Category: Padrão

Caixa abre concurso público com 1000 vagas e oportunidades no RN

A Caixa Econômica Federal, por meio da Superintendência Nacional Trajetória e Desenvolvimento, divulgou a realização de seu novo Concurso Público que tem como objetivo a admissão, bem como a formação de cadastro reserva, de profissionais de nível médio.

Ao todo serão preenchidas 1.000 vagas para os cargos de Técnico Bancário Novo e Técnico Bancário Novo – Tecnologia da Informação. As vagas estão distribuídas entre os estados do Acre (9); Alagoas (12); Amazonas (28); Amapá (6); Bahia (50); Ceará (35); Distrito Federal (70); DF – Polo TI (100); Espírito Santo (10); Goiás (30); Maranhão (10); Minas Gerais (50); Mato Grosso do Sul (15); Mato Grosso (20); Pará (35); Paraíba (6); Pernambuco (40); Piauí (10); Paraná (35); Rio de Janeiro (85); Rio Grande do Norte (10); Rondônia (12); Roraima (6); Rio Grande do Sul (55); Sergipe (42); Santa Catarina (6); São Paulo (207) e Tocantins (6).

É importante enfatizar que as vagas são destinadas exclusivamente para pessoas com deficiência (PCD).

Aos profissionais admitidos, estes irão desempenhar funções em carga horária de 30 horas semanais e contarão com salários de R$ 3.000,00 ao mês.

PCI Concursos

BG

Dois homens morrem e criança de 11 anos é baleada em bar na Zona Norte de Natal

Dois homens morrem e criança de 11 anos é baleada em bar na Zona Norte de Natal — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi
Dois homens morrem e criança de 11 anos é baleada em bar na Zona Norte de Natal — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Dois homens morreram e quatro pessoas ficaram feridas após um tiroteio que aconteceu no final da tarde desta terça-feira (7), na praia da Redinha, na Zona Norte de Natal. Entre os feridos, uma mulher, dois homens e uma criança de 11 anos, atingida na virilha.

O crime aconteceu em um bar próximo à Igreja de Pedra e ao mercado da Redinha. De acordo com policiais militares do 4º Batalhão, uma festa acontecia no local quando os criminosos chegaram em uma moto e atiraram contra os dois homens. As vítimas usavam tornozeleira eletrônica.

Os três adultos feridos foram socorridos ao Hospital Santa Catarina, no bairro Potengi. A criança foi levada ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. De acordo com a PM, os quatro se conheciam e estavam próximos na hora do crime.

A Polícia Militar ainda não tem detalhes sobre os criminosos, tampouco quem seria o alvo da ação.

https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Compra de EPIs é discutida em reunião da CPI da Covid na ALRN

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte teve mais uma reunião na tarde desta quarta-feira (25). Dois servidores públicos que trabalham na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) prestaram depoimento para os parlamentares sobre um dos contratos que são alvos de investigação pela comissão. O maior questionamento foi sobre a entrega de equipamento de produção individual de qualidade inferior ao contratado e possíveis falhas no processo de disputa para indicação da empresa que venderia os produtos.

O contrato sob investigação trata da compra de toucas, aventais e sapatilhas para serem utilizadas por profissionais de saúde que atuam nos hospitais do estado durante a pandemia da covid-19. A compra foi de aproximadamente R$ 1,2 milhão e o questionamento de parte dos deputados foi sobre o motivo pelo qual as sapatilhas entregues foram de gramatura 30 e não de 50, conforme estava prevista na compra.

Durante os depoimentos, os dois servidores Elaine Correia Tavares e Thiago Augusto Vieira da Silva afirmaram que houve um erro de digitação no termo de referência que indicou a gramatura de 50 no pedido. Thiago Augusto explicou que um primeiro parecer apontou que a amostra da sapatilha não condizia com o material determinado na compra e que a empresa não tinha os alvarás necessários para ser habilitada. Contudo, de acordo com ele, uma resolução da diretoria colegiada (RDC) da Anvisa liberou da exigência de diversos alvarás sanitários para empresas que estivessem fornecendo insumos para o atendimento hospitalar durante a pandemia, desde que o material tivesse qualidade e condição de uso. Além disso, ainda de acordo com o servidor da Unicat, houve uma mudança no descritivo sobre a mercadoria exigida, o que corroborou para que o parecer para recebimento do material fosse favorável.

