Category: Educação

Quero que outros pacientes também possam lutar’, diz jovem que fez Enem dentro de hospital durante tratamento de câncer

“Foi uma prova mediana. Não foi tão fácil, mas também não foi muito difícil”, a avaliação sobre o Enem 2019 é do estudante Ezequiel Mateus da Rocha, de 18 anos – mais um candidato entre outros 119 mil inscritos no Rio Grande do Norte. A diferença entre o jovem e os demais é que ele fez a prova dentro do hospital, durante o tratamento contra um câncer ósseo. De acordo com o Inep, em 2019, 31 pessoas em todo o país fizeram a prova dentro de hospitais.

“É como se fosse em uma escola. Tem fiscal e até policial”, comparou. Essa é a terceira participação dele no Exame Nacional do Ensino Médio. Uma vez, foi por experiência. Na segunda, conseguiu a vaga no curso de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), em Angicos, mas o sonho foi interrompido pela descoberta da doença.

Tudo começou com uma pancada no joelho durante uma partida de futebol. Dias depois, ele ainda continuava a inchar e a família resolveu procurar ajuda médica. No dia 28 de fevereiro, após uma ressonância na perna, a notícia mudou os projetos de Ezequiel. Os profissionais encontraram um osteossarcoma – tumor maligno – no fêmur do estudante.

“O momento mais difícil é o inicio do tratamento, quando a gente descobre. É um impacto forte. Superei graças a Deus e à minha família”, conta o filho, entre os sete de um casal de agricultores do Sítio Trapiá, na zona rural de Assú, região Oeste potiguar.

A partir daí, Ezequiel sequer começou o curso de graduação. O foco passou a ser a saúde. Ele realiza o tratamento na Liga Mossoroense Contra o Câncer, onde já passou por 18 sessões de quimioterapia – ainda faltam mais duas e uma cirurgia, marcada para o próximo dia 21, quando ele terá a perna amputada. “A gente está muito consciente de toda a situação”, diz.

Apesar da luta diária e do tratamento cansativo, Ezequiel não queria abrir mão de fazer novamente o Enem. O objetivo é cursar primeiro Ciência e Tecnologia e, depois, Engenharia Civil.

“Achei uma experiência incrível, ainda mais vendo a batalha que as pessoas do hospital tiveram para poder me inscrever. Também recebi muita ajuda para conseguir estudar. Quero que outros pacientes vejam meu exemplo e também possam lutar”, afirmou o estudante, agradecendo aos profissionais e também aos familiares e amigos pelas orações.

Para fazer as provas, o estudante contou com a presença da equipe do Inep – realizador do Enem – no hospital. No primeiro domingo de provas, passou 5 horas e meia na prova, para poder ficar com o caderno de questões. Neste domingo (10), passou cinco horas nas provas de ciências da natureza e matemática.

Agora, o jovem espera as notas para saber se vai conseguir ingressar na faculdade. Se não der certo dessa, vez, pretende não desistir.

Mãe de Ezequiel, a agricultura Maria Gorete da Rocha, de 55 anos, ficou emocionada com o gesto das pessoas que ajudaram seu filho. “É emocionante, porque é uma doença muito difícil, mas as pessoas ajudaram muito. Fiquei muito feliz por ele. É um filho maravilhoso, não tenho o que falar”, pontuou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

Veja como deve ser a redação do Enem para evitar a nota zero

Enem redação — Foto: Reprodução/Tv Liberal

No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, mais de 110 mil candidatos tiraram nota zero na redação. Isso significa que eles não puderam se inscrever no Programa Universidade para Todos (Prouni), no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ou seja: perderam as três principais utilidades do Enem para ingressar no ensino superior.

Mas, afinal, o que pode fazer com que um texto receba a nota mínima?

1- Não respeitar a proposta de redação. É a famosa ‘fuga ao tema’, responsável por 28% das notas zeros em 2018. Naquele ano, por exemplo, o tema foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. O candidato não podia desenvolver seus argumentos sobre outro assunto.

