Category: Policial

Corpo é encontrado com marcas de tiros na cabeça e mãos amarradas em matagal na Grande Natal

Jonathan Monteiro da Cunha, de 33 anos, foi encontrado morto — Foto: Redes sociais
Jonathan Monteiro da Cunha, de 33 anos, foi encontrado morto — Foto: Redes sociais

Um homem de 33 anos foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (18) em uma área de matagal do município de Parnamirim, na região metropolitana de Natal. Segundo a Polícia Militar, o corpo de Jonathan Monteiro da Cunha tinha marcas de vários disparos na cabeça e estava com as mãos amarradas.

O corpo do rapaz foi encontrado nas proximidades da BR-304 no trecho entre Parnamirim e Macaíba. Jonathan estava desaparecido desde o fim da tarde de quinta-feira (17). Segundo relatos feitos aos policiais, ele trabalhava em uma fábrica de sorvetes na cidade e saiu do trabalho de bicicleta por volta das 17h para ir para casa, no bairro Felipe Camarão, em Natal, como fazia diariamente. Mas não chegou ao destino.

Sem notícias desde o dia anterior, amigos e parentes começaram a fazer uma busca por conta própria em áreas de matagal da cidade de Parnamirim, após serem informados que moradores E foi em uma dessas áreas que eles encontraram o corpo de Jonathan.

O trecho onde o corpo foi encontrado foi o mesmo onde a Policia Militar recebeu relatos de moradores que ouviram pelo menos oito tiros na noite anterior, às margens da BR-304. Em uma busca durante a noite e já pela manhã desta sexta-feira, nada foi encontrado no local. Em uma nova tentativa, o corpo do rapaz foi encontrado a aproximadamente um quilômetro de distância da pista.

Além de trabalhar em uma fábrica de sorvetes, o rapaz de 33 anos também possuía um estabelecimento comercial próprio no qual se dedicava. A Polícia Civil vai investigar o caso.

G1RN

Três policiais militares são presos suspeitos de envolvimento na morte do jovem Gabriel

Gabriel tinha 18 anos e morava no Guarapes — Foto: Cedida pela família
Gabriel tinha 18 anos e morava no Guarapes — Foto: Cedida pela família

Três policiais militares foram presos nesta quinta-feira (17) suspeitos de envolvimento na morte do jovem Gabriel de Souza, de 18 anos. Gabriel foi visto pela última vez no dia 5 de junho quando saiu para visitar a namorada. O corpo dele foi encontrado 9 dias depois, em avançado estado de decomposição, em São José de Mipibu.

Dois dos policiais estavam de serviço e foram presos após se apresentarem ao Comando Geral e o terceiro suspeito foi preso em sua residência.

Um outro policial militar já havia sido preso no dia 19 de agosto também por suspeita de envolvimento no crime. De acordo com a Polícia Civil, os quatro PMs suspeitos são lotados no município de Goianinha.

Investigações

De acordo com a Polícia Civil, após o roubo de um carro em Parnamirim, a PM foi acionada para tentar recuperar o veículo. O dono do carro é irmão de um dos policiais militares suspeitos. Esse PM acionou os colegas para darem apoio ao seu irmão na recuperação do veículo, que possuía rastreador. Diversos policiais foram contatados para atender a ocorrência e se deslocaram até a região onde apontava o GPS. Ao longo das buscas, uma guarnição da Polícia Militar chegou ao local onde o veículo estava, presenciando o momento no qual os criminosos estavam retirando os pertences do veículo.

Os suspeitos do roubo, ao visualizarem a viatura, fugiram pela região de mata. Os policiais deram continuidade às buscas, ingressando na mata. No local, alguns policiais militares abordaram o jovem Gabriel e se certificaram de sua história. Após alguns momentos de detenção, eles liberaram o jovem. Ao sair da região de mata, Gabriel foi visto por populares que avisaram a uma outra viatura que também realizava as buscas no local.

