Category: Notícias

Dia do servidor: órgãos públicos do RN não funcionam nesta segunda-feira (28)

Governadoria do Rio Grande do Norte — Foto: Rayane Mainara

Órgãos públicos do Rio Grande do Norte não terão expediente nesta segunda-feira (28), quando é comemorado o Dia do Servidor Público. A data é considerada ponto-facultativo no funcionalismo público de todo o país.

Em decreto publicado na última quinta-feira (24), o Governo do Estado determinou ponto facultativo para o dia, exceto para as atividades que sejam consideradas essenciais, como é o caso de serviços hospitalares, de segurança pública, entre outros.

A Justiça e o Poder Legislativo do Rio Grande do Norte também não terão expediente na data. A Prefeitura de Natal e de outros municípios do estado também não funcionarão na data.


Bancos e demais serviços fornecidos por empresas privadas devem funcionar normalmente ao longo do dia.

O Dia do Servidor Público é determinado pelo artigo 236 da lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. A data também foi incluída no calendário nacional de feriados de 2019 como ponto facultativo, através da portaria 442, de dezembro do ano passado, do Ministério do Planejamento.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/


Assaltante morre dentro de igreja após ser baleado em Mossoró

Assaltante morre dentro de igreja evangélica em Mossoró, na região Oeste — Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Um homem morreu dentro de uma igreja evangélica e outro ficou baleado após uma tentativa de assalto que aconteceu na noite deste domingo (27) em Mossoró, na região Oeste potiguar. Segundo a Polícia Militar, os dois anunciaram assalto em uma pizzaria, mas foram surpreendidos por uma pessoa que estava armada e reagiu. Eles tentaram fugir, entrando na igreja, mas um deles acabou morrendo.

O caso aconteceu ainda no início da noite, no bairro Bom Jardim. De acordo com a polícia, os homens chegaram ao estabelecimento em uma motocicleta e anunciaram o assalto, mas uma pessoa reagiu e começou a atirar contra eles. Um dos assaltantes foi baleado no peito e o outro, na perna.

Os assaltantes tentaram fugir, abandonando a motocicleta e correndo até a Rua Melo Franco, onde entraram em uma igreja evangélica que realizava um culto.

Francisco Raniele do Nascimento, de 24 anos, não resistiu e morreu dentro da igreja. O outro assaltante, atingido na perna, acabou sendo preso e levado ao Hospital Tarcísio Maia. O autor dos disparos não foram identificados pela polícia.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Pesquisadores capturam tartarugas marinhas após nascimento para evitar contato com manchas de óleo em Natal

Filhotes de tartarugas deverão ser soltos em São Miguel do Gostoso, no RN — Foto: Reprodução

Filhotes de tartaruga da espécie oliva foram capturados de forma preventiva logo após a eclosão dos ovos na praia da Redinha, na Zona Norte de Natal. Os 26 animais foram encontrados por crianças que pensaram que eles estavam oleados e acionaram o Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, que atende animais afetados pelo problema no litoral potiguar.

A equipe constatou que os filhotes estavam limpos, mas resolveu fazer a captura para evitar que eles fossem atingidos pelas manchas de óleo que aparecem desde o final de agosto no litoral nordestino. O caso aconteceu na noite da última terça-feira (22). A praia da Redinha, onde as tartarugas nasceram, foi uma das afetadas pelo óleo no estado.

Por enquanto, as tartaruguinhas aguardam soltura na base estabilização do Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, em Natal. Porém, de acordo com o coordenador do projeto, o professor Flávio Lima, os profissionais não querem demorar a liberar os animais na natureza, para que eles possam se desenvolver.

“Foi uma captura preventiva. Tivemos uma reunião do gabinete unificado de crise e estamos montando uma estratégia para a soltura, possivelmente em São Miguel do Gostoso, que é uma área que não foi afetada pelo óleo”, afirmou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/


Veja como deve ser a redação do Enem para evitar a nota zero

Enem redação — Foto: Reprodução/Tv Liberal

No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, mais de 110 mil candidatos tiraram nota zero na redação. Isso significa que eles não puderam se inscrever no Programa Universidade para Todos (Prouni), no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ou seja: perderam as três principais utilidades do Enem para ingressar no ensino superior.

