Category: Notícias

Justiça? Acusada de mandar matar médico vai a julgamento 15 anos depois

Shirley Araújo de Lima era companheira do psicanalista João Jorge Filho (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Shirley Araújo de Lima era companheira do psicanalista João Jorge Filho (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Shirley Araújo de Lima, acusada de mandar matar o psicanalista João Jorge Filho de 67 anos, assassinado na cidade de Canguaretama em meio de 2002, vai a júri popular nesta quarta-feira (20). O julgamento será presidido pela juíza Eliana Alves Marinho, a partir das 8h, no Fórum Miguel Seabra Fagundes, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal.

Na versão de Shirley, ela foi a vítima. Teria sido sequestrada junto com o marido. Após a morte de João Jorge, Shirley teria sido encapuzada, jogada nua no porta malas do carro e ficado refém de Clodoaldo por dois dias. Com os braços presos, ela teria sido estuprada oito vezes e não teria visto o rosto do acusado. Na época, os filhos da vitima estranharam a versão de Shirley e começaram a investigar o caso.

O caseiro Clodoaldo Ribeiro foi preso na semana do crime, mas só foi condenado em 2015. Réu confesso, ele pegou 20 anos de prisão por homicídio qualificado. Já Shirley Araújo, nunca foi presa. Ela responde por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e porte de drogas.

Do Blog: Caso essa mulher estivesse presa desde o período do crime, que qualidade de justiça é esta que o Brasil está aplicando ao povo brasileiro. Caso essa mulher for inocente teria ficado por 15 anos presa injustamente, o que nada poderia trazer de volta o tempo que ficou presa. Por outro lado, caso seja condenada, e pegar 20 anos, ela teria que ir pra casa, ainda com prejuízos. Visto que haveria perdido os benefícios dados pela lei. Mas como ela estava em liberdade, aí é que não haverá a justiça. Pois os objetivos da lei seria punir com os objetivos de ressocializar  a criminosa. O que neste caso não acontecerá se a réu não tenha praticado nem um outro fato típico. Além do mais, por mais 5 anos, ela estaria livre da condenação. Já que o referido crime prescreve em 20 anos.

Não dá pra ver justiça em um julgamento dessa qualidade; já que a família ilutada passou todo esse tempo sem saber de fato, qual a verdade. Caso essa verdade apreça hoje. Isso quer dizer que um neto dessa vítima que na época do fato tivesse com 3 anos de idade, hoje com 18, não terá a percepção da justiça.

Brasil! Quando mudarás para o bem de seu povo?

João Jorge Filho de 67 anos, assassinado na cidade de Canguaretama em meio de 2002,  (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
João Jorge Filho de 67 anos, assassinado na cidade de Canguaretama em meio de 2002, (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/no-rn-acusada-de-mandar-matar-medico-vai-a-julgamento-15-anos-depois.ghtml

“Lidei com vida e morte ao mesmo tempo”, diz mãe solo de quadrigêmeos

Luciane com a irmã, Deisi, e os quatro bebês (Foto: Reprodução - Instagram)

A administradora Luciane Carvalho, 37 anos, se tornou a “mamãe trevo”. Teve a sorte (e o desafio) de se tornar mãe de quadrigêmeos na corajosa aventura de se embrenhar pela maternidade solo. Como se não bastasse tanta emoção, sua gestação se desenrolou junto ao  último fio de vida de seu pai, diagnosticado com uma doença agressiva. Nascimento e morte. Presenças e ausência. Esperança e dor. Foi sobre tudo isso que ela falou em seu depoimento à Crescer:

“Desde muito cedo tive o sonho de ser mãe, mas quis esperar pelo momento certo. Sempre tive a intenção de construir uma família, ter um parceiro, um marido…  Sonhava com isso. E fui tentando alguns relacionamentos que não vingaram, por vários motivos.

Então, estabeleci uma meta para a maternidade: queria esperar até os 39 anos, quando já teria me organizado financeiramente e também estaria no limite de idade para ganhar um bebê sem correr maiores riscos.

