Empresário que estava em jantar com Bolsonaro critica boicote a empresas

Cláudio Lottenberg, presidente do Conselho do Hospital Albert Einstein e da Conib (Confederação Israelita do Brasil)
Reprodução/Facebook
Cláudio Lottenberg, presidente do Conselho do Hospital Albert Einstein e da Conib (Confederação Israelita do Brasil)

Cláudio Lottenberg, presidente Conselho do Hospital Albert Einstein e da Confederação Israelita do Brasil (Conib), criticou os ataques e boicotes feitos a empresas que participaram do  jantar com o presidente Jair Bolsonaro na última quarta-feira (7).

Em entrevista à coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Lottenberg disse que os ataques são “intolerância”. “Gostam de atacar, não compreendem o que é exercício da democracia e agem mais uma vez com intolerância”, afirma.

De acordo com ele, o jantar não representou “nenhum apoio político ao presidente nem ligação com os caminhos políticos dele”. Questionado sobre o motivo pelo qual os empresários aplaudiram Bolsonaro , ele disse que todos que falaram foram saudados da mesma forma e que “faz parte de uma cordialidade, de uma etiqueta quando se recebe um presidente da República, tratá-lo com denodo”.

Além de Lottenberg, participaram também do encontro nomes como Luiz Carlos Trabuco Cappi, do Bradesco, Rubens Ometto, da Cosan, André Esteves, do BTG Pactual, Alberto Saraiva, do Habib’s, e João Camargo, do grupo Alpha. Dentre os assuntos discutidos, estiveram as reformas e a vacinação .

“Eu quis, ou pelo menos tentei, sensibilizar o presidente quanto ao processo de vacinação. Espero que, se ele levar em consideração, vá participar de uma forma mais produtiva, buscar as vacinas que tanto precisamos”, diz Lottenberg.

IG Economia