O presidente da CPI, deputado Kelps Lima (Solidariedade), o relator, deputado Francisco do PT, além dos membros Gustavo Carvalho (PSDB) e George Soares (PL), fizeram perguntas aos depoentes durante a sessão, que contou também com a participação do deputado Galeno Torquato (PSD) e de Getúlio Rêgo (DEM), que acompanhou de maneira remota. A maior dúvida dos parlamentares foi sobre as explicações sobre a aceitação de um produto que não estava especificado na compra e se a exigência de uma sapatilha de gramatura 50, que seria mais rara no mercado, não afastou outras empresas da concorrência de maneira deliberada.

Para o presidente Kelps Lima, a suspeita é de que não houve erro de digitação e que esse fato fez com que dezenas de empresas participassem da disputa. “Não foi um erro de digitação. Cotaram um produto extremamente raro no mercado, que não era costumeiramente adquirido pelo Poder Público, para afastar mais de 40 empresas da disputa. Mais do que isso, entregaram um produto mais barato com o Estado pagando um preço mais alto, e depois que se ganha o processo que se fala em erro de digitação”, avaliou Kelps.

Por outro lado, o relator Francisco do PT argumentou que os produtos foram entregues e utilizados, além de não terem acarretado problemas nos serviços ou dano ao erário. “O produto foi utilizado para o serviço, em um momento de extrema dificuldades para a compra e os depoimentos restam comprovados que não houve dano ao erário”, disse o deputado.

Ainda na sessão, os parlamentares aprovaram requerimento para solicitar à Polícia Federal e à Controladoria Geral da União as informações referentes à investigação sobre a contratação de uma empresa terceirizada para gerir leitos de covid no Rio Grande do Norte. O processo transcorre sob sigilo e o contrato investigado é alvo também da CPI da Assembleia. Além disso, os parlamentares também adiaram os depoimentos previstos para a quinta-feira (26), quando ocorrerá a análise de documentos e trabalhos internos da CPI.

Intimação

Nesta quarta-feira, a CPI da Covid intimou o secretário geral do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, a prestar depoimento. A oitiva está marcada para o dia 6 de outubro.

Prefeitura de Timbaúba dos Batistas abre concurso com 10 vagas para professor; salário é de R$ 1.922

Prefeitura de Timbaúba dos Batistas abre concurso com 10 vagas para professor; salário é de R$ 1.922 — Foto: divulgação
Prefeitura de Timbaúba dos Batistas abre concurso com 10 vagas para professor; salário é de R$ 1.922 — Foto: divulgação

A Prefeitura de Timbaúba dos Batistas abriu concurso público com 10 vagas para professor. As inscrições podem ser feitas até 11 de agosto pela internet e o salário inicial é de R$ 1.922. A taxa de inscrição é R$ 50.

As vagas são para professor dos anos iniciais do ensino fundamental (4), professor de língua portuguesa (1), professor de matemática (1), professor de língua inglesa (1), professor de ciências (1), professor de história (1) e professor de educação física (1).

A carga horária é de 30 horas semanais e a contratação é temporária.

A seleção do candidato será realizada em uma única etapa sendo constituída da Prova de Títulos relativos à formação acadêmica e experiência profissional, com caráter classificatório. O resultado será divulgado no dia 16 de agosto no site da Funcern.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Aras diz que vai se manifestar ‘dentro do quadrado constitucional’ sobre Bolsonaro e o inquérito das fake news

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou à CNN que não tem alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro, mas com a Constituição e que irá se manifestar sobre a conduta de Bolsonaro no inquérito das fake news “dentro do quadrado constitucional”. Nesta semana, o presidente passou a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal e o Tribunal Superior Eleitoral por supostamente espalhar fake news sobre as eleições, com uso da máquina pública.

Em visita ao Senado para conquistar votos para sua recondução ao cargo, Aras afirmou que “nenhum PGR de juízo quer ficar mais do que dois biênios”. Ele evitou falar sobre as urnas eletrônicas e respondeu que vai se manifestar “nos autos”.

