Category: Segurança

Homem mata companheira esfaqueada e comete suicídio na Zona Norte de Natal

Homem matou a companheira e cometeu suicídio em seguida dentro da casa em que os dois moravam em Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um homem matou a companheira e em seguida cometeu suicídio na casa em que os dois moravam no conjunto Vale Dourado, Zona Norte de Natal. Os corpos foram encontrados na tarde desta quinta-feira (20) por um vizinho do casal.

O homem esfaqueou a mulher e em seguida se pendurou pelo pescoço com uma corda. De acordo com familiares, o casal brigava com frequência, principalmente quando os dois bebiam. Antônio Marcos Higino de Oliveira tinha 28 anos e era pedreiro e carroceiro. Josefa Ferreira tinha 34 e era dona de casa.

Um filho da mulher, que tem 15 anos, morava com eles. No entanto, nesta quarta (19) foi dormir na casa da avó. Vizinhos estranharam que não viram o casal nesta quinta pela rua, e um deles resolveu subir no telhado do imóvel e destelhar a casa. Foi quando visualizou os cadáveres e acionou o filho da mulher.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/n

Senador Cid Gomes tenta entrar em batalhão da polícia com retroescavadeira e é baleado

Cid Gomes é baleado em "motim" de policiais em Sobral (CE) — Foto: Reprodução
Cid Gomes é baleado em “motim” de policiais em Sobral (CE) — Foto: Reprodução

O senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado na tarde desta quarta-feira (19) em um “motim” no qual um grupo de policiais reivindicava aumento salarial em Sobral (CE). Cid pilotava uma retroescavadeira e tentava furar um bloqueio feito por policiais no Batalhão da Polícia Militar do município.

O Hospital do Coração informou que o estado de saúde de Cid é estável e que não há risco de morte. O senador licenciado está em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta. Um boletim médico divulgado nesta quarta-feira, às 19h40, afirma que ele está “lúcido e respirando sem auxílio de aparelhos” e tem “boa evolução clínica”.

Segundo a assessoria da instituição, as duas balas atingiram a clavícula: uma bala saiu e a outra bateu na clavícula e ficou alojada no pulmão (e foi removida do órgão pela equipe da Santa Casa de Sobral). Cid já foi submetido a uma tomografia na Santa Casa de Sobral, que não constatou danos graves em nenhum órgão vital.

O ex-governador Ciro Gomes, irmão de Cid, disse em uma rede social que o senador licenciado “não corre risco de morte”, foi atingido por “dois tiros de arma de fogo” e que os disparos “não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo”.

Inicialmente, a assessoria do senador licenciado Cid Gomes disse que ele havia sido atingido por uma bala de borracha. Depois, a assessoria informou que o tiro foi, na verdade, disparado por uma arma de fogo.

Cid Gomes organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da Polícia Militar. Nesta quarta-feira, policiais esvaziaram pneus de carros da polícia para impedir que o trabalho dos agentes de segurança atuem na ruas.

Alguns vídeos compartilhados nas redes sociais mostram o momento em que Cid Gomes tenta furar o bloqueio com a retroescavadeira e, logo depois, uma pessoa faz os disparos em direção ao senador licenciado, que também quebram os vidros do veículo.

Outras imagens registradas no local também mostram o senador licenciado consciente e com a blusa manchada de sangue após a confusão.

G1Globo


Idoso é morto a tiros na frente da família na calçada de casa em Natal

João Paulino sofreu disparos na calçada de casa — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um idoso de 64 anos foi assassinado a tiros na calçada de casa em Felipe Camarão, bairro da Zona Oeste de Natal. O crime ocorreu na noite desta terça-feira (18) e foi presenciado pela esposa e filho da vítima.

João Paulino Sobrinho, que trabalhava como fretista na região, estava sentado ao lado dos familiares quando foi surpreendido por dois atiradores, que passaram em uma moto pela Rua Ferro Cardoso. A dupla abriu fogo contra o idoso, que ainda chegou a correr para dentro de casa. Em seguida ele foi elevado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cidade da Esperança, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a família, o fretista não tinha envolvimento com crimes. “A gente não sabe o que aconteceu, todo mundo está muito chocado com essa violência toda. Ele era um trabalhador, não tinha inimigos nem vícios”, comenta uma prima de João Paulino.