 

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Curiosidades/noticia/2017/09/lidei-com-vida-e-morte-ao-mesmo-tempo-diz-mae-solo-de-quadrigemeos.html

Generais Etchegoyen e Mourão servem às privatizações de lesa-pátria e ao hipotético golpe militar

José Cruz/Agência Brasil
Foto: Internet

De DAVIS SENA FILHO

“Atenção generais Sérgio Etchegoyen (foto) e Antônio Hamilton Mourão: os marechais legalistas Henrique Lott e Odílio Denis e os generais legalistas Dias Lopes e Pery Bevilacqua mandaram a vossas excelências aquele abraço. Para não esquecer…”
Não é a primeira vez que os generais Sérgio Etchegoyen e Antônio Hamilton Mourão dão declarações estapafúrdias, mas políticas, assim como de conotações golpistas e até mesmo privatistas, porém, indubitavelmente, perigosas para um País que está aceleradamente prestes a deixar de ser dono de seu parque industrial privado e público, sendo que o pior desse processo irresponsável e entreguista é que as empresas estatais brasileiras, inúmeras delas vinculadas ao conhecimento tecnológico e científico, ficarão sob a posse de governos estrangeiros e da iniciativa privada de capital internacional.

E por que esta loucura perpetrada por moleques acontece? Porque simplesmente uma quadrilha de ladrões e usurpadores tomou o poder de assalto e decidiu, com a cumplicidade e a aquiescência do STF, da PGR, do Congresso e das Forças Armadas, pelo o que se está a perceber, que o Brasil abre mão de suas empresas estratégicas e de seu mercado interno para se tornar um País que retrocedeu à Velha República, porque o Império, a despeito da terrível e desditosa escravidão, não foi tão subordinado, servil, antinacionalista e antipopular perante os países hegemônicos.

A verdade é que os homens e as mulheres do desgoverno ilegítimo do pária e traidor, *mi-shell temer, deveriam ir à cadeia, sendo que em alguns países mais sérios do que a Banânia terceiro-mundista tais indivíduos da pior qualidade seriam presos, demitidos para o bem do serviço público e, quiçá, fuzilados, como ocorreu recentemente na Turquia do presidente eleito Tayyip Edorgan.

 

Leia mais no link: https://www.brasil247.com/pt/colunistas/davissena/318057/Generais-Etchegoyen-e-Mour%C3%A3o-servem-%C3%A0s-privatiza%C3%A7%C3%B5es-de-lesa-p%C3%A1tria-e-ao-hipot%C3%A9tico-golpe-militar.htm

Lula lidera pesquisa presidencial, seguido por Bolsonaro

Resultado de imagem para Lula e Bolsonaro
Fotos: Internet

Luiz Inácio Lula da Silva lidera com folga todos os cenários das eleições de 2018, seguido de Jair Bolsonaro, apesar de o ex-presidente responder a vários processos relacionados à corrupção, segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (19).

A pesquisa também mostrou uma queda na aprovação do governo de Michel Temer, cujos resultados de aprovação caíram para 3,4%, contra 10,3% em fevereiro, repetindo a mesma imagem política do Brasil registrada em todas as pesquisas nos últimos meses.

O desempenho pessoal de Temer, que na semana passada foi acusado pela Procuradoria Geral da República de comandar uma organização criminosa para espoliar o Estado, tem a rejeição de 84,5% dos entrevistados contra 62,4% em fevereiro.

Lula, condenado a quase 10 anos de prisão por envolvimento no esquema de propinas na Petrobras e acusado em outros processos, venceria nos nove cenários eleitorais previstos, tanto no primeiro quanto no segundo turno, de acordo com a pesquisa realizada entre os dias 13 a 16 de setembro, com 2.002 pessoas e margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

Se a eleição de outubro de 2018 ocorresse hoje, o ex-presidente teria um total de 32,4% dos votos, seguido por Bolsonaro, com 19,8%, e por Marina Silva, com 12,1%. Os demais candidatos não ultrapassariam um dígito.

 

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2017/09/19/interna_internacional,901889/lula-lidera-pesquisa-presidencial-seguido-por-bolsonaro.shtml

Câmara rejeita ‘distritão’ e mantém o voto proporcional nas Eleições

Proposta do 'distritão' foi recusada pela Câmara
Foto: Luis Macedo

Por 238 votos a 205, a Câmara dos Deputados rejeitou, nesta terça-feira (19), a adoção do chamado “distritão para as eleições de deputados e vereadores em 2018 e em 2020 e do voto distrital misto para os mesmos candidatos a partir do pleito de 2022.