Essa é a terceira vez, nesta semana, que Aras vai ao Senado. Nesta quinta-feira, o procurador-geral esteve nos gabinetes de senadores de esquerda, direita e centro, Weverton Rocha, Eliziane Gama, Rogério Carvalho, Zequinha Marinho e do líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes.

Procurador, o senhor veio pedir voto para sua recondução na PGR?
Vim fazer uma prestação de contas do meu trabalho. Quem julga o PGR é o Senado da República, assim como quem julga o Supremo é o Senado também. São autoridades que estão sob a jurisdição de alguém. Essa instituição é o Senado.

O que o senhor faria diferente em um segundo mandato?
Nenhum PGR de juízo quer ficar mais do que dois biênios. O que vou fazer diferente é dar continuidade às grandes conquistas que nós obtemos.

E sobre as críticas de que o senhor tem alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro?
Não existe isso. Existe alinhamento à Constituição permanentemente. Ninguém nunca conseguiu fazer uma acusação que esteja dentro da Constituição. Crítica é quando você fundamenta uma opinião. Opinião sem fundamentação, especialmente sem ser constitucional e legal, não é crítica, é só opinião e o valor que se dá depende de cada um.

Qual a sua opinião sobre os inquéritos contra o presidente Jair Bolsonaro e a divulgação de fake news sobre as urnas?
Isso, eu vou falar nos autos. O Procurador Geral não pode ficar se manifestando.

O senhor acredita que há fraude nas urnas?
É o tipo de resposta que vou ter que fazer no papel, vou ter que fazer isso nos autos.  O Ministério Público, o procurador, é importante todo mundo saber, não deve participar da retórica política. O discurso do Ministério Público é jurídico, lógico, formal, constitucional, a luz da Constituição brasileira. Enquanto um parlamentar, um chefe de Poder Executivo tem amplos poderes da retórica política, o espaço do PGR é da Constituição e da lei. É isso que tem que permear toda a atividade, a imparcialidade, tratar dentro do quadrado constitucional.

CNN Brasil /BG

1ª Turma mantém condenação de José Roberto Arruda, ex-governador do DF, por falsidade ideológica

Por unanimidade, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal (DF) José Roberto Arruda pelo crime de falsidade ideológica. O julgamento de dois processos que questionavam a condenação, o Habeas Corpus (HC) 195323 e o Recurso Extraordinário com Agravo (ARE 1294801), foram concluídos na sessão desta terça-feira (3).

Falsificação de recibos

O ex-governador foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) a dois anos e 11 meses de reclusão. Filmado recebendo dinheiro de Durval Barbosa, Arruda elaborou recibos de falsas doações, com datas retroativas, para justificar o recebimento dos valores e afastar uma acusação pelo crime de corrupção, formulada pelo Ministério Público no âmbito da Operação Caixa de Pandora. No STF, sua defesa pedia a declaração de inocência, sob o argumento de que, como o crime de corrupção ainda não tinha sido julgado na época, ele não poderia ter sido sentenciado por falsidade ideológica.

Consumação imediata

Em voto-vista apresentado na sessão de hoje, o ministro Dias Toffoli acompanhou o relator do HC, ministro Marco Aurélio (aposentado), e rejeitou a tese da defesa de que o julgamento do crime de falsidade ideológica dependeria do resultado do processo sobre corrupção.

O entendimento do colegiado é de que o delito é consumado com a prática de qualquer das condutas previstas no artigo 299 do Código Penal, entre elas “inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante”. Os demais integrantes do colegiado já haviam votado na sessão em que o julgamento foi iniciado.

Recurso fora do prazo

​Por unanimidade, o colegiado rejeitou (não conheceu) ​do ​Agravo Regimental no ARE 1294801, questionando a condenação por falsidade ideológica. Também neste caso, o ministro Dias Toffoli acompanhou o relator, ministro Marco Aurélio, no sentido de que o ​agravo interno foi interposto depois do prazo de cinco dias corridos previstos no Regimento Interno do STF. A ministra Rosa Weber e os ministros Alexandre de Moraes e Roberto Barroso seguiram esse entendimento.

