A polícia indiciou a jovem marcada com suástica por suspeita de falso testemunho

Suástica desenhada na vítima
Imagem do ferimento feito no corpo da vítima. REPRODUÇÃO/FACEBOOK

A estudante de 19 anos que MENTIU afirmando ter sido agredida com socos e tido o corpo marcado com um símbolo semelhante a uma suástica por três homens um dia depois do primeiro turno eleitoral, enquanto circulava por uma rua de Porto Alegre com uma bandeira de arco-íris na mochila e vestindo uma camiseta com os dizeres #Elenão, slogan contrário ao candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) foi indiciada por denunciação falsa a polícia.

Ela denunciou o caso à polícia no dia seguinte, quando fez também um exame de corpo e delito, mas decidiu não levar a denúncia adiante pelas consequências psicológicas do ataque que afirmou ter sofrido. “Ela estava bem nervosa e assustada e até hoje não se recuperou”, diz a amiga que a incentivou a denunciar o caso, sem comentar as conclusões da investigação.

A investigação analisa se tem participação direta da campanha do adversário do Bolsonaro.

 

Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/24/politica/1540403913_043615.html

Leave a Comment