Mas, afinal, o que pode fazer com que um texto receba a nota mínima?

1- Não respeitar a proposta de redação. É a famosa ‘fuga ao tema’, responsável por 28% das notas zeros em 2018. Naquele ano, por exemplo, o tema foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. O candidato não podia desenvolver seus argumentos sobre outro assunto.

2- Não seguir a estrutura “dissertativo-argumentativa”. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) espera que o candidato apresente uma tese e desenvolva justificativas para comprová-la – exemplos, dados estatísticos, pesquisas, citações, referências históricas.

Isso quer dizer que não é permitido escrever um poema, uma narração de história ou um depoimento pessoal, mesmo que obedecendo ao tema proposto.

3- Escrever um texto curto, com até sete linhas. É importante saber que, se a redação tiver dez linhas, mas quatro forem uma transcrição/cópia de um dos textos motivadores, considera-se que o candidato tenha escrito apenas seis linhas. Ou seja: tirará zero.

4- Copiar integralmente na redação os textos do enunciado da prova de redação ou do caderno de questões.

5- Fazer desenhos ou escrever “impropérios” (como xingamentos ou insultos). Isso vale para qualquer parte da folha de redação.

6- Escrever números ou sinais gráficos fora do texto e sem função clara.

7- Redigir parte do texto sem conexão com o tema proposto. Não é permitido, evidentemente, colocar um parágrafo com uma receita de torta. Nem, para tentar enganar o corretor, escrever um trecho sobre outro assunto, só para atingir o mínimo de linhas exigido.

9- Escrever o próprio nome, assinar, colocar um codinome ou rubricar na folha de redação. A assinatura deve ficar no local designado para ela.

10- Fazer a redação em um idioma estrangeiro.

11- Deixar a folha de redação em branco. Mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho, ele não conta para a nota da prova.

Motivos do ‘zero’ no Enem 2018

Das 4.148.264 redações no Enem 2018, 111.990 tiveram nota zero. No gráfico abaixo, confira o porquê de terem recebido a nota mínima:

E o respeito aos direitos humanos?

Na edição de 2018, o Inep divulgou a “Cartilha da Redação”, um manual que detalha os critérios de correção da prova. Pela primeira vez, o material retirou o trecho que afirmava que desrespeitar os direitos humanos acarretaria nota zero.

Isso não significa, no entanto, que o candidato deva defender práticas como o linchamento ou a perda de direitos civis. Ele não tirará zero por causa disso, mas também não receberá a nota máxima. Em uma das competências avaliadas no Enem, o estudante deve “Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos”.

É necessário “não romper com os valores de cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural”, segundo o manual.

Fonte: https://g1.globo.com/educacao/enem/2019/


Policiais civis do RN fazem protesto contra proposta do governo para mudanças na carreira

Policiais civis do RN fazem protesto contra proposta de reformulação de carreira. — Foto: Thyago Macedo

Policiais Civis do Rio Grande do Norte fizeram um protesto, na manhã desta sexta-feira (25) contra uma proposta apresentada pelo Governo do Estado que, segundo a categoria, causaria redução de até R$ 400 no salário de parte dos servidores. A manifestação ocorreu um dia após uma reunião entre a administração estadual e o sindicato que representa os policiais.

O ato ocorreu na Delegacia Geral de Polícia (Degepol), durante um evento que celebra o aniversário de 38 anos da corporação. A governadora Fátima Bezerra (PT), que participava do evento, conversou os manifestantes e uma nova reunião foi marcada.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civil e Servidores da Segurança (Sinpol) a reunião que aconteceu na quinta-feira (24) com o Gabinete Civil tinha programada a apresentação de uma contraproposta do governo aos pedidos de reestruturação da carreira dos Policiais Civis.

Atualmente, os policiais contam com promoções na carreira a cada 5 anos – dentro de cada classe, eles ainda passam por variados níveis, de acordo com cursos realizados e outros parâmetros. Os policiais haviam apresentado uma proposta para que essas promoções fossem realizadas ano a ano, ao longo de 15 anos. Porém, o governo teria apresentado uma versão em que as promoções ocorreriam a cada três anos – em alguns casos, sem aumento de salários.

