Archive for fevereiro 27th, 2021

OMS condena o lockdown: não salva vidas e faz os pobres muito mais pobres

O que o diretor da OMS disse sobre os efeitos do lockdown para pobres
Foto da Internt

O Dr. David Nabarro, da OMS, apelou aos governantes para pararem de “usar lockdown como seu método de controle primário” do vírus da Covid. “Os lockdowns tem apenas uma consequência que você nunca deve menosprezar: torna os pobres muito mais pobres”.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou os líderes contra confiar nos lockdowns para combater os surtos – após ter dito anteriormente que os países deveriam ter cuidado com a rapidez com que reabrem.

O Dr. David Nabarro, ex-candidato do Reino Unido para chefiar a OMS e atual Enviado Especial para Covid-19 da organização, disse que tais medidas restritivas devem ser tratadas apenas como último recurso,

Em entrevista à Andrew Neil, da revista britânica The Spectator, Nabarro afirmou que a única coisa que os lockdowns conseguiram foi pobreza – sem nenhuma menção ao potencial de vidas salvas.

“Nós, na Organização Mundial da Saúde, não defendemos os lockdowns como o principal meio de controle desse vírus”, disse o Dr. Nabarro.

“A única vez em que acreditamos que um lockdown se justifica é para ganhar tempo para reorganizar, reagrupar, reequilibrar seus recursos, proteger seus profissionais de saúde que estão exaustos, mas, em geral, preferimos não fazer isso”, disse o Enviado Especial da OMS.

No mês passado, Nabarro disse aos parlamentares do Comitê de Relações Exteriores do Reino Unido que “medidas de contenção” levariam a “grandes aumentos na pobreza, fome, desemprego e assim por diante”. Agora ele alertou a The Spectator para “uma catástrofe global horrível” que está se desenrolando.

Nabarro disse que há danos significativos causados por lockdowns rígidos, com impacto global devastador nos níveis de pobreza, especialmente nas economias mais pobres que estão sendo afetadas indiretamente.

“Basta olhar para o que aconteceu com a indústria do turismo no Caribe, por exemplo, ou no Pacífico porque as pessoas não estão tirando férias”, disse.

“Veja o que aconteceu com os pequenos agricultores em todo o mundo. … Veja o que está acontecendo com os níveis de pobreza. Parece que podemos muito bem ter uma duplicação da pobreza mundial no próximo ano. Podemos muito bem ter pelo menos o dobro da desnutrição infantil”, destacou Nabarro.

O contexto nos países pobres é muito diferente das nações mais ricas, pois pode levar à fome.

“A ONU chama de ‘catástrofe humanitária global’, com mais de 130 milhões de pessoas em risco de passar fome este ano, a maior tragédia da pandemia: como a corrida para o lockdown desencadeou um desastre épico causado pelo homem que leva a milhões de mortes desnecessárias?”, questiona Ian Birrell, da publicação britânica iNews.

Anteriormente, a agência da ONU tinha recomendado o lockdown e se posicionado contra a suspensão das restrições durante a primeira onda do vírus da Covid-19.

O Diretor-Geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus, não conseguia parar de elogiar a resposta draconiana da China no início desta pandemia e alertou repetidamente contra o levantamento dos lockdowns muito cedo.

“A última coisa que qualquer país precisa é abrir escolas e empresas, apenas para ser forçado a fechá-los novamente por causa de um ressurgimento”, dizia Tedros.

“Precisamos chegar a uma situação sustentável em que tenhamos controle adequado deste vírus sem suspender inteiramente nossas vidas, ou cambalear de um lockdown para outro – o que tem um impacto extremamente prejudicial para as sociedades”, reconheceu o chefe da OMS.

Nabarro está defendendo uma nova abordagem para conter o vírus SARS-CoV-2.

“Realmente apelamos a todos os líderes mundiais: pare de usar o lockdown como seu método de controle primário. Desenvolva sistemas melhores para fazer isso. Trabalhem juntos e aprendam uns com os outros”.

“No final, o governo tem que assumir a responsabilidade por equilibrar o que pode ser visto como uma compensação entre a saúde e a economia”.

“Nossa linha é dizer que seja temporário”, seja o que for necessário fazer, porque “esse vírus vai estar por aí por muito tempo”. É preciso descobrir como “manter a economia funcionando e manter o número de casos baixo”, disse o Dr. Nabarro.

No domingo passado (4), Nabarro disse ao Financial Times que lidar com a crise do coronavírus no Reino Unido “não será o caso de todos serem vacinados”.

“Haverá uma análise definitiva de quem é a prioridade da vacina, com base em onde moram, sua ocupação e sua faixa etária”, disse Nabarro. “Não estamos fundamentalmente usando a vacina para criar imunidade da população, estamos apenas mudando a probabilidade das pessoas serem lesionadas ou sofrerem”.