Nessa viatura, estavam os três cabos presos nesta quinta-feira (17), que haviam sido acionados pelo sargento. De acordo com a Polícia Civil, os militares então abordaram o jovem Gabriel, que chegou a informar aos policiais que já havia sido liberado pela outra viatura; mas, mesmo assim, o jovem foi colocado na mala do veículo, sendo este o último momento em que foi visto com vida.

As investigações apontam que os três policiais executaram a vítima e se deslocaram até o município de São José do Mipibu, onde deixaram o corpo, que foi encontrado no dia 14 de junho, em uma região de mata na comunidade Pau Brasil, a 30 km de Natal e a 20 km de Parnamirim.

De acordo com as investigações, os três cabos que estavam na viatura, desde o momento que abordaram o jovem Gabriel, mantiveram um estreito processo de comunicação com o sargento, irmão da vítima do crime de roubo em Parnamirim. Tal comunicação indica o conhecimento dos fatos e participação ativa na prática do crime de homicídio, pois, ainda de acordo com as investigações, o sargento chegou a agradecer aos três cabos presos, em grupo de WhatsApp, todo o apoio prestado.

G1RN

Nora é presa em flagrante por maus tratos e agressões a idosa de 86 anos em Natal

Polícia Civil do RN (Arquivo) — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Polícia Civil do RN (Arquivo) — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Uma mulher de 42 anos foi presa suspeita de lesão corporal e maus tratos contra sua sogra – uma idosa de 86 anos – em Natal. O caso aconteceu nesta terça-feira (8) e foi denunciado à Polícia Civil pela própria vítima com seu filho, o companheiro da mulher presa em flagrante.

A suspeita foi detida no apartamento dela, na Praia do Meio, na Zona Leste da capital potiguar. De acordo com a Polícia Civil, a nora e a idosa moravam no mesmo imóvel há cerca de três meses.

Segundo as investigações, o crime teria ocorrido por volta das 12h. Logo depois, a vítima foi acompanhada de seu filho até a 2ª Delegacia de Polícia para prestar queixa, onde foram apresentadas as lesões corporais.

Ainda segundo a polícia, as investigações realizadas pela equipe da 2ª DP apontam que a idosa já havia sofrido violências físicas duas vezes, somente no último final de semana, possivelmente praticadas pela mesma agressora.

A mulher foi conduzida até a delegacia e encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

G1RN

Bandidos armados se passam por policiais e executam dois homens em bar no Oeste potiguar

Homens foram mortos a tiros em uma bar no município de Serra do Mel, região Oeste do Estado — Foto: Alcivan Vilar
Homens foram mortos a tiros em uma bar no município de Serra do Mel, região Oeste do Estado — Foto: Alcivan Vilar

Quatro homens armados se passaram por policiais e executaram duas pessoas dentro de um bar na tarde desta quarta-feira (2), em Serra do Mel, na região Oeste potiguar. Após do crime, os bandidos fugiram do local raptando outro homem.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 15h30. De acordo com a corporação, pessoas que estavam no bar contaram que quatro homens armados entraram se identificando como policiais. Eles pediram que todo mundo deitasse no chão e em seguida executaram dois homens. As vítimas foram identificadas como Josivan Lopes de Moura e Evandro Lopes de Oliveira.

Testemunhas também contaram que os criminosos levaram um homem que estava no bar como refém. Até agora a Polícia não tem informações sobre essa terceira vítima.

Policiais Militares de Mossoró e de Areia Branca fizeram buscas na região, mas os suspeitos não foram localizados.

G1RN

Suboficial da reserva da Marinha é morto a tiros com a própria arma ao tentar separar briga na Grande Natal

Suboficial da reserva é morto a tiros durante discussão em posto de combustíveis em Parnamirim — Foto: Lucas Cortez / Intertv Cabugi
Suboficial da reserva é morto a tiros durante discussão em posto de combustíveis em Parnamirim — Foto: Lucas Cortez / Intertv Cabugi

Um suboficial da reserva da Marinha foi assassinado a tiros com a própria arma neste domingo (23), após uma confusão em um posto de combustíveis às margens da RN-313, no bairro de Cajupiranga, em Parnamirim, na Grande Natal. Ele levou 6 tiros e morreu no local, antes da chegada do socorro.