Policiais civis fazem protesto com caixão no Rio Grande do Norte — Foto: Thyago Macedo
Policiais civis fazem protesto com caixão no Rio Grande do Norte — Foto: Thyago Macedo

“Foi proposta uma reformulação na carreira que acarreta em redução salarial para algumas classes de Agentes e Escrivães. Quando a gente pega a estrutura de quanto um policial ganha atualmente e compara com o que foi proposto nas projeções do Governo, é identificado em alguns casos redução de até R$ 400 no salário e aproximadamente 800 policiais seriam atingidos”, afirmou o presidente do sindicato, Nilton Arruda.


Durante o protesto, os manifestantes seguraram pires e entregaram, simbolicamente, os distintivos de policiais civis. Nilton Arruda lembrou que desde julho existe um termo de compromisso assinado entre o Governo do Estado e o sindicato estabelecendo o fim de outubro como limite para conclusão das negociações da reestruturação.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Dermatologista alerta sobre riscos de inflamações na pele e saúde após contato com óleo nas praias nordestinas

Alergias, dermatites na pele, doenças respiratórias e no trato digestivo. Esses são os risco de doenças após o contato com o óleo no litoral do Nordeste que vem sendo retirado das praias por voluntários sem cuidado apropriado. De acordo com o dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia no RN (SBDRN), Dr. Leonardo Ribeiro, a maior preocupação é com a pele, já que o contato direto com o óleo é prejudicial à saúde.

“Para retirar o óleo das praias é preciso estar com luvas, botas, máscaras e roupas adequadas ao manuseio, bloqueando o contato com o produto químico com componentes ainda não identificados. Só assim, podemos prevenir dermatites e alergias na pele e respiratórias”, aponta o médico.

A recomendação médica também é estendida a questão do banho no mar nos nove estados nordestinos atingidos pelo derramamento de óleo que contém componentes tóxicos. “Mesmo não estando visível no momento do banho, pode ocorrer a diluição do óleo na água do mar e o contato também é maléfico, em proporções diferentes. Há relatos sobre trato digestivo, respiratório e na pele”, destaca Dr. Leonardo. Ele também lembra que em caso de contato, o ideal é lavar a pele do corpo com abundância de água e sabão neutro.

Além das dermatites, a exposição ao óleo pode gerar vermelhidão, irritações, ressecamento, coceiras e até queimaduras na pele, podendo perdurar por semanas. Estudos apontam que o óleo também pode provocar obstrução nos poros e erupções na pele, identificadas por médicos dermatologistas.

É preciso lembrar que o petróleo contem compostos benzeno, tolueno e xileno e são questionados que a longo prazo podem desencadear outras doenças.

Dr. Leonardo também recomenda atenção no momento da retirada do óleo da pele, muitas vezes feita com uso de solventes como querosene, gasolina, álcool, acetona e produtos para móveis, que não devem ser utilizados na pele.

Entre as recomendações do dermatologista também estão de evitar contato direto com o óleo na água, areia e solo nas praias do litoral nordestino.

Dermatologista Dr. Leonardo Ribeiro

Assessoria

Prefeitura abre inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos em Natal

Prefeitura abre inscrições para cursos profissionalizantes gratuitos em Natal — Foto: João Maria Alves

A Prefeitura de Natal vai disponibilizar, em novembro, 188 vagas em cursos profissionalizantes gratuitos em diferentes áreas. As inscrições foram abertas nesta quinta-feira (24) e as aulas vão acontecer nos turnos matutino e vespertino. O “Programa de Qualificação Técnica, Tecnológica, Social, Profissional Continuada” atinge todas as regiões da capital potiguar.

Há cursos nas áreas de design de sobrancelhas, arte em biscuit, chocolateria, artesanato em feltro, maquiagem, escova e penteados, aperfeiçoamento de corte de cabelo, entre outras.

A iniciativa é destinada aos cidadãos atendidos pelas instituições que compõem a rede sócio-assistencial do Município, bem como aos desempregados, jovens acima de 16 anos e idosos que almejam a reinserção no mercado de trabalho.