É amplamente aceito que qualquer vacina contra a Covid-19 apenas limitará os danos causados pela doença, não prevenindo a transmissão do vírus.

O primeiro lockdown

A primeira decretação de lockdown ocorreu em Wuhan, China, após protestos de populares insatisfeitos com a condução do surto pelas autoridades públicas. Para preservar o regime, os dirigentes do Partido Comunista da China (PCC) substituiram os governantes da cidade e da província, em 13 de fevereiro de 2020, e foi instituído imediatamente lockdown total, com características de estado de sítio e de prisão domiciliar da população, enquanto o departamento de publicidade do PCC enviava mais de 300 repórteres a Wuhan para “fornecer forte apoio à opinião pública”. Não eram apenas vidas e a economia que estavam ameaçadas pela Covid-19. A crise de saúde pública da China poderia abalar a confiança do povo no sistema de governo centralizado e autoritário. O Presidente Xi Jinping disse na época que o  governo precisava intensificar a propaganda e fortalecer o controle da mídia on-line para manter a estabilidade social em meio à crise, reportou a agência de notícias estatal Xinhua.

Com informações da The Spectator, New York Post, iNews, The Financial Times, Xinhua

Se a Lava Jato for anulada, teremos que devolver dinheiro aos corruptos, disse Luiz Fux

Luiz Fux: o que esperar do lavajatista liberal na presidência do Supremo -  10/09/2020 - UOL Notícias
Foto da Internet

O presidente do STF Luiz Fux em uma entrevista dada a IstoÉ disse que o Brasil tem que manter a Lava Jato na sua continuidade, corrigindo erros pontuais.

Como um dos defensores da Lava Jato, o senhor acredita que a operação corre o risco de acabar e suas conquistas serem destruídas?
A Lava Jato não é uma operação isolada. Ela faz parte do ideário de combate à corrupção já enraizado no País. Há dezenas de ações e processos em andamento espalhados pelo Brasil, que ainda precisam ser julgados. Eventuais erros da operação devem ser tratados como questões pontuais e analisados no foro adequado. Mas não há dúvida do êxito da Lava Jato no combate aos crimes de colarinho branco. Se a Lava Jato for completamente anulada, teremos de contratar um contador para devolver todo dinheiro para os corruptos e corruptores. E é importante frisar que há confissões, dezenas de testemunhas, pessoas que admitiram crimes e provas fartas de corrupção.

IstoÉ

Ministério da Saúde assina contrato para compra de 20 mi de doses da Covaxin

Bolsonaro descarta substituir Pazuello, apesar de crise na saúde - Prisma -  R7 R7 Planalto
Foto: UESLEI MARCELINO/REUTERS

O Ministério da Saúde assinou, na tarde desta quinta-feira (25), contrato para compra de 20 
milhões de doses da vacina Covaxin junto à Precisa Medicamentos, representante do laboratório indiano Bharat Biotech no Brasil. 

Na manhã desta sexta-feira (26), o laboratório confirmou a assinatura do acordo com a pasta da saúde. A vacina da Covaxin ainda está aguardando autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para realizar os estudos clínicos da fase 3 no Brasil, e ainda não tem eficácia comprovada para aplicação de doses no país. 

O acordo prevê entrega de imunizantes de forma escalonada entre os meses de março e maio.

O investimento total foi de R$ 1,614 bilhão na compra da vacina produzida na Índia. A aquisição permitirá ampliar a vacinação dos brasileiros contra a Covid-19, mas o uso só pode ser feito após a sanção da Anvisa.

Antes de acertar a compra das doses, o Ministério da Saúde dispensou a realização de licitação para a aquisição do imunizante indiano e também da vacina russa Sputnik V.

De acordo com o Ministério da Saúde, as primeiras 8 milhões de doses do imunizante devem começar a chegar no mês de março, em dois lotes de 4 milhões a serem entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato.

Em abril, o governo federal espera receber outras 8 milhões de doses de imunizantes importados da Índia, no prazo de 45 e 60 dias após oficialização da compra. Em maio, é esperado o último lote de doses, com 4 milhões de unidades. 

Distribuição

Março: 8 milhões, sendo 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato.

Abril: 8 milhões, com 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 45 e 60 dias após a assinatura do contrato.

Maio: 4 milhões entregues 70 dias após a assinatura do contrato.