PR/CR//CF

Fim do recesso: veja quais são as prioridades do Congresso

congresso
Congresso Nacional volta do recesso parlamentar (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Com o fim do recesso parlamentar, nesta segunda-feira, Câmara e Senado voltam as atenções para matérias pendentes de aprovação e para a nova “temporada” da CPI da Covid. A expectativa é que, nos próximos meses, sejam votadas as reformas tributária e eleitoral, além do projeto de privatização dos Correios.

No caso da tributária, a primeira parte que deve ser votada é a reforma do Imposto de Renda, que está com as discussões mais avançadas. O relator da matéria na Câmara, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), apresentou o parecer em 13 de julho, mas já fez uma série de mudanças para facilitar a aprovação.

O texto prevê, entre outros pontos, a criação de um imposto sobre dividendos, com alíquota de 20%, e a diminuição do Imposto de Renda de empresas. A alíquota-base cairá de 15% para 2,5%. O projeto também aumenta a faixa de isenção do IR de pessoas físicas para 2,5 mil reais.

Como ainda está em fase de discussão, a matéria tem sido ajustada pelo relator, que anunciou novas mudanças na semana passada. A expectativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), é de que o texto final possa ser colocado em votação ainda em agosto. 

Outra prioridade de Lira é a privatização dos Correios. Com o objetivo de abrir o mercado para competição, ao quebrar o monopólio do serviço postal, o governo pretende vender 100% do capital da empresa. O deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA), relator da proposta, ainda não apresentou o parecer, mas a matéria já tramita em regime de urgência.

A reforma eleitoral também deve avançar, com a votação do parecer sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera o sistema de eleição dos deputados na comissão especial que trata do assunto. 

A ideia é acabar com o sistema proporcional, pelo qual as vagas são distribuídas de acordo com o votos dos partidos, e passar para o chamado “distritão”, que elege quem tem mais votos. Lira já se comprometeu a pautar a PEC no plenário, caso ela seja aprovada na comissão.

Também há expectativa de que o governo envie o projeto de reformulação do programa Bolsa Família ao Congresso em agosto. O presidente Jair Bolsonaro tem dito que vai ampliar o valor médio do benefício, de 192 reais para 300 reais. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a mudança não vai afetar o teto de gastos.

CPI da Covid

Depois de duas semanas analisando documentos sigilosos e estudando as informações colhidas desde abril, quando o colegiado foi instalado, os senadores da CPI da Covid voltam a ouvir testemunhas nesta semana. As investigações nessa segunda etapa de atividades devem focar em irregularidades nas negociações do governo federal por vacinas.

Para terça-feira, 3, está marcada a oitiva do reverendo Amilton Gomes de Paula, que teria atuado como intermediador na compra de imunizantes. Presidente da ONG Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah), ele foi autorizado pelo Ministério da Saúde a negociar 400 milhões de doses de vacinas em fevereiro.

Exame

Jacó Jácome comenta demandas internas de atividade partidária no PSD

Durante a Sessão Ordinária híbrida desta quinta-feira (1), o deputado Jacó Jácome (PSD) discursou a respeito da suspensão de atividades partidárias que recebeu do seu partido, o PSD. Jacó informou que já entrou com uma ação cautelar anulatória da medida, na Justiça Comum, e está aguardando o julgamento.

“Eu venho hoje falar sobre o que tem acontecido comigo nos últimos dias e que o RN está acompanhando. Eu, como membro do PSD, venho sendo tolhido das minhas atribuições do mandato que a justiça e o povo me confiaram”, iniciou. 

Segundo o deputado, ele utilizou todos os recursos políticos e administrativos para dialogar com a direção da Executiva Estadual do PSD, mas não obteve resposta. “Nunca houve nenhum feedback para guiar os filiados no sentido de qual seria a orientação político-partidária que deveríamos adotar no RN”, detalhou. 

Jacó contou que ele e o deputado Vivaldo Costa realizaram uma eleição “democrática, cumprindo todos os requisitos formais, e com dois votos a favor o deputado Vivaldo foi eleito líder do partido”. De acordo com o deputado, após isso, foi iniciado um movimento para anular a eleição. 