Ninguém foi preso até o momento. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Polícia invade festa de suspeitos de integrarem facção criminosa; 31 pessoas são levadas à delegacia

O crime foi registrado no interior do RN. — Foto: Klênyo Galvão/Inter TV Cabugi

A Polícia Civil conduziu 31 pessoas à delegacia em Natal após interromper uma festa, na cidade de Santa Maria, região Agreste do Rio Grande do Norte. Segundo policiais da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), a comemoração foi produzida por suspeitos de integrarem uma facção criminosa, na madrugada desta terça-feira (18).

Do grupo conduzido à Delegacia de Plantão em Natal, seis pessoas ficaram presas, enquanto as outras foram liberadas. Ao todo, 21 homens e 10 mulheres foram levadas para a delegacia. Ainda de acordo com os agentes, 14 delas têm passagem pela polícia, entre prisões e condenações. Um dos seis suspeitos presos era foragido da Justiça.

Foram apreendidas uma arma de fogo calibre 380, munições, drogas, dinheiro e 11 carros. A operação da Polícia Civil contou com o apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar (Bope).

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Namorado matou professor universitário em Fortaleza e forjou suicídio, diz polícia

Professor universitário foi achado morto dentro de apartamento no Bairro Montese, em Fortaleza — Foto: Arquivo pessoal

O namorado do professor universitário José Eurânio de Aguiar, um estudante de fisioterapia de 21 anos, foi preso no Bairro Messejana, em Fortaleza, suspeito de matá-lo com um golpe mata-leão. O suspeito confessou o crime, de acordo com a Secretaria da Segurança do Ceará. Conforme a investigação, o aluno enrolou um lençol no pescoço da vítima para que parecesse um suicídio. 
crime ocorreu na noite de sábado (8), em um apartamento do professor na Rua Irmã Bazet, no Bairro Montese, em Fortaleza, após uma discussão entre a vítima e o namorado, segundo depoimento do suspeito. Os vizinhos sentiram mau cheiro vindo do apartamento da vítima e acionaram a polícia, que encontrou o corpo com um lençol amarrado no pescoço nesta terça. 
As câmeras de segurança do prédio mostram o momento em que a vítima entra, juntamente com o suspeito, no local. Cerca de 30 minutos depois, Victor Hugo aparece saindo sozinho do prédio com uma mochila nas costas. Esta foi a última vez que o professor foi visto no prédio. 

Agressões

De acordo com o delegado João Carlos, da 5ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Eurânio mantinha um relacionamento amoroso com o suspeito, identificado como Victor Hugo Mota Gondim. Eles haviam se conhecido em uma sauna no Centro de Fortaleza. Conforme o delegado, o suspeito discutiu com a vítima por ciúmes, deu o golpe no professor. 
O professor, ainda conforme a polícia, já havia relatado para amigos que havia sofrido agressões do namorado e que já havia tentado terminar o relacionamento, mas que acabou perdoando as agressões. Victor Hugo chegou a usar o celular da vítima para incriminar outra pessoa. Ele enviou mensagens para uma amiga do professor se passando por ele.

Depoimento

Menos de 7h após o crime, a polícia conseguiu localizar Victor Hugo no Bairro Messejana. Durante interrogatório, o suspeito entrou em contradição e acabou confessando o crime. No depoimento, o suspeito também alegou que cometeu o crime porque a vítima alegou que tinha uma arma de fogo. 
Victor Hugo foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. 