Ao todo, 444 deputados votaram — houve 1 abstenção. O texto do ‘distritão’ faz parte da PEC 77/2003, que trata das mudanças do sistema eleitoral e fundo público de campanhas eleitorais.

Para que o “distritão” fosse aprovado, eram necessários 308 votos dos parlamentares (3/5 do total), uma vez que se trata de uma mudança na Constituição. Portanto, foram 103 votos a menos que o necessário.

Partidos como PMDB, PSDB e PSD apoiaram a medida. PT, PR, PRB foram contra.

Com isso, o modelo proporcional com lista aberta para a escolha de deputados e vereadores continua a valer no País nas próximas eleições. Nesse modelo, o candidato é escolhido levando-se em conta os votos que ele próprio recebeu mais aqueles obtidos pelas coligações e partidos políticos. Trata-se de um cálculo, chamado quociente eleitoral.

Desse jeito, um candidato muito bem votado pode “puxar” outros candidatos da mesma sigla. Por outro lado, nomes que tiveram uma votação expressiva podem ficar de fora.

No sistema do “distritão”, os candidatos mais votados em cada Estado são eleitos automaticamente — cada Estado se transforma em um distrito, daí vem o apelido. Esse sistema, portanto, está descartado para as duas próximas eleições (2018 e 2020).

Caso passasse, a proposta previa ainda que, em 2022, passaria a valer o sistema distrital misto, em que o eleitor vota duas vezes. Na primeira, em candidatos que concorrem em um dos distritos no qual foi dividido o Estado. Depois, em candidatos de uma lista preordenada apresentada pelos partidos. Também não vingou e isso não vai valer.

Conforme acordo entre os partidos, os deputados votarão agora, em outra sessão, os destaques apresentados à PEC 282/16, que trata das coligações partidárias nas eleições proporcionais e da imposição de cláusulas de desempenho para acesso a recursos do fundo partidário e ao tempo de propaganda em rádio e TV.

 

Fonte: http://noticias.r7.com/brasil/camara-rejeita-distritao-e-mantem-o-voto-proporcional-nas-eleicoes-19092017

Fachin nega pedido de Temer para devolver nova denúncia

Resultado de imagem para Edson Fachin,
Foto: ANDRESSA ANHOLETE/AFP

São Paulo – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta terça-feira pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que a denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa fosse devolvida à Procuradoria-Geral da República.

Em seu despacho, Fachin lembrou que o plenário do Supremo julgará na quarta-feira uma questão de ordem sobre se o envio da denúncia contra Temer à Câmara dos Deputados deve aguardar a análise sobre a delação premiada de executivos da J&F, holding que controla a JBS, que foi usada como base da denúncia ao lado da delação do empresário Lúcio Funaro.

Pela Constituição, o STF tem de enviar a denúncia contra o presidente à Câmara dos Deputados, a quem cabe autorizar ou não o Supremo a decidir sobre a aceitação da acusação.

“A matéria, pois, diversamente do que consta do pedido final, já está sob julgamento do Tribunal Pleno”, escreveu Fachin.

“Portanto, nada a deferir”, decidiu o ministro.

O julgamento da questão de ordem teve início na semana passada no Supremo, inclusive com a sustentação oral do advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira, que representa Temer, e deverá ser retomado na quarta.

Fontes com conhecimento do assunto disseram à Reuters que os ministros do STF discutem a possibilidade de “travar” a denúncia contra Temer.

A Câmara já rejeitou autorizar o Supremo a analisar uma primeira denúncia da PGR contra Temer, essa por corrupção.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/fachin-nega-pedido-de-temer-para-devolver-nova-denuncia/

LULA: VEEM CRIME EM COISAS BOAS FEITAS PELO BRASIL

RICARDO STUCKERT
Foto: Internet

247 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou sobre a decisão do juiz Vallisney de Sousa Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, que recebeu a denúncia do Ministério Público Federal e tornou Lula réu pela sétima vez, agora pela edição de uma medida provisória que prorrogou incentivos tributários ao setor automobilístico.