2- Não seguir a estrutura “dissertativo-argumentativa”. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) espera que o candidato apresente uma tese e desenvolva justificativas para comprová-la – exemplos, dados estatísticos, pesquisas, citações, referências históricas.

Isso quer dizer que não é permitido escrever um poema, uma narração de história ou um depoimento pessoal, mesmo que obedecendo ao tema proposto.

3- Escrever um texto curto, com até sete linhas. É importante saber que, se a redação tiver dez linhas, mas quatro forem uma transcrição/cópia de um dos textos motivadores, considera-se que o candidato tenha escrito apenas seis linhas. Ou seja: tirará zero.

4- Copiar integralmente na redação os textos do enunciado da prova de redação ou do caderno de questões.

5- Fazer desenhos ou escrever “impropérios” (como xingamentos ou insultos). Isso vale para qualquer parte da folha de redação.

6- Escrever números ou sinais gráficos fora do texto e sem função clara.

7- Redigir parte do texto sem conexão com o tema proposto. Não é permitido, evidentemente, colocar um parágrafo com uma receita de torta. Nem, para tentar enganar o corretor, escrever um trecho sobre outro assunto, só para atingir o mínimo de linhas exigido.

9- Escrever o próprio nome, assinar, colocar um codinome ou rubricar na folha de redação. A assinatura deve ficar no local designado para ela.

10- Fazer a redação em um idioma estrangeiro.

11- Deixar a folha de redação em branco. Mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho, ele não conta para a nota da prova.

Motivos do ‘zero’ no Enem 2018

Das 4.148.264 redações no Enem 2018, 111.990 tiveram nota zero. No gráfico abaixo, confira o porquê de terem recebido a nota mínima:

E o respeito aos direitos humanos?

Na edição de 2018, o Inep divulgou a “Cartilha da Redação”, um manual que detalha os critérios de correção da prova. Pela primeira vez, o material retirou o trecho que afirmava que desrespeitar os direitos humanos acarretaria nota zero.

Isso não significa, no entanto, que o candidato deva defender práticas como o linchamento ou a perda de direitos civis. Ele não tirará zero por causa disso, mas também não receberá a nota máxima. Em uma das competências avaliadas no Enem, o estudante deve “Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos”.

É necessário “não romper com os valores de cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural”, segundo o manual.

Fonte: https://g1.globo.com/educacao/enem/2019/


Governo convoca 588 professores temporários no Rio Grande do Norte

Sala de aula — Foto: Assecom/Governo do RN

Em duas publicações, o Governo do Rio Grande do Norte convocou 588 professores temporários para o quadro da Secretaria Estadual de Educação. Parte dos educadores deverá atuar nas escolas de ensino técnico profissionalizante da rede pública.

Os professores serão distribuídos pelas unidades de ensino estadual das diretorias regionais de Natal, Parnamirim, Nova Cruz, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Macau, Angicos, Santa Cruz, Caicó, Currais Novos, Assú, Mossoró, Apodi, Umarizal, Pau dos Ferros e João Câmara.

Foram convocados professores, selecionados pelo edital 001/2019, nas disciplinas de Arte, Biologia, Educação Física, Pedagogia (anos iniciais), Educação Especial, Ensino Religioso, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Portuguesa, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Matemática, Química, Sociologia e intérpretes/tradutores de Libras.

Esses profissionais terão até o dia 30 de outubro para se apresentarem nas sedes das Diretorias Regionais de Educação e de Cultura (Direc) para onde foram convocados. Veja a lista de convocados aqui.

Do eixo profissional, referente ao edital 001/2018, foram convocados docentes temporários para as áreas de Informática, Agroecologia, Manutenção e Suporte em Informática, Meio Ambiente e Energia Renovável. Os convocados do eixo profissional terão até o dia 29 deste mês para se apresentarem à Direc. Veja essa convocação aqui.