Professor universitário foi achado morto dentro de apartamento no Bairro Montese, em Fortaleza — Foto: Arquivo pessoalProfessor universitário foi achado morto dentro de apartamento no Bairro Montese, em Fortaleza;

G1

Guarda municipal morre e assaltante é baleado após confronto na Zona Leste de Natal

Guarda municipal morre após troca de tiros no bairro da Ribeira, Zona Leste de Natal — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Um guarda municipal de Natal morreu após sofrer pelo menos três tiros na cabeça durante um confronto com um assaltante, no início da tarde desta quarta-feira (12), no bairro da Ribeira, Zona Leste de Natal. O criminoso também foi baleado, mas sobreviveu.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal de Natal, Alberfran Grilo, o servidor estava de folga e sem farda e acompanhava e filha e a esposa no centro de referência odontológica do bairro, por volta de 12h20. Foi quando o criminoso chegou ao local e tentou assaltar o vigilante da unidade de saúde.

Segundo a Polícia Civil, ao perceber a ação, o guarda teria reagido e entrado em luta corporal com o criminoso. Durante o confronto, o bandido conseguiu atirar no guarda. Seis tiros foram disparados, sendo que pelo menos três atingiram a cabeça da vítima, que morreu na hora. Familiares identificaram a vítima como Carlos Antonio Pereira de Melo.

Uma viatura da Polícia Civil passava pelo local para levar um preso para uma audiência de custódia, quando ouviu os tiros e viu o assaltante tentando fugir com duas armas em punho. Ele foi baleado na barriga e na perna. O suspeito, um homem de 29 anos, sobreviveu. Ele foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o pronto-socorro Clóvis Sarinho.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Comerciante de 70 anos é baleado e morre ao reagir a assalto na Zona Norte de Natal

Cícero Alves de Lima, de 70 anos, foi morto durante assalto na Zona Norte de Natal — Foto: Cedida

Um idoso de 70 anos, dono de uma mercearia, foi morto com um tiro nas costas, na noite desta terça-feira (11), no bairro Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte de Natal. Segundo a Polícia Civil, a vítima teria tentado reagir a um assalto.

Ainda de acordo com a polícia, Cícero Alves de Lima, de 70 anos, cortava cocos, por volta das 19h, quando foi surpreendido por um criminoso que chegou em uma bicicleta e anunciou o assalto.

O idoso teria tentado reagir com o facão que usava para cortar os cocos e depois correu para dentro de casa. Porém, o ladrão atirou e atingiu o comerciante nas costas.

Segundo testemunhas, após atirar na vítima, o bandido saiu tranquilamente pela rua. Seu Cícero ainda chegou a ser socorrido ao Hospital Santa Catarina, mas não resistiu e morreu.

Ainda de acordo com a população local, não é a primeira vez que o criminoso age no bairro, sempre sozinho, de bicicleta.

O caso é investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Adolescente de 14 anos é assassinado a caminho de festa de aniversário da namorada na Grande Natal

Eduardo da Silva Ribeiro, o Dudu, morreu quando retornava para festa de aniversário da namorada — Foto: Redes Sociais/Reprodução

Um adolescente de 14 anos foi assassinado com tiros na cabeça e no peito em Macaíba, Grande Natal, na noite de terça-feira (11). Eduardo da Silva Ribeiro, mais conhecido como “Dudu”, sofreu disparos na Rua Elói de Souza quando seguia para a casa da namorada, que coincidentemente faz aniversário no dia do crime. Nenhum pertence da vítima foi levado pelos criminosos.

De acordo com a Polícia Militar, o adolescente baleado não possuía registros de atos infracionais. Ainda segundo os militares, pouco se sabe sobre o crime até o momento. Nenhum suspeito foi localizado e as investigações do caso ficarão por conta da Polícia Civil.

Familiares da vítima disseram que ele já havia participado mais cedo da festa de 15 anos da namorada. Em seguida, o jovem saiu da residência da garota e foi para a casa do avô, trajeto rotineiro na vida do adolescente durante o período de férias escolares. À noite, quando retornava para encontrar a namorada, o estudante foi assassinado à tiros.