De acordo com a Polícia Militar, o suboficial da reserva da Marinha, Maurício da Silva Gomes, de 63 anos, estava no carro com a esposa vindo de uma chácara de amigos quando parou para abastecer por volta das 16h30.

Segundo a PM, ele percebeu que estava acontecendo uma discussão entre o filho de uma frentista e outro homem, que segundo a Polícia, estava sob efeito de entorpecentes. O Suboficial saiu de dentro do veículo para tentar impedir a briga.

Ainda segundo a PM, no momento da confusão, a arma que estava com o suboficial caiu ao chão. O homem que se encontrava visivelmente drogado, pegou a arma e efetuou seis disparos à queima- roupa contra Maurício, que morreu no local.

O autor dos disparos foi contido e em seguida, agredido por populares até a chegada da Polícia Militar. O criminoso foi levado ao hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim.

Maurício da Silva Gomes deixa esposa e dois filhos.

G1RN

Flordelis é denunciada por suspeita de ser a mandante da morte do pastor Anderson; polícia prende cinco filhos e uma neta

Filhos de Flordelis são presos por suspeita no envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo — Foto: Reprodução / TV Globo
Filhos de Flordelis são presos por suspeita no envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo — Foto: Reprodução / TV Globo

A Polícia Civil do RJ e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) prenderam nesta segunda-feira nove pessoas pelo envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo, executado com mais de 30 tiros em 16 de junho de 2019.

Segundo a força-tarefa da Operação Lucas 12, a viúva, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), é a mandante do crime. Ela não pôde ser presa por causa da imunidade parlamentar.

Com a Lucas 12, chega a sete o número de filhos presos no caso.

  • Nesta segunda, foram presos cinco filhos do casal (Adriano, André, Carlos, Marzy e Simone) e uma neta (Rayane).
  • A Justiça ainda emitiu mandados de prisão contra dois homens que já estavam na cadeia: o filho apontado como autor dos disparos (Flavio) e um ex-PM (Marcos).
  • Um sétimo filho (Lucas), que já tinha sido preso por conseguir a arma, foi denunciado na Lucas 12.

Segundo a polícia, antes do assassinato a tiros, Flordelis tentou matar o marido pelo menos quatro vezes — uma delas com veneno na comida.

G1RJ

Mossoró/RN: Mulher de 23 anos é morta a tiros dentro de casa

Foto da Internet

A cidade de Mossoró localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo e eleva para 110 o número de assassinatos na cidade em 2020. O crime aconteceu no início da noite desta quinta feira 20 de agosto de 2020 na Rua Senador Canuto Ferraz, próximo a um bueiro no Conjunto Redenção.

Uma jovem identificada como Camila Linhares Cordeiro de 23 anos de idade natural de Catolé do Rocha no estado da Paraíba foi morta com um tiro na cabeça dentro de casa. Segundo informações da Polícia Militar que isola o local, os criminosos invadiram a casa e executaram a vítima.

Na frente da casa muitas capsulas de pistola espalhadas pelo chão. A Polícia acredita que na casa havia mais alguém e que conseguiu fugir e escapar da morte. Apesar de que houve muitos disparos e a prova disso é a grande quantidade de cápsulas que foram recolhidas, a perícia criminal confirmou que apenas um tiro fatal atingiu a jovem.

Ainda não há informações sobre a motivação do crime bem como sobre suspeitos. A Polícia informou que o ex-companheiro de Camila, Mairon da Silva Dantas, foi assassinado no início do ano na cidade de Patu na região Oeste Potiguar. Após os procedimentos de perícia no local, realizados pela equipe do Itep, o corpo de Camila Linhares, foi recolhido e encaminhado para exames na unidade pericial.

JFR

Após PM ser preso como suspeito de morte, mãe de Gabriel cobra investigação: ‘Por que não aparece a história completa?’