Quem quiser participar dos cursos, deve buscar os órgãos da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) mais próximos do seu bairro. Os locais para efetuar as inscrições são: Centro Público de emprego, trabalho e renda – Unidade – II (Praça Padre João Maria –R. João Pessoa, 78 – Cidade Alta –; Centro de Referência de Qualificação Profissional para o Trabalho – Unidade I (Rua Bariri, S/N – Gramoré); Centro de Referência de Qualificação Profissional para o Trabalho – Unidade II (Rua Manoel Miranda, 1860 – Quintas); Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda – Unidade I (Rua Fonseca e Silva, 1122 – Alecrim).

Os interessados devem se apresentar para efetuar a inscrição com os seguintes documentos: xerox do RG e originais do CPF, PIS, NIS, Carteira de Trabalho, Comprovante de Residência, Comprovante de Escolaridade, Comprovação de conhecimentos técnicos quando o curso exigir.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/

Deputados aprovam projeto que reajusta em 23% salários de PMs e bombeiros do RN

Deputados aprovam projeto que reajusta em 23% salários de PMs e bombeiros do RN — Foto: Demis Roussos/Governo do RN

Foi aprovado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte o projeto de lei enviado pelo Governo do Estado que concede reajuste salarial para os policiais e bombeiros militares. O aumento previsto é de 23%, sendo parcelado em seis vezes, de forma gradativa, até 2022. O PL agora aguarda sanção da governadora Fátima Bezerra.

O projeto também prevê redução do tempo para que os militares alcancem promoções dentro de suas respectivas corporações. Pela proposta, por exemplo, um soldado da PM que atualmente precisa de 10 anos para subir ao posto de cabo, teria a promoção conquistada com 8 anos de serviço. Entenda abaixo as mudanças:

Salários

Praças

  • Soldado: R$ 3.571,82
  • Cabo: R$ 4.464,78
  • 3º Sargento: R$ 5.357,74
  • 2º Sargento: R$ 6.250,69
  • 1º Sargento: R$ 7.143,65
  • Subtenente: R$ 8.929,56

Oficiais

  • 2º Tenente: R$ 9.822,51
  • 1º Tenente: R$ 10.715,47
  • Capitão: R$ 12.501,38
  • Major: R$ 14.287,29
  • Tenente-coronel: R$ 16.073,21
  • Coronel: R$ 17.859,12
  • No final da carreira, um coronel pode chegar a receber R$ 23.302,10

Parcelas

Fica o reajuste parcelado da seguinte forma:

  • 2,5% a partir de março de 2020
  • 2,5 % a partir de novembro de 2020
  • 3,50 % a partir de março de 2021
  • 3,50% a partir de novembro de 2021
  • 4,50% a partir de março de 2022
  • 4.58% a partir de novembro de 2022

Principais pontos contemplados na mensagem:

  • Redução dos interstícios dos praças;
  • Ex officio para os oficiais com o máximo de oito anos de permanência no posto;
  • Dispensa da obrigatoriedade de constar em três quadros de acesso para a promoção por requerimento do tenente coronel a coronel;
  • 23% de majoração do subsídio em seis parcelas, sendo: 2,5% em março e novembro de 2020; 3,5% em março e novembro de 2021; 4,5% em março de 2022 e 4,58% em novembro de 2022, totalizando o acumulado de 23% no período.

Interstícios

  • De soldados para cabo, passa de 5 ou 10 anos – para 4 ou 8 anos
  • De cabo pra 3º sargento de 3 ou 6 anos – para 3 ou 4 anos
  • De 3º sargento para 2° sargento de 2 ou 4 anos – para 2 ou 3 anos
  • De 2º sargento para 1º sargento, de 2 ou 4 anos – para 2 ou 3 anos
  • De 1º sargento para subtenente, de 2 ou 4 anos – para 2 ou 3 anos

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Petróleo extra-pesado é o pior entre todos os que poderiam cair no mar; entenda análise do ‘DNA do óleo’

Mancha de óleo encontrada na praia do Farol da Barra em Salvador (BA) nesta quinta-feira — Foto: Divulgação/Marinha

A origem das manchas de óleo que atingem todos os nove estados do Nordeste continua um mistério, mas pesquisadores estão estudando e analisando o material encontrado nas praias. Exames laboratoriais mostram que a substância é petróleo cru de nacionalidade venezuelana, mas ainda não há informações sobre como ela veio parar na costa brasileira.

