Archive for novembro 1st, 2021

Rede hoteleira do RN tem ocupação de 66% no feriadão de Finados, diz ABIH

Ocupação melhorou na Praia de Ponta Negra — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Ocupação melhorou na Praia de Ponta Negra — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A gerente de vendas Fabiana Barroso, que trabalha em um hotel em Ponta Negra, está comemorando a ocupação de 83% neste feriadão do Dia de Finados, entre os dias 29 de outubro e o dia 2 de novembro. O hotel no qual ela trabalha tem 94 apartamentos.

A gerente geral de outro hotel, Talita Souza, também está com os quartos praticamente todos com turistas: tem 90% de ocupação neste feriadão.

A melhora nos dois hotéis é um reflexo do cenário dos hotéis do estado neste feriadão, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH). De acordo com a associação, a taxa de ocupação nos dois hotéis está em 66% no Rio Grande do Nortecenário semelhante ao do último feriadão, do Dia da Padroeira do Brasil, e que gera otimismo.

“Desde julho a gente tem visto a ocupação voltar, os feriados estão lotados e a expectativa é que continue assim nos próximos meses”, disse a gerente Fabiana.

Segundo a ABIH, os destinos mais procurados seguem sendo Natal, PipaSão Miguel do Gostoso e Mossoró. O que está mudando é o perfil dos turistas que nos visitam, afirmam as gerentes.

“Quando um feriado é muito próximo do outro, um desses dias tradicionalmente não é muito bom. Mas agora tem se mantido bem aquecido de turistas o nosso destino. E isso é muito bom e é prova de que vai continuar aquecendo a cada dia que passa, principalmente com a população vacinada”, disse o presidente da ABIH, Abdon Gosson.

No primeiro semestre, eram os turistas regionais, de Recife e Fortaleza, principalmente. Agora, com a retomada da malha aérea, os turistas do Sul e Sudeste, como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, voltaram a frequentar a cidade.

G1RN

“Não estamos nada satisfeitos com o que foi anunciado por Fátima Bezerra”, diz presidente do Sindicato dos Servidores

Foto da Internet

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (SINSP) afirmou que não concorda que o governo reajuste em “apenas 15%” o salário dos servidores do Estado. A categoria diz que está há 12 anos sem nenhum aumento e tem uma defasagem salarial de aproximadamente 90% nesse período.

“O percentual apresentado não traz correção às perdas inflacionárias nem no período do governo Fátima Bezerra, que até o fim de 2021 será de 27%, segundo dados do DIEESE”, disse o sindicato em texto publicado em seu site oficial, acrescentando que “a baixa porcentagem, abaixo das perdas da inflação, empobrecem ainda mais os servidores mais humildes que vivem com seu salário-base próximo ao salário mínimo e veem seu poder de compra cair a cada ano”.

O SINSP reclama ainda que a governadora Fátima Bezerra não deixou claro quais carreiras estarão inclusas no reajuste, deixando os servidores confusos com a falta de detalhes. Também não há informação de quando exatamente o reajuste será aplicado, gerando expectativa na categoria.

“Não estamos nada satisfeitos com o que foi anunciado pela professora Fátima Bezerra. A negociação foi longa, apresentamos estudos do DIEESE com as nossas perdas e a SEAD nos propôs uma tabela com porcentagens superiores ao anunciado ontem. Para nós do SINSP a negociação não acabou. Só vamos descansar quando nossas perdas forem reparadas e tivermos ganho real no nosso salário”, informou a presidenta do SINSP, Janeayre Souto.

O sindicato protocolou na sexta-feira (29) um ofício junto a secretaria de Administração em que é pedido à secretária Virgínia Ferreira a continuação da negociação salarial dos servidores da administração direta. O SINSP também solicitou o impacto financeiro do reajuste anunciado pela governadora Fátima Bezerra.