“Logo depois nós recebemos uma notificação extraoficial do PSD, dizendo que estaríamos indo contra os estatutos. Mas o próprio PSD está descumprindo suas regras estatutárias, já que o previsto é apenas a suspensão das atividades partidárias de um parlamentar, nunca suas atividades como um todo. Mas o PSD suspendeu as minhas atividades partidárias. Repito: não há previsão legal para isso. O partido, além de promover um episódio grotesco e de tirania, está infringindo o próprio estatuto. Jamais o partido poderia interferir no meu mandato”, criticou.

Por fim, Jacó disse que a Mesa poderia ter tido a preocupação jurídica de seguir o rito formal. “Mas como a Mesa aceitou a imposição partidária, eu comunico a todos que, na noite de ontem, nós protocolamos na Justiça Comum, uma ação cautelar anulatória dos atos antidemocráticos do partido contra a minha pessoa e a do deputado Vivaldo Costa. O processo já está tramitando, e nós vamos aguardar o julgamento, certos de que venceremos”, concluiu.

Hermano Morais repercute Dia Mundial da Imunização e convoca população a se vacinar

Durante a Sessão Ordinária híbrida desta quarta-feira (9), o deputado Hermano Morais (PSB) fez seu pronunciamento em alusão ao Dia Mundial Imunização. O parlamentar destacou a importância da vacinação para toda a humanidade, principalmente nessa época da pandemia de Covid-19.  

“Hoje é um dia muito simbólico para todos nós. É o Dia Mundial da Imunização. E nunca foi tão importante esse trabalho para a humanidade, porque é o meio mais eficaz de combate a esse vírus tão terrível que tem ceifado inúmeras vidas mundo afora”, iniciou. 

Hermano lembrou que a vacinação é o caminho para prevenir, no mundo inteiro, não somente a Covid-19, mas também outras doenças. “Um dado que colhemos ontem é que, com exceção da água potável, nenhuma outra modalidade – nem mesmo os antibióticos – tem tanto resultado na redução da mortalidade humana e no seu crescimento populacional”, informou. 

O parlamentar explicou ainda que o Programa Nacional de Imunização ocorre desde 1973 e sempre funcionou muito bem no Brasil. “Sempre tivemos grandes campanhas. Doenças que assombravam nossa população foram eliminadas, como a poliomielite e a rubéola. Além disso, conseguimos controlar outras enfermidades, a exemplo do sarampo, varicela, rotavírus, H1N1 e meningite”, detalhou. 

Na sequência, Hermano Morais frisou que o Brasil é uma referência mundial na produção de vacinas. “Nós temos que louvar o trabalho dos cientistas brasileiros, dos laboratórios e dos centros de excelência, que vêm estudando e investindo na fabricação, inclusive, da vacina contra a Covid”, disse.

Ao final da sua fala, ele lembrou a importância da população aderir às campanhas nacionais de imunização, como a da Covid e a da gripe, que estão em curso.

“A vacinação contra a gripe – Influenza – está com baixa adesão. Da mesma forma a segunda dose da Covid-19. Isso não pode acontecer. É extremamente importante que todos façam sua parte, busquem a vacina e se cuidem, em prol da coletividade. Por fim, ficam aqui o meu agradecimento e os parabéns aos que fazem parte do trabalho de imunização em todo o País”, concluiu.

Assessoria

Secretaria de Saúde de Natal tem 49 mil doses de vacinas contra Covid em estoque e diz ter condições de ampliar faixa etária

Secretário George Antunes na Câmara Municipal de Natal (Arquivo) — Foto: Reprodução
Secretário George Antunes na Câmara Municipal de Natal (Arquivo) — Foto: Reprodução

O secretário de Saúde de Natal, George Antunes, afirmou que espera um consenso da câmara formada pelas secretarias estadual e municipal de Saúde, além de acordo com o Ministério Público, para baixar a faixa etária do público alvo de vacinação contra a Covid-19.

Ele também afirmou que o município já estaria pronto para iniciar o processo, a partir desses acordos.

