Category: Notícias

Cabo da PM é morto a tiros na Zona Leste de Natal; polícia busca assassinos

Do G1RN

m cabo da Polícia Militar foi morto a tiros na tarde deste domingo (7) no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal. Carlos Alberto Araújo da Costa tinha 48 anos e era lotado na Companhia Independente de Policiamento de Turismo (CIPTUR), e estava concluindo o curso para se formar sargento.

Cabo da PM foi morto neste domingo (7) quando voltava para casa  (Foto: Divulgação/PM)
Cabo da PM foi morto neste domingo (7) quando voltava para casa (Foto: Divulgação/PM)

Ainda segundo a PM, o cabo estava retornando para casa em uma motocicleta após ter ido comprar um frango assado. No meio do caminho, ele teria sido reconhecido por dois criminosos, que se aproximaram e atiraram.

Policiais foram chamados e deram início a uma operação visando a prisão dos criminosos, mas até a última atualização desta matéria nenhum suspeito havia sido encontrado.

O homicídio aconteceu no segundo dia de validade do decreto de calamidade na segurança pública do Rio Grande do Norte, que enfrenta uma crise sem precedentes. Desde o dia 19 de dezembro, policiais e bombeiros militares estão em greve por causa dos salários atrasados.

Carlos Alberto deixa mulher e duas filhas.

 

Pais morreram com o filho de 6 anos e bebê de apenas 2 meses de vida

Aline, o marido e os dois filhos morreram no acidente (Foto: reprodução Facebook)
Aline, o marido e os dois filhos morreram no acidente (Foto: reprodução Facebook)

Foram identificados como Almir Farias, de 34 anos, Aline Rodrigues, 27, Luiz Otávio Rodrigues Farias, 6 anos, e João Miguel Rodrigues Farias, de apenas dois meses, as vítimas que morreram em acidente no km 460 da BR-153 em União da Vitória, região sul do Paraná, no fim da manhã de ontem (6).

Os corpos foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de União da Vitória. A família das vítimas já foi para a cidade providenciar os trâmites necessários. Ainda não há informação sobre o velório em Anhandui.

Aline trabalhava em uma escola do distrito, mas estava de licença maternidade e por isso  acompanhava o marido caminhoneiro em uma viagem de trabalho.

Os 4 seguiam em uma carreta com placas de Campo Grande, carregada de soja, quando por algum motivo que ainda será investigado, Almir perdeu o controle da direção em uma curva na Serra do Leão, tombou, caiu em uma ribanceira e parou com as rodas para cima.

O acidente ocorreu por volta das 11 horas de sábado. A suspeita é de que o acidente tenha ocorrido em razão de problemas mecânicos no veículo. A PRF acredita que pode ter sido falta de freios. Os corpos das vítimas ficaram presos nas ferragens e foram resgatados por equipes do Corpo de Bombeiros.

 

Fonte: https://www.campograndenews.com.br/cidades/pais-morreram-com-o-filho-de-6-anos-e-bebe-de-apenas-2-meses-de-vida

Ex-governador Lavoisier Maia continua internado na UTI

Resultado de imagem para Lavô Maia

Thaísa Galvão

Está na UTI do Hospital São Lucas o ex-governador, ex-senador, ex-deputado federal e ex-deputado estadual, Lavoisier Maia.

Ele havia sido internado com um quadro de infecção pulmonar e o rim foi afetado.

Ele está sedado, os médicos trocaram o antibiótico e as peóximas 48 horas são fundamentais para a resposta da nova medicação.

Lavô tem 89 anos, foi casado com a ex-governadora Wilma de Faria e tem entre outros filhos, a deputada estadual Márcia Maia (PSDB).

O governo do RN ainda não pagou o mês de novembro

Resultado de imagem para Robinson Faria
Foto: Internet

As informações recebida por alguns que foram na sexta feira,05, e sábado ao banco para tentar sacarem seus pagamentos, viram que o governo do Estado do Rio Grande do Norte ainda não depositou o dinheiro prometido nas últimas reuniões. O governador anunciou que iria pagar os salários dos funcionários que ganham acima de 4 mil Reais; o que até ao momento ainda não aconteceu.

O pagamento é referente ao mês de novembro do ano passado; já os mês de dezembro e o décimo terceiro não há previsão para o pagamento.

Bolsonaro é uma bandeira de vingança que só trará desprazer ao Brasil

Resultado de imagem para Bolsonaro
Foto: da Internet

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato a presidência do Brasil, será uma bandeira de vingança onde o povo brasileiro terá muito mais para amargar do que para sair da crise política e econômica em que se meteu nos últimos anos.

