Governadora Fátima Bezerra atrasa diárias operacionais e abre crise com a Polícia Militar

Alguns passando necessidade porque ainda restam duas folhas em atraso — Foto: Demis Roussos

O clima da Polícia Militar com a governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT) está péssimo. Muito ruim mesmo. Fátima começou a atrasar as diárias operacionais. Os praças (soldados, cabos e sargentos) estão revoltados. Alguns passando necessidade porque ainda restam duas folhas em atraso.

Sem o pagamento, Coronel Araújo não vai conseguir operar o milagre de conter a revolta.

Agentes Penitenciários sem diárias

Os agentes penitenciários também estão sem diárias. A orientação do sindicato é que eles não se apresentem nos dias das diárias extras. Isso pode ser fatal para a segurança do sistema. O governo não consegue fechar as contas.

200 dias de gogó

A governadora Fátima Bezerra é mestre de transformar crise em solução apenas com o gogó. O problema que o método parou de funcionar, agora os servidores começam a cobrar medidas efetivas.

Em 200 dias de governo Fátima conseguiu graças ao seu prestígio eleitoral e arte política não oferecer nada a população e servidores, ainda assim manter a popularidade.

O crédito acabou.