Priscila Souza lamenta que filho Giovanne Gabriel tenha sido morto por ter sido confundido com assaltante — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi
Priscila Souza lamenta que filho Giovanne Gabriel tenha sido morto por ter sido confundido com assaltante — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

A mãe de Giovanne Gabriel de Souza Gomes, Priscila Souza, não escondeu o sentimento de revolta ao receber nesta quarta-feira (19) a informação da prisão de um policial militar suspeito de ter envolvimento na morte do filho de 18 anos. De acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, o jovem foi morto porque teria sido confundido com um assaltante. O corpo de Gabriel foi encontrado no dia 14 de junho, em avançado estado de decomposição, em São José de Mipibu.

Parte da ação teria sido vista por populares que procuraram Priscila e contaram que ele foi pego quase em frente à casa da namorada, em Parnamirim. “Não foi só esse daí. Os populares mesmo disseram que não era só um policial na viatura, que a viatura passa pelo meu filho e não faz nada, só faz depois que um homem num carro faz um sinal com os braços. Aí é que o policial volta e pega ele. Esse homem falou alguma coisa. Falou o quê? Por que não aparece o rosto deles, a história completa?”, questionou.

O PM preso é do 8º Batalhão, responsável pelo patrulhamento da região Agreste. Também houve a apreensão de uma viatura da Polícia Militar.

No dia do desaparecimento de Gabriel, em 5 de junho, houve o roubo de um carro que foi encontrado posteriormente nas imediações de Emaús, em Parnamirim. Priscila lembra que, no caso de suspeita, o correto seria conduzir a pessoa para a delegacia e não para matá-la, e falou sobre o sentimento de indignação.

“Revoltada. Muito revoltada. Eu acho que é para prender. Independente do que um errado faça, a delegacia é para isso. Aqui no Brasil a gente não tem pena de morte. Independente do que tenha sido, não era para ter matado meu filho, ainda mais, enganado. Meu filho nunca aprendeu a dirigir”, falou.

“Mesmo que tivesse sido enganado, mas que tivessem prendido meu filho e eu iria lá tirar ele. Quer dizer que acontece um assalto aqui, aí passa um jovem sozinho e foi aquele jovem? Não. Tem que pegar o verdadeiro e prender”, destacou.

A mãe de Gabriel reforçou que quer que “que o caso seja totalmente solucionado para não acontecer com outros jovens o que aconteceu com o filho”.

De acordo com Priscila, antes de ser levado em uma viatura, Gabriel teria sido abordado por outros policiais que não eram do 8º Batalhão, que o liberaram após verificar documentação. “Eu acredito que vai ter justiça. É só não parar a investigação. Os outros policiais que abordaram meu filho corretamente viram que meu filho não tinha nada porque ele não saía sem documento. Viram que ele não tinha antecedente e liberaram. Nem todos fazem o trabalho errado”.

PF e Receita Federal apreendem 704 kg de cocaína em meio a carga de mangas no porto de Natal

Quase 704 kg de cocaína são encontrados dentro de container com mangas que seguia para a Europa, no Porto de Natal — Foto: PF/Divulgação
Quase 704 kg de cocaína são encontrados dentro de container com mangas que seguia para a Europa, no Porto de Natal — Foto: PF/Divulgação

Uma operação da Polícia Federal junto com a Receita Federal apreendeu 703,95 quilos de cocaína dentro de um contêiner carregado de mangas com destino à Holanda, na Europa. O caso aconteceu neste sábado (15), no Porto de Natal.

Segundo a PF, a descoberta do entorpecente ocorreu após intensificação do trabalho de fiscalização no terminal. A corporação ainda investiga para descobrir os autores do crime de tráfico internacional de drogas. A pena pode variar de 7 a 25 anos de reclusão.

Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), que dirige o porto, o “evento mostra que a intensificação das ações de vigilância na área portuária vem surtindo efeito”. Ainda de acordo com a estatal, “convergência de interesses entre o Porto, Armadores e Proprietários das Cargas, deverá possibilitar a instalação de um ‘scanner’ de containers no final do próximo mês”, que deverá melhorar a segurança.