Confúcio dizia: ” se você tomar o caminho da vingança, cave duas covas.”

O Brasil precisa de mudança; mas não para a ignorância, para um salvador da pátria que não sabe que rumo tomar. Teremos muitas opções para escolher o novo presidente do Brasil: Marina Silva, Joaquim Barbosa, Cristóvão Buarque, e outros nomes que aparecerão. Mas votar no Lula sabendo que é um homem  que nos trouxe até aonde estamos. Afundou o Brasil em uma corrupção quase se fim. Votar no Bolsonaro apenas para protestar e passar quatro anos sem perspectivas, por causa de uma vingança. É destruir o Brasil.

Leia a matéria da Veja sobre o arrependimento do presidente nacional do PEN:

O presidente do PEN-PatriotaAdilson Barroso, se disse “aliviado” com a desistência de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) de ser o candidato à Presidência da República por sua legenda. “Fiz das tripas o coração para tê-lo com a gente, mudei o nome do partido, mexi no nosso estatuto, dei mais de 20 diretórios para o grupo dele. Mas você não pode ser convidado para entrar em uma casa e depois querer tomar ela inteira para você, expulsando seus moradores originais”, disse o dirigente.

Barroso afirmou que o relacionamento dele com Bolsonaro teria sido “envenenado” pelo advogado e assessor do deputado Gustavo Bebianno. Segundo Barroso, ele queria tomar o “partido inteiro para o grupo de Bolsonaro”. O rompimento já havia se insinuado quando deputados da legenda se rebelaram contra o que chamavam de “fome” do grupo bolsonarista.

Os deputados Walney Rocha (RJ) e Junior Marreca (MA) se posicionaram contra as mudanças no estatuto da legenda — principalmente aquela que impede alianças com partidos de esquerda (Marreca, por exemplo, é aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino, que é do PCdoB).

Bem ao estilo Barroso, o presidente do PEN-Patriota já avisou que, sem Bolsonaro, pretende focar em convencer o ex-presidente do Supremo Joaquim Barbosa a sair candidato por seu partido.

 

 

Fonte: https://veja.abril.com.br/brasil/presidente-do-pen-se-diz-aliviado-com-saida-de-bolsonaro/

 

Partidos questionam contingenciamento de verbas do Fundo Partidário

Resultado de imagem para Fundo Partidário.
Foto: da Internet

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu duas Arguições de Descumprimento de Preceito Fundamental ajuizadas, com pedido de liminar, pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (ADPF 505) e pelo Podemos, Partido Republicano Brasileiro e Partido Republicano Progressista (ADPF 506) contra atos do Poder Público que impuseram o contingenciamento orçamentário de recursos destinados ao Fundo Partidário.

Nos dois casos, a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, que responde pelo plantão judiciário da Corte, requisitou informações à Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e determinou que, em seguida, se dê vista dos autos à advogada-geral da União e à procuradora-geral da República, sucessivamente, para que se manifestem sobre a matéria.

 

 

Fonte: http://www.robsonpiresxerife.com/notas/partidos-questionam-contingenciamento-de-verbas-do-fundo-partidario/

Juiz da Lava Jato no RJ considera que a Justiça precisa ser ‘temida’

Em rede social, juiz Marcelo Bretas postou foto com fuzil: 'prepato técnico' contra ameaças, segundo ele (Foto: Divulgação/Twitter)
Em rede social, juiz Marcelo Bretas postou foto com fuzil: ‘prepato técnico’ contra ameaças, segundo ele (Foto: Divulgação/Twitter)

G1RJ

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas, foi entrevistado na nesta quinta-feira (4) pela jornalista Miriam Leitão, em programa exibido na GloboNews. Bretas, que é responsável pelos processos da Lava Jato no estado, defendeu a prisão pessoas condenadas em 2ª instância, se disse otimista sobre futuro do combate à corrupção no Brasil e comentou que se prepara para ameaças inerentes à profissão.

Embora não tenha sido específico sobre quais e de quem tem sofrido sucessivas ameaças, Bretas explicou o motivo de ter publicado numa rede social uma foto na qual aparece empunhando um fuzil. Segundo ele, seria ingenuidade achar que nada poderia acontecer.

“Fiz um preparo técnico, num lugar oficial, com instrutores oficiais, não estava em horário de trabalho. Então, ali era o Marcelo Bretas. Eu estou preparado, mas não posso dizer que estava mandando recado a ninguém. Estou me preparando, não sou ingênuo de achar que nada vai me acontecer”, afirmou o magistrado.