“A denúncia sem sentido ou provas aceita hoje pelo juiz da 10a. Vara de Brasília é mais um exemplo da perseguição contra o ex-presidente Lula, que dessa vez será julgado pela prorrogação de uma política de desenvolvimento regional, criada antes de seu governo, que tornou as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste responsáveis por 13% dos empregos na indústria automobilística e 10% das exportações de veículos. Querem transformar em crime as boas coisas que Lula fez pelo Brasil”, disse em nota a assessoria de imprensa do ex-presidente.

A decisão do juiz Vallisney Oliveira foi tomada no mesmo dia em que foi divulgada pesquisa CNT/MDA que põe o ex-presidente Lula em primeiro lugar, com 32%, na preferência do eleitor brasileiro para as eleições presidenciais do próximo ano (leia mais).

 

Fonte:https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/318125/Lula-veem-crime-em-coisas-boas-feitas-pelo-Brasil.htm

Raquel Dodge troca grupo da Lava Jato que atua no STF

Resultado de imagem para Raquel Dodge
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Brasília – Nos seus primeiros atos oficiais como procuradora-geral da República, Raquel Dodge trocou a equipe de procuradores da República que vão conduzir as investigações da operação Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal.

Em uma série de portarias publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira, a nova chefe do Ministério Público Federal (MPF) promoveu um grande rearranjo na força-tarefa da maior apuração criminal contra autoridades no país.

Dodge nomeou oito novos membros do Ministério Público Federal para atuarem, de maneira exclusiva, na apuração do megaesquema de corrupção.

A procuradora-geral manteve apenas cinco dos dez integrantes da equipe do antecessor, Rodrigo Janot.

Esses cinco integrantes, contudo, vão permanecer na equipe de Dodge por apenas 30 dias, a fim de fazer a transição para a nova força-tarefa.

Havia uma promessa, feita por Dodge, de manter a atual equipe de Janot.

A nova equipe da Lava Jato será comandada pelo procurador regional da República José Alfredo de Paula Silva.

O grupo ficará vinculada à recém-criada Secretaria de Função Penal Originária junto ao STF. Essa secretaria será comandada pela procuradora regional da República Raquel Branquinho.

No início de julho, a Reuters mostrou que José Alfredo e Raquel Branquinho fariam parte do núcleo duro da equipe da nova procuradora-geral. Os dois têm experiência em atuação em escândalos de impacto nacional, como o do mensalão.

A nova chefe foi colega dos dois quando atuaram perante o Tribunal Regional Federal da Primeira Região, com sede em Brasília.

 

Fonte:http://exame.abril.com.br/brasil/raquel-dodge-troca-grupo-da-lava-jato-que-atua-no-stf/

Mais de 95% do melão exportado pelo Brasil é produzido no RN

Fazendas no RN produzem 96% do melão exportado pelo Brasil (Foto: Anderson Barbosa/G1)

O crescimento das exportações de melão ultrapassaram a barreira dos 200% no Rio Grande do Norte, entre janeiro e agosto, na comparação com o mesmo período de 2016. Com o resultado e a queda de produção dos concorrentes diretos, o estado também se tornou responsável por 95,9% de toda a venda da fruta para o mercado externo.

Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Ao longo do ano passado, o estado já liderava o setor, mas era responsável por cerca de 50% das exportações das frutas frescas para fora do país, com US$ 75,3 milhões comercializados. O vizinho Ceará contava com outros 47% do mercado, com vendas de US$ 70,8 milhões.

Entre janeiro e agosto o RN comercializou US$ 47 milhões. Parece pouco, diante dos US$ 100 milhões estimados para o ano, mas existe explicação. De acordo com o empresário Luiz Roberto Barcelos, maior produtor do país e presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do RN, a produção se torna mais intensa a partir de setembro, até janeiro. “Neste período do ano, apenas o Brasil fornece as frutas para o mercado Europeu, que é o maior consumidor”, revela.