Segundo levantamento do G1, Natal é a única capital do Nordeste que ainda não começou vacinação de pessoas com menos de 60 anos, fora dos grupos prioritários contra Covid-19. A cidade tem cerca de 43 mil doses da vacina de Oxford e 6 mil da Pfizer armazenadas.

George Antunes reconheceu que, embora as doses fossem destinadas inicialmente para vacinação de pessoas com comorbidades e outros grupos prioritários, os locais de vacinação estão ociosos e as doses seriam suficientes para começar a baixar a faixa etária da população atendida.

“Nós estamos já terminando de vacinar as pessoas com comorbidades, nós estamos vacinando também pessoas com deficiências, iniciamos agora das gestantes, mas já sabemos que com esse quantitativo de doses dá sim para avançar. Só precisa agente amanhã (quarta-feira, 8) unificar esse entendimento entre todas as instâncias e inclusive com o Ministério Público”, afirmou em entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi.

De acordo com a prefeitura de Natal, a vacinação do público geral não avançou em Natal, porque um decisão judicial solicitada pelo Ministério Público diz que o estado e o município só podem avançar na imunização seguindo estritamente o Plano Nacional de Imunização. Em caso de descumprimento, a Justiça prevê multa de R$ 50 mil diários.

George Antunes considera, portanto, que o município só estaria autorizado a começar a vacinação com a chegada de doses específicas para esse público. Porém, afirmou que vai solicitar a ampliação do público em reunião nesta quarta-feira (8) com o MP, Secretaria Estadual de Saúde e Conselho das Secretarias Municipais.

Até agora, apenas Mossoró, segunda maior cidade potiguar, começou a vacinação de pessoas a partir dos 55 anos. Segundo o secretário de Saúde de Natal, a medida foi criticada por outros municípios porque desobedeceu o acordo bipartite entre estado e municípios, feito na semana passada. Porém, ele reconheceu que Natal quer fazer o mesmo avanço.

“Mossoró tem a doses em seu poder, tem capacidade operacional de vacinar, os pontos de vacinação que estavam ficando ociosos e ele avançou. É isso que Natal também quer fazer. Natal quer avançar nessa vacinação, porque nós temos doses suficientes e nós temos vários pontos de vacinação que estão ociosos”, disse.

“Amanhã nós vamos dirimir todas essas dúvidas acerca do avanço da vacinação em outras faixas etárias, porque apenas Mossoró estava avançando”, acrescentou.

Em nota publicada nesta segunda-feira (8), o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN), o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN) e a Defensoria Pública Estadual, autores da decisão judicial, defenderam a vacinação de todos os grupos prioritários previstos no plano nacional antes da continuidade da vacinação no público geral.

“Considerando que há grupos vulneráveis que sequer foram iniciados e que se ofertou apenas um dia de vacinação aos trabalhadores de educação, mostra-se prematuro deduzir que o Município de Natal não apresenta demanda ou teve demanda diminuída para vacinação dos referidos grupos, de modo a avançar, desde logo, na vacinação por faixa etária da população em geral”.

“As instituições primam pela observância dos critérios técnico-científicos estabelecidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, como forma de preservar o acesso universal e igualitário da política pública de saúde”, diz a nota.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Covid: RN tem taxa de ocupação de 93% nos leitos de UTI

Leitos críticos UTI Covid-19 Hospital De Campanha de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes
Leitos críticos UTI Covid-19 Hospital De Campanha de São Gonçalo do Amarante, Grande Natal RN Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes

O Rio Grande do Norte está com 93,4% dos leitos críticos para Covid-19 ocupados nesta segunda-feira (7). É o que aponta o Regula RN, plataforma utilizada pelo governo do RN para monitoramento dos leitos em todo o estado. A consulta foi realizada às 14h. No início da semana passada, essa taxa era de 99%.

O estado está desde o início de março com ocupação média acima dos 90%. A situação mais grave atualmente é na Região Oeste, que tem 99,1% dos leitos de UTI sendo utilizados. A Região Seridó tem 92,5% e a Região Metropolitana tem 91,1%.

Ao todo, 13 hospitais em todo o estado estão com 100% de ocupação e não possuem mais vagas para leitos de UTI Covid no momento. Outros 11 hospitais estão com ocupação acima de 80%.