Os educadores deverão levar toda a documentação e exames obrigatórios para assunção do cargo. Os itens exigidos estão descritos nas convocações publicadas no DOE no último sábado (19).

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Enem 2019: locais de prova estão disponíveis para consulta no cartão de confirmação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberou na manhã desta quarta-feira (16) o acesso ao cartão de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, com o local e o horário das provas. Para acessar o documento, é necessário digitar o CPF e a senha cadastrada na inscrição na página do participante.

Foram mais de um milhão de consultas aos locais de prova em pouco mais de duas horas, informou o Inep em um comunicado.

As provas acontecem nos dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos em 1.727 municípios. Para esta edição, mais de 5 milhões de inscrições foram confirmadas. Os portões abrirão ao meio-dia, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h, neste ano não há horário de verão.

Veja abaixo as perguntas e respostas sobre o cartão de confirmação:

Para que serve o cartão de confirmação?

É o documento que confirma a inscrição de cada candidato no Enem, e traz os detalhes sobre o local de provas. Além do nome da rua e número do edifício, o cartão também informa, por exemplo, o número da sala em que cada estudante fará o exame.

Como posso acessar o cartão de confirmação?

Apenas pela internet. O cartão de confirmação ficará disponível para consulta a partir de segunda pelo site: https://enem.inep.gov.br/participante

O acesso é individual, ou seja, é preciso inserir os dados pessoais e a senha para poder verificar o local de provas.

Preciso levar o cartão de confirmação no dia do Enem?

Não é obrigatório apresentar o cartão de confirmação no dia da prova, de acordo com o Inep, responsável por aplicar o exame.

Os organizadores recomendam, entretanto, que todos os candidatos imprimam e levem o documento, porque ele facilita o acesso às informações e evitar confusões com o endereço e os horários da prova.

Fonte: https://g1.globo.com

Governo do RN convoca 356 professores temporários

Governo do RN convoca 356 professores temporários — Foto: Mauricio Vieira/Secom/Divulgação

O Governo do Estado convocou 356 professores temporários para o quadro de docentes da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer do RN. A convocação foi publicada no Diário Oficial desta quarta (9). Confira aqui a convocação.

Esses profissionais serão distribuídos pelas unidades de ensino estadual das diretorias regionais de Natal, Santa Cruz, Caicó, Assu, Mossoró e Pau dos Ferros.

Foram convocados professores das disciplinas de Arte, Biologia, Educação Física, Pedagogia (anos iniciais), Educação Especial, Ensino Religioso, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Matemática, Química, Sociologia e intérpretes/tradutores de Libras.

Os candidatos terão 10 dias, a partir da data de publicação, para se apresentarem nas sedes das Diretorias Regionais de Educação e de Cultura para onde foram convocados. Os educadores deverão levar toda a documentação e exames obrigatórios para assunção do cargo. Os itens exigidos estão descritos no edital de convocação publicado no DOE.

Edital

Essa convocação é referente ao edital 001/2019-SEEC, lançado em agosto deste ano, que teve por objetivo selecionar candidatos para compor cadastro de reserva de professores e especialistas de educação dos componentes curriculares nos Ensinos Fundamental e Médio.

Fonte: https://g1.globo.com

Escola da Assembleia promove concurso de redação sobre a Caminhada Histórica

Os alunos do Ensino Fundamental II das escolas públicas e privadas de Natal poderão participar do concurso de redação promovido pela Escola da Assembleia em parceria com a empresa Viva Entretenimento, que terá como tema a “Caminhada Histórica de Natal”. Os vencedores serão contemplados com um notebook, um smartphone e um tablet.

“Essa é uma grande oportunidade dos alunos de todas as escolas de Natal conhecerem e pesquisarem sobre o lado histórico da nossa arquitetura, da cultura e exercerem a sua cidadania”, explicou o diretor da Escola da Assembleia, João Maria de Lima.

