Author: Foto Repórter

O ESTERISMO DA COVID: DJ que não tinha Covid é acusado de ter contaminado Messi, relata ameaças, foi chamado de assassino

Foto reprodução

A contaminação de Lionel Messi pela covid-19 desencadeou uma onda de ameaças ao DJ Fer Palacio, amigo do jogador. Ele tocou nas festas de fim de ano da família do argentino e está sendo acusado de ter transmitido a doença ao jogador. Palacio foi chamado até de assassino.

“Me mandaram um monte de mensagens, virei trending topic (tópicos mais comentados) no Twitter porque Messi testou positivo para covid-19. Dizem que eu o contagiei, chegaram a me chamar de assassino, um monte de mensagens raivosas”, escreveu Palacio em uma rede social.

O DJ disse que, por causa da reação, fez outro teste de covid, que deu negativo. “Não tenho covid, e aqui mostro. Não contaminei Messi”, disse. Palacio é amigo do jogador argentino e já tocou em outras festas dele. Bastante conhecido em vários países da América Latina, ele foi o responsável no ano passado pela música na festa que comemorou o título da Copa América conquistado pela seleção argentina.

A contaminação de Messi e de outros três jogadores foi divulgada na manhã deste domingo pelo Paris Saint-Germain. O clube francês já havia informado no dia anterior que casos da doença haviam sido detectados, mas os nomes não tinham sido revelados.

Messi, aliás, está na Argentina, onde foi passar as festas de Natal e Ano Novo com os familiares. Por testar positivo, ele foi impedido de retornar à França. Ficará em isolamento em seu país, na cidade de Rosário, até se recuperar.

Estadão Conteúdo / BG

Garibaldi confirma rompimento com Henrique e possivel aliança com Fátima do PT para o governo

Foto: Reprodução

Quem ligou para este comunicador na manhã desta segunda (03) para desejar um feliz ano novo foi o ex-governador Garibaldi Filho.

Eu aproveitei e entrei na pauta política. Garibaldi confirmou que poderá ser candidato a deputado federal e que o entendimento do MDB com o PT no RN esta em bom andamento para uma parceria politica com a Governadora Fátima Bezerra.

O ex-senador não se fez de rogado quando perguntado sobre a relação com Henrique Alves.

Hoje não tenho relação com Henrique, nem política e nem familiar, estamos rompidos.

“Tenho motivos muito fortes para não ter mais relação política com Henrique, a campanha de 2018 foi decisiva para isso, inclusive ele pedindo voto contra Walter no pleito em prol de Benes Leocádio. Infelizmente não queria acreditar, mas o próprio Henrique confirmou publicamente”, afirmou.

“A nossa relação no partido também não é e nem será fácil, mas o Presidente e a direção do MDB no RN é de Walter Alves, e quem vai conduzir isso é ele”, completou.

Se alguém tinha dúvida da relação de Henrique com Garibaldi, o ex-senador não mediu palavras e literalmente chutou o pau da barraca.

BG

‘Voto em Sergio Moro não é de confiança, é de gratidão’, afirma Eduardo Girão

Eduardo Girão reconheceu as dificuldades para aprovação de matérias em 2022, por ser um ano eleitoral / Pedro França/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos) acredita que a candidatura do ex-juiz Sergio Moro à presidência da República neste ano pode ser o caminho para a retomada das ações de combate à corrupção no Brasil. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, nesta segunda-feira, 3, o parlamentar falou sobre a “coragem e ousadia” do ex-ministro de sair da zona de conforto para “mudar o tabuleiro eleitoral”. “É indiscutível a folha de serviços prestados. Não é o voto de confiança, porque o brasileiro já tem. É um voto de gratidão por tudo que ele fez à frente da operação Lava Jato. A força-tarefa foi um grande símbolo internacional, positivo do Brasil, de enfrentamento à corrupção, que são as chagas que deixam o país de joelho”, afirmou Girão. 