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida por institutos indianos foi batizada de
A vacina contra a Covid-19 desenvolvida por institutos indianos foi batizada de Covaxin

Canabidiol: Ministério da Saúde abre consulta pública sobre inclusão de substância no SUS

Folhas da planta cannabis sativa, conhecida como maconha, que dá origem ao canabidiol — Foto: Unsplash
Folhas da planta cannabis sativa, conhecida como maconha, que dá origem ao canabidiol — Foto: Unsplash

Ministério da Saúde abriu uma consulta pública para receber opiniões sobre a inclusão do canabidiol, no Sistema Único de Saúde (SUS), para o tratamento de crianças e adolescentes com epilepsia refratária. As contribuições podem ser feitas até 15 de março, pela internet.

O canabidiol já faz diferença na vidas de famílias do Distrito Federal, que conseguiram o direito de usar a substância (veja abaixo). Agora, a ideia do Ministério da Saúde é ter opiniões, informações e críticas da sociedade e da comunidade científica sobre o tema.

O assunto veio à tona devido à solicitação de uma empresa que quer o canabidiol incluso pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) no Sistema Único de Saúde (SUS). O tema chegou a ser discutido pela pasta no fim do ano passado, porém, a comissão optou por abrir a consulta.

De acordo com a Conitec, 30% dos pacientes com epilepsia são considerados resistentes aos medicamentos. Por isso, o canabidiol seria uma alternativa de tratamento para essas pessoas.

Planta de 'Cannabis sativa', da qual é possível extrair o canabidiol — Foto: Kimzy Nanney/Unsplash

Planta de ‘Cannabis sativa’, da qual é possível extrair o canabidiol — Foto: Kimzy Nanney/Unsplash

A substância em avaliação pelo ministério é chamada comercialmente de Prati-Donaduzzi, um produto de cannabis que não tem tetrahidrocanabinol (THC) – principal substância psicoactiva encontrada nas plantas do gênero cannabis. O produto tem relatório técnico feito pela Conitec e um pedido de incorporação ao SUS produzido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde (SCTIE/MS).

As contribuições da sociedade serão analisadas pela Conitec. “A expectativa é que sejam apresentadas informações sobre o uso da tecnologia em avaliação, sejam como relatos de experiência ou evidências científicas, que possam contribuir para recomendação final da Comissão”, informou a pasta.

G1

Prevenção é a palavra de ordem contra COVID-19 para deputados estaduais

Crédito da Foto: João Gilberto

Durante a Sessão Plenária desta quarta-feira (24), no horário destinado aos deputados, foram discutidos assuntos de ordem da Saúde, Infraestrutura e Educação. Com relação à pandemia, voltou-se a falar da importância da prevenção na luta contra a COVID-19. Primeiro a discursar, Vivaldo Costa (PSD) falou da importância dos cuidados preventivos no combate à pandemia do novo Coronavírus.

“Sou médico há muitos anos, fui assistente da Dra. Giselda Trigueiro e acredito na Ciência, na OMS, na Anvisa. E o que diz a OMS? Ela diz que, comprovadamente, existem dois medicamentos que ajudam no enfrentamento à COVID-19: a Dexametasona e o oxigênio”, explicou.  Segundo o deputado, enquanto as vacinas não chegam para todos os brasileiros, devemos evitar aglomerações. 

“Nós já tivemos mais de 500 mil mortes nos Estados Unidos, país de Primeiro Mundo, e mais de 200 mil aqui no Brasil. Precisamos lembrar que o vírus penetra no organismo através de nariz, boca e olhos. Por isso a importância da máscara. Além disso, de vez em quando, é necessário lavar as mãos com água e sabão ou utilizar o álcool em gel”, destacou. O parlamentar disse ainda que os cientistas recomendam beber muita água, comer frutas, verduras e legumes, a fim de aumentar as defesas do organismo. 

“E outra coisa importante é que, hoje, o novo coronavírus está contaminando as pessoas dentro de suas residências. Portanto, mesmo em casa, os cuidados devem existir, para que possamos combater essa segunda onda, que está amedrontando toda a população. Não temos mais médicos, não temos UTI, não temos leitos. Portanto, a prevenção é extremamente relevante”, finalizou.

Na sequência, Souza (PSB) abordou a precariedade da RN-404, que liga a comunidade de Ponta do Mel, em Areia Branca, ao município de Porto do Mangue, na região da Costa Branca Potiguar. “Primeiramente, é importante dizer que essa estrada possui uma das melhores visões da Costa Branca, por todas as belezas naturais que ali temos, mas está havendo muitos transtornos, por conta do avanço das dunas. Eu fiz uma audiência pública para discutir as alternativas, porque como a estrada é pela praia, a ideia é que ela continuasse pela praia, a partir da comunidade do Rosado”, detalhou.

