Duas mulheres foram feitas reféns nesta quinta-feira (5) em Natal.

Mulheres feitas reféns em Natal foram socorridas pela polícia — Foto: Reprodução 

Duas mulheres feitas reféns nesta quinta-feira (5) em Natal foram socorridas pela polícia. Elas aparecem sendo retiradas das casas onde estavam sendo mantidas presas pelo agressor e recebendo os primeiros atendimentos.

As duas foram feridas pelo homem que as manteve por mais de 2h dentro de um quarto do imóvel, que fica no bairro Igapó, Zona Norte da capital potiguar. O homem foi morto pela polícia, que invadiu o cômodo para libertar as vítimas. Ele era ex-cunhado de uma delas.

De acordo com o tenente-coronel Dimas Vicente, responsável pelo policiamento na Zona Norte da capital, o agressor chegou à residência pedindo água. Armado com um facão, arrastou a mulher e a filha dela para o quarto.

O oficial conta que o homem não aceitava o fim do relacionamento com a ex-mulher, irmã de uma das vítimas. Ele exigia a presença dela na casa e, caso não fosse atendido, ia matar as reféns. Depois que a polícia foi acionada, houve uma negociação de mais de 2h com o agressor, que fez uma barricada atrás da porta do cômodo.

O tenente-coronel Dimas afirma que, durante essa ação, as mulheres gritaram, dizendo que estavam sendo esfaqueadas. Foi quando as equipes invadiram o quarto. “Quando os policiais entraram, ele estava com o facão no pescoço de uma delas”, relata o tenente-coronel. A polícia interveio e atirou no homem, que morreu.

Estado de saúde das vítimas

A mulher que teve ferimentos mais graves tem 18 anos, Foi ferida no rosto e passará por cirurgia plástica. Além disso teve ferimentos de faca na cabeça e nas mãos. A mãe dela tem 55 anos. Teve corte na testa e em um dedo da mão esquerda. As informações foram confirmadas por familiares.

Fonte: https://g1.globo.com

Leave a Comment