George Soares solicita elevação da sangria da Lagoa do Piató

Sem receber água do rio Piranhas/Açu em decorrência da grave seca que castiga a região, a Lagoa do Piató se encontra seca desde o início de 2015. Diante dessa situação, o deputado estadual George Soares (PR) solicitou ao Governo do Estado a elevação da sangria e desassoreamento do canal da Lagoa do Piató, a partir do Rio Piranhas, no trecho conhecido como Rio do Cipó, em Assu.

De acordo com o deputado, o fato foi agravado pela obstrução do canal e pela baixa elevação de sua sangria, a qual permitiu o esvaziamento das águas em maior proporção. “Essa estagnação, ausência de progresso na região, vem causando prejuízos as mais de 500 famílias que dependem da pesca e da agricultura de subsistência para viverem às margens do maior reservatório natural de água doce do Estado, lagoa considerada a mãe da pobreza devido ao seu grande potencial pesqueiro”, disse George Soares.

O parlamentar argumenta ainda que com a elevação da sangria e o desassoreamento do canal, atualmente obstruída por areia, entulhos e matagal, tão logo o inverno se regularize e a barragem Armando Ribeiro volte ao seu nível ideal para alimentar o rio, certamente, a Lagoa receberá o fluxo de água necessário para encher e manter o seu volume máximo.

 

Assessoria