Mas, de acordo com o parlamentar, o Idema não aceitou a alternativa, preferindo levar a estrada mais para o interior. “O problema é que isso inviabilizaria o contato com os moradores da comunidade do Rosado, e a população não aceita”, disse. Souza falou também que o prefeito tem se esforçado bastante, colocando máquinas para retirar a areia, mas que isso não resolve, porque as dunas estão avançando muito e deixando a estrada praticamente fechada.

Finalizando, o deputado afirmou que o DER e o Idema precisam encontrar alternativas para a solução do problema. “A solução não é simples, mas é preciso encontrá-la. O que não se pode é deixar a população sem acesso numa estrada que é do Estado, porque os moradores não estão exercendo seu direito de ir e vir, que é constitucional”, opinou Souza, informando que hoje se reunirá com o vice-governador para tratar do tema.

Último a discursar no horário dos deputados, Coronel Azevedo (PSC) comentou o ranking divulgado este mês pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com dados colhidos em 2020, a respeito do ensino a distância no Brasil, por videoconferência, durante a pandemia.

“Eu trago hoje informações muito preocupantes, que apresentam um resultado bastante negativo para o RN. São índices que chegam a ser humilhantes e que, com certeza, deixam a governadora, que é professora, bastante preocupada. A exemplo do que ocorre em outros setores da sociedade, é de calamidade o resultado do Rio Grande do Norte: o nosso Estado obteve a vexatória 23ª posição. A pior do Nordeste. Ficamos à frente apenas de Goiás, Tocantins e Rondônia”, criticou. 

Segundo o parlamentar, a Paraíba liderou o ranking com média 6,02 e o RN obteve 0,81. “Foi um vexame nacional. Nós estamos quase no fim da fila, infelizmente. A Paraíba deu um exemplo de gestão ao nosso Estado, que muitas vezes cria um mundo mágico em suas propagandas, muito distante da realidade”, repreendeu Azevedo. 

Ainda de acordo com o deputado, a FGV observou, como critérios principais, o tamanho da cobertura e a velocidade de implantação da modalidade do ensino remoto para os estudantes de escolas públicas estaduais. Concluindo seu discurso, Coronel Azevedo afirmou que o fato de a governadora ser professora é utilizado, muitas vezes, apenas como peça de marketing. “É preciso que essa realidade seja enfrentada pelo Governo do Estado, junto com toda a sociedade, inclusive este Parlamento, para que possamos retirar o nosso RN dessa colocação vexatória no quesito educação a distância”, finalizou.

RN: Coronel alerta população do RN para desvio de verbas pela petista Fátima Bezerra

Fátima Bezerra on Twitter: "Tem gente que fica me patrulhando porque eu  gosto de comer pipoca Bokus. Que coisa! Sinto o maior orgulho da indústria  e da produção do RN. A recepção
Foto da Intenet

Usando suas redes sociais, o Coronel da Aeronáutica Hélio Oliveira (PRTB), gravou um vídeo chamando a atenção da população e órgãos públicos para a compra de vacina pela Governadora do estado do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra (PT), aventando o possível desvio de verbas públicas.

Diz o Cel.Hélio:

“Atenção população do Rio Grande do Norte, estamos correndo perigo mais uma vez do desvio do recurso público. Atenção Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado, Polícia Federal e população, teremos que fiscalizar mais uma decisão da Governadora em querer adquirir vacina para a população…”

O Cel.Hélio Oliveira (PRTB) que concorreu nas últimas eleições ao cargo de Prefeito de Natal, cobrou da governadora Fátima Bezerra, a verba enviada para o RN para compra dos respiradores que não chegaram ao estado. Além disso, fez cobranças pedindo explicações dos mais de 5 milhões usados para pagar um consórcio no intuito de compras dos respiradores.

“O nosso medo é mais uma vez o dinheiro…os nossos recursos públicos serem desviados, assim como foi desviado o recurso dos respiradores. Cinco Milhões através do Consórcio Nordeste, que ninguém até hoje consegue explicar.”
O Coronel da Aeronáutica, Hélio Oliveira também cobra da Governadora a atitude de não ter feito os hospitais de campanha para atender a população e ficar em disputa por vacinação com o Governo Federal. E diz:

“Governadora, ao invés de querer ficar competindo com o Governo Federal no Plano Nacional de Vacinação, por que a senhora não criou o Hospital de Campanha? Porque hoje na verdade esse hospital estaria sendo utilizado para atender as pessoas que estão precisando realmente de respiradores, que foram desviados, e leitos de UTI.”
Ele encerra convocando a população para ficar alerta aos tratos das verbas públicas.

“Tá dado o recado!”.