A respeito das prisões em 2ª instância – medida que garantiu a prisões de réus já sentenciados na Lava Jato – o magistrado enfatizou que alterar a regra significaria um retrocesso no combate à corrupção. Para Bretas, é preciso que a Justiça seja “temida”.

“Sem dúvida, seria uma derrota muito grande para o combate à corrupção como um todo. Porque a Justiça tem que ser temida. É necessário que haja esse temor, que as pessoas tenham medo. (…) As pessoas têm que ter o temor e considerar: “se eu fizer alguma coisa errada, eu posso ser condenado, eu posso ser preso, eu posso ser envergonhado”, considerou.

Michel Temer faz chantagem contra bancada política do RN

Resultado de imagem para Temer
O presidente Michel Temer, em Brasília. UESLEI MARCELINO REUTERS

As informações vieram de uma fonte que sabe do que foi colocado pelo governador Robinson Faria durante a reunião com os representantes dos demais poderes do Estado do Rio Grande do Norte, na tarde e noite de ontem, 03.

Robinson declarou que o dinheiro esperado, aquele que foi suspenso de última hora, que serviria para colocar a folha dos funcionários do RN em dia,  e pagar o décimo terceiro salário. Só será liberado pelo presidente Michel Temer se toda bancada do RN, no caso, os deputados federais e os senadores, se comprometerem com a votação, a favor, da Reforma da Previdência.

Isso aponta para um alongamento da crise, visto que nem um político que depende do voto do povo, vai votar contra o povo em pleno ano eleitoral.

Chantagem do presidente Michel Temer que quer comprar a todos para que votem contra a vontade do povo. Agora usa a necessidade do RN para forçar os compromissos em favor da Reforma da Previdência.

Resultado de imagem para Bancada federal do RN
Foto: da internet

RN: segurança melhora com a chegada do Exército; policiais permanecerão em greve

Resultado de imagem para Exército nas ruas do RN
Foto: Vlademir Alexandre (Agora RN)

A segurança do Rio Grande do Norte melhorou com a chegada do Exército Brasileiro nas ruas. É uma afirmação  dita pelo general Ridauto Fernandes, em sua entrevista na manhã desta quinta (4) ao Bom Dia RN. 

De fato, a sensação de segurança sentida pela população tem melhorado; as pessoas saem de casa com mais segurança, mesmo sentindo a falta dos policiais, tanto dos PMs quanto da Polícia Civil.

Os policiais permanecerão aquartelados (greve), e a Polícia Civil também não trabalha; mesmo depois do desembargador Cláudio Santos, que pretendia ser candidato ao governo do RN, ter determinado a prisão dos PMs.

Ontem, 03, houve reunião com com responsáveis pela segurança pública, mas nada foi transmitido; salvo que o governo pagará o mês de novembro aos que ganham acima de 4 mil Reais.

A delegada-geral, Adriana Shirley, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Osmar Azevedo, a secretária de Segurança Pública, Sheila Freitas, não quiseram comentar o descumprimento da decisão judicial que ordenou a prisão dos grevistas.

Na verdade, não há policiais que cumpra a prisão ordenada pela a justiça, piorando a situação, onde a fragilidade e incompetência do Executivo começa a atingir o judiciário.

Dr. Luiz Gomes e outro jurista divergem sobre decisão de desembargador de prender policiais em greve

Advogados Cristiano Barros e Luiz Gomes (Arquivo Pessoal | José Aldenir/Agora Imagens)

A decisão do desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), de, entre outras medidas contundentes, autorizar a prisão de militares que continuem estimulando a realização de “greve branca” no estado, gerou controvérsia no meio jurídico. Advogados ouvidos pelo Agora RN divergiram sobre o veredito do magistrado, anunciado durante plantão judicial no domingo, 31.

Para o jurista Luiz Gomes, as determinações de Cláudio Santos “atendem à expectativa da sociedade”, por outro lado, “não se pode exigir isso enquanto não há condições de trabalho adequadas” para os agentes. “Os policiais estão exigindo condições de trabalho também. É diferente de uma greve apenas por salários. Neste sentido, a decisão foi exagerada. Há uma certa dose de rigor. Tem que se considerar a situação concreta dos policiais. Foi uma decisão muito dura”, opina o advogado.

Na opinião de Gomes, a responsabilidade pelo agravamento da crise na segurança pública (em 15 dias de paralisação dos policiais militares, foram registrados 100 crimes violentos no estado, segundo o Observatório da Violência Letal Intencional) não é dos PMs, e sim do Governo do Estado. “A culpa é da incompetência do governador, que deixou faltar onde não podia deixar faltar. Minha crítica é a ele”, afirma.

