‘Bem do Rio’: ex-moradores de rua realizam sonho de casar na igreja

Alexandre Alcântara e Daniele Reis se conheceram nas ruas de Marechal Hermes há três anos e começaram uma história de amor — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Foi nas calçadas de Marechal Hermes, Zona Norte do Rio, que Alexandre Alcântara e Daniele Reis se conheceram e se apaixonaram, em 2016. Ele, vendedor de DVDs. Ela, mãe de dois filhos, vivendo em situação de rua. Três anos depois de começarem essa história de amor, o casal conseguiu realizar um sonho: um casamento com festa, véu, grinalda e uma casa para morar com a família.

No Dia dos Namorados, celebrado nesta quarta-feira, 12 de junho, o amor de Alexandre e Daniela abre a série “Bem do Rio“, que conta histórias de cariocas ou moradores da Região Metropolitana que, de alguma forma, têm uma relação especial com a cidade, com seus bairros e comunidades.

Como todo conto de fadas com final feliz, a história do casal foi cheia de percalços.

Aos 14 anos, Daniele resolveu tomar uma decisão importante na sua vida: sair da casa dos pais adotivos e viver na rua. Com uma relação conturbada com o pai, a jovem diz que não teve escolha – e acabou entrando para as estatísticas. Segundo a Prefeitura do Rio, em 2018, 4.628 pessoas viviam em situação de rua na cidade.

“Meu pai me colocou para fora de casa, e eu precisava tomar essa decisão. Na rua eu tive os meus dois primeiros filhos e foi muito difícil. É muito sofrimento você ter que estar com seus filhos na rua e depender da ajuda dos outros até para comer. Quando conheci o Alexandre, eu vi que tudo poderia ser diferente, porque ele gostou dos meus filhos, e os meus filhos, dele.”

Apaixonado, Alexandre decidiu sair da casa da mãe e viver com Daniele e os filhos dela na rua.

“Eu vi algo nela que eu não sei explicar. Floresceu um sentimento dentro do meu coração e até hoje a gente está junto. Aquele era o único jeito de a gente ficar junto, na rua. E eu pensava que a gente ia viver para sempre lá”, conta.

Uma nova vida

Por meio de um projeto de ação social de uma igreja em Praça Seca, na Zona Oeste da cidade, Alexandre e Daniele conseguiram sair da situação de rua. Ganharam uma casa e também a chance de se casar oficialmente e na igreja, um sonho de criança dela.

O novo lar da família, em Engenheiro Pedreira, bairro de Japeri, trouxe uma nova perspectiva para o casal. Os dois vivem agora com três filhos: dois que ela já tinha e um terceiro, fruto do romance. Juntos, os cinco formam uma só família.

“Sair da rua muda muita coisa na vida de alguém. Hoje eu posso entrar pela porta da frente de qualquer lugar. Antes, eu era enxotado. E quero mostrar isso para os meus filhos, dessa maneira. Quero mostrar para os meus filhos que o mundo é grande a gente pode alcançar qualquer coisa”, diz Alexandre.

Alexandre Alcântara se emociona ao lembrar do passado, quando morava na rua com a mulher e os filhos — Foto: Marcos Serra Lima/G1
Alexandre Alcântara se emociona ao lembrar do passado, quando morava na rua com a mulher e os filhos — Foto: Marcos Serra Lima/G1

 

Na nova rotina, Alexandre não deixa de sonhar. E quer andar com as próprias pernas.

“Ainda dependo de ajuda e da boa vontade das pessoas, porque estou desempregado. Para mudar isso, eu preciso de um emprego. Quero poder dar aos meus filhos as coisas com o meu trabalho e também ajudar as outras pessoas, da mesma forma como eu fui ajudado.”https://g1.globo.com

onte:

Leave a Comment