Jornal da Cidade Online

Projetos de Ezequiel enaltecem caprinocultor e direitos de pessoas com fissura palatina

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou na sessão desta quinta-feira (25) dois projetos de autoria do presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). Uma das matérias reconhece as pessoas com fissura palatina ou labiopalatina não reabilitadas o mesmo tratamento legal e os mesmos direitos garantidos às pessoas com deficiência. Já a segunda, institui no calendário oficial do RN o Dia Estadual do Caprinocultor. As matérias agora seguem para a sanção da governadora Fátima Bezerra (PT).

Conforme o projeto aprovado, consideram-se pessoas com malformações congênitas do tipo fissura palatina ou labiopalatina não reabilitadas, aquelas que possuem impedimentos de longo prazo de natureza física, impossibilitando sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais. Essas pessoas passam a ter os mesmos direitos das pessoas com deficiência, especialmente nas áreas de saúde, educação, transporte, emprego e assistência social. Além disso, também passam a ser incluídos no percentual legal de vagas destinadas às pessoas com deficiência no âmbito do Governo do Estado. 

As fissuras estão entre as anomalias congênitas mais comuns em bebês recém-nascidos, atingindo no Brasil uma criança a cada 650 nascidos, segundo o Ministério da Saúde. As malformações congênitas provocam problemas que vão além da estética: dificultam a alimentação, prejudicam a arcada dentária, a respiração, entre outros aspectos.

“As malformações congênitas quando não tratadas, além de afetar a questão da fala, gera impacto na nutrição, audição, aparência e cognição do indivíduo, o que dificulta a integração na sociedade e inclusão social. Assim, há a necessidade que a pessoa com fissura palatina ou labiopalatina não reabilitada goze de maior proteção para que possa ser inserida de forma mais digna e humanizada no seio da sociedade”, disse Ezequiel na justificativa da proposta.

Já a inclusão do Dia Estadual do Caprinocultor no Calendário Oficial do Estado tem como objetivo valorizar os potiguares que dedicam suas vidas à produção animal e geram emprego e renda no RN. “A caprinocultura leiteira é uma atividade importante não apenas para a economia, mas também na questão social, pois possibilita a elevação da renda e melhoria da qualidade de vida de milhares de famílias”, enfatiza Ezequiel.

Atualmente o RN é o 5º maior produtor de leite de cabra do Brasil e conta com um rebanho de mais de 440 mil cabeças, segundo a Associação Norte-riograndense de Criadores de Ovinos e Caprinos (ANCOC). A data sugerida para marcar a homenagem é o dia 22 de janeiro, dia do nascimento do ex-deputado federal Nélio Dias, que foi um grande incentivador da atividade no Estado.

Ditadura no RN: Governadora anuncia ‘toque de recolher’ entre 22h e 5h e suspensão das aulas presenciais no RN

Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte — Foto:  Elisa Elsie
Governadora anuncia toque de recolher entre medidas do novo decreto

A governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou nesta sexta-feira (26) que o Rio Grande do Norte terá “toque de recolher” entre 22h e 5h. As aulas presenciais nas escolas também serão suspensas.

As medidas serão publicadas em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) neste sábado (27) e terão validade pelos próximos 15 dias.

“A medida central é o toque de recolher. O decreto traz o toque de recolher entre 22h e 5h da manhã do dia seguinte. Significa que a partir deste horário fica proibida a circulação de pessoas em todo o Rio Grande do Norte”, disse a governadora em entrevista ao RN 2, da Inter TV Cabugi.

Em relação às escolas, Fátima Bezerra (PT) disse que “naquilo que é de competência estadual estão suspensas as atividades de ensino na rede pública estadual e na rede privada, com exceção apenas para as séries iniciais e para o fundamental 1”.

No caso dessas séries iniciais, segundo o governo do RN, deve haver uma concordância entre pais e escolas. “A gente sabe o que significa essa questão das crianças com a assistência dos pais que trabalham. Então, os pais têm que pactuar com as escolas, porque eles já vinham fazendo aquele sistema híbrido, que nem toda a sala fica completa. É a única ressalva”, explicou o vice-governador Antenor Roberto.

Governadora anunciou toque de recolher no Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes

Governadora anunciou toque de recolher no Rio Grande do Norte — Foto: Sandro Menezes

Além dessas duas medidas, a gestora anunciou a suspensão de atividades religiosas. “Poderão funcionar apenas para orações e atendimentos individuais, mas estarão suspensas as atividades religiosas em templos cultos, entre outros”, disse Fátima Bezerra.

A governadora também disse que estão proibidas festas e eventos de qualquer natureza.

“Infelizmente vivemos hoje um dos momentos mais dramáticos, não só aqui no Rio Grande do Norte, como em todo Brasil. Nós estamos vivendo o colapso a nível nacional”.