O advogado Cristiano Barros também viu excessos na decisão do desembargador, mas, para ele, a gravidade da situação exigiu medidas enérgicas. “Trata-se de uma situação singular. Não se concebe que o Estado não pague os seus servidores, inclusive os militares, mas não pode permitir que a questão salarial seja levada a primeiro plano, pois até as famílias dos policiais ficam sob risco quando não há trabalho das polícias”, destacou o jurista.

Para Barros, em uma “situação comum”, a decisão de Cláudio Santos provavelmente seria outra, mas o fato de a crise ter se agravado ao estágio atual requer “medidas não usuais”. “Os excessos se devem à vontade de resolver a situação. Uma situação excepcional requer medidas excepcionais. O Poder tem que ser Poder, senão acabe-se com ele. A categoria [policiais] deve responder ao TJ/RN, deve voltar ao trabalho e cobrar do tribunal que resolva a situação, inclusive a salarial, como determinando o bloqueio de gastos supérfluos do governo. A sociedade espera isso”, frisa Cristiano.

 

Fonte: http://blogseridonoar.com.br/juristas-divergem-sobre-decisao-de-desembargador-de-prender-policiais-em-greve/

Entenda passo a passo as chances de Lula ser candidato na eleição presidencial

A pouco mais de 20 dias do julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS), o cenário da disputa eleitoral para as eleições presidenciais de outubro é totalmente incerto.

Jornal do Brasil elaborou os possíveis cenários, que podem, no extremo, levar o ex-presidente à prisão e, no outro polo, reiterar sua candidatura ao Palácio do Planalto. O caso, que trata do triplex do Guarujá (SP) e será analisado pelos três desembargadores da 8ª turma do TRF-4, tem alguns resultados possíveis.

Recursos podem alongar indecisão sobre candidatura de ex-presidente
Recursos podem alongar indecisão sobre candidatura de ex-presidente

1) Se um dos desembargadores que analisarão o recurso pedir vista do processo, o julgamento poderá ser adiado. Nessa condição, até que haja uma nova decisão, Lula permanece candidato pelo Partido dos Trabalhadores e poderá iniciar sua campanha eleitoral.

2) Se o TRF-4 entender que não procede a condenação a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por suposta obtenção de benefícios da empreiteira OAS, Lula então é absolvido. Contudo, o Ministério Público Federal (MPF) pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STF) e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

3) Se o TRF-4 confirmar a condenação, mas ela não for unânime, Lula ainda pode recorrer com dois tipos de recursos no próprio Tribunal: os embargos infringentes e os embargos de declaração. Os dois casos questionam a falta de unanimidade da decisão e pedem ampliação do colegiado, reforma da sentença e esclarecimento do veredicto, por exemplo.

4) Se a condenação de Lula for unânime entre os três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, a defesa do ex-presidente pode entrar no Tribunal com um embargo de declaração. Se o Tribunal rejeitar, Lula poderá ser preso, mas a defesa poderá recorrer ao STJ e ao STF.

5) Em outubro de 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 6 votos a 5, que a execução de penas poderia ser determinada assim que a segunda instância judicial confirmasse e antes que se esgotassem todos os recursos da defesa. Esse entendimento, contudo, poderá ser modificado. O ministro Gilmar Mendes, que votou a favor da ação, sinaliza que agora votará contra, o que inverteria o placar. Neste caso, haveria, portanto, a necessidade de uma decisão também do STJ antes da confirmação da pena.

6) Mesmo que seja condenado, Lula poderá protocolar o registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que está fora da esfera criminal da Justiça. Caso o TSE decida impugnar a candidatura do ex-presidente, ele ainda poderá recorrer ao STF. Esse é o último recurso da defesa do petista. Se o Supremo negar o recurso, Lula não poderá ser candidato.

 

Fonte: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018/01/02/entenda-passo-a-passo-as-chances-de-lula-ser-candidato-na-eleicao-presidencial-2/

Governo e representantes dos Poderes Legislativo, Judiciário, TCE e MP se reúnem hoje para discutir saídas para a crise

Resultado de imagem para Governo do RN e demais poderes
Foto: da Internet

De Thaísa Galvão

Marcada para 16 horas do dia de hoje,03, uma reunião do governador Robinson Faria com os representantes dos Poderes.

Foram convocados os presidentes da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza; do Tribunal de Justiça, desembargador Expedito Ferreira de Souza; do Tribunal de Contas do Estado, Gilberto Jales; e o procurador geral de Justiça, Eudo Leite.

Com as equipes econômica e jurídica, e o vice-governador Fábio Dantas, Robinson vai apresentar sugestões definidas hoje e discutir o que os Poderes tem a apresentar como solução para a crise que vive o Estado hoje a partir do não pagamento de salários dos servidores.