Do G1RN

Segundo general do Exército, há possibilidade de intervenção militar

Resultado de imagem para General Mourão
Foto; Internet

O general do Exército, Antonio Hamilton Martins Mourão, disse em uma palestra organizada pelas as lojas maçônicas, no Rio Grande do Sul, que ou a justiça da jeito nos políticos corruptos, ou o Exército vai agir, e que este está pronto para pôr ordem na casa.

Depois ele disse que não estava aconselhando a essa possível tomada de poder. Mas afirma que isso pode acontecer. Mais adiante, disse que falou em seu próprio nome.

O comandante geral do Exército, general Eduardo Villas Bôas, foi enfático e disse que “não há qualquer possibilidade de intervenção militar”.

Mas não foi o que o general discursou em sua palestra.

Do Blog: o Brasil precisa continuar a escolha de suas lideranças políticas, desde que saibam escolher pessoas compromissadas com a integridade, a honestidade e assim continuar com nossa democracia.

 

Fim de semana tem 30 homicídios no RN, diz instituto

Maior parte dos homicídios do final de semana foi por arma de fogo  (Foto: Flávio Muniz/ Inter TV Cabugi)
Maior parte dos homicídios do final de semana foi por arma de fogo (Foto: Flávio Muniz/ Inter TV Cabugi)

O Rio Grande do Norte teve 30 mortes violentas neste final de semana, entre sexta-feira (15) e domingo (17), segundo registrou o Observatório da Violência Letal Intensional (Óbvio). Com isso, chega a 1.780 o número de vítimas da violência em 2017, no estado. Uma média de quase sete pessoas morre por dia nos limite potiguares.

A metade dos crimes do fim de semana aconteceu somente no domingo, quando 15 pessoas foram vítimas da criminalidade. Ao longo dos três dias, 22 homicídios ocorreram na Região Metropolitana de Natal. Somente Natal e Ceará-Mirim, juntas, tiveram 13 casos.

Já a região Agreste potiguar foi a única que não contou qualquer morte violenta nos três dias.

A maioria das vítimas foram homens (28). Duas mulheres morreram de forma violenta. Um total de 24 homicídios foi por arma de fogo e três tiveram registro de arma branca. Também houve casos de espancamento e carbonização.

Com 1.780 homicídios, o estado registra crescimento de 26,7% entre primeiro de janeiro e 17 de setembro. Em relação a 2015, esse crescimento é de quase 60%. Até a mesma data, no ano passado, o estado tinha registrado 1.405 casos. Em 2015, foram 1.125.

Procurada pelo G1, a Secretaria de Estado da Segurança Pública afirmou que não comenta os números do instituto.

Fonte:https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/fim-de-semana-tem-30-homicidios-no-rn-diz-instituto.ghtml

Temer feliz com a posse de sua escolhida com objetivos de pará a Lava Jato

Resultado de imagem para temer e raquel na posse
Foto: Dida Sampaio/ Estadão

O Brasil sabe que o presidente Michel Temer e seus aliados farão de tudo para barrar as investigações da Lava Jato; ou pelo menos a enfraquecer.

Com a posse da nova procuradora, Raquel Godge, que, democraticamente, ficou em segundo lugar em uma eleição interna, entre os procuradores, há indícios de trama de Temer contra as ações de Janot.

A intriga está posta na PGR. Mas resta esperar se a nova procuradora fará seu dever institucional ou se seguirá a orientações do seu indicador.

O procurador Ângelo Goulart Villela deu entrevista a Folha” onde diz que Janot tratava Raquel com desdem. Enfim, em uma instituição tão seria como é a PGR, não se deve fazer nada sem pensar no país como um todo. Que Janot fez o que era certo todos sabem. Mas agora, será que Raquel fará o que deve ser feito? Por que foi a indicada, se ficou com 32 votos a menos em uma eleição interna, ficando em segundo lugar.

Raquel é uma escolha do PMDB e teve aprovação de 74 dos 81 senadores que o senado possui. Mas todo o Brasil sabe que, hoje, a escolha dos políticos não é a vontade do povo.

Resta a Raquel ver a quem vai agradar, se os políticos corruptos, ou se ao Brasil, como um todo.

Está nas suas mãos Raquel Dodge a continuação das investigações contra os corruptos.