Segundo um estudo da UFRJ, a origem do vazamento pode estar em um ponto a 700 km do litoral de Alagoas e Sergipe. As hipóteses mais prováveis estão relacionadas a vazamentos provocados ou acidentais em embarcações que navegam por águas internacionais.

O G1 conversou com geólogos, engenheiros e químicos para entender como são feitas as análises de petróleo cru e quais as principais características dessa substância. Para eles, o óleo que atinge o Nordeste, do tipo extra-pesado, é o mais prejudicial ao meio ambiente.

“Ele tem mais frações tóxicas do que um óleo leve, cujos componentes seriam vaporizados mais facilmente”, diz Gonçalves, da FEI. “Enquanto ele está no mar você ainda pode retirá-lo com uma separação do tipo líquido-líquido. Mas, depois que ele entra em contato com a areia, a remoção torna-se muito mais difícil.”

Veja abaixo as principais dúvidas sobre o tema esclarecidas por especialistas:

O que é petróleo cru e quais são suas principais características?

O petróleo é uma mistura de hidrocarbonetos e impurezas como enxofre e metais pesados. Ele é gerado ao longo do tempo a partir da decomposição de algas e plânctons em rochas sedimentares submetidas a altas temperaturas em grandes profundidades.

O petróleo cru, substância que foi encontrada nas praias do Nordeste, é o óleo bruto, produzido diretamente no reservatório geológico e posteriormente escoado para uma refinaria. Ele precisa ser processado para dar origem a subprodutos comerciais como gasolina, querosene, óleo diesel e lubrificantes.

Como é possível descobrir a nacionalidade de uma amostra de petróleo?

Cada amostra de petróleo possui sua própria composição físico-química. Essas características dependem das condições do local onde ele foi originado. Quando um novo ponto de exploração é criado, o óleo obtido naquele local precisa ser cadastrado. No Brasil, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) é responsável por catalogar, em sua biblioteca, todos os produtos da exploração e produção de petróleo e gás natural nas bacias sedimentares brasileiras.

“Cada óleo tem como se fosse um DNA, uma impressão digital que marca suas características”, explica Ronaldo Gonçalves, professor de engenharia química no Centro Universitário FEI e especialista em análise de petróleo.

Professor Ronaldo Gonçalves analisa amostra de petróleo cru em laboratório — Foto: Divulgação/Centro Universitário FEI
Professor Ronaldo Gonçalves analisa amostra de petróleo cru em laboratório — Foto: Divulgação/Centro Universitário FEI

Em linhas gerais a qualificação dos diferentes tipos de petróleo se dá com base em seis critérios:

  • Marcadores biológicos;
  • Composição química;
  • Acidez;
  • Densidade;
  • Volatilidade;
  • Estabilidade.

A partir de uma análise laboratorial é possível verificar as características da amostra em relação a esses seis critérios e comparar o produto às amostras já catalogadas. “Eu pego um perfil de composição registrado e eu comparo a amostra com essa biblioteca e vejo com qual óleo registrado ela está mais próximo. Pode ser 90% ou 95% de compatibilidade, por exemplo”, diz Gonçalves.

A densidade dos líquidos derivados do petróleo é uma das características mais importantes para identificar e diferenciar uma amostra de óleo. Ela compõe uma fração essencial de sua “impressão digital”.

Essa densidade é medida em escala de grau API (American Petroleum Institute, na sigla em inglês) e considera a densidade relativa do líquido em relação à água. O óleo extra-pesado, classificação atribuída à substância encontrada na costa brasileira, é aquele com °API maior que 19.

Como o petróleo cru se comporta no mar?

A reação do material ao entrar em contato com a água salgada do oceano varia de acordo com as características do óleo.

O petróleo cru que apareceu na costa brasileira é denso e pesado, o que faz com que ele se comporte de maneira diferente da que ocorre na maioria dos vazamentos, segundo os pesquisadores.