Segundo o parlamentar, Sergio Moro tem estudado diversos temas e vai intensificar as viagens pelo país. A intenção é buscar a conversa “olho no olho” com a população brasileira. “Esse governo [Bolsonaro], com todo respeito, é um governo de transição. Tem pontos positivos, mas infelizmente no combate à corrupção demos um passo atrás, foi um desmantelo completo”, acrescentou, defendendo a candidatura do ex-juiz como o caminho para a retomada das ações. 

Ainda sobre o ano eleitoral, Eduardo Girão reconheceu as dificuldades para aprovação de matérias em 2022, como a privatização dos Correios. No entanto, o senador disse esperar que ao menos as reformas estruturais avancem, especialmente a reforma tributária, que deve ser prioridade para este ano. “A reforma administrativa é um pouco mais delicada que ocorra neste período, mas estamos a postos para votar, sou favorável às duas. O Brasil precisa dar esse passo, precisa avançar.”

Jovem Pan

Bolsonaro tem quadro de saúde estável, mas sem previsão de alta, diz boletim médico

Crédito: Reprodução/YouTube
Foto reprodução de internação antiga

O presidente Jair Bolsonaro foi internado na madrugada desta segunda-feira, 3, em um hospital de São Paulo. Ele chegou na capital paulista por volta das 2h da manhã e foi encaminhado para o Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul, com fortes dores abdominais. Ele deve passar por uma série de exames ao longo do dia e ficar em observação. O presidente estava de férias em Santa Catarina desde 27 de dezembro, mas sentiu fortes dores na noite deste domingo, viajando para São Paulo durante a madrugada. Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) afirmou que Bolsonaro deu entrada na unidade de saúde após sentir um desconforto abdominal, mas “passa bem”. O Hospital Vila Nova Star informou que o presidente tem um quadro de suboclusão intestinal, está estável e em tratamento. Ainda não há informações se ele vai precisar de uma cirurgia. Segundo o boletim médico, não há previsão de alta.

A nota do hospital é assinada pela equipe do médico Antônio Luiz Macedo, que acompanha o presidente desde 2018, quando ele recebeu a facada durante a campanha eleitoral e começou a ter problemas intestinais. No Twitter, Bolsonaro afirmou que começou a passar mal após o almoço de domingo, chegou ao hospital em São Paulo às 3 horas da manhã e que colocaram sonda nasogástrica. O presidente ainda afirma que passará por mais exames para verificar a necessidade de cirurgia. A última vez que Bolsonaro foi internado no hospital foi em julho do ano passado, quando ele foi tratar justamente uma obstrução intestinal. Na ocasião, os médicos já cogitavam realizar uma cirurgia no presidente, mas o procedimento não foi realizado e o mandatário recebeu alta após quatro dias de internação.

Jovem Pan

Secretário promete Hospital de Natal ainda em 2022 e avalia que “o pior já passou” sobre a Covid

Foto: Magnus Nascimento/TN

O novo Hospital Municipal de Natal será o grande projeto da Saúde da capital em 2022, afirma o titular da área George Antunes em entrevista à Tribuna do Norte. Orçado em cerca de R$ 130 milhões, a previsão é de que a unidade comece a ser construída no primeiro semestre. Com 220 leitos, sendo 180 de internação; 10 leitos de UTI neonatal; 10 leitos de UTI pediátrica; 20 leitos de UTI adulto; internação; obstetrícia; pediátrica; neonatal; clínica médica e cirúrgica, o hospital vai se destinar ao atendimento de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao ser questionado sobre a situação da COVID, ele disse: “Para mim, a ômicron não me deixa tão assustado. Só peço que a população tenha mais um pouco de paciência com a máscara, com as aglomerações. Já dá para se reunir, fazer festa, caminhar, correr, andar na praia sem a máscara, mas nos ambientes fechados ainda é preciso e os cuidados com a higienização são importantes. O pior já passou”.