Segundo a governadora, a fiscalização será feita pelas forças de segurança. “Mas nós esperamos, sobretudo, o engajamento da população. Nós não podemos nesse momento ter qualquer sentimento que não seja o coletivo, sobretudo o da solidariedade. Nós estamos vendo todo dia entes queridos indo embora. Estamos vendo as pessoas em busca de leito de UTI e não tendo leitos suficientes”, disse, emocionada, a governadora.

Ela ainda disse que a pressão sobre os leitos críticos em todo o Brasil tem gerado uma crise também em relação aos insumos para UTIs; “Não vamos iludir a população. Não basta só abrir leitos de UTI, inclusive quando o Brasil nesse exato momento crise de abastecimento do ponto de vista de insumos. Nós temos hoje um estresse. Os nossos profissionais da saúde não aguentam mais”.

“O que está em jogo nesse exato momento é a defesa da vida […]. Nesse momento, a sociedade está sendo intimada. O cenário é de guerra e nós queremos a paz. É todo mundo de mãos dadas. Que se cumpra esse toque de recolher. Vamos ficar em casa. Vamos cuidar da vida daqueles que mais amamos”.

O que funciona no toque de recolher?

Poderão funcionar no toque de recolher os serviços considerados essenciais. São eles:

  • Farmácias
  • Indústrias
  • Postos veterinários
  • Imprensa
  • Funerárias
  • Exercício de advocacia
  • Alimentação por delivery
  • Transporte coletivo urbano

Recomendação aos municípios

Além das medidas, o decreto traz ainda recomendações aos municípios. Entre essas medidas, o governo do RN reforça que bares e restaurantes sejam proibidos de funcionar entre 22h e 6h e que conveniências também não vendam bebidas alcóolicas neste horário.

Outra recomendação é para que as prefeituras fechem as orlas das praias durante os fins de semana e os feriados.

G1RN

Tratamento da China aos uigures é genocídio, confirma Parlamento da Holanda

Protesto contra a repressão do governo chinês contra a população uigur, em frente à Embaixada da China em Berlim, Alemanha, 23 de janeiro de 2021 [Abdulhamid Hoşbaş/Agência Anadolu]
Protesto contra a repressão do governo chinês contra a população uigur, em frente à Embaixada da China em Berlim, Alemanha, 23 de janeiro de 2021 [Abdulhamid Hoşbaş/Agência Anadolu]

O Parlamento da Holanda declarou ontem (25) que o tratamento da minoria islâmica uigur pelo governo da China equivale a genocídio, em moção não-vinculativa, reportou a Reuters.

“Um genocídio contra a minoria uigur ocorre na China”, alertou a moção europeia.

Trata-se do primeiro movimento do tipo conduzido por um país europeu sobre a questão dos muçulmanos uigures. Ativistas de direitos humanos enalteceram a medida.

Salih Hudayar, fundador do Movimento Despertar Nacional do Turquestão Oriental, com sede em Washington, declarou no Twitter: “Após Canadá e Estados Unidos, o parlamento holandês aprovou uma moção para reconhecer como genocídio as atrocidades da China contra os uigures e outros povos turcomanos no Turquestão Oriental”.

‘Obrigado Holanda! Esperamos que outros países sigam a deixa’, afirma Salih Hudayar, ativista uigur

A região chinesa de Xinjiang – ou Turquestão Oriental – abriga dez milhões de uigures, grupo islâmico turcomano que equivale a 45% da população local. Representantes da minoria étnica acusam as autoridades chinesas de discriminação econômica, religiosa e cultural.

A China aumentou as restrições sobre a região nos últimos dois anos, ao proibir homens de deixar crescer a barba e mulheres de vestir véu, além de introduzir o que muitos especialistas descrevem como maior programa de vigilância eletrônica do mundo.

Cerca de um milhão de pessoas, isto é, 7% da população islâmica de Xinjiang, foram encarceradas em uma expansiva rede de campos de “reeducação política”, segundo denúncias de oficiais dos Estados Unidos e especialistas da ONU.

Em relatório de 2018, a organização internacional Human Rights Watch (HRW) detalhou a campanha do governo chinês de “detenção arbitrária, tortura, doutrinação política à força e vigilância em massa contra os muçulmanos de Xinjiang”.

A China continua a negar acusações referentes aos campos de detenção na região autônoma, no noroeste do país, e insiste na terminologia de “reeducação” destinada ao povo uigur.

LEIA: Embaixada da China em Bagdá responde a acusações dos EUA de abusos de direitos humanos

Gustavo Carvalho repudia compra de vacinas através do Consórcio Nordeste

O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) demonstrou preocupação com a possível compra de vacinas, por parte do Governodo Estado, através do Consórcio Nordeste, para imunização da população contra a COVID-19. De acordo com o parlamentar, a informação teria sido repassada pelo secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, em entrevista a um canal de televisão local na manhã desta quarta-feira (24).