“Grande parte dos vazamentos de petróleo em mar são de óleo leve, que formam uma fina camada translúcida e iridescente que se espalha na superfície dos oceanos, uma vez que este tipo de óleo é menos denso que a água”, explica Clarissa Lovato Melo, geóloga e coordenadora de pesquisa do Instituto do Petróleo e dos Recursos Naturais (IPR) da PUC-RS.

“Entretanto, óleos extra-pesados formam plumas de contaminação mais densas que a água e que, portanto, submergem logo após o vazamento, não sendo aparentes superficialmente.”

Fonte: https://g1.globo.com/natureza/

Incêndios na Califórnia obrigam milhares de pessoas a deixarem suas casas

Motoristas dirigem em meio ao fogo na Califórnia nesta quinta-feira (24) — Foto: Noah Berger/AP Photo
Motoristas dirigem em meio ao fogo na Califórnia nesta quinta-feira (24) — Foto: Noah Berger/AP Photo

Incêndios florestais na Califórnia, Estados Unidos, forçaram a retirada nesta quinta-feira (24) de cerca de 50 mil pessoas que vivem ou trabalham no norte do estado. Ventos secos e quentes aumentaram o risco das queimadas, e companhias energéticas desligaram, mais uma vez, a eletricidade na região.

Os incêndios atingiram 39 km² de uma região vinícola no norte de San Francisco. Imagens mostram casas totalmente destruídas pelo fogo. Até a última atualização desta reportagem, não havia dados sobre mortos e feridos.

A situação é mais séria no vilarejo de Geyserville, no norte do estado. De acordo com o “Los Angeles Times”, vivem no local 929 pessoas.

Autoridades disseram à agência Associated Press que alguns dos moradores se recusaram a deixar suas propriedades. Em uma coletiva de imprensa, o xerife do condado de Sonoma, Mark Essick, implorou que obedecessem à ordem de evacuação.

“Realmente precisamos estar prontos para combater as chamas, mais do que em nos preocupar em resgatar vocês”, pediu.

Sem luz

Moradores de Geyserville, na Califórnia, estão sem luz por causa de desligamento preventivo diante de incêndios no estado — Foto: Noah Berger/AP Photo
Moradores de Geyserville, na Califórnia, estão sem luz por causa de desligamento preventivo diante de incêndios no estado — Foto: Noah Berger/AP Photo

As companhias energéticas da Califórnia iniciaram, desde o começo da temporada de incêndios, uma série de desligamentos preventivos. A medida serve para evitar que os ventos derrubem fios já danificados – as empresas passam por dificuldades financeiras – e, com o calor e tempo seco, deem origem aos incêndios.

Os apagões deixaram centenas de milhares de pessoas sem luz na Califórnia, especialmente na parte norte do estado. Há duas semanas, um desligamento semelhante fez cerca de 2 milhões ficarem sem eletricidade.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/

Rafael Vitti divulga primeira foto de sua filha com Tata Werneck: ‘Tô muito bobo’

Rafael Vitti e a filha — Foto: Reprodução/Instagram/Rafael Vitti

O ator Rafael Vitti mostrou nesta quinta (24) a primeira foto do rostinho de sua filha com a apresentadora Tata Werneck.

“Colo de papai.. to muito bobo.. nem sei… parece que o tempo parou pro amor passar”, disse.

A menina nasceu na manhã desta quarta-feira (23). A apresentadora anunciou o nascimento da primeira filha no Twitter.

“Minha neném nasceu. Tava com tanto medo que pensei em fugir do hospital durante a noite. Mas escalar prédios grávida é muito difícil, ainda mais pra quem já não escapava sem estar grávida.p.s: normalmente as pessoas vão bem bonitas pra sala de parto. Eu ouvi a frase ‘a senhora gostaria de pentear o cabelo?’.”

Durante a toda a gestação, Tata brincou sobre a escolha nome da pequena. Até o momento, ele ainda não foi divulgado.

Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/


Justiça permite que mulher compre Cannabis para tratamento de câncer de mama no RN

Planta de ‘Cannabis sativa’, da qual é possível extrair o canabidiol — Foto: Kimzy Nanney/Unsplash

O juiz federal Walter Nunes, da 2ª Vara Federal no Rio Grande do Norte, determinou um “salvo conduto” para uma mulher comprar, importar, transportar e armazenar Cannabis, inclusive de sementes da planta da maconha, para um tratamento de câncer de mama. A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (24).

De acordo com a Justiça Federal, a autora da ação apresentou estudos científicos e reportagens apresentando o uso do produto para fins terapêuticos. Também foram anexados ao processo laudos médicos da paciente diagnosticada com câncer de mama e uma declaração do diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Sidarta Ribeiro, falando sobre benefícios da Cannabis no combate à doença.

“Tem sido recorrente não apenas no Brasil como em diversos países, a exemplo dos Estados Unidos, os médicos receitarem para os seus pacientes o tratamento à base da extração do óleo da planta de Cannabis. Esse é um dado que chama a atenção. Note-se que o tratamento essencialmente repressor dado à questão em nosso país por inspiração da política antidrogas norte americana, é hoje seriamente questionada e revista até pelos EUA no seu âmbito interno, tanto que vários Estados americanos já legalizaram o uso da Cannabis para fins medicinais, especialmente para pacientes com parkinson, câncer, glaucoma, epilepsia e até insônia ou dores nas costas”, escreveu o Juiz Federal Walter Nunes na decisão.

“Se não é crime o uso recreativo, muito menos pode ser considerado o uso terapêutico, especialmente quando corresponde a tratamento que é reconhecido cientificamente pela sua eficiência. Tanto o é que a própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária permite a sua importação, porém, não da matéria prima ou semente, mas apenas de medicamentos ou produtos com o respectivo princípio ativo”, acrescentou.

O magistrado considerou que, apesar de a Anvisa ter retirado a Cannabis Sativa da sua lista de drogas proibidas , quando utilizada para fins medicinais, a agência não permite a produção do óleo essencial no Brasil, nem a importação da matéria prima.

Propostas

No último dia 15 de outubro, a Anvisa adiou a decisão sobre a permissão do cultivo de cannabis para fins medicinais no Brasil, após pedido de vista por parte de dois diretores. Antônio Barra pediu mais tempo para analisar o processo referente ao cultivo e Fernando Mendes sobre o processo referente ao registro e monitoramento de medicamentos produzidos à base da planta. Os dois fazem parte da Diretoria Colegiada da Anvisa, que haviam marcado a análise da proposta de regulamentação da Cannabis medicinal.

Pelo regimento, o prazo de vista é de ao menos duas sessões do colegiado. Atualmente, elas têm acontecido em um intervalo de 15 dias, mas podem ser convocadas semanalmente pelo presidente. Foram apresentadas duas minutas que passaram por consultas públicas entre 21 de junho e 19 de agosto deste ano. Uma das propostas é focada nos requisitos técnicos para o cultivo industrial e controlado da Cannabis medicinal por empresas autorizadas ou por instituições de pesquisa. A outra trata do procedimento específico para o registro de medicamentos. O relator é favorável às duas propostas.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Encontro de compositores evangélicos conta histórias por trás das músicas neste sábado (26) em Natal

Cantora Ana Heloysa é uma das compositoras no evento História que Cantamos, que acontece neste sábado (26) em Natal — Foto: Divulgação

Qual é a história por trás de uma música? Essa continua sendo a pergunta central que compositores e músicos cristãos do Rio Grande do Norte buscam responder na segunda edição do Encontro de Compositores Evangélicos “Histórias que Cantamos”, neste sábado (26), em Natal. Na ocasião, três artistas vão apresentar suas obras e revelar ao público o processo de criação por trás delas.

No novo encontro, uma apresentação curiosa: o harpista Ari Noronha faz um instrumental com músicas de origem judaica – uma experiência rara para o público potiguar. A entrada para o evento é gratuita.

Na edição de 2019, o encontro acontece na Igreja Batista Zona Sul, que fica em Nova Parnamirim. A programação começa às 19h30. Nome já conhecidos da música evangélica potiguar, a cantora Ana Heloysa é outra artista que vai se apresentar. A noite também contará com a voz e as melodias de Suênia Cavalcante.