“Mataram o meu filho inocente. Ele era um menino calmo e tranquilo. Eu tava jantando quando meu marido chegou em casa perguntando se eu tinha ouvido os tiros, depois chega minha sobrinha chorando dizendo que tinham matado meu filho”, disse a mãe de Eduardo Ribeiro, que preferiu não se identificar.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Idosa de 79 anos é estrangulada e filho executado a tiros na Grande Natal

Mãe e filho foram mortos em Ceará-Mirim — Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Mãe e filho foram assassinados na manhã desta terça-feira (11) em Ceará-Mirim, na Grande Natal. Os crimes foram registrados no conjunto Edgar Barbosa, região central da cidade.

Segundo a Polícia Civil, criminosos invadiram a casa de Luiza Augusta da Silva, de 79 anos, à procura do filho dela, Cláudio da Silva, de 41. Como o filho não estava em casa, a idosa foi amarrada. A suspeita é de que ela tenha sido torturada pelos bandidos.

Ainda de acordo com a Polícia civil, quando Cláudio chegou ao local foi executado a tiros pelos criminosos. Com ele, a Polícia encontrou uma pistola calibre 380. A idosa foi encontrada morta com marcas de estrangulamento.

O caso está sob investigação da Polícia Civil. Os suspeitos fugiram e até o momento não foram localizados.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Antes de morrer, jovem de 20 anos baleado em assalto disse que ‘devia ter entregado a moto’

Paulo Victor de Brito, de 20 anos, morreu durante assalto em Macaíba, na Grande Natal — Foto: Cedida

“Era para eu ter entregado essa moto”. Essas foram algumas das últimas palavras do jovem Paulo Victor de Brito, de 20 anos, antes de morrer, na noite desta segunda-feira (10), em Macaíba, na Grande Natal. O relato é da companheira dele, a estudante Weslaine Carvalho. Para a família, não há dúvidas de que o homem foi morto após reagir a um assalto. Essa é a principal linha de investigação da Polícia Civil.

Segundo Weslaine, o companheiro sempre dizia que não entregaria a motocicleta em um possível assalto. “Ele dizia: ‘foi com meu suor e com o suor da minha mãe, eu não entrego minha moto a vagabundo nenhum’. Só que antes de ele morrer ele me disse ‘era para eu ter entregado essa moto’. Então não tem nenhum dúvida que era um assalto”, conta ela.

“Tirou a vida do meu filho, tirou minha vida”, disse a mãe do jovem, Maria da Conceição de Brito. Segundo a família, o jovem era apaixonado por motos e participava de grupo de motociclistas.

Paulo Victor tinha 20 anos — Foto: Redes Sociais/Reprodução
Paulo Victor tinha 20 anos — Foto: Redes Sociais/Reprodução

Paulo Victor trabalhava em uma fábrica de temperos e foi abordado por um trio de criminosos na Avenida Mônica Dantas, próximo ao prédio da prefeitura municipal. A vítima estava de moto e havia deixado a mãe no trabalho dela, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba.

“Os criminosos queriam a moto dele. Na ida, ele já desconfiou que poderia ser assaltado por uns motoqueiros. A vítima seguiu, deixou sua mãe na UPA e na volta foi assaltado, reagiu e foi baleado”, afirma Marcus Vinicius, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Após sofrer os disparos, Paulo Victor ficou caído na rua e contou com a ajuda da população que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi levado para a UPA de Macaíba, coincidentemente o mesmo local de trabalho da mãe, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade.

O caso será investigado pela DHPP. Quem tiver informações que possam ajudar a esclarecer o crime pode denunciar por meio do telefone 181, da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

Fonte:

Caso Marielle: perícia afirma que porteiro que acusou Bolsonaro mentiu

Foto: da Internet

RIO — Laudo da Polícia Civil obtido pelo GLOBO concluiu que a voz do porteiro que efetivamente liberou a entrada do ex-PM Élcio de Queiroz no condomínio Vivendas da Barra, no dia do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, não é a do funcionário que mencionou o presidente Jair Bolsonaro aos investigadores da Delegacia de Homicídios (DH). O documento, assinado por seis peritos, também atesta que o áudio da portaria não sofreu qualquer tipo de edição e que a pessoa que autorizou a entrada de Élcio no condomínio foi o policial reformado Ronnie Lessa. Tanto Élcio quanto Lessa estão presos sob a acusação de terem cometido o crime.