“Eu confesso que não acreditei no que ouvi. Só lembrando que esse mesmo Consórcio foi aquele que o Governo do Estado realizou a compra de respiradores, no valor de quase R$ 5 milhões e que nunca recebeu”, lembrou. Gustavo Carvalho disse não entender como o Governo não judicializou esse problema e ainda pensa em fazer negócios através do Consórcio do Nordeste.

“É a mesma coisa de você ser um comerciante, fazer uma compra a um fornecedor, pagar antecipado e esse fornecedor não te entregar o produto. Aí você não contestar o prejuízo e no dia seguinte vai e faz uma nova compra. Isso é no mínimo estranho”, ressaltou.

Sobre a dispensa de tramitação nas Comissões da Casa, do decreto de calamidade pública enviado para a Assembleia Legislativa pelo Governo do Estado, Gustavo Carvalho sugeriu que seja feita uma fiscalização mais rígida e seja formada uma Comissão com presença efetiva de membros do Poder Legislativo.

“Esse decreto de calamidade pública renovado, dá ao Governo do Rio Grande do Norte a autorização para usar mal e fazer malversação do dinheiro público como foi feito da outra vez que o decreto foi instalado. Por isso nossa preocupação. Não aceitaremos os desperdícios que o Estado está impondo a todos nós”, concluiu Gustavo.

Profissionais do sexo protestam na Holanda por fechamento de bordéis

A crise no prostíbulo do Bairro da Luz Vermelha de Amsterdã
Foto da Internet

Profissionais do sexo na Holanda alertaram nesta quinta-feira (25/2) que organizarão um protesto para denunciar o fechamento contínuo de bordéis, enquanto vários restaurantes e cafés planejam reabrir sem autorização.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, anunciou nessa terça-feira (23/2) que algumas das medidas para combater a pandemia da COVID-19 serão mantidas, incluindo um toque de recolher e o fechamento de bares, cafés e restaurantes.Continua depois da publicidade

No entanto, decretou uma flexibilização para a maioria das chamadas profissões de contato, com a reabertura dos salões de beleza e massagem a partir de 3 de março.

Segundo Rutte, as profissionais do sexo não podem retomar o seu trabalho (o qual podem exercer desde dezembro) devido “à especificidade do trabalho, que envolve o contato muito próximo e a possibilidade de transmissão do vírus”.

Protocolo

As profissionais do sexo, cujo trabalho foi legalizado na Holanda desde 2000, têm previsto se reunir em frente ao Parlamento para protestar.Continue sempre bem informado.Assine o Estado de Minas

“Vamos protestar porque somos a única profissão de contato que está excluída da flexibilização das medidas governamentais”, afirmou Moira Mona, uma das organizadoras da manifestação.

“Temos um protocolo de higiene rígido e sabemos, talvez melhor do que ninguém, como prevenir a transmissão do vírus”, explicou à AFP.

Em

Seridó: Ezequiel solicita investimentos em segurança, educação e infraestrutura

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), apresentou requerimentos com o objetivo de levar investimentos em infraestrutura, educação e segurança pública para o Seridó potiguar. As solicitações foram encaminhadas a governadora Fátima Bezerra (PT).

Um dos documentos é voltado a recuperação do trecho da BR-226, localizado entre os municípios de Currais Novos, São Vicente e Florânia. Outra solicitação diz respeito a melhorias na estrada RN-041, no trecho que liga os municípios de Currais Novos a Lagoa Nova.

“A BR-226 necessita com urgência da execução da Operação Tapa-Buracos. A restauração desse trecho é de extrema importância, uma vez que a citada estrada, de tão deteriorada, encontra-se prestes a se tornar inutilizável pelas péssimas condições em que se encontra e pelo eminente risco de acidentes que oferece aos condutores e pedestres”, disse Ezequiel. A rodovia pertece ao Governo Federal, mas na sua construção foi transferida para a responsabilidade do Governo do Estado, a quem cabe realizar a manutenção da rodovia. 

Já em relação a RN-041, o deputado lembra que a “falta de manutenção nos últimos anos e o consequente desgaste do asfalto com o aparecimento de buracos tem dificultado o tráfego e coloca a população em risco”. Esta estrada tem uma grande importância econômica, já que é a principal responsável pelo escoamento de castanhas de caju, mandioca e hortaliças produzidas em Lagoa Nova. Também é utilizada por caminhões que transportam os equipamentos para construção de Parques Eólicos na Serra de Santana. 