Desde 2019, somente no Porto de Natal, a Polícia e a Receita Federal apreenderam mais de 5 toneladas de cocaína. Em apenas duas operações realizadas em fevereiro de 2019, foram 3,3 toneladas.

G1RN

Primo do prefeito da Serra do Mel é executado à tiros

Informações apontam para crime de homicídio na Vila Brasília cidade da Serra do Mel no oeste do RN.
Homem identificado como  Francisco Miguel, esse primo do prefeito Bibbiano teria sido executado com vários tiros de arama de fogo.
Motivações e autores desconhecidos.
Miguel seria dono de um mercadinho na Serra do Mel.

Foto da Internet

Corpo de adolescente desaparecido em Goianinha é encontrado pela família

Lucas Macena, de 15 anos, estava desaparecido desde domingo (9) — Foto: Arquivo da Família
Lucas Macena, de 15 anos, estava desaparecido desde domingo (9) — Foto: Arquivo da Família

O corpo do adolescente Lucas Macena, de 15 anos, que estava desaparecido desde domingo (9) quando saiu de casa no sítio Guariba, na zona rural do município de Goianinha, foi encontrado pela família, na manhã desta quinta-feira (13).

O corpo estava enterrado em um canavial no município de Goianinha.

Na manhã desta quinta (13) um grupo se reuniu por volta das 5h para tentar localizar o adolescente. De acordo com informações da família, o corpo de Lucas estava muito machucado. Desde domingo (9), familiares do adolescente faziam buscas por conta própria.

“A gente estava procurando ele dentro de mata, dentro de partido de cana, em lagoas. Onde a gente tinha pista, a gente ia buscar. Até em hospitais pra saber se ele deu entrada”, contou a tia do rapaz que preferiu não ser identificada. Lucas Macena foi visto pela última vez na comunidade Lagoa do Poço, por volta das 19h de domingo (9).

O corpo do adolescente deve ser removido para a sede do Itep onde passará por exames para identificar a causa da morte.

G1RN

Menino de 13 anos é baleado na cabeça em Natal

Menino foi socorrido e levado para o Hospital Santa Catarina — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi
Menino foi socorrido e levado para o Hospital Santa Catarina — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

Um menino de 13 anos foi baleado na cabeça na manhã desta quinta-feira (13) no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal. Ele foi socorrido com vida.

De acordo com a família, o menino juntava material reciclável com os irmãos na comunidade do Mosquito, onde mora, quando uma moto passou com um homem atirando. O garoto foi atingido por um disparo na cabeça.

Ele foi levado para o Hospital Santa Catarina e, de lá, transferido para o Pronto-socorro Clóvis Sarinho. Ainda segundo informações da família, o pai do menino também foi baleado há 10 dias em circunstâncias parecidas e está internado.

Menino de 8 anos que deu entrada em hospital com bala alojada na cabeça morre em Natal

Menino de 8 anos estava internado na UTI do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal  — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi
Menino de 8 anos estava internado na UTI do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal — Foto: Ayrton Freire/Inter TV Cabugi

O menino de 8 anos que deu entrada no Hospital Walfredo Gurgel após uma suposta queda, mas teve uma bala descoberta na cabeça, pela equipe médica, não resistiu e morreu, na noite desta segunda-feira (10) em Natal. A informação foi confirmada pela unidade de saúde. A criança estava internada na UTI desde o domingo (9).

A Polícia Civil investiga o caso. Nesta terça-feira (11), a corporação informou que algumas pessoas já foram ouvidas, mas que a investigação ainda está em andamento. Na segunda (10), o delegado Marcus Vinícius, da Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou que a primeira hipótese da investigação é de que o menino foi vítima de uma bala perdida.

O caso começou no domingo (9), quando a criança deu entrada no pronto-socorro do Hospital Walfredo Gurgel. Os pais informaram à equipe médica que o menino estava brincando com colegas em um gramado do condomínio onde a família mora, no bairro Nossa Senhora do Nazaré, quando caiu e bateu a cabeça numa área de concreto.

