Category: Segurança

Com 1 tonelada de drogas, polícia faz apreensão histórica em Mossoró, RN

Drogas apreendidas foram levadas para o Itep de Mossoró (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)
Drogas apreendidas foram levadas para o Itep de Mossoró (Foto: Marcelino Neto/O Câmera)

G1 – As polícias Civil e Militar fizeram uma apreensão histórica de drogas na cidade de Mossoró, na região Oeste potiguar. Na tarde desta quinta-feira (21), foram encontrados 914 quilos de cocaína, pasta base de cocaína e maconha. Caixas com munições de escopeta calibre 12 também foram apreendidas. Ninguém foi preso.

De acordo com o delegado Denys Carvalho, a delegacia da cidade recebeu uma denúncia sobre um carro com placas clonadas no loteamento Parque Universitário, nas margens da BR-110. Com o apoio da Polícia Militar, o veículo foi encontrado dentro de uma casa na rua José Elton Rodrigues da Silva. “Esta, certamente, foi a maior apreensão de drogas da história de Mossoró”, afirmou o delegado.

A polícia também informou que as drogas apreendidas estavam distribuídas da seguinte forma: 774,5 quilos de cocaína em pó refinado; 21 tabletes pesando 24,5 quilos de pasta base de cocaína; 101 tabletes pesando 110,8 quilos de maconha; 5 caixas com munições de escopeta calibre 12. Todo o material foi levado para o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) de Mossoró.

Mossoró: marido mata esposa na frente dos filhos, liga pra polícia e depois foge

mulher

Um homem ligou, na madrugada dessa sexta feira, para a polícia informando sobre o assassinato de sua própria esposa e depois fugiu.
O crime aconteceu na frente dos dois filhos do casal. Segundo os vizinhos, o casal estava discutindo.

Francisca Edna da Silva, de 28 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça.

Na casa do ocorrido, que fica na Rua Teresina da Conceição, em Mossoró/RN, foi encontrado um revolver calibre 38.

A polícia segue investigando o caso.

G1

Mulher de João Santana afirma que Mantega intermediou caixa 2 em 2014, diz jornal

Mônica Moura trocou o sorriso pela delação(Geraldo Bubniak/Agência o Globo)
Mônica Moura trocou o sorriso pela delação(Geraldo Bubniak/Agência o Globo)

Veja – Em tratativas para fechar um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato, a mulher do marqueteiro do PT João Santana, Mônica Moura, já prestou depoimento em que afirma que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega intermediou pagamento de caixa 2 para a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2014. As informações são do jornal O Globo. O casal foi preso na 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé. Monica Moura ainda não formalizou o acordo.

A mulher de João Santana cuidava da parte financeira da Polis Propaganda e Marketing, empresa que fez as campanhas da presidente Dilma em 2010 e 2014. O casal é acusado de receber de 7,5 milhões da Odebrecht e do operador de propinas Zwi Skornicki por meio de uma offshore no Panamá, a Shellbill Finance. O Ministério Público Federal já denunciou a dupla pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa.

De acordo com o jornal, Mônica afirmou a procuradores federais em Brasília que Mantega se reuniu com ela e indicou repetidas vezes executivos de empresas que deveriam ser procurados por ela para fazer pagamentos. Os montantes não foram declarados à Justiça Eleitoral. Ao Globo, Mantega admite os encontros com Mônica, mas nega que tenha tratado de contribuições ilegais. Já a mulher de Santana afirma ter registrado detalhes das conversas em uma agenda que ainda não foi apreendida pela Polícia Federal.

Ela afirmou também que houve caixa 2 também na campanha presidencial de 2010 e nas campanhas petistas de Lula em 2006, Fernando Haddad em 2012, Marta Suplicy em 2008 e Gleisi Hoffmann em 2008. Ainda segundo ela, Mônica e o marido teriam recebido ao menos 10 milhões de reais fora da contabilidade em 2014 – 4 milhões, somente da Odebrecht.