Grande Ponto / BG

GREVE DOS CAMINHONEIROS: Governo diz que não há bloqueios no país

Foto: LUIZ FERNANDO MENEZES / FOTOARENA

O Ministério da Infraestrutura divulgou às 7h desta segunda-feira (1º) que não havia registro de bloqueios de caminhoneiros parcial ou total em rodovias federais ou em outros pontos do país. Estava marcada para hoje a paralisação dos motoristas.

O ministério, com base em informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), disse ainda que o número de pontos de concentração caiu para somente dois: às margens da BR-116/RJ (rodovia Presidente Dutra), na altura da Rodoviária de Barra Mansa/RJ; e às margens da BR-153/GO, próximo a Goiânia.

Na página do CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas), um dos organizadores dos protestos, há imagens de um bloqueio em Itapeva (MG). A entidade denuncia em várias postagens que a PRF está agindo com truculência para impedir a greve.

Os protestos foram organizados pela CNTRC, pela Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores), pela CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística) e pelo Sindicam (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira).

Os grupos planejam se manifestar contra a política de preço de paridade de importação (PPI), adotada pela Petrobras, e propõem a política de preço de paridade de exportação (PPE), baseada exclusivamente em custos nacionais.

R7 / BG

‘Foi dada a resposta necessária’, diz porta-voz da PM após operação que deixou 25 bandidos mortos em Varginha

Capitã Layla Brunella detalhou operação em entrevista à Jovem Pan News

A porta-voz da Polícia Militar de Minas Gerais, Capitã Layla Brunella, detalhou a operação que terminou com a morte de 25 suspeitos em Varginha, no interior do Estado, neste sábado, 31. Em entrevista ao Headline News, da Jovem Pan, ela explicou que a quadrilha planejava um assalto a banco no estilo novo cangaço nos próximos dias. A ação teve o apoio da Polícia Rodoviária Federal e do Batalhão de Operações Especiais da Polícia. “Os nossos serviços de inteligência monitoraram essas quadrilhas de maneira conjunta e chegaram a um denominador comum da possibilidade de ocorrência desse delito”, afirmou. “Nós fomos recebidos a tiros em dois pontos diferentes aqui na cidade de Varginha e foi dada a resposta necessária para conter essa agressão. Lembrando que a gente tem essa preocupação com a vida do cidadão de bem, que seria –  provavelmente durante a noite ou nos próximos dias – alvo da ação desses criminosos”, declarou a porta-voz. “Os nossos agentes agiram de pronto, com todas as informações da inteligência, e impediram que uma barbárie, como já aconteceu em outros Estados, se repetisse aqui em Minas”, completou. A capitã Layla Brunella informou que, além do armamento pesado, foi encontrado um grande número de galões de combustível e explosivos, que serão detonados no local onde os suspeitos estavam localizados. Segundo a PM, nenhum agente foi ferido na ação.

Joe Biden diz estar ‘decepcionado’ com China e Rússia por falta de compromisso com as mudanças climáticas

EFE/EPA/ETTORE FERRARI

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que está “decepcionado” com a China Rússia. Segundo o norte-americano, o motivo é a falta de apoio à luta contra a crise climática, uma vez que essas nações não se não se comprometeram, durante a cúpula do G20, a limitar o aquecimento global a 1,5 ºC. “A decepção está relacionada ao fato de que Rússia e China não se manifestaram em termos de compromissos para enfrentar a mudança climática“, afirmou o líder mundial, que também criticou a ausência da Arábia Saudita. A cúpula do G20, que reuniu representantes das 20 maiores economias do mundo, aconteceu horas antes da abertura da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26).

No encontro, os líderes concordaram em limitar o aquecimento global a 1,5 ºC , além de encerrar o financiamento para novas usinas de carvão no exterior, embora não tenham estabelecido um ano específico para atingir zero emissões líquidas de gases de efeito estufa. No entanto, nem a China nem a Rússia participaram das conversas. Juntos, os países são responsáveis pela emissão de mais de 40% dos gases liberamos na atmosfera. “Esse esforço vai exigir que continuemos nos concentrando no que a China não está fazendo, no que a Rússia não está fazendo e no que a Arábia Saudita não está fazendo”, completou Biden.

Jovem Pan