Tribuna do Norte /BG

Vacinação contra a Covid: mais de 143,4 milhões de pessoas estão totalmente imunizadas

Os dados do consórcio de veículos de imprensa divulgados às 20h deste sábado (1º) mostram que 143.408.061 pessoas tomaram a segunda dose ou dose única de vacinas e, assim, estão totalmente imunizadas. Este número representa 67,23% da população. 16 estados não divulgaram dados da vacinação.

A dose de reforço foi aplicada em 26.352.545 pessoas, o que corresponde a 12,35% da população.

Um total de 161.236.948 pessoas, o que representa 75,59% da população, tomou ao menos a primeira dose de vacinas.

Somando a primeira dose, a segunda, a única e a de reforço, são 330.997.554 doses aplicadas desde o começo da vacinação.

G1 / BG

Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido; Excedente de recursos cobrirá indenizações em 2022

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pelo segundo ano seguido, os motoristas ficarão isentos de pagar o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos (DPVAT). A medida foi aprovada no último dia 17 de dezembro pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), órgão vinculado ao Ministério da Economia.

Segundo o CNSP, a isenção pôde ser concedida porque existe um excedente de recursos no FDPVAT, fundo da Caixa Econômica Federal que administra os recursos do DPVAT, para cobrir os prejuízos com acidentes de trânsito.

Ao ser constituído, em fevereiro de 2021, o FDPVAT recebeu R$ 4,3 bilhões do consórcio de seguradoras que formavam a Seguradora Líder para o fundo. Desde então, o dinheiro vem sendo consumido com o pagamento das indenizações.

“O CNSP tem efetuado reduções anuais sistemáticas no valor do prêmio como forma de retornar, para os proprietários de veículos, estes recursos excedentes, já tendo, inclusive, estabelecido valor igual a zero, para todas as categorias tarifárias, para o ano de 2021. Tal decisão promove a devolução à sociedade dos excedentes acumulados ao longo dos anos. Sem nova arrecadação, a tendência é que esses recursos sejam consumidos com o pagamento das indenizações por acidentes de trânsito ao longo do tempo”, informou o órgão.

O CNSP atendeu a pedido da Superintendência de Seguros Privados (Susep). O excedente foi formado com os prêmios pagos pelos próprios proprietários de veículos ao longo dos anos. Apesar de ajudar os motoristas, a medida afeta o Sistema Único de Saúde (SUS), que recebia 45% da arrecadação anual do DPVAT.

A isenção vale para todas as categorias. Caso a cobrança fosse mantida, os motoristas teriam de pagar de R$ 10 a R$ 600 para custear as coberturas do seguro obrigatório. As tarifas variam conforme o tipo de veículo e a região do país.

Agência Brasil /BG

Brasil volta a integrar o Conselho de Segurança da ONU após doze anos

Brasil estava fora do Conselho desde o biênio 2010/11 / Daniel SLIM / AFP

Brasil retornou ao Conselho de Segurança das Nações Unidas neste 1º de janeiro para cumprir o biênio de 2022/2023 após mais de dez anos de ausência. Esse é o 11º mandato do Brasil como membro não permanente, sendo que a última vez foi no biênio de 2010/11.

Formado por 15 países, o Conselho é responsável pela manutenção da paz e da segurança intencionais. Atualmente, o Brasil participa de sete das 12 operações de manutenção de paz da ONU.

De acordo com o Itamaraty, o objetivo do Brasil nesse biênio é a “prevenção e a solução pacífica de conflitos, a eficiência das missões de paz e das respostas humanitárias às crises internacionais, a consolidação da paz mediante ações voltadas para o desenvolvimento, o respeito e aos direitos humanos e a maior participação das mulheres nas ações de promoção da paz e da segurança internacionais”.