Suspeito de matar professor no RN se apresenta à polícia e fica preso

20160404090156
Corpo estava dentro de carro queimado encontrado no dia 3 (Foto: Divulgação/PM)

G1- O suspeito de matar uma pessoa, cujo corpo foi encontrado no dia 3 deste mês carbonizado dentro de um carro entre os municípios de Fernando Pedroza e Santana do Matos, na região Central do Rio Grande do Norte, se apresentou à Polícia Civil na noite desta quarta-feira (20) e está preso. Para a família, a vítima do assassinato é o professor de matemática Alcivan Medeiros da Silva, que desapareceu um dia antes de o carro ser encontrado. O veículo, inclusive, pertence ao professor.

“Embora a apresentação tenha sido expontânea, havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça e o suspeito ficou detido”, explicou o delegado Dilton Nascimento. Apesar de confirmar a prisão, o delegado preferiu não dar detalhes sobre o suspeito nem do depoimento. “Preferimos o sigilo que é para não atrapalhar as investigações”, ressaltou.

Alcivan Medeiros da Silva foi visto pela última vez no dia 2 deste mês em Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. No dia seguinte, um cadáver foi encontrado carbonizado dentro de um Fiat Uno Vivace inteiramente queimado em uma região de mata entre os municípios deFernando Pedroza e Santana do Matos. Parentes do professo confirmaram pelo número do chassi do carro se tratar do veículo de Alcivan.

A Secretaria de Educação de Felipe Guerra cancelou as aulas do dia 5 na rede municipal de ensino devido aos acontecimentos. Apesar de não ter a confirmação oficial da morte do professor, a secretaria tomou a decisão pela complexidade da situação e pediu “oração por notícias positivas”.

Sem identificação
O corpo que foi encontrado carbonizado dentro do carro ainda não foi oficialmente identificado. Segundo o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), isso só será possível após exames de DNA, o que ainda não foi feito. Para a família, um pedaço da arcada dentária encontrada dentro do carro deve ajudar a polícia a solucionar o caso. “Com a arcada que foi encontrada dentro do carro de Alcivan, também é possível fazer a identificação do corpo”, ressaltou um familiar que pediu para não ter o nome revelado. Segundo ele, a arcada é uma alternativa de identificação mais rápida que o DNA – “exame que não é feito no estado e que depende da colaboração da polícia técnica de Salvador”, explicou o Itep.

Dois jovens são assassinados a tiros em Ceará-Mirim, na Grande Natal

Dois homens foram mortos a tiros na noite desta quarta-feira (20) em Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas estavam em uma vila quando os criminosos chegaram e atiraram. Após o crime, eles fugiram.

O duplo homicídio aconteceu pouco antes da meia noite na rua São Miguel. Segundo a PM, os homens estavam em um beco de vila quando os criminosos chegaram e atiraram. As vítimas foram identificadas como Leilson Eleuterio da Silva, de 18 anos, e Márcio Nascimento da Silva, de 22 anos.

Os criminosos fugiram. A polícia ainda não sabe a motivação do crime.

G1

Capitão Styvenson Valentim apreende CNH de ex-misnistro Henrique Alves do PMDB

cnh

henrique1459205801

G1 – O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB) se recusou a fazer um teste de bafômetro ao ser parado em uma blitz realizada pela Polícia Militar e Detran na madrugada desta quinta-feira (21) na Zona Sul de Natal. “Como não soprou o aparelho, a carteira de habilitação dele ficou retida”, afirmou o capitão Styvenson Valentim, coordenador da Operação Lei Seca no estado. Seis policiais militares também foram autuados.

Ainda segundo o capitão, Henrique Alves tem até cinco dias úteis para ir ao Detran reaver o documento. “Sem o teste do bafômetro não ficou comprovada a ingestão de bebida alcoólica. Assim, ele não vai responder criminalmente. Mas, ele ainda vai responder administrativamente e vai pagar multa de R$ 1.915,40”, explicou Styvenson. O G1 tentou falar com a assessoria de Henrique, mas não conseguiu contato.

Ainda de acordo com o capitão, a blitz realizada na madrugada terminou com 16 pessoas presas e 132 CNHs recolhidas. A fiscalização aconteceu na rotatória da avenida Engenheiro Roberto Freire com a Rota do Sol, via de acesso às praias do litoral Sul potiguar.

