Autoridades falam sobre expectativas e projetos para 2016

DSC_0064

O ano de 2016 será de novos desafios e muitos resultados na visão de autoridades e representantes dos poderes no Rio Grande do Norte. De acordo com secretários de estado, que acompanharam a leitura anual da mensagem do governador Robinson Faria (PSD) na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (2) agora é o momento de colher os frutos das ações implantadas em 2015. Ao mesmo tempo destacam a necessidade do trabalho conjunto e os novos desafios.

Na pasta da saúde, o secretário estadual da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, tem expectativas positivas para 2016. “Vamos começar a colher frutos implantados em 2015. O processo de regionalização da saúde continua avançando e aos poucos vamos cumprindo com toda a ideia de reter nas suas regiões os pacientes a serem tratados”, destacou. Sobre os casos de microcefalia, considerados emergência de saúde internacional pela Organização Mundial de Saúde, afirmou que todos podem ajudar. “Todos os poderes podem contribuir evitando a causa da microcefalia, que é causada pelo mosquito. Ajudando a diminuir, se não erradicado”, disse.

O secretário de Planejamento, Gustavo Nogueira, também acredita na proximidade entre os poderes. “Sempre tivemos uma relação muito positiva com a Assembleia e deverá ser um ano da mesma forma, com relação atenta com o governo e também do governo com a assembleia”, afirmou.

O diretor presidente da Caern, Marcelo Toscano, também conta com o trabalho iniciado em 2015 para trazer bons resultados em 2016. “Nossa expectativa é continuar com o saneamento de Natal, avançando nas obras para que em 2017 tenhamos a cidade 100% saneada. Outra meta é minimizar a perda a perda de água. Para isso, estamos investindo na colocação de hidrômetros para deixar o estado 100% hidrometrado”, declarou.

Para o procurador geral de justiça do Rio Grande do Norte, Rinaldo Reis, o ano de 2016 será de desafios. “Será um ano de muitos desafios em que as instituições precisam trabalhar conjuntamente, dialogar. Mas acho que se estivermos todos bem intencionados e dispostos a sacrifícios, vamos terminar o ano vitoriosos. Outros desafios virão e nós aprenderemos com eles. Quero crer que o RN tem dirigentes sérios, tanto na Assembleia Legislativo, no Executivo e nas prefeituras”, disse. Rinaldo ainda destacou o que classificou como “gestão profissional” da Assembleia.

Para o vice-governador, Fábio Dantas (PCdoB), a prioridade é superar as adversidades para dialogar com a sociedade e construir uma agenda positiva. “O governo tem certeza de encontrar na Assembleia Legislativa uma parceira forte”, afirmou.

Por fim, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Claudio Santos, afirmou que as relações institucionais entre os poderes deverão continuar fortes. “Precisamos dialogar ainda mais diante da crise e dizer da nossa disposição para que possamos fazer o possível para acompanhar e reverter esse quadro. O Tribunal está a disposição para fazer a sua parte”, concluiu.

Assessoria