Category: Acidentes

Carro e caminhão batem e homem morre na Reta Tabajara, na Grande Natal

Homem morreu em acidente que aconteceu na Reta Tabajara, trecho da BR-304 na Região Metropolitana de Natal (Foto: PM/Divulgação)
Homem morreu em acidente que aconteceu na Reta Tabajara, trecho da BR-304 na Região Metropolitana de Natal (Foto: PM/Divulgação)

Um homem morreu em um acidente que aconteceu no trecho da BR-304 conhecido como Reta Tabajara, na região metropolitana de Natal, durante a manhã desta quinta-feira (7). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um caminhão bateu de frente com um carro de passeio.

Pelo menos mais uma pessoa estaria ferida no local. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionada para socorrer os envolvidos na colisão.

De acordo com a PRF, o acidente aconteceu por volta das 10h45 na área próxima ao condomínio Lagoa do Mato, no município de Macaíba.

Ainda não há detalhes sobre como o acidente aconteceu.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/homem-morre-em-batida-de-carro-e-caminhao-na-reta-tabajara-na-grande-natal.ghtml

Carros batem de frente e duas pessoas morrem no RN

Acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (4) (Foto: Sargento Crisvaldo/Polícia Militar)
Acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (4) (Foto: Sargento Crisvaldo/Polícia Militar)

Duas pessoas morreram em uma colisão frontal entre dois carros na manhã desta quarta-feira (4) na RN 117, no município de Governador Dix-Sept Rosado, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Uma menina de seis anos e uma mulher foram socorridas com vida.

O acidente ocorreu por volta das 10h. Os veículos envolvidos no acidente foram uma Pajero e um Siena. Dois passageiros do Siena morreram e dois ficaram feridos. O motorista da Pajero não sofreu ferimentos graves.

Ele é médico e prestou os primeiros socorros às vítimas. Ele levou a menina de seis anos e a mulher para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Segundo a PM, um jovem de 21 anos, que dirigia o carro, e uma senhora, de 67, morreram na hora. A menina, que ficou ferida, passou por cirurgia mas está estável.

A polícia informou ainda que a colisão aconteceu depois que o carro do médico precisou realizar uma manobra para desviar de um caminhão que fez uma ultrapassagem perigosa.

As vítimas foram identificados como Jorio Marques Fernandes e Maria Zilda Fernandes. Uma equipe da Polícia Rodoviária Estadual esteve no local. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, também na região Oeste do estado.

 

Fonte: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2017/01/carros-batem-de-frente-e-duas-pessoas-morrem-no-rn.html

Parte de teto desaba em escola no RN; aulas são suspensas e rua fechada

Parte de teto em escola municipal desaba em Natal (Foto: Reprodução/ Inter TV Cabugi)
Parte de teto em escola municipal desaba em Natal (Foto: Reprodução/ Inter TV Cabugi)

Parte do teto de uma quadra de esportes desabou nesta quarta-feira (2) na Escola Municipal Professor Zuza, no bairro do Alecrim, Zona Leste de Natal. Ninguém ficou ferido, mas o Corpo de Bombeiros interditou o prédio. As aulas desta quinta-feira (3) foram suspensas e uma rua fechada.

A escola fica na Avenida Coronel Estevam, uma das mais movimentas do bairro. Para evitar acidentes, a passagem de veículos foi interrompida entre as avenidas Miguel Castro e Amintas Barros. Em razão do feriado, não havia alunos ou funcionários no colégio. A Secretaria Municipal de Educação não deu previsão para o retorno das atividades na escola.

Segundo relatos da vizinhança, o desabamento foi causado por ventos fortes. Folhas de alumínio que revestem o teto estão caindo aos poucos.

G1RN

Ciclista morre atropelado por micro-ônibus na Grande Natal

parnamirim

Um ciclista morreu ao ser atropelado por um micro-ônibus na avenida Everaldo Breves, em Parnamirim, na Grande Natal. O atropelamento aconteceu na tarde desta segunda-feira (4). De acordo com a Polícia Militar, o ciclista morreu no local.

O acidente aconteceu por volta das 15h30. Segundo testemunhas que presenciaram o acidente, o ciclista seguia pela contramão em ‘zig zag’ quando bateu na lateral do micro-ônibus.

Segundo a PM, o motorista do micro-ônibus ficou no local, mas o ciclista morreu antes da chegada da ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Uma unidade da Ronda Escolar que fazia um patrulhamento na área no momento do acidente fez o isolamento do local do acidente e recolheu os documentos do motorista. O Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi chamado para recolher o corpo.

