Criança de 6 anos tem doador de rim, mas sem UTI não consegue cirurgia

gabriel

Desde que nasceu, Ithalo Gabriel da Silva Câmara, de 6 anos, sofre de síndrome renal policística, uma doença que atinge os dois rins. Ele já tem um doador, mas ainda não conseguiu fazer a cirurgia por falta de UTI pediátrica em Natal. É que o mostra matéria exibida nesta sexta-feira (29) no Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi.

“Na primeira ultra-sonografia, tive a surpresa de que ele ia nascer com cistos. Comecei a fazer o pré-natal com mais frequência e foi aí que ficou comprovada a doença”, relatou Gleise Ferreira, mãe do garoto. Além dos vários remédios que toma, o menino também faz diálise há um ano. O processo é feito em casa e dura 11 horas. Os médicos disseram que ele precisa de um transplante com urgência. “Quanto mais cedo ele sair dessa máquina, melhor é. Cada vez mais, ele tem dificuldades para andar. Por conta dos rins, os ossos dele estão atrofiando”, disse Gleise.

Gabriel já tem um doador. O professor de jiu-jitsu Cláudio Roberto trouxe esperança para a família. Entretanto, a cirurgia não aconteceu. O procedimento chegou a ser marcado para o último dia 26, mas acabou suspenso. O Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), o único que atende pelo SUS em Natal habilitado para fazer o transplante, não possui UTI pediátrica, que é necessária para o pós-operatório.

Do G1