Poderão participar do concurso, todos os estudantes, do 6º ao 9º ano, regularmente matriculados nas escolas públicas e privadas de Natal. Estes terão que escrever uma redação obedecendo o gênero textual dissertativo argumentativo. O edital do concurso está disponível no site da assembleia legislativa que é www.al.rn.gov.br/portal/escola. No endereço o aluno vai ter acesso à folha de redação. Ele deverá imprimi-la, fazer a redação à mão, e em seguida a escola digitalizará o documento e enviar para o e-mail caminhadahistoricadenatal@gmail.com em formato PDF.

“Caberá a Escola da Assembleia fazer o julgamento das redações que deverão respeitar os requisitos que já estão bem claros no edital, sendo um deles muito importante que é o fato da redação ser realizada no ambiente de sala de aula. A inscrição é gratuita, e deverá ser realizada pela escola  do aluno, obrigatoriamente, através do envio do trabalho digitalizado”, destaca João Maria de Lima.

Além de valorizar os artistas locais com os concursos de música e fotografia, que este ano chega a sua segunda edição, a Caminhada também pretende resgatar o amor à cultura da cidade e destacar a importância do patrimônio histórico por meio da escrita.

“A ideia é difundir a diversidade cultural da capital potiguar junto aos jovens e mostrar que, além da reconhecida beleza litorânea, existe uma riqueza histórica que merece chegar à população”, ressalta Jarbas Filho, diretor da Viva Entretenimento, organizadora da Caminhada.

A Caminhada, que já faz parte do calendário de eventos de Natal, acontecerá no dia 21 de novembro e percorrerá os principais monumentos da cidade, com a contextualização histórica e o resgate da memória e da identidade natalense.

O julgamento ficará a cargo da Escola da Assembleia. Os três primeiros lugares serão anunciados durante o evento e a premiação acontecerá na Assembleia Legislativa em data a ser anunciada. Os vencedores receberão certificados de premiação e reconhecimento emitido pela Escola da Assembleia, além de um Notebook, um Smartphone e um Tablet. Os professores orientadores também serão premiados com tabletes. Já as escolas dos alunos autores dos 03 (três) melhores trabalhos na categoria “Redação” receberão um certificado de premiação e reconhecimento emitido pela Escola da Assembleia e duas vagas em curso de pós-graduação promovido pela escola com início no ano de 2020, para serem distribuídas entre os profissionais do seu quadro funcional.

O edital está disponível em www.al.rn.gov.br/portal/escola, com todos os detalhes para a participação.

Assessoria

Estudante potiguar desenvolve aplicativo que estimula melhor percepção de ambientes em deficientes visuais

Estudante potiguar desenvolve aplicativo que estimula melhor percepção de ambientes em deficientes visuais — Foto: Alberto Medeiros

Um estudante potiguar de 19 anos desenvolveu um aplicativo que auxilia pessoas com deficiência visual a entenderam os espaços ao seu redor. O app Vida e Cor transporta para o celular áudios descritivos de ambientes por onde o usuário percorre.

Bruno Rocha é autodidata em programação desde os 10 anos de idade e criou o aplicativo sob encomenda de empresas de engenharia e arquitetura. O Vida e Cor foi lançado na atual mostra de decoração Casa Cor Natal.

“O app permite que o usuário aprecie pela primeira vez, em uma mostra de decoração, os espaços planejados. Eu sempre gostei de ajudar pessoas e acredito que essa foi uma importante contribuição social que estou tendo a oportunidade de oferecer”, comemora o estudante.

A ferramenta ainda usa a tecnologia de reconhecimento de padrões geométricos, algo recente no mundo virtual e que oferece ao visitante a interação com os ambientes, a partir da realidade aumentada. Na Casa Cor Natal a iniciativa tem chamado a atenção pela funcionalidade, já que as pessoas têm feito o download da página e acompanhado a descrição dos vários espaços expostos. A ideia é que, no futuro, o aplicativo possa ser ampliado para nortear deficientes visuais em locais abertos das cidades, como ruas e avenidas.