RN Explosão: mais um caixa de banco de interior é detonado por bandidos

Mais um interior tem seu banco atacado por bandidos que são especializados em explodir caixas eletrônicos. Conforme noticiado no G1, desta vez foi a cidade de Campo Grande, que fica na região Oeste do Estado potiguar. 

Agência do Banco do Brasil foi invadida na madrugada desta terça (16).
Segundo PM, cinco homens explodiram o caixa; ninguém foi preso.

Quadrilha explodiu caixa do Banco do Brasil em Campo Grande (Foto: Renato Medeiros )
Quadrilha explodiu caixa do Banco do Brasil em Campo Grande (Foto: Renato Medeiros )

Criminosos invadiram uma agência do Banco do Brasil e explodiram um caixa eletrônico na madrugada desta terça-feira (16) no município de Campo Grande, na região Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Militar, ninguém foi preso.

Segundo o sargento Tárcio Fernandes, o crime aconteceu por volta das 2h. Cinco homens armados chegaram em um carro preto, invadiram o estabelecimento e explodiram o caixa. A agência ficou destruída. A polícia ainda não sabe se o dinheiro do terminal foi levado pelos criminosos.

Na fuga, a quadrilha efetuou disparos pelas ruas da cidade.

Caixa foi explodido, mas polícia ainda não sabe se o dinheiro foi levado (Foto: Renato Medeiros)
Caixa foi explodido, mas polícia ainda não sabe se o dinheiro foi levado (Foto: Renato Medeiros)

FAB: cansaço de pilotos e mau tempo causaram morte de Campos

O acidente aéreo no qual morreu o candidato à presidência Eduardo Campos, em plena campanha eleitoral de 2014 pode ter sido provocado pelo cansaço do piloto e do copiloto e pelas más condições meteorológicas, segundo as conclusões do relatório final da investigação divulgado nesta terça-feira.

O responsável pela investigação, o tenente-coronel Raul de Souza, afirmou que o avião voava a uma “velocidade muito agressiva” e o piloto fez uma manobra “não recomendada” para evitar aterrissar no aeroporto de Santos, que estava sob um temporal, o que acabou provocando o acidente no qual morreram os sete ocupantes da aeronave.

O avião se chocou contra um edifício em 13 de agosto de 2014 perto do aeroporto de Santos, onde o candidato do PSB, que aparecia como terceiro colocado nas enquetes, participaria de um ato da campanha eleitoral.

A investigação, conduzida pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) da Força Aérea Brasileira (FAB), durou 17 meses e descartou a possibilidade de que o acidente tenha sido consequência de uma falha técnica, um incêndio ou uma colisão em voo.

Segundo Souza, se os pilotos tivessem seguido as instruções da carta de navegação, “poderiam ter aterrissado com segurança” apesar das condições meteorológicas adversas em Santos, com chuva e vento intensos.

O responsável pela investigação ressaltou que ambos tripulantes não tinham realizado os cursos necessários para pilotar o avião acidentado, um Cessna 560XLS, o que é um fator que pode ter contribuído para atrasar o tempo de resposta perante as adversas condições de voo.

Eduardo Campos, governador de Pernambuco e possível candidato à presidência pelo PSB, discursa durante convenção do seu partido com PPS e Rede no Rio de Janeiro
Foto: Daniel Ramalho / Terra

O comandante Marcos Martins, com 20 anos de experiência, tinha voado 130 horas nesse avião e tinha realizado treinamentos para pilotar um modelo similar, o Cessna 560.

O relatório sugere que o piloto poderia estar cansado pela excessiva carga de trabalho que suportou nas semanas precedentes ao acidente.

Entre 1º e 5 de agosto de 2014, os pilotos infringiram a lei de aeronáutica ao voar mais horas que as permitidas, mas na semana prévia ao acidente não incorreram nenhuma irregularidade.

Os investigadores também recorreram a um especialista que analisou a gravação da cabine e que assegurou que a voz do piloto é “compatível” com uma situação de “fadiga e inércia”, embora esta hipótese não esteja comprovada.

Segundo Souza, o mau tempo, a possível fadiga e a falta de treinamento poderiam ter contribuído para uma “desorientação” dos pilotos na hora de realizar a manobra de aterrissagem, na qual se desviaram da rota habitual e fizeram uma manobra “oposta” ao recomendável.

Terra