Gêmeos nascem em anos diferentes no Hospital de Clínicas

(Foto: Jairo Nascimento / Rede Massa) - Gêmeos nascem em anos diferentes no Hospital de Clínicas
(Foto: Jairo Nascimento / Rede Massa)

A vendedora Michele Ferreira Maciel Ribeiro tem agora filhos da mesma idade, mas nascidos em anos diferentes. A primeira mãe de 2018 em Curitiba passou por uma experiência diferente ao dar à luz gêmeos no Hospital de Clínicas.

Samuel nasceu às 23h44 do dia 31 de dezembro de 2017, com 2,810 quilos e 47 centímetros; já Sara, o segundo bebê, chegou às 0h06 dessa segunda-feira, 01 de janeiro  de 2018, com 2,755 quilos e 48 centímetros. Os gêmeos nasceram após 38 semanas de gestação, em parto normal.

A diferença de tempo entre os nascimentos foi de 22 minutos. Um fato possivelmente comum que antes de termos uma comunicação tão rápida, como a da internet, o WhatSapp,  ficava apenas entre a vizinhança dos pais.

Mãe e bebês passam bem.

 

Fonte: https://massanews.com/noticias/plantao/gemeos-nascem-em-anos-diferentes-no-hospital-de-clinicas-vzlO5.html

Militar é encontrado morto em alojamento das Forças Armadas no RN

Mudança na Segurança. Homens do Exército fazem patrulhamento nas ruas de Natal para conter onda de violência – Tripé Fotografia  

Um militar foi encontrado morto em alojamento das Forças Armadas montado em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Ele participava da Operação Potiguar III — ação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) determinada pelo presidente Michel Temer no dia 29 de dezembro para conter a onda de crimes ocorridas durante a paralisação de policiais militares e civis no estado. O movimento de protesto das forças de segurança estaduais teve início no dia 19 de dezembro. Até o dia 31, 94 homicídios foram registrados no período da paralisação.

A morte do militar ocorreu na madrugada desta segunda-feira, dia 1º de janeiro. Segundo o G1, o Exército confirmou a morte, mas não informou o nome, a idade e a patente do militar. A motivação da morte também não foi informada pelo Exército. O ministro da Defesa, Raul Jungamn, disse que o caso está sendo investigado:

— Ainda não temos informações concretas. Mas o que já podemos informar é que não houve um crime — declarou o ministro em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/militar-encontrado-morto-em-alojamento-das-forcas-armadas-no-rn-1-22245006#ixzz52zsP1Ch5
stest

stest

Sesed e PM vão cumprir decisão que decreta prisão de policiais que colaboram com paralisação no RN

Coletiva aconteceu na tarde desta segunda-feira (1) (Foto: Lucas Cortez/ G1 RN)
Coletiva aconteceu na tarde desta segunda-feira (1) (Foto: Lucas Cortez/ G1 RN)

Entrevista coletiva nesta segunda-feira (1), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) e o Comando Geral da PM informaram que a partir desta terça-feira (2) irão cumprir a decisão judicial decretada pelo desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), que determina a prisão de policiais que incitem e defendam a paralisação no estado, que foi iniciada no dia 19 de dezembro.

A secretária da Sesed, Sheila Freitas, entende que é crucial o fim da paralisação dos policiais civis e militares. Como justificativa, ela cita as duas ordens judiciais que determinam a volta imediata dos servidores aos postos de trabalho. A primeira foi decretada pela desembargadora Judite Nunes no dia 24 de dezembro, que considerou o movimento ilegal e, a mais recente, estabelecida pelo desembargador Cláudio Santos, neste domingo (31), que determina punições para os servidores que colaborarem com a paralisação.

“Nós preparamos essa coletiva para que os policiais tenham conhecimento do teor das decisões. Que é imperioso amanhã (terça-feira) a reabertura das delegacias, é imperioso que se vá para os batalhões e se faça o patrulhamento”, disse Sheila Freitas, que ressaltou que a paralisação não acontece em todo o estado, mas em Natal, Grande Natal e parte de Mossoró.

Já o comandante-geral da PM, Osmar de Oliveira, declarou que reconhece os problemas estruturais enfrentados pelos policiais e os atrasos salariais, mas que não pode ir contra duas decisões da Justiça. “Eu não posso fechar os olhos para duas decisões judiciais e deixar minha tropa caminhar ao abismo, achando que alguém vai salvá-la no final. É preciso uma reflexão”, alegou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/sesed-e-pm-vao-cumprir-decisao-que-decreta-prisao-de-policiais-que-colaboram-com-paralisacao-no-rn.ghtml