O parlamentar enviou requerimento ainda ao Secretário Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo, onde reivindica a construção de um posto da Polícia Militar e a disponibilidade de uma picape para uso dos policiais no Distrito da Cruz, localizado na zona rural de Currais Novos. Segundo Ezequiel, a cidade “está bastante vulnerável quanto à segurança”.

“A migração da violência e da criminalidade da zona urbana para a rural preocupa os moradores e as autoridades, em função dos delitos registrados a cada dia. Insegura, a população, sobretudo os residentes do distrito da Cruz, espera que o governo do Estado tome providências para amenizar o quadro, que corre o risco de ficar insustentável”, disse Ezequiel.

Também para Currais Novos, Ezequiel requer a execução do saneamento básico e calçamento das ruas do bairro Radir Pereira. “Essa ação é essencial para toda a sociedade para que sejam evitadas doenças que provém dos esgotos a céu aberto”, enfatizou. Neste sentido, o pedido direcionado a Caern tem como objetivo também a melhoria da saúde pública.

Por fim, Ezequiel solicitou reformas das Escolas Estaduais Professora Ester Galvão, Tristão de Barros, Capitão Mor Galvão, Poeta Celestino Alves, Lions Clube e Centro Supletivo Professora Creuza Bezerra. “Estes colégios estão em insatisfatórios estados de conservação, com rachaduras nas paredes, goteiras no telhado e com a parte hidráulica e elétrica deterioradas”, disse.

Idosa desaparecida há 10 dias é encontrada viva dentro de grota em Minas Gerais

Crédito: Reprodução/Redes Sociais
Idosa sobrevive milagrosamente / Foto da internet

Uma idosa, de 76 anos, foi encontrada na última terça-feira (23), em uma grota na zona rural de Curvelo, em Minas Gerais. Ela estava desaparecida há cerca de 10 dias.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, a mulher saiu de casa no dia 13 de fevereiro e não conseguiu retornar. Desde o desaparecimento, família e amigos faziam buscas para tentar localizá-la.

Ao fazer uma varredura em uma matagal afastado da região Central de Curvelo, familiares localizaram a vítima caída dentro da gruta, confusa e fraca. A Polícia Militar e os bombeiros foram acionados.

Após ser resgatada, a idosa relatou que entrou na mata e caiu dentro da cratera. Ela ainda revelou que tomou água da chuva para sobreviver e precisou se segurar em um cipó para não se afogar na água empoçada.

A mulher apresentava sinais de fraturas nas pernas e foi internada no Hospital Municipal de Curvelo.

IstoÉ

Inscrições para concurso de redação sobre História de Natal terminam terça-feira

Os interessados em participar do 2º Concurso de Redação Sobre a História de Natal têm até a próxima terça-feira, dia 2 de março, para realizar as inscrições. Com o tema “Os desafios da relação entre o homem e a preservação do patrimônio histórico”, o concurso promovido pela Viva Entretenimento em parceria com a Escola da Assembleia Legislativa do RN e outros órgãos públicos e privados do Estado é voltado aos estudantes do Ensino Fundamental da Rede Pública e Privada do Rio Grande do Norte. 

No concurso deste ano, o primeiro lugar ganhará um Notebook, além de um certificado de premiação e reconhecimento, emitido pela Escola da Assembleia Legislativa. Já o segundo e o terceiro lugares receberão um Smartphone e um Tablet, respectivamente, juntamente com seus certificados. Além disso, todos os professores orientadores também ganharão um Tablet e um certificado de premiação e reconhecimento. As escolas dos alunos autores dos 3 melhores trabalhos receberão também os seus certificados de reconhecimento pela Escola da Assembleia.

Segundo o diretor da Escola da Assembleia, professor João Maria de Lima, a iniciativa valoriza o conhecimento da história da capital potiguar e é mais uma forma de incentivo aos jovens para buscar saber mais sobre o passado do Rio Grande do Norte. 

“Esse concurso é de extrema importância, na medida em que valoriza a parte histórica e cultural da nossa cidade. Além disso, é uma maneira de incentivar os nossos jovens a ler e a escrever mais e melhor”, acrescentou o professor. 

Para se inscrever, o aluno deve baixar o formulário de inscrição através do site www.al.rn.gov.br/portal/escola e, após redigir sua redação à mão, de forma legível, enviar o trabalho digitalizado, em formato PDF, para o e-mail caminhadahistoricadenatal@gmail.com, até o dia 2 de março. Será aceito apenas um texto, de 20 a 30 linhas, por estudante. A inscrição é gratuita.

O resultado do concurso será divulgado no site www.al.rn.gov.br/portal/escola até o dia 15 de março. Acesse o regulamento completo em linklist.bio/vivaentretenimento.