro Rosa fizemos aqui em Natal 3.776 exames de mamografia e destes 608 necessitaram de uma ultrassonografia”, explicou.

Participaram da audiência as deputadas Márcia Maia (PSDB), Cristiane Dantas (PCdoB), Hermano Morais (PMDB) e, ainda Márcia Marinho, vice-presidente do grupo Reviver.

O Grupo Reviver Natal faz campanhas educativas sobre a prevenção ao câncer de mama dentro da programação do “Outubro Rosa”.  É uma entidade sem fins lucrativos. Durante a mobilização, também, comercializa camisetas para ajudar a custear a realização da “Caravana Saúde da Mulher”, por meio da qual uma unidade móvel transitará pela capital e interior do Estado, com vistas à realização de exames e orientações de prevenção ao câncer de mama, de acordo com informações fornecidas pela instituição.

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que em 2016 deverão ser registrados 58 mil casos da doença no Brasil. A média de mortes por causa deste tipo de câncer é de 40 por dia. Metade das mulheres que procuram o sistema público de saúde detecta o tumor em estágio avançado.

Assessoria