O Brasil fez parte do Conselho de Segurança da ONU nos biênios de : 1946/47, 1951/52, 1954/55, 1963/64, 1988/89, 1993/94, 1998/99, 2004/05 e 2010/11.

Preço da gasolina cai 1,7% e fica mais barata nas bombas dos postos de combustíveis de todo país

SP – AUMENTO-COMBUSTÍVEIS-LIMEIRA – GERAL – Bombas de combustível em Limeira (SP). Na tarde desta terça-feira (26), o preço da gasolina passou dos R$ 6, sendo que o valor médio na cidade é R$ 6,39 por litro. 26/10/2021 – Foto: ROBERTO GARDINALLI/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Na últimas quatro semanas, o preço da gasolina caiu 1,7% e ficou mais barata nas bombas dos postos de combustíveis de todo o Brasil. Em algumas regiões do país a redução chegou a 1,4%. Os dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP)mostram ainda que a média do litro da gasolina continua alta. Os valores variam de R$ 6,70 a R$ 6,90.

No Paraná, o consumidor encontra o menor preço do Brasil, cerca de R$ 6,00 o litro. A queda parcial do preço da gasolina tem sido puxada por causa do preço do etanol, que também caiu ao longo das últimas semanas. Além disso, os governadores de vários estados estão estudando baixar o preço da alíquota do ICMS, que encarece o preço do combustível e impacta diretamente no bolso do consumidor.

O Rio de Janeiro registra o preço mais alto do país, a gasolina comum chega a custar R$ 7,90, a aditivada ultrapassa R$ 8,00. Segundo a ANP, entre os dias 28 de novembro e 4 de dezembro, no estado de São Paulo, o preço da gasolina caiu cerca de 20 centavos nos postos. No Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite (PSDB) pretende baixar ainda mais o ICMS e a redução pode refletir no preço final nas bombas. Com uma redução de 44 centavos. As alíquotas de gasolina e álcool caem de 30% para 25% no estado.

Jovem Pan

Confira o que abre e o que fecha no comércio de Natal neste 1° de janeiro

Foto reprodução

Com o feriado de 1° de janeiro, muita coisa fecha no comércio de Natal. Confira abaixo o que abre e o que fecha:

Vacinação Covid

01 e 02/02/2022 – fechado

Comércio de rua

Centro da Cidade:
01/01/22 – Fechado

Alecrim:
01/01/22 – Fechado

Ferreira Costa:
01/01/2022 – fechada

Shopping Center

Praia Shopping:
01/01/2022 – Praça de Alimentação, das 11h às 21h (Facultativo); Lojas e Quiosques, fechados; Cinemas, conforme programação no moviecom.com.br

Cidade Jardim:
Dia 01/01/22 – Fechado. A abertura será facultativa para lojas/quiosques de alimentação.

Partage Norte Shopping:
01/01 – 11h às 22h, lazer e alimentação facultativo. Lojas e quiosques fechados

Natal Shopping:
01/01/2022 – Fechado

Via Direta:
01/01 – Fechado. Lojas, Box’s e Quiosques, 14h às 20h (abertura facultativa); Alimentação, 12h às 20h

Midway Mall:
01/01 – Lojas Fechadas. Funciona apenas o Cinemark.

Shopping 10:
01/01/2022 – Fechado

Supermercados

01/01/2022 – fechado

Bancos

31/12 – fechado

BG

Réveillon no Rio: pelo menos quatro pessoas são esfaqueadas em Copacabana

Foto reproduzida

Pelo menos quatro pessoas foram esfaqueadas durante a festa de Réveillon em Copacabana, no Rio de Janeiro.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as vítimas foram três homens e uma turista colombiana.

Eles foram socorridos por ambulância e encaminhados a atendimento médico após um arrastão na praia. Não há detalhes sobre o estado de saúde das vítimas.

Houve corre-corre e tumulto após os episódios de agressão. Muitas pessoas saindo da areia e muita gritaria registrada.