Um carro oficial do Estado também foi apreendido. O veículo era conduzido por um policial militar, que também foi autuado por ser recusar a soprar o bafômetro. PMs da Paraíba, Pernambuco e de Brasília também irão responder administrativamente.

Arte bafômetro vale (Foto: Editoria de Arte / G1)

Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Mulher é a sexta pessoa morta a tiros em menos de 48 horas em Caicó, RN

pm_ldl88GV

Uma mulher foi assassinada a tiros dentro de um salão de beleza na Zona Oeste de Caicó, município do seridó potiguar, na tarde desta quarta-feira (20). De acordo com a PM, a vítima era a dona do salão, que estava trabalhando quando foi baleada. Esta é a sexta pessoa morta a tiros em Caicó nas últimas 48 horas.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta chegaram ao salão e atiraram várias vezes. Além da dona do salão, que segundo a PM era o alvo, uma outra mulher foi baleada na perna. Ninguém foi preso.

Populares acionaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a dona do salão de beleza não resistiu e morreu antes do socorro. A segunda mulher baleada foi socorrida no carro da Polícia Militar e levado até o Hospital Regional do Seridó, em Caicó. Segundo a PM, a mulher não corre risco de morrer.

Esta é a sexta pessoa morta a tiros em Caicó nas últimas 48 horas. Na manhã desta quarta, quatro pessoas morreram em confronto com a PM. De acordo com o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) de Caicó, as vítimas foram identificadas como Arlindo Monteiro de Oliveira, de 26 anos, Afonso de Oliveira Júnior, de 20 anos, Anderson Caio Silva de Barros, de 18. A outra vítima era um adolescente de 16 anos.

Antes disso, um cabo da Polícia Militar já havia sido morto na manhã da terça-feira (19), no bairro Alto da Boa Vista, na Zona Norte de Caicó. Assim como no crime ocorrido com a cabeleireira, Edinaldo da Costa Rangel, de 48 anos, estava dentro de um carro quando dois homens se aproximaram em uma moto e atiraram nele. Dois suspeitos foram presos, mas logo liberados porque as características não batiam com o relato de testemunhas.

Do G1

Parabéns para a PM: quatro homens são mortos em troca de tiros com a PM em Caicó, RN

pm_Yasvzp4

Quatro pessoas foram mortas a tiros na manhã desta quarta-feira (20) em um confronto com a Polícia Militar na cidade de Caicó, no Seridó potiguar. De acordo com a PM, outros seis homens fugiram do local.

O confronto aconteceu por volta das 8h. A PM recebeu a denúncia de que um grupo estava em atitude suspeita dentro de um sítio na região do bairro Recreio. Dez homens estavam no local e, quando a equipe da polícia chegou, houve troca de tiros.

Segundo a PM, quatro homens foram socorridos ao Hospital Regional do Seridó, mas não resistiram. Os outros seis conseguiram fugir. No local do confronto, foram apreendidos uma pistola, dois revólveres e drogas.

Polícia prende grupo suspeito de roubar residências em Natal

 

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff em entrevista a veículos estrangeiros no Palácio do Planalto disse que o Brasil tem um “veio golpista adormecido”  (Roberto Stuckert Filho/PR)

A Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) realizou uma Operação, na manhã desta terça-feira (19), e prendeu três homens que são suspeitos de terem realizado vários roubos em residências de Natal. Durante a ação policial, que contou com apoio de equipes da 12a. Delegacia de Polícia, da 4ª Delegacia de Polícia e da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc), os policiais civis cumpriram mandados de busca, apreensão e prisão.

Foram detidos em cumprimento a mandados de prisão:Luan Henrique Ferreira de Souza, 19 anos e Demonhiell Moura Galdino de Oliveira, 22 anos. Hudson Pereira da Silva, 22 anos, foi preso em flagrante com um revólver calibre 32, uma balança de precisão e porções de droga. “Nós já sabíamos que este grupo de suspeitos, que mora na Zona Norte, era responsável por vários assaltos ocorridos em Natal. Ainda vamos continuar investigando para averiguarmos se existem mais suspeitos”, afirmou a delegada da DEFUR, Ana Paula Diniz.