O jornalista e palestrante Fernando Campos, que é deficiente visual, testou o app. ““Eu já tinha visitado a Casa Cor em anos anteriores mas agora com essa facilidade eu tive a oportunidade de fazer um passeio aprofundado por cada ambiente. A ideia foi muito legal e acredito ser uma tendência para outras mostras do Brasil e do mundo”, disse.

Fonte: https://g1.globo.com

Governo do RN pede prorrogação de prazo para aderir a modelo cívico-militar em escolas

Governo Federal quer implementar sistema cívico-militar em 54 escolas do país — Foto: Reprodução/RRTV

O governo do Rio Grande do Norte vai pedir a prorrogação do prazo para indicar escolas estaduais para aderir ao modelo cívico-militar proposto pelo governo federal. O prazo para o envio do ofício informando sobre a adesão termina nesta sexta-feira (27), mas o Estado alega que precisa de detalhes sobre como vai funcionar esse modelo antes de participar.

O Poder Executivo do RN solicitou as informações depois que a União emitiu o comunicado sobre o projeto. Segundo a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec), ainda não houve resposta do Ministério da Educação para este pedido.

Através da assessoria de imprensa, a Seec disse que vai enviar ainda nesta sexta (27) o pedido de prorrogação, e que vai reiterar também a necessidade de saber detalhes do funcionamento do modelo cívico-militar.

O governo federal quer implementar o sistema em 54 escolas, duas de cada unidade federativa do país. O processo de adesão é voluntário e são os estados que definem quais escolas devem fazer parte do projeto.

Porém, na edição piloto, em 2020, as instituições de ensino com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e em situação de vulnerabilidade social, em comparação com outras escolas do mesmo estado, têm preferência para a adequação.

Verba

O MEC tem um orçamento de R$ 54 milhões para o programa em 2020, R$ 1 milhão por escola. O dinheiro será investido no pagamento de pessoal em umas instituições e na melhoria de infraestrutura, compra de material escolar, reformas, entre outras pequenas intervenções.

Segundo o Ministério, as escolas em que haverá pagamento de pessoal serão aquelas em que terá parceria entre o MEC e o Ministério da Defesa, que contratará militares da reserva das Forças Armadas para trabalhar nas escolas. A duração mínima do serviço é de dois anos, prorrogável por até dez, podendo ser cancelado a qualquer tempo. Os profissionais vão receber 30% da remuneração que recebiam antes de se aposentar.

Os estados podem disponibilizar também policiais e bombeiros militares para apoiar a administração das escolas. Nesse caso, o MEC repassará a verba ao governo, que, em contrapartida, terá que investir na infraestrutura das unidades.

Fonte: https://g1.globo.com

Angicos recebe edição do Conexão Enem

Neste sábado (21), o Conexão Enem, projeto educacional da Assembleia Legislativa, que é desenvolvido pela Escola da Assembleia, acontecerá em Angicos, município do Semiárido potiguar, distante 170 km da capital Natal.
As aulas desta edição serão realizadas pelos professores João Maria de Lima – Língua Portuguesa e Redação e Nadson Gutemberg – História e Geografia, das 8h às 12h, no Clube Municipal.

“O Conexão Enem avança fronteiras e vem levando educação de qualidade para o interior do Estado. A ideia, concebida pelo presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB), é contribuir com a educação de estudantes que irão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), abrangendo as possibilidades no desempenho nas provas”, afirma o professor João Maria de Lima, diretor da Escola da Assembleia.

O Conexão Enem também tem aulas e debates de assuntos pertinentes ao Enem exibidas ao vivo, pela TV Assembleia na quinta-feira, 20h. As reprises acontecem nos seguintes horários: sexta-feira, 17h30; sábado 16h30; domingo, 16h com aulas e debates de assuntos pertinentes ao processo seletivo.