De acordo com o organizador do evento, Ciro Peixoto, a ideia do encontro surgiu há cerca de dois anos, a partir de uma conversa informal, em que se discutiu a dificuldade de compositores cristãos locais tornarem suas músicas conhecidas da igreja.

“A ideia é unir os compositores locais. Não estamos falando de competição, mas de parceria, de contatos e troca de experiências. Não faremos um culto tradicional, mas uma espécie de oficina em que os músicos vão contar resumidamente como foi o processo de criação e qual mensagem quiseram trazer”, reforça

De acordo com ele, essa também é uma oportunidade para as igrejas de Natal conhecerem músicas cristocêntricas e de qualidade.

Na primeira edição, participaram do evento Vanessa Laís, Mayra Elisa, o projeto Cante a Palavra e o Grupo Hagios.

Serviço

  • O quê: 2º História que Cantamos
  • Onde: Igreja Batista da Zona Sul – Rua Capitão Aviador Heraldo Cunha de Martinho, nº 1298, Nova Parnamirim, Parnamirim, RN.
  • Horário: 19h30
  • Entrada: gratuita

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Daniel apresenta show ‘Versões de Mim’ em Natal

O cantor Daniel faz show em Natal dia 2 de novembro — Foto: Divulgação

O cantor Daniel apresenta o show ‘Versões de Mim’ em Natal no dia 2 de novembro. A apresentação acontece no Teatro Riachuelo, às 21h. Os ingressos estão à venda na bilheteria ou pela internet e custam de R$ 180 a R$ 500.

O show traz os grandes sucessos da carreira do cantor Daniel e passa por momentos mais intimistas e outros mais animados e de grande emoção. No repertório estão versões de ‘Que era eu’, ‘Vida Minha’, ‘Eu Sem Você’ e muitos outros sucessos.

Serviço

  • Daniel – ‘Versões de Mim’
  • Local: Teatro Riachuelo
  • Data: 2 de novembro
  • Horário: 21h
  • Ingressos: de R$ 180 a R$ 500, à venda na bilheteria ou pela internet

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Empresas podem usar mão de obra de presidiários no RN; saiba como

A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte publicou um edital que regulamenta o uso de mão de obra de apenados do regime fechado sob custódia do Estado e abriu credenciamento para a seleção de empresas interessadas. De acordo com a pasta, as medidas visam profissionalizar, capacitar, qualificar e ressocializar os presos.

“Precisamos fazer com que o preso trabalhe para que ele dê retorno do custo dele. Nossa meta é manter o controle e levar ao sistema educação e trabalho”, considerou o secretário de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio Filho.

O preso que trabalhar terá o benefício da remição de pena. De acordo com a pasta, a lei estabelece que a remição não reduz o total da pena, mas antecipa os benefícios penais, como progressão de regime, livramento condicional e indulto.

Do salário recebido pelo interno, 25% vai para uma poupança em depósito judicial; outros 25% ficam para o estado, como forma de pagamento pelos custos dele no sistema, e a maior parcela (50%) ficará com a família, de acordo com o programa. A parte depositada em juízo será liberada apenas com alvará judicial, extinção da pena ou livramento condicional.

Ainda de acordo com a Seap, a parte que cabe ao Estado vai ser depositada na conta do Fundo Rotativo Regional Local vinculado à unidade prisional onde as parcerias forem implantadas.

Jornada normal, mas dentro dos muros

Ainda de acordo com o governo serviços serão prestados sob a forma de execução direta, com jornada normal de trabalho – nem menos de 6 horas, nem mais de 8 horas diárias. As atividades devem ser executadas de segunda a sexta-feira, conforme estabelece a Lei de Execução Penal (LEP), com descanso nos domingos e feriados.

A cada três dias de jornada normal trabalhados, o preso terá direito a um dia de remição da pena. O secretário reforçou que o serviço deverá ser realizado dentro dos muros da unidade prisional onde o apenado está custodiado.

As empresas interessadas devem enviar propostas à Seap até o dia 27 de novembro e os interessados podem obter mais informações no Departamento de Promoção à Cidadania (DPC), na Seap.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/