Na casa dos suspeitos, a Polícia apreendeu produtos oriundos dos crimes como jóias, roupas, bolsas, notebooks, televisões e celulares. Casa alguma das vítimas reconheça os suspeitos, a Polícia Civil solicita que compareça a DEFUR, localizada no Complexo de Delegacias Especializadas (Av. Ayrton Senna).

Dono de pousada na Pipa, RN, morre após mergulhar em cachoeira em GO

empresario

O empresário paulista Luiz Henrique Ribeiro, proprietário de uma pousada no litoral Sul doRio Grande do Norte, morreu após pular de uma cachoeira na Chapada dos Veadeiros, emGoiás. De acordo com a Polícia Militar goiana, o acidente aconteceu no domingo (17).

Luiz Henrique estava viajando com amigos. Ele mergulhou em uma cachoeira e desapareceu. O corpo do empresário foi encontrado nesta segunda-feira (18) no rio dos Couros.

O empresário paulista morava há muitos anos no Rio Grande do Norte. Ele era dono da conhecida pousada Toca da Coruja, localizada na praia da Pipa. A pousada funciona há 25 anos. O corpo de Luiz Henrique será velado e sepultado em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, de onde era natural.

Presos continuam fugindo das cadeias do RN

Penitenciária de Alcaçuz, maior complexo prisional do Rio Grande do Norte (Foto: Canindé Soares/G1)
Penitenciária de Alcaçuz, maior complexo prisional do Rio Grande do Norte (Foto: Canindé Soares/G1)

No RN as fugas estão em mais evidência do que as prisões. Para um governo comprometido com a segurança está difícil dar respostas a altura do prometido. Quase todos os dias são fugas e mais fugas.

As desculpas são de que vão aumentar o efetivo dos agentes penitenciários para evitar as fugas; vai chegar verbas federais ordenadas pelo STF; e tantas outras falas que não justificam os desmandos.

Enquanto isso, o cidadão de Natal e interior do RN vão ficando assustados, com medo de trabalharem; de ir e vir, gerando uma sensação de insegurança.

Ainda ontem, presos na noite desta segunda-feira (18) da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pelo diretor Ivo Freire. Três detentos foram recapturados, mas ainda não se sabem se outros detentos conseguiram escapar. No sábado, outros 13 internos fugiram por um túnel. Este ano, sem contar com a fuga desta segunda, 170 presos já escaparam de unidades prisionais do estado.

Segundo Ivo Freire, a fuga aconteceu por volta das 23h. Agentes penitenciários perceberam a movimentação. “Eles viram quando os presos tentavam fugir e avisaram aos policiais da guarda externa”, disse.

Após cair em barranco, motociclista goiano morre na BR-226 no RN

Segundo a PRF, Renato Nery Garcia, de 50 anos, perdeu o controle da motocicleta e caiu em um barranco (Foto: Divulgação/ PRF)
Segundo a PRF, Renato Nery Garcia, de 50 anos, perdeu o controle da motocicleta e caiu em um barranco (Foto: Divulgação/ PRF)

G1 -Um motociclista morreu após cair em um barranco na manhã desta segunda-feira (18), na BR-226 em Currais Novos, no Seridó potiguar. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem fazia parte de um grupo que fazia um passeio motociclístico de Goiás até o Rio Grande do Norte. A suspeita é de que o motociclista tenha perdido o controle em curva e caído no barranco.

O motociclista foi identificado como Renato Nery Garcia, de 50 anos. Segundo a PRF, o homem vivia em Goiânia, mas a placa da motocicleta era da cidade de Jataí, também em Goiás. Com a força da batida, o eixo da moto partiu.

Após o acidente, Garcia ainda foi socorrido com vida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Regional Mariano Coelho, mas não resistiu aos ferimentos.

O corpo de Garcia foi reconhecido por integrantes do clube de motociclistas que acompanhavam a vítima e encaminhado ao Instituto Técnico-Científico de Policia (Itep) de Caicó, também no Seridó potiguar. O destino final do grupo era Natal.