Com informações de O Antagonista.

BG

Após retirar dinheiro da segurança, Governo Fátima Bezerra pode perder emendas para PM

O Governo do Estado surpreendeu boa parte da opinião pública ao retirar quase R$ 9 milhões para a Polícia Militar e outros R$ 2 milhões do Fundo Penitenciário em meio a crise na segurança pública potiguar. A justificativa foi uma especie de “sobra” no orçamento dessas duas instituições ao final do ano.

O problema é que, além de uma repercussão social, que resultou em críticas ao Governo do Estado, o fato teve também desobramentos políticos, com alguns parlamentares anunciando que estavam revendo a decisão de destinar emendas para a Polícia Militar.

Um desses parlamentares, inclusive, seria o senador Styvenson Valentim, que havia sido procurado pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. A pasta solicitou recursos para a compra de coletes e equipamentos para os novos policiais militares que foram incorporados a Instituição. A emenda, no valor de R$ 1,5 milhão, deve ser destinada agora para o turismo.

Essa decisão, inclusive, pode não ser única do parlamentar federal. Deputados ouvidos pelo Portal 96 já reveleram que estão revendo suas destinações de emenda por receio de falta de projeto ou execução em 2022.

Portal 96 FM / BG

Brasil abre 250 mil postos de trabalho em outubro e registra aumento de vagas formais

Setor de serviços lidera contratações em 2021 / Foto ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Mais de 250 mil postos de trabalho foram abertos no mês de outubro no Brasil, com as micro e pequenas empresas sendo responsáveis por quase 80% desse montante. Os dados, do Sebrae, mostram o registro de mais de 1,1 milhão de novas empresas no país no terceiro trimestre de 2021, números que superaram as quantidades de 2020. Além do setor de serviços, o varejo também está em alta. A Federação do Comércio de São Paulo estima cerca de 40 mil novos postos de trabalho em dezembro, fechando o trimestre acima das expectativas. O analista da Fundação Getúlio Vargas, Renan Pieri, detalha os dois setores, que têm mostrado bons números diante de uma economia de juros altos. “Em um momento de, quem sabe ainda uma recuperação econômica, o setor de serviços é o primeiro a ser alavancado porque os custos de contratação são menores. Se eu for levar uma fábrica vou precisar fazer investimentos altos, vou trabalhar anos construindo uma planta nova até conseguir efetuar as contratações. No setor de serviços e comércio isso é muito mais rápido. Esses empregos, muitos deles, inclusive, informais, pagam menos do que outros setores, mas em compensação tem muita gente recebendo os salários, o que movimenta a economia. É mais gente consumindo, viajando, isso acaba tendo um impacto bastante relevante”, apontou.

Cláudio Felipe é vocalista de uma banda de pagode e passou pela pior fase da carreira, já que o setor de entretenimento parou de vez por causa da pandemia. Profissionalizar o grupo foi o caminho para a retomada gradual de trabalho e novas perspectivas de emprego. “Cada um tinha o seu ‘plano B’, que a gente conseguiu seguir dessa forma, nesse processo um pouco mais informal. Com esse plano B ajudou a gente a manter esse tempo parado para que a gente pudesse retomar com o ‘plano A’, que agora nessa retomada dos shows e eventos gera o nosso maior lucro”, calculou. Em outubro, quatro setores da economia registraram saldo positivo na geração de empregos formais. São eles: serviços (144,6 mil); indústria geral (26,6 mil); construção (17,2 mil) e comércio (70,3 mil vagas). Ainda que o Brasil siga criando vagas de emprego com carteira assinada, a informalidade continua alta.

*Com informações do repórter Maicon Mendes

Jovem Pan

Decisão do desembargador Dilermando Motta gera controvérsias em caso de alunos de Medicina da UNP

Foto reproduzida

Uma decisão do desembargador Dilermando Motta no plantão judiciário do TJRN tem gerado controvérsias no meio jurídico. O processo é referente a colação de graus antecipada de alunos de Medicina da UNP conforme a legislação federal que autorizou o procedimento para quem atingisse pelo menos 75% da carga horária.