Durante os exames, entretanto, os médicos descobriram uma bala alojada do lado esquerdo da cabeça da criança. A polícia foi acionada e começou a investigação ainda no domingo.

Porém, os moradores do condomínio disseram aos investigadores que não ouviram qualquer barulho de tiro. Segundo o delegado, uma das crianças que brincava com o menino afirmou que chegou a escutar um barulho, mas não imaginou que fosse de um projétil.

G1RN

Polícia Civil prende suspeitos de participação em atentado contra casa de vereador no Alto Oeste

Casa de vereador foi alvo de criminosos em João Dias, RN, no início do mês — Foto: Clodoeudes Fernandes/Cedida
Casa de vereador foi alvo de criminosos em João Dias, RN, no início do mês — Foto: Clodoeudes Fernandes/Cedida

Um homem e uma mulher suspeitos de participação no atentado contra a residência de um vereador na cidade João Dias, no Alto Oeste do Estado, foram presos em uma propriedade na zona rural de Martins. As prisões aconteceram no último sábado.

O crime aconteceu na madrugada do dia 3 deste mês. Quatro homens armados chegaram em dois carros e atiraram contra a casa. Eles também utilizaram explosivos. No momento da ação não havia ninguém no imóvel.

Segundo as investigações, oito pessoas estavam escondidas em uma propriedade rural da cidade de Martins, mas quando os agentes chegaram ao local encontraram apenas o homem e a mulher. A polícia acredita que todos têm envolvimento com o crime.

No local, os policiais apreenderam aparelhos celulares, um rádio HT utilizado na frequência da polícia, uma arma de fogo e outros objetos.

Os agentes também localizaram acampamentos próximos a fazenda onde foram encontradas peças de roupa masculinas, coturnos e material de higiene pessoal. A polícia acredita que o proprietário da fazenda também esteja envolvido no crime. A delegacia regional de Alexandria está responsável pelas investigações.

O homem e a mulher foram conduzidos a Delegacia de Plantão e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

G1RN

Operação da PF no RN apura desvios de R$ 2,1 milhões do Pronaf; gerente de banco é investigado

Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão dentro da Operação Chupim, no RN — Foto: PF/Divulgação
Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão dentro da Operação Chupim, no RN — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (6), uma operação para investigar fraude e desvio em financiamentos vinculados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura (Pronaf) do governo federal. Entre os crimes apurados, há corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de capitais. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal e Nova Cruz, no Agreste potiguar.

Segundo a corporação, a investigação que resultou na Operação Chupim, começou com uma apuração interna do Banco do Brasil, que identificou atuação irregular do gerente da agência bancária em Canguaretama em cerca de 85 financiamentos do Pronaf, com prejuízo potencial de R$ 2.180.504,34.

“De acordo com a investigação policial, ficou demonstrada a existência de esquema fraudulento de financiamentos com recursos do Pronaf para o qual concorreram fornecedores de animais, além do próprio gerente”, informou a PF.

Ainda segundo as diligências, houve financiamentos fraudulentos em que os mutuários sequer sabiam do negócio realizado, pois eram contratos fictícios sem a efetiva entrega de animais. Também houve financiamentos com “sobrevalorização” dos animais negociados.

“Com relação ao gerente, restou ainda evidenciado que ele se utilizou das contas bancárias de terceiros para movimentar recursos desviados do Pronaf”, disse ainda a corporação. Além disso, há suspeita de pagamento de vantagem indevida a um servidor do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), responsável por elaborar as propostas simplificadas de crédito vinculadas aos financiamentos fraudulentos.

Em nota, a Emater declarou que apoia as investigações e se coloca inteiramente à disposição das autoridades para colaborar em todo o processo de investigação, de forma ampla e irrestrita.

Segundo a PRF, as diligências realizadas nesta quinta-feira (6) têm como finalidade reunir provas dos delitos sob apuração.

O nome da Operação Chupim faz referência ao pássaro realiza parasitismo de ninhos e, por isso, passou a designar informalmente um aproveitador.

G1RN