Alternativas para sistema penitenciário no RN dividem opinião de especialistas

unnamed

De quem é a culpa pela crise do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte? Foi com esse questionamento que a deputada Márcia Maia (PSDB) deu início nesta segunda-feira (18) à audiência pública na Assembleia Legislativa que debateu temas como cogestão e contratos temporários no sistema carcerário do Estado.

“Essa é a pergunta que muitos têm feito. Mas a culpa, ao menos no momento, deve ser a última das nossas preocupações. A pergunta que realmente importa diante desta situação de calamidade é o que de fato tem sido feito para resolver essa questão que tem alcançado níveis alarmantes e refletido diretamente no aumento dos índices de violência em nosso estado?”, questionou Márcia Maia.

Segundo dados apresentados pela deputada, até o final de fevereiro deste ano o total de apenados no RN era de 7.799. Contudo, neste mesmo período, o déficit total era de 3.333 vagas, fazendo com que o sistema penitenciário funcione com cerca de 40% acima da sua capacidade.

“Para essa superpopulação de detentos, há 735 agentes penitenciários em atividade nas unidades. A média no RN é de um agente para cada 10 presos, enquanto o recomendado pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) e pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de um agente penitenciário para cada cinco internos”, explicou Márcia.

Questionado sobre as medidas que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado para reverter o quadro de calamidade no sistema prisional, o secretário de Justiça e Cidadania, Cristiano Feitosa elencou uma série de ações, dentre elas a possibilidade de adoção do sistema de cogestão das unidades prisionais e a contratação temporária de novos agentes penitenciários.

“A superlotação dos presídios e a ociosidade dos detentos são os principais desafios do sistema. Prevemos a contratação de agentes penitenciários temporários. O ideal seriam 500 novos agentes efetivos, mas nesse momento não é legalmente possível”, disse o secretário, exemplificando que a contratação temporária colaborou com o enfrentamento de crises no sistema prisional de outros Estados.

Sobre a cogestão do sistema, o titular da pasta sinalizou que há a intenção por parte do Executivo Estadual. “A iniciativa privada viria para ajudar em razão de algumas burocracias inerentes ao Estado, que muitas vezes não permitem a agilidade necessária na adoção de algumas medidas. Mas é importante salientar que todas as decisões continuam sendo do Poder Público”, falou Cristiano Feitosa.

O secretário elencou ainda medidas como a aquisição de novos equipamentos como scanner para revista, armas, munição, frota, a implantação de tornozeleiras eletrônicas para monitoramento de presos em regime semiaberto, monitoramento por câmera, entre outras. “Estamos procedendo também licitação para instalação de bloqueadores de sinal de celular nas unidades e desenvolvendo projetos nas áreas de saúde e trabalho prisional”, disse o secretário de Justiça, destacando ainda a elaboração de um projeto para a criação de uma corregedoria para os agentes penitenciários.

Alternativas

Outro tema debatido na audiência foi a adoção do método Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) como alternativa ao sistema prisional em busca de efetividade aos direitos humanos, método defendido pelo representante do Tribunal de Justiça (TJRN), desembargador Saraiva Sobrinho. “Nele os apenados são tratados com dignidade. A sociedade cria o Centro de Recuperação Social. É isto que nós precisamos. As nossas exigências não podem ser centradas apenas no Executivo”, comentou.

O juiz Fábio Ataíde, responsável pelo programa Novos Rumos do TJRN, afirmou que a discussão sobre a possibilidade de cogestão do sistema penitenciário ainda precisa ser aprofundada. “A privatização não é um método comunitário e ainda precisa ser discutida em muitos aspectos. Todas as alternativas precisam ser estudadas”, propôs.

Contrária à contratação temporária de agentes e ao sistema de cogestão das unidades prisionais, a presidente do Sindicato de Agentes Penitenciários do RN, Vilma Batista, defendeu maior atenção e investimentos do Governo do Estado para a categoria e para o setor. “A culpa pelas fugas não é dos agentes, pois estamos lá dando nossas vidas. O que falta é uma gestão comprometida. Perdemos o controle e o respeito dos internos e da sociedade. Queremos concurso público, cadeias públicas e sermos valorizados”, declarou.

