Covid-19: Após abrir caixão em velório família descobre que idosa estava viva, o corpo era de outra idosa

Maria da Conceição Oliveira, de 68 anos, testou positivo para a Covid e está internada no Hospital Abelardo Santos, em Belém, desde 30 de abril. — Foto: Arquivo Pessoal

Um absurdo o que estão fazendo com o povo brasileiro. Pois não é que durante velório realizado na noite de sexta-feira (1º), uma família abriu o caixão da avó, que teria morrido de Covid-19, e percebeu que o corpo era de outra pessoa.

Apesar da emissão da certidão de óbito, Maria da Conceição Oliveira, de 68 anos, está viva e foi encontrada, após insistência da família, em um leito do Hospital Abelardo Santos, na capital, e trata dos sintomas do novo coronavírus.

O esforço dos governos para conseguir expandir o pânico está causando mutos alvoroços, ninguém morre mais de outra patologias. Apenas de Covid, porque essa é a doença que garante os interesses de muitos políticos desonestos.

Segundo a família, a idosa apresentou melhoras na noite de segunda e tomografias mostraram avanço na recuperação dos pulmões – “ela até já deu uma caminhada, com ajuda, dentro do quarto mesmo”, disse o neto Bruno Oliveira.

Sem ter o que explicar a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) disse que era apenas um erro por causa dos mutos casos.

Então, se erram trocando morto por quem está vivo, podem trocar medicações e matar muita gente por negligência, na ânsia de aumentarem os números dos casos.

Ou não?

Do G1