Casal finge fazer matrícula de filho e assalta creche na Grande Natal

Centro infantil municipal Maria Leonor Freitas do Nascimento, em Parnamirim RN — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi
Centro infantil municipal Maria Leonor Freitas do Nascimento, em Parnamirim RN — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Um casal assaltou na tarde desta quinta-feira (16) uma creche municipal na cidade de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal. O homem e a mulher entraram no Centro Infantil Municipal Maria Leonor Freitas do Nascimento, que fica no bairro Monte Castelo, e fingiram buscar informações para fazer uma matrícula para o filho.

Enquanto eles conversavam com as servidoras da creche, o homem anunciou o assalto. Ele pôs a mão por baixo da camisa e exigiu que as três funcionárias que estavam na creche naquele momento passassem os objetos.

Os dois criminosos levaram celulares, joias e alguns outros materiais pessoais das servidoras e fugiram na sequência. As funcionárias que estavam no centro infantil não chegaram a ver a arma, mas preferiram não reagir.

Após o crime, elas chegaram a ficar trancadas no prédio por cerca de 30 minutos com medo que os criminosos voltassem. Elas só saíram ao perceber que os bandidos não haviam levado um dos celulares e ligaram para parentes e a polícia, para que pudessem olhar a área externa da creche.

As funcionárias disseram que, com medo, só vão voltar ao serviço na próxima segunda-feira (20), quando alguma medida tiver sido tomada. Alguns pais que chegaram na creche após o crime precisaram voltar ao encontrarem o portão fechado e as atividades do dia encerradas.

Elas registraram Boletim de Ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, que vai investigar o caso.

Em nota, as secretarias de Educação e de Segurança do município informaram que todas as medidas cabíveis foram tomadas, assim como confirmaram o boletim de ocorrência que foi aberto. “A Polícia Militar, integrada à Guarda Municipal, foi acionada, tanto para localizar os suspeitos e fazer a segurança na área”, destacou a nota.

G1

Leave a Comment