Para o presidente da Comissão de Advogados Criminalistas da OAB/RN Gabriel Bulhões, não houve ainda uma resposta enérgica por parte do Governo. “Se o Poder Público der a atenção necessária, não será preciso privatizar. A implementação da lógica empresarial pode causar um problema ainda maior ao sistema carcerário”, observou.

Presente no debate, o deputado Ricardo Motta (PSB) disse que o Governo do Estado precisa priorizar os agentes penitenciários e oferecer melhores condições de trabalho. O senador Garibaldi Alves (PMDB) reforçou que é preciso chegar a um entendimento em favor da sociedade.

Ao final do debate, representantes do município de São Paulo do Potengi fizeram um apelo para que o Governo reveja a ampliação do Centro de Detenção Provisória (CDP) na cidade, que fica próximo a escolas e a população teme que a unidade traga maiores riscos à segurança da comunidade.

A audiência reuniu ainda representantes da Defensoria Pública, Conselho Estadual de Diretos Humanos do RN, Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários e classe estudantil.

Homem rouba carro, colide contra viatura e é preso pela PM

noticia_139899

Policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) prenderam na manhã desta segunda-feira (18), no bairro de Brasília Teimosa, Maicon Willian Pereira, de 21 anos, que estava em posse de um veículo Corolla, de cor branca e placas QGA 1618. O automóvel havia sido roubado pelo infrator em um condomínio do bairro de Nova Parnamirim, na Grande Natal.

Após o roubo, o infrator seguiu pela Avenida Senador Salgado Filho, sendo acompanhado pelos policiais de diversas unidades até o Bairro de Brasília Teimosa, na zona Leste de Natal.

MaiconWillianPereira

Durante a fuga, o suspeito perdeu o controle do veículo e colidiu com uma viatura da Polícia Civil, que estava estacionada próximo 2ª Delegacia de Polícia. Após o acidente, ele acabou sendo detido pelos policiais militares.

Maicon Willian foi encaminhado à Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), onde será autuado pelos crimes de roubo a mão armada, direção perigosa e dano ao patrimônio.

Sobre o roubo

No início da manhã desta segunda-feira (18), o infrator chegou em um condomínio fechado, no bairro de Nova Parnamirim, onde de posse de uma faca, rendeu o motorista do veículo e realizou o assalto. Câmeras de segurança no local identificaram o infrator que acabou sendo detido minutos depois.

Do Nominuto.com

Calamidade na segurança: Direção da maior penitenciária do RN confirma nova fuga

Saída do túnel foi encontrada na manhã deste sábado (16) por policiais militares da Força Nacional (Foto: Divulgação/Força Nacional)
Saída do túnel foi encontrada na manhã deste sábado (16) por policiais militares da Força Nacional (Foto: Divulgação/Força Nacional)

G1 – A direção da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, informou na manhã deste sábado (16) que houve uma nova fuga na unidade. Policiais militares da Força Nacional encontraram um túnel aberto do lado de fora. A quantidade de fugitivos, no entanto, ainda não foi confirmada.

Vice-diretor de Alcaçuz, Juciélio Barbosa da Silva disse ao G1 que a fuga aconteceu por um túnel escavado a partir do pavilhão 1. Uma recontagem deve ser feita ainda nesta manhã. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. Atualmente, a unidade possui 1.100 detentos. A capacidade, no entanto, é para 620.

Fugas
O sistemal prisional potiguar passa por uma grave crise. Sem contar com a fuga deste sábado em Alcaçuz, 153 detentos já conseguiram escapar de unidades prisionais do estado somente este ano. Na última segunda (11), quatro presos fizeram uma ‘pirâmide humana’ e fugiram da CadeiaPúblia de Mossoró, na região Oeste do estado.

Calamidade
O governo do Rio Grande do Norte renovou por mais seis meses o decreto de calamidade no sistema prisional potiguar. A renovação, assinada pelo governador Robinson Faria, foi publicada na edição do dia 17 de março do Diário Oficial do Estado (DOE). O documento diz que a renovação tem por objetivo “legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento”.