Raquel Dodge toma posse no cargo de procuradora-geral da República

Sabatina Raquel Dodge: Senado sabatina indicada de Temer para PGR
Foto: Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo

Há mais de três décadas no Ministério Público Federal (MPF), Raquel Dodge tomou posse na manhã desta segunda-feira (18) no cargo de procuradora-geral da República, na cadeira que foi ocupada nos últimos quatro anos por Rodrigo Janot.

Em sua fala de oito minutos na cerimônia de posse, a nova chefe do Ministério Público prometeu defender a democracia, zelar pelo bem comum e meio ambiente e garantir que ninguém esteja “acima da lei”.

A cerimônia de posse contou com a presença de familiares de Raquel Dodge, integrantes do Ministério Público, magistrados e políticos, entre os quais o presidente da República, Michel Temer, e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. Antecessor da nova procuradora-geral, Janot não participou da solenidade alegando “motivos protocolares”.

A solenidade que empossou a nova procuradora-geral da República, realizada no auditório da sede da Procuradoria Geral da República (PGR), começou às 8h12.

Fonte: https://g1.globo.com/politica/noticia/raquel-dodge-toma-posse-no-cargo-de-procuradora-geral-da-republica.ghtml

Corpo de Marcelo Rezende é velado na Assembleia Legislativa de SP

Familiares e amigos se despedem de Marcelo Rezende em velório na Assembleia Legislativa de São Paulo (Foto: LEONARDO BENASSATTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)
Familiares e amigos se despedem de Marcelo Rezende em velório na Assembleia Legislativa de São Paulo (Foto: LEONARDO BENASSATTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)

O corpo do jornalista Marcelo Rezende é velado na manhã deste domingo (17) na Assembleia Legislativa de São Paulo. Ele morreu às 17h45 de sábado (16), em São Paulo, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.

O velório começou pouco antes das 10h com a presença de amigos e familiares. Eles levaram uma garrafa de vinho para homenagear o jornalista, que era amante de vinhos.

Mais tarde, foi liberada a entrada de fãs que já formavam uma fila ao lado de fora na expectativa de poder dar o último adeus ao jornalista. O sepultamento será realizado à tarde, no Cemitério de Congonhas, em cerimônia reservada à família.

Rezende foi diagnosticado no início do ano com câncer no pâncreas com metástase no fígado. Ele se afastou do comando do programa Cidade Alerta, da TV Record, para fazer o tratamento de quimioterapia. Ele estava internado no Hospital Moriah, na Zona Sul de São Paulo.

Em um vídeo postado no dia 3, Marcelo Rezende falou sobre os altos e baixos do tratamento contra o câncer. “O que eu tenho, a doença que eu tenho, o câncer que eu tenho, tem altos e baixos, é como uma montanha-russa. Uma hora eu to lá em cima, outra hora eu to lá embaixo. O mais importante é que eu estou firme e estar firme é aqui, onde a mente funciona. E eu estou firme para enfrentar os baixos, até chegar o momento em que o alto vai deslizar e aí a cura vai chegar. E eu tenho certeza dela porque Deus está comigo, Deus está contigo”, disse o jornalista.

Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951.

Começou sua carreira como repórter esportivo nos anos 70 do Jornal dos Sports. Trabalhou em O Globo, revista Placar e chegou à TV em 1987 para trabalhar na Globo. Entre os destaques está a cobertura do caso da operação da polícia na Favela Naval, em Diadema e a apresentação do programa Linha Direta. Trabalhou também na Band e Rede TV.

O jornalista deixa cinco filhos e dois netos.

O jornalista Marcelo Rezende (Foto: Reprodução/Facebook/Marcelo Rezende)
O jornalista Marcelo Rezende (Foto: Reprodução/Facebook/Marcelo Rezende)

Flávio Rocha acusa procuradora Ileana Mousinho de perseguir Guararapes e de provocar desemprego no RN

Thaísa Galvão publicou no seu blog.

O empresário Flávio Rocha usou suas redes sociais para se posicionar em relação ao Ministério Público do Trabalho.

Mais precisamente à procuradora regional, Ileana Neiva Mousinho.

Ele acusa a procuradora de perseguição e de reduzir os índices de emprego no Rio Grande do Norte.

O vídeo ao qual Flávio Rocha se refere é este que o Blog já havia publicado.