Na rede de assistência, atualmente o estado tem 414 leitos críticos disponíveis, com 368 ocupados e 26 disponíveis – outros 20 estão bloqueados. Ao todo 63 pessoas estão na fila à espera de um leito de UTI.

O estado está desde o início de março com ocupação média acima dos 90%. A situação mais grave atualmente é na Região Oeste, que tem 99,1% dos leitos de UTI sendo utilizados. A Região Seridó tem 92,5% e a Região Metropolitana tem 91,1%.

G1RN

PM da reserva é esfaqueado e atira em assaltante durante roubo a farmácia na Grande Natal

PM foi esfaqueado durante assalto em farmácia em Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
PM foi esfaqueado durante assalto em farmácia em Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Um sargento da reserva da Polícia Militar foi esfaqueado durante um assalto que aconteceu na manhã desta quinta-feira (3) em uma farmácia de Parnamirim, na região metropolitana de Natal.

Segundo a Polícia Militar, o sargento estava no estabelecimento quando o assalto foi anunciado, reagiu e entrou em luta corporal com o criminoso.

O assaltante estava armado com uma faca e desferiu pelo menos dois golpes no abdome do militar, que conseguiu sacar a arma e atirar nas pernas dele.

De acordo com a corporação, o policial e o assaltante foram socorridos ao Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim.

Vários policiais se mobilizam para fazer doação de sangue ao colega, que perdeu muito líquido.

O assaltante recebeu voz de prisão e deverá ser levado à delegacia após atendimento.

G1RN

CPI da Covid é protocolada na Assembleia Legislativa do RN

Dez deputados estaduais assinaram e protocolaram nesta quinta-feira (27) a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades nos contratos no período da pandemia da Covid-19 no Rio Grande do Norte. A CPI é uma comissão temporária, destinada a investigar fato certo e determinado, que tem fundamento no art. 43 da Constituição Estadual. Assinaram a CPI os deputados Gustavo Carvalho (PSDB), José Dias (PSDB), Kelps Lima (SDD), Cristiane Dantas (SDD), Getúlio Rêgo (DEM), Tomba Farias (PSDB), Coronel Azevedo (PSC), Subtenente Eliabe (SDD), Nelter Queiroz (MDB) e Galeno Torquato (PSD).

De acordo com o Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, ao presidente cabe a análise inicial do requerimento para verificação dos requisitos:

1) fato certo e determinado bem detalhado, referente a um acontecimento relevante para a vida pública, econômica e social, mas excluídos os fatos relacionados ao Governo Federal e aos Municípios em situação de intervenção;
2) quantidade mínima de assinaturas: 8 deputados;
3) prazo certo e não superior a 120 dias;

Após a análise dos fatos, o presidente deverá despachar:

a) mandando para publicação (se presentes os requisitos);
b) ou devolvendo ao deputado autor do requerimento por não ter descrito fato relevante, certo e determinado.

Se aprovado, o requerimento vai para Mesa Diretora fixar a quantidade de membros. Os integrantes da CPI serão nomeados por resolução, ouvidos os líderes e suas indicações. O presidente da CPI deverá ser eleito, a quem caberá a indicação do relator. Se o presidente for da maioria, deverá indicar o relator pela minoria, e vice-versa.

Os encaminhamentos da CPI da Covid serão divulgados através dos canais oficiais da Assembleia como o site al.rn.leg.br e nas redes sociais @assembleiarn e na Tv Assembleia RN, 10.3.

Ministério do Turismo libera recurso para conclusão de teleférico na estátua de Santa Rita de Cássia

Estátua de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz — Foto: Canindé Soares
Estátua de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz — Foto: Canindé Soares

O Ministério do Turismo anunciou a liberação de recursos a liberação de recursos na ordem de R$ 1, 6 milhão para conclusão da obra do teleférico no monumento de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz, interior do Rio Grande do Norte.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (24) durante o evento “Ampliação da Conectividade e Fomento ao Turismo do RN”, que contou com a presença dos ministros Gilson Machado, de Turismo, e Fábio Faria, das Comunicações.