Assessoria

Inscrições para a fase final dos Jogos Escolares do RN terminam nesta segunda

Foto: Alexandre Loureiro/COB

Representantes de escolas têm até as 13h desta segunda-feira para confirmar participação na 49ª edição dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte. As inscrições por modalidades, categorias e naipes são feitas pelo site da Coordenadoria de Desportos da Secretaria de Estado da Educação.

A fase final dos Jerns está marcada para o período de 11 a 25 de outubro, em Natal. A expectativa da Codesp é reunir 15 mil atletas na disputa de 27 modalidades.

Até o momento, quase 12 mil atletas estão confirmados, representando mais de 500 escolas de todo o estado.

A novidade deste ano é que todas as modalidades coletivas terão, no máximo, 32 equipes em cada categoria e naipe.

Dessas 32, 14 são oriundas das fases regionais realizadas no interior do estado. As outras 18 sairão das escolas da 1ª Direc (Diretoria Regional de Educação), correspondente a Natal.

O professor Jorian Fontes, um dos organizadores dos Jerns, explica que as modalidades (categorias) que excederem 18 inscritos terão a fase classificatória, a Regional Natal, com sistema de competição eliminatório até que se chegue ao número de 18.

De acordo com Jorian, esse número maior que 18 equipes deverá acontecer no futsal, futebol society e vôlei de praia.

Os congressos técnicos das modalidades estão previstos para os dias 19, 20 e 23 de setembro, na Codesp e no Caic de Lagoa Nova.

Fonte: https://globoesporte.globo.com

Governo do RN convoca 117 professores de Libras aprovados em concurso

O Governo do Rio Grande do Norte está convocando 117 professores de Libras aprovados no concurso público do edital nº 001/2015 da Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH) e da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC). A chamada foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (14).
A lista completa com o nome dos 117 aprovados para o quadro efetivo do estado pode ser conferida na edição do DOE pela internet (clique AQUI).
Os profissionais atuarão nas unidades de ensino da rede estadual, espalhadas pelas 16 diretorias regionais de Educação e Cultura.
Há convocados para os diretórios de Natal, Parnamirim, Nova Cruz, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Macau, Santa Cruz, Currais Novos, Caicó, Assu, Mossoró, Apodi, Umarizal, Pau dos Ferros e João Câmara.
A partir da data de publicação, os candidatos terão 30 dias para se apresentar na sede da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer, em Natal. É preciso estar com toda a documentação obrigatória descrita no edital de convocação, bem como todos os exames exigidos.

EALRN lança concurso de redação em alusão aos 30 anos da Constituição do Estado

Com o intuito de despertar nos estudantes potiguares o interesse pela cidadania, democracia e política, a Escola da Assembleia do Rio Grande do Norte (EALRN) lançou edital do concurso de redação que realizará no contexto do trigésimo aniversário da Constituição do Estado do RN. O certame irá selecionar e premiar as três melhores redações de alunos do ensino médio de escolas estaduais, que deverão elaborar um texto dissertativo-argumentativo a partir do tema “Os 30 anos da Constituição Potiguar e o seu papel na construção da cidadania”.

“Essa é uma importante iniciativa da Assembleia Legislativa, porque irá resgatar nos estudantes o interesse de pesquisar pela memória do estado em termos de cidadania, democracia e política. Certamente eles passarão a conhecer mais nossa história, nosso povo, nossa gente e, com isso, quem ganha é toda a sociedade norte-rio-grandense”, destacou o professor João Maria de Lima, diretor da EALRN.

O concurso será realizado em duas etapas: seleção e julgamento. Na primeira fase, as próprias escolas irão selecionar os textos mais bem avaliados segundo seus critérios de correção e julgamento; logo após, a instituição de ensino deverá inscrever os trabalhos selecionados, através do link https://forms.gle/u42QRSYvR9P3vAWr7, no período de 12 de agosto a 20 de setembro deste ano.

