Em Natal, vacinação contra o H1N1 espera imunizar 190 mil pessoas

download

G1 – A campanha de vacinação contra a gripe Influenza (H1N1) em Natal começa nesta segunda-feira, dia 25. São 69 salas de vacinas espalhadas pelos cinco distritos sanitários da cidade (clique e veja os locais de vacinação:Distrito Sanitário Sul;  Distrito Sanitário Leste; Distrito Sanitário Oeste;  Distrito Sanitário Norte I; Distrito Sanitário Norte II). A meta, segundo a Secretaria de Saúde do município, é imunizar 190 mil pessoas pertencentes aos grupos de risco.

A população a ser vacinada no estado é de 776.019 mil pessoas, de acordo com dados do Programa Estadual de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap).

Às 8h30 desta segunda, o secretário municipal de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, e a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Juliana Araújo, farão a abertura oficial da Campanha na Unidade Básica de Saúde São João, localizada na Avenida Romualdo Galvão.

No dia 30 de abril será realizado o ‘Dia D’ da campanha, na Unidade Básica de Saúde de São João. A campanha se estenderá até o dia 20 de maio, cumprido o calendário nacional de vacinação.

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza tem como objetivo reduzir as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus na população alvo da campanha.

Mortes
Segundo a Sesap, seis casos da doença já foram confirmados este ano no estado. Destes, três pacientes foram curados e três morreram.

Grupos de risco
Os grupos prioritários e que devem tomar a vacina são crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, trabalhador de saúde, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).