De acordo com o município de Santa Cruz, em 10 anos, o monumento recebeu cerca de R$ 2 milhões de visitantes.

A obra para construção do teleférico está atualmente na sua quarta e última etapa, com a instalação das torres. Já foram adquiridos em etapas anteriores a estação motriz e os bondinhos, que chegaram ao município em outubro de 2020, comprados da Suíça. Toda a operação gerou um investimento de R$ 12 milhões.

O teleférico vai ligar uma estação turística no centro da cidade de Santa Cruz à estatua de Santa Rita de Cássia, considerada a maior estátua católica do mundo.

“A gente espera, se Deus quiser, inaugurar muito em breve esse teleférico. Será, se Deus quiser, em maio do próximo ano: a gente comemorando as festividades de Santa Rita e também comemorando a superação que nós vamos ter com relação a essa pandemia com toda a população brasileira vacinada” disse o prefeito de Santa Cruz, Ivanildinho Ferreira (PSDB)

“A gente quer fazer um grande evento, uma grande festa, pra celebrar Santa Rita e celebrar a inauguração desse equipamento que é fundamental para o desenvolvimento de nossa cidade e do RN, fomentando o turismo religioso”.

Os ministros também confirmação a liberação de crédito para o setor turístico do Nordeste A estimativa é que sejam investidos R$ 500 milhões na região.

No evento, também foi anunciado a ampliação da conectividade do projeto wi-fi Brasil. Aqui no estado, serão 20 novos pontos em municípios litorâneos, totalizando 330 pontos de internet banda larga.

G1RN

.

Pesquisa chinesa aponta Coronavírus como arma biológica


A apresentadora do jornal australiano Sky News, Sharri Markson, neste domingo (9), anunciou detalhes “assustadores” de um documento produzido por cientistas militares chineses, no qual discutiram como o coronavírus poderia ser usado como arma biológica. O documento foi elaborado cinco anos antes da pandemia da Covid-19.

Os documentos descrevem o vírus chinês como o prenúncio de uma “nova era de armas genéticas” e afirmam que poderia ser “manipulado artificialmente em uma doença humana emergente de um vírus, então transformados em armas e liberados de uma forma nunca vista antes.”
O artigo em chinês é chamado de “A origem não-natural da SARS e das novas espécies de vírus sintéticos como armas biológicas genéticas”. Um dos autores do documento é o ex-vice-diretor do Bureau de Prevenção de Epidemias da China, Lee Feng.
Uma parte do documento diz: “Por exemplo, a recém-descoberta capacidade de congelar e secar microrganismos tornou possível armazenar agentes biológicos e pulverizá-los durante os ataques.”
E continua dizendo: “Os ataques com armas biológicas são mais bem conduzidos durante o amanhecer, crepúsculo, noite ou tempo nublado, porque a luz solar intensa pode danificar os patógenos.”
Mas, em outro parágrafo, o documento diz: “Os principais impactos incluem uma enorme carga no sistema de saúde. Os ataques com armas biológicas têm um efeito muito mais prolongado do que os ataques convencionais, como a explosão. Também pode levar a doenças contagiosas que podem ser transmitidas por vários meios.”
“As armas biológicas não só causarão morbidez generalizada e mortes em massa, mas também induzirão uma pressão psicológica formidável que pode afetar a eficácia do combate”, completou o documento.
O documento continuou afirmando: “Assim como em outros desastres, as pessoas viverão com medo de ataques por um período considerável de tempo após um ataque, causando danos psicológicos breves ou duradouros entre alguns.”
“O documento também fala sobre o terror psicológico que as bioarmas podem causar, é assustador”, disse Markson. “Para ser clara, embora as agências de inteligência suspeitem, e estão investigando isso desde o início do ano passado, que a Covid-19 pode ser o resultado de um vazamento acidental de um laboratório de Wuhan, não há sugestão de que foi uma liberação intencional.”
“O significado deste artigo é que ele oferece uma visão rara de como os cientistas de uma das universidades militares mais proeminentes do Exército de Libertação do Povo, onde altos níveis de pesquisa de defesa foram conduzidos, estavam pensando sobre arma biológica”, apontou a jornalista.


Terça Livre