Nos depoimentos que prestou nos dias 7 e 9 de outubro do ano passado, o porteiro pivô do caso relatou que “Seu Jair”, referindo-se a Bolsonaro, havia autorizado a entrada de Élcio no dia do assassinato. Ele também contou à polícia que o ex-PM havia pedido para ir à casa número 58, onde vivia o então deputado federal e atual presidente da República. Bolsonaro, no entanto, se encontrava em Brasília no dia, como mostrou a TV Globo.

O porteiro pivô do caso já havia recuado, após a divulgação da análise do MP. Em depoimento à Polícia Federal, em 19 de novembro, ele disse que cometeu um erro ao anotar na planilha do condomínio que Élcio pretendia visitar a casa 58, número da residência de Bolsonaro, em vez de casa 65, onde Lessa vivia. O porteiro alegou que se equivocou. O resultado do laudo reforça suspeitas de investigadores de que o porteiro que citou Bolsonaro pode ter agido a mando de terceiros.

O laudo da Polícia Civil, obtido pelo GLOBO, foi anexado na última sexta-feira ao processo do duplo homicídio. Os peritos analisaram cópias dos cinco HDs (discos rígidos) dos computadores utilizados pela administração do condomínio, apreendidos por agentes da DH no dia 7 de novembro. Para isso, usaram um equipamento do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) dotado de bloqueador de escrita, função que impede que qualquer dado do disco original seja apagado. De acordo com o laudo, não foram encontrados “indícios sugestivos de edição fraudulenta do disco analisado, correspondente ao sistema de gravação do interfone”.

No arquivo analisado, do dia 14 de março de 2018, às 17h07m42s, o áudio da portaria capta inclusive o som da discagem das teclas 6 e 5 feita pelo porteiro, números que correspondem à casa de Ronnie Lessa.

Peritos em fonética forense consultados pelo GLOBO dizem que quando um laudo indica que “é possível afirmar que existem convergências”, isso significa que o resultado é positivo. E que o mais importante é como se chegou a tal conclusão. Também dizem que é recomendado haver mais de dois peritos na produção de um laudo complexo como esse. No caso do Vivendas da Barra, houve seis peritos envolvidos.

A fala do porteiro que liberou a entrada de Élcio no condomínio dura seis segundos. De acordo com a transcrição da gravação, a pessoa que fala com Lessa segue o procedimento estabelecido pelas normas do condomínio para o acesso de visitantes. O porteiro (identificado como VM1) disca para a casa do morador — no caso, Lessa —, que atende:

VM2 (voz masculina 2): “Pronto.”

VM1 (voz masculina 1): “Portaria, boa-tarde.”

VM2: “Boa-tarde.”

VM1: “É o senhor Elson (Élcio).”

VM2: “Tá, pode liberar aí.”

VM1: “Tá okay.”

VM2: “Valeu”.

O laudo explica que o dono da voz masculina 2, Lessa, não se identifica. No entanto, os peritos analisam que, quando ele fala a expressão “pronto”, percebe-se rispidez no trato com o porteiro. O tempo da fala do acusado do assassinato de Marielle dura apenas três segundos e, segundo o exame, “não permite uma avaliação mais abrangente de suas características fonológicas e linguísticas”, como é feita com a voz do porteiro.

Das 1.938 ligações para o imóvel 65, no primeiro trimestre de 2018, foram examinadas 1.317 ligações. Deste total, segundo o laudo, apenas 13 são atendidas por Lessa.

O Globo

Jovem de 20 anos é morto a tiros após reagir a assalto na Grande Natal

Imagem cedida

Um homem morreu após reagir a um assalto em Macaíba, na Região Metropolitana de Natal, na noite de segunda-feira (10). A vítima foi Paullo Victor, de 20 anos, que trabalhava em uma fábrica de temperos e foi abordado por um trio de criminosos na Avenida Mônica Dantas, próximo ao prédio da prefeitura municipal.