Estudantes entraram com diversos processos que tiveram ganho de causa na primeira instância e também na segunda e a própria universidade chegou a emitir os diplomas e os médicos formados foram inscritos no Conselho Regional de Medicina.

Acontece que agora no último dia 24 de dezembro, durante o plantão, o desembargador Dilermando deu razão a UNP e fez com que a decisão também tivesse efeito sobre os processos em que os alunos tinham ganhado e já tido seu diploma e registro no Conselho.

Por fim pronunciou na sentença: “destarte, presente a probabilidade do direito invocado pela Recorrente, eis que patente a possibilidade de reforma de decisão agravada. No que diz respeito ao periculum in mora, tenho que, caso seja mantida a decisão da juíza
plantonista, pode haver prejuízo tanto aos acadêmicos como à população, haja vista que ainda não foram integralizados conteúdos essenciais para o exercício da profissão (eis que sequer cumpriram a carga horária exigida pela Lei nº Lei n.º 14.040/2020), podendo, o déficit de aprendizado repercutir diretamente no atendimento aos pacientes. Impede salientar ainda, que a medida determinada pela magistrada de primeiro grau reveste-se de irreversibilidade, pois uma vez entregue o diploma pela Instituição de Ensino Agravante, os alunos estarão habilitados para requerer, perante o Conselho de Classe, a sua inscrição profissional e, assim, iniciar o exercício da atividade laborativa, afigurando-se impossível o retorno da situação fática ao status
quo ante”.

A decisão gerou controvérsias pelo tratamento diferenciado dos alunos.

Justiça Potiguar / BG

SIMPLESMENTE IMORAL: Cantor é dado como morto por engano e obrigado a fazer reconhecimento do ‘próprio corpo’: ‘ainda não morri’

Foto reproduzida

Um cantor de 40 anos foi dado como morto, quando sequer havia dado entrada no Hospital Municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo. A esposa de Paulinho Oliveira chegou a ser chamada na unidade para reconhecer o corpo do marido, que supostamente teria morrido de tuberculose.

A situação inusitada foi compartilhada com bom humor nas redes sociais do cantor. Em uma série de vídeos, ele diz que está “muito vivo”, e que “não foi dessa vez”, apesar da burocracia que enfrentou para resolver a ‘sua morte’, que contou até com declaração de óbito.

“Sempre fui um cara mais alegre, então, fiz stories em um tom mais engraçado. Mas, a história não tem graça nenhuma, foi algo bastante grave, porque poderia ter causado danos irreparáveis na minha família”, comenta o cantor.
Ao g1, Paulo Eduardo de Oliveira contou que estava passeando com a esposa, quando ela recebeu uma ligação do Serviço Social do Hospital Municipal avisando que ela precisava comparecer à unidade de saúde com urgência. Ela foi, enquanto ele esperou no carro, do lado de fora do hospital.

Lá dentro, uma assistente social disse que tinha uma notícia triste para ela: o marido tinha morrido de tuberculose – o mesmo marido que ela havia deixado, minutos antes, sentado no carro, dentro do estacionamento do hospital.

A mulher negou a informação, e disse à assistente que o sistema estava errado. Até mesmo uma declaração de óbito foi feita – e depois da confusão, cancelada – com o nome e os documentos de Paulo. Então, o cantor precisou se encontrar com a equipe do hospital para contestar sua própria morte.

A confusão foi desfeita, mas não antes de Paulo ter que reconhecer o corpo atribuído a si mesmo. “Eu decidi não entrar […], mas a médica entrou, tirou uma foto e me mostrou. Tive que ver e dizer que não era eu mesmo, ou algum parente”, relembra o cantor.

G1 /BG