Na segunda etapa, a Escola da Assembleia, por meio de sua Comissão Julgadora, procederá ao julgamento dos trabalhos enviados pelas escolas por meio do sistema eletrônico.

Os três melhores alunos autores e os professores orientadores receberão prêmios de acordo com seu desempenho. As premiações vão desde certificados, passando por cursos de inglês básico, até Tablets e Notebooks. As respectivas escolas também terão seus prêmios garantidos, que poderão ser um Desktop, um certificado de premiação e reconhecimento ou duas vagas em curso de pós-graduação promovido pela Escola da Assembleia.

O resultado do certame será divulgado no site da Escola até o dia 7 de outubro de 2019, e as premiações ocorrerão em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, no dia 9 de outubro deste ano.
Todas as informações relativas ao concurso estão disponíveis em http://www.al.rn.gov.br/portal/escola/editais.

Assessoria

Projeto oferece aulões gratuitos para o Enem em Natal

Aulas acontecem no Palácio dos Esportes — Foto: Alex Régis/PMN 

O projeto “Conexão Enem” vai oferecer a partir deste domingo (11) aulões gratuitos preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. A primeira aula, a deste fim de semana, começa às 8h no Palácio dos Esportes, em Petrópolis.

Para assistir aos aulões é preciso se inscrever de forma antecipada. As inscrições devem ser feitas presencialmente na Escola do Legislativo Potiguar (R. Açu, 426 – Tirol) ou pelo telefone (84) 3232-1001. As aulas são abertas para alunos de escolas públicas e particulares.

O projeto é fruto de uma parceria da Câmara Municipal de Natal, da Prefeitura de Natal e da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Os aulões ocorrerão sempre das 8h às 12h, sob o comando do professor João Maria Lima e de professores convidados. O Palácio dos Esportes, local das aulas, tem capacidade para receber até 3 mil pessoas.

Fonte: https://g1.globo.com

IFRN abre 4.548 vagas para cursos técnicos integrado, subsequente e ProEJA

Campus Central do IFRN — Foto: Alberto Leandro/Arquivo Tribuna do Norte 

O Instituto federal do Rio Grande do Norte (IFRN) abriu 4.548 vagas para os cursos técnicos, distribuídos entre os 21 campi, nas modalidades integrado, subsequente e ProEJA. Os processos seletivos são para ingresso no primeiro semestre letivo de 2020. As inscrições podem ser feitas pela internet até o dia 5 de setembro.

Para efetuar as inscrições, os candidatos – com exceção dos participantes do ProITEC 2019 – deverão realizar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, até 6 de setembro. No ato da inscrição será necessário informar o número de documento oficial de identificação e do CPF do candidato.

Integrado

Os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma integrada ofertarão 3.172 vagas, no total. A prova do processo seletivo será aplicada em 6 de outubro, e abrangerá conhecimentos de escolarização do ensino fundamental, em conformidade com as diretrizes do Edital nº 29/2019. Podem participar da seleção os portadores de certificado de conclusão do ensino fundamental (ou de curso equivalente). Vale ressaltar que, o participante homologado no ProITEC 2019 está isento do pagamento da taxa de inscrição, para este processo seletivo.

Subsequente

Os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma subsequente ofertarão 1.140 vagas presenciais e 80 vagas à distância. A prova do processo seletivo será aplicada em 20 de outubro, e abrangerá conhecimentos comuns às diversas formas de escolarização do ensino médio, em conformidade com as diretrizes do Edital nº 30/2019. Podem participar da seleção os portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente).

ProEJA

Os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma integrada na modalidade educação de jovens e adultos, ofertarão 156 vagas, no total. A prova será aplicada em 20 de outubro, e abrangerá conhecimentos comuns às diversas formas de escolarização do ensino fundamental, em conformidade com as diretrizes do Edital 30/2019. Podem participar da seleção os portadores de certificado de conclusão do ensino fundamental (ou de curso equivalente).

Fonte: https://g1.globo.com