Paullo Victor estava de moto e havia deixado a mãe no trabalho dela, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba. “Os criminosos queriam a moto dele. Na ida, ele já desconfiou que poderia ser assaltado por uns motoqueiros. A vítima seguiu, deixou sua mãe na UPA e na volta foi assaltado, reagiu e foi baleado”, afirma Marcus Vinicius, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Após sofrer os disparos, Paullo Victor ficou caído na rua e contou com a ajuda da população que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi levado para a UPA de Macaíba, coincidentemente o mesmo local de trabalho da mãe, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade.

O caso será investigado pela DHPP. Quem tiver informações que possam ajudar a esclarecer o crime pode denunciar por meio do telefone 181, da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed).

G1

Homem é executado a tiros na frente da mãe em Mossoró

João Batista Silva dos Santos estava com a mãe e a irmã de sete anos quando foi executado — Foto: Iara Nóbrega/Inter TV Costa Branca
João Batista Silva dos Santos estava com a mãe e a irmã de sete anos quando foi executado — Foto: Iara Nóbrega/Inter TV Costa Branca

Um homem de 25 anos foi executado a tiros na frente da mãe na noite desta sexta-feira (7) em Mossoró, Oeste potiguar. João Batista Silva dos Santos tinha 25 anos e, segundo a polícia, era suspeito de ter participado do assalto que resultou na morte do consultor financeiro Everton Pinto Tomaz, em 2018.

De acordo com a Polícia Militar, João Batista seguia em um Corolla com a mãe e a irmã de sete anos, quando dois homens se aproximaram em uma moto e começaram a atirar. Ele foi atingido e ainda tentou fugir correndo, mas foi alcançado pelos criminosos, que dispararam mais vezes depois que João caiu na calçada.

A mãe e a irmã dele não foram baleadas. Segundo a perita criminal Emanuella Pinheiro, do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), foram encontrados 20 ferimentos de bala no corpo de João Batista Silva dos Santos, entre entradas e saídas dos projéteis.

G1

FOTOS: Morro de Mãe Luíza, em Natal, tem tiroteio e forte presença policial

Fotos: redes sociais

Fim da manhã desta quarta-feira(05) registrou um tiroteio nos arredores do morro de Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal. Viaturas da Polícia Militar se encontram na região. Sem informações da ocorrência até a publicação deste post.

Fonte: https://www.blogdobg.com.br/

Homem é executado a tiros no meio da rua na Grande Natal

Wellington Bandeira de Melo Júnior, de 26 anos, foi executado a tiros no último dia 28 de janeiro em Ceará-Mirim, na Grande Natal — Foto: Redes Sociais

Um homem é execução em plena luz do dia no meio de uma rua do bairro Bela Vista em Ceará-Mirim, região metropolitana de Natal. Segundo a família, a vítima morava há três anos no estado do Pará e tinha chegado à cidade quatro horas antes do crime. O caso aconteceu no dia 28 de janeiro.

A vítima é Wellington Bandeira de Melo Júnior, de 26 anos. No vídeo, é possível ver um homem fazendo pelo menos dois disparos em direção à vítima, de camisa amarela. Depois do segundo tiro, Wellington cai no chão, o atirador se aproxima da vítima, faz outros disparos e foge em seguida. Uma pessoa que estava perto do local do crime filmou toda a ação.

De acordo com familiares, a vítima foi socorrida por policiais e levada para o Hospital Dr. Percílio Alves, no município, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda segundo familiares, Wellington morava no Pará desde 2017, por causa do trabalho, e havia chegado ao RN de férias quatro horas antes de ser morto.

A família disse que Júnior não tinha passagens pela polícia e não era envolvido com o tráfico de drogas. “Só se era uma coisa antiga, que a família não sabe”, disse um parente que não quis ser identificado.

De acordo com a Polícia Civil, algumas pessoas prestaram depoimento e ninguém foi preso até a última atualização desta reportagem. A Polícia não divulgou mais informações para não atrapalhar a investigação.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte