Archive for fevereiro 22nd, 2021

NOTA DE PESAR: Dep. Ezequiel Ferreira presta suas condolências ao ministro Rogério Marinho pela morte de sua mãe


É com profundo pesar que o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e presidente estadual do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Ezequiel Ferreira, externa seu sentimento de consternação pelo falecimento da senhora Sônia Maria Simonetti.

Uma parada cardíaca fez com que Sônia Maria Simonetti partisse, repentinamente, aos 77 anos. Quero deixar os nossos sentimentos à família. Em especial ao amigo Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional, filho de Dona Sônia, seus irmãos Valéria, Cláudia e Cristiane. Aos 10 netos e 1 bisneto. Um abraço solidário aos irmãos de Dona Sônia: Simone e Ormuz Simonetti, presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN), Marcelo e Arnaldo Simonetti (in memoriam). E, a todos que estão enlutados neste momento. Que Deus possa confortá-los com paz e serenidade.

Ezequiel Ferreira

Presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Cadê os R$ 5 milhões para os respiradores governadora? ‘Ou se cria consciência coletiva, ou teremos o mês mais dramático da pandemia’, diz governadora do RN

Fátima Bezerra (PT), governadora do RN, em entrevista ao RN 1 — Foto: Divulgação
Fátima Bezerra (PT), governadora do RN, em entrevista ao RN 1 — Foto: Divulgação

A governadora Fátima Bezerra (PT), sem explicar sobre os R$ 5 milhões enviados pelo governo Bolsonaro para a compra dos respiradores, no início da pandemia no ano passado, que junto com o Consócio Nordeste até agora nada fizeram, passou a dar entrevista como que de fato esteja preocupada com a saúde do povo do Rio Grande do Norte.

Veja a fala da governadora para o G1RN:

Em entrevista ao RN 1, da Inter TV Cabugi, a governadora falou que considera a situação no estado “dramática” e que os municípios precisam agir com coragem e até “antipatia” para adotar medidas restritivas mais severas. Caso contrário, ela acredita que o estado pode viver em março a situação mais crítica de toda a pandemia.

“Eu estou tomando medidas no sentido de dizer: é preciso adotar urgentemente essas medidas restritivas”, disse Fátima Bezerra.

“Isso tem um fundamento científico, do nosso comitê, que está dizendo o seguinte: ou se cria essa consciência coletiva e aí são as autoridades públicas não se omitindo ou fugindo da suas responsabilidades, e tendo a coragem de tomar medidas, inclusive que podem ser antipáticas, chamando a sociedade pra que se possa evitar as aglomerações, ou se não, nós vamos ter o mês, em março, mais dramático da história da pandemia no Rio Grande do Norte e no Brasil”.

A governadora explicou que o motivo de o decreto publicado pelo governo do estado no sábado ter sido em forma de recomendação é uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que dá autonomia aos municípios para tomarem decisões referentes às restrições durante a pandemia. “Essa competência, de acordo com o STF, é do município”, disse a governadora, que cobrou atitude.

“Quero conclamar os prefeitos e prefeitas. É urgente. É pra ontem. Tenham atitude. Baixem o decreto. Se vocês querem tomar inclusive medidas mais restritivas ainda, que tomem. Adotar toque de recolher por que não? É fundamental que façam isso. Porque não adianta achar que só abrir leitos de UTI vai resolver. Não vai”.

De acordo com o Regula RN, plataforma que monitora em tempo real as internações por Covid-19 no estado, atualmente o RN tem 87% de ocupação dos leitos críticos. A Grande Natal ultrapassou os 90%. A consulta foi realizada às 17h desta segunda-feira (22).

Segundo a governadora, 64 novos leitos serão abertos no estado nesta semana. Ela disse ainda que conversou com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pedindo mais 20 kits de leitos de UTI para o estado.

Fátima Bezerra reforça, no entanto, que a ampliação da rede não vai solucionar todos os problemas e que por isso é necessário que a população evite aglomerações e siga com as medidas sanitárias necessárias.

“Não se iludam. Não basta só abrir leitos de UTI. Não basta. O mundo inteiro está comprovando que as medidas sanitárias são imprescindíveis para gente conter a transmissibilidade da doença”, disse.

A gestora reforçou também que a descoberta confirmada pela UFRN no sábado, de que as duas variantes brasileiras (identificadas primeiro em Manaus e Rio de Janeiro) já circulam no estado, é motivo de preocupação.

“Nós estamos tratando aqui de uma pandemia, que infelizmente voltou a crescer de novo. Que está trazendo um dado preocupante, que é a mutação do vírus que chegou no RN. Então, eu não vou iludir a população do meu estado, dizendo que basta apenas de um lado abrir leitos, que isso vai ser resolvido”, disse.

“Não vamos iludir a população. Achar que apenas com a obrigatoriedade do uso da máscaras nós vamos conter essa pandemia. É necessário medidas mais restritivas para conter aglomeração”.

Sobre o novo lote de vacinas, a governadora disse que está programado para chegar nesta quinta-feira (25), mas o governo federal ainda não disse a quantidade. Fátima Bezerra criticou a demora no processo até o momento.

“A pauta mais importante nesse momento é vacina. É acelerar. Nós temos 3,5 mi habitantes no RN. Sabe quantas pessoas nós vacinamos até o momento? 81 mil pessoas. Isso por falta de coordenação do governo federal. Falta eficiência, começou esse processo muito tardio”, disse.

“É claro que se o processo de vacinação no nosso país, cuja responsabilidade de garantir a distribuição é do governo federal, estivesse funcionando a contento, nós não estávamos passando por esse momento dramático que nós estamos vivendo com os hospitais superlotados”.

Hospitais particulares de Natal estão com mais de 90% dos leitos críticos para Covid-19 ocupados

Hospital Rio Grande, em Natal, tem 100% de ocupação — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Hospital Rio Grande, em Natal, tem 100% de ocupação — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Os principais hospitais particulares de Natal iniciaram esta segunda-feira (22) com mais de 90% dos leitos críticos para Covid-19 ocupados. O aumento nas unidades privadas acompanha a lotação dos hospitais públicos, que já atinge mais de 90% na Grande Natal e mais de 80% no Rio Grande do Norte.

Quem também passa a sofrer pressão nos leitos para a doença são as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital. A UPA Cidade Satélite amanheceu a segunda-feira com 105% de lotação.

Entre os hospitais privados, o Hospital Rio Grande informou que todos 17 leitos de UTI para Covid-19 e os 20 semi-intensivos estão completamente ocupados. A diretoria do hospital disse ainda que o pronto socorro da unidade teve aumento de 30% no número de atendimentos na semana passada.

No Hospital São Lucas, a ocupação também está em 100% nos leitos para Covid-19, segundo a direção da unidade. O hospital informou ainda que a procura de pacientes com síndrome respiratória cresceu e que, no pronto socorro, o aumento chegou a até 90% nos últimos dias.

Outra unidade em que o atendimento no pronto-socorro aumentou foi o Hospital do Coração. No domingo (21), o hospital precisou fechar o pronto-socorro por 4 horas por não comportar o número de pacientes.

Segundo a direção do hospital, a segunda-feira (22) começou com todos os leitos Covid-19 ocupados. À tarde, a UTI tinha 95% da ocupação.

Já o Hospital da Unimed suspendeu as cirurgias eletivas pelos próximos 14 dias, sendo mantidas apenas as as obstétricas e oncológicas. A unidade não informou qual a porcentagem de ocupação dos leitos críticos, mas disse que está funcionando com quase toda a capacidade, e informou que deve aumentar a capacidade de atendimento em 25% para suportar a demanda, além de abrir novos leitos.

No Hospital Antônio Prudente, do sistema Hapvida, a ocupação nos leitos de UTI para Covid-19 é de 76%.

UPAs têm aumento na ocupação

A situação nas UPAs em Natal também preocupam. Na UPA Cidade Satélite, nesta segunda-feira (22), a ocupação dos leitos Covid-19 chegou a 105%, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Natal. Quem procurou a unidade teve dificuldade até para ser atendido.

UPA Cidade Satélite, em Natal, tem ocupação de leitos acima de 100% — Foto: Sérgio Henrique Santos

UPA Cidade Satélite, em Natal, tem ocupação de leitos acima de 100% — Foto: Sérgio Henrique Santos

Nas outras UPAs da capital, houve um aumento de ocupação e atendimento, apesar de não apresentarem superlotação.

Na UPA Potengi, na Zona Norte de Natal, a ocupação era de 75% na manhã desta segunda-feira. Na UPA Pajuçara, era de 60%, a mesma ocupação da UPA Cidade da Esperança.

Outra unidade que tem ocupação alta neste inicio de semana é o Hospital dos Pescadores, no bairro das Rocas. Nesta segunda-feira, a ocupação chegou a 90%.

G1RN

Assembleia Legislativa e Prefeitura de Mossoró firmam parceria para uso de tecnologia

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), assinou nesta segunda-feira (22) protocolo de parceria com o prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (SDD). O objetivo é permitir ao município o uso do sistema de gestão de recursos humanos criado pela equipe de gestão de tecnologia do Legislativo Estadual.

“A Assembleia tem trabalhado para cooperar com os municípios por meio de ações, projetos, programas e políticas de inovação de gestão, contribuindo para a qualificação e consequente melhoria da administração pública, nos moldes do que já é adotado no Legislativo. Essa tem sido nossa prática e esperamos que os resultados que temos obtido possam ser replicados nas cidades do nosso Estado”, disse Ezequiel.

Segundo o prefeito Allyson Bezerra, a parceria com a Assembleia permitirá a Mossoró iniciar a informatização da Prefeitura. “Encontramos o município em uma situação caótica em questão tecnológica. Não há nada informatizado, RH, pagamentos, nada. Então viemos buscar uma ferramenta que já conhecia, desenvolvida pela Assembleia para levar para Mossoró e beneficiar também a todos os mossoroenses, permitindo a desburocratização, economia e informatização das ações da cidade”, disse.

Também presente na reunião, o prefeito de Caicó, Dr. Tadeu (PSDB), aproveitou para conhecer o programa e demonstrou interesse em firmar parceria com a Assembleia no mesmo sentido. O presidente Ezequiel Ferreira também colocou o sistema à disposição da Prefeitura de Caicó.

O sistema Legis RH é uma inovação da direção de Gestão Tecnológica da Assembleia Legislativa do RN. O software já está sendo utilizado, também, pela Assembleia Legislativa de São Paulo. Os legislativos da Bahia, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso já sinalizaram interesse na ferramenta desenvolvida pelos servidores potiguares, que, entre outras ações, promove o processamento da folha de pagamento, além do controle do cadastro dos servidores.

O programa já foi, inclusive, premiado pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), reconhecimento a projetos exitosos que humanizam os serviços prestados pelo Poder Legislativo. Eleita pelos participantes da 23ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), a Casa Legislativa do RN venceu em 1º lugar a categoria Gestão, com o projeto Legis RH.

A reunião contou com as presenças do diretor geral da Assembleia, Augusto Viveiros, da diretora administrativa e financeira da ALRN, Dulcinea Brandão, do chefe de gabinete da Presidência da ALRN, Fernando Maia, do diretor de gestão tecnológica da ALRN, Mário Sérgio Oliveira.
 

Vivaldo Costa quer garantir fornecimento de sementes para agricultores do RN

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) pede garantia para o fornecimento do estoque inicial de sementes aos agricultores do Rio Grande do Norte, no ano de 2021. A solicitação foi oficializada por meio de requerimento enviado à governadora Fátima Bezerra, ao secretário estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Guilherme Saldanha e ao diretor-geral do Instituto e Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Inatern), César José de Oliveira. 

“O Programa Bancos de Sementes é imprescindível para a subsistência das famílias que compõem a agricultura familiar do estado do Rio Grande do Norte, por isso se faz a distribuição em regiões que foram afetadas com a grande estiagem, a saber, a Região do Seridó”, destaca Vivaldo Costa. 

O Programa Bancos de Sementes, iniciado em 2005, prevê em sua filosofia o
fornecimento do estoque inicial de sementes selecionadas para o plantio de milho e feijão para subsistência das famílias e sorgo Ponta Negra para forragem dos rebanhos. Todas são variedades adaptadas para o semiárido e com o acompanhamento dos pesquisadores da Emparn/Embrapa, que através de suas pesquisas proporcionam ao agricultor familiar do RN, sementes precoces, de ciclo rápido para que seja aproveitada da melhor forma a quadra chuvosa no nosso estado. 

Como funciona 

De acordo com a política do programa, o agricultor recebe o estoque inicial e se compromete a devolver, após o plantio, um percentual que varia de 50% a 100% da semente que recebeu, sendo definido pelos próprios agricultores do banco, em assembleia. 

Essa devolução objetiva a ampliação ou reposição do estoque de sementes nos bancos de sementes. No caso de estiagem, após o levantamento da safra e da situação climática, o Governo do Estado, através da SAPE, poderá realimentar o estoque onde não houve a possibilidade de reposição pelos agricultores. Também, anualmente, há a possibilidade de inclusão de novos bancos de sementes, como também de cancelamento.

Assembleia do RN debate aumento dos combustíveis em audiência nesta terça

A Assembleia Legislativa do RN vai debater, na tarde desta terça-feira (23), o aumento dos combustíveis no Estado. O debate proposto pelo deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) está marcado para às 14h e acontecerá de forma virtual. 

Para debater o assunto, foram convidados representantes de diversos setores, entre eles: Dr. Eudo Rodrigues Leite (Procurador Geral da Justiça do RN), Paulo Marinho de Paiva Neto (gerente-geral da unidade de negócios do Rio Grande do Norte e Ceará – UN-RNCE), Antônio Cardoso Sales (Presidente do Sindipostos-RN), Anisio Barbosa (Presidente da Cooperativa de Profissionais Autônomos de Aplicativo do Brasil – Coopap Brasil), Carlos Eduardo Xavier (Secretário Estadual de Tributação), Ivis Rodrigo Morais Corsino (Coordenador Geral do Sindicato dos Petroleiros – Sindipetro-RN), Tiago Gomes da Silva (Coordenador Estadual do Procon), Pedro Paulino de Araújo (Presidente da Cooperativa dos Proprietários de Táxis de Natal – COOPTAX), e Aldenir Calixto Torres (Presidente do Sindicato dos Taxistas de Natal). 

“O nosso objetivo é debater um tema de extrema importância: o aumento abusivo do combustível”, afirmou Sandro Pimentel em suas redes sociais. 

Por conta da pandemia, a audiência acontecerá de modo virtual. Para solicitar participação, entre em contato pelo WhatsApp (84) 99178-0012. Caso queira só assistir, a transmissão será feita pela TV Assembleia, através do canal 10 no sinal aberto de televisão, e também pelo canal da TV Assembleia RN no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UC5-iXbFxfrauDImM7kMw_Gg).

‘Vamos meter o dedo na energia elétrica’, diz Bolsonaro um dia depois de anunciar troca no comando da Petrobras

Resultado de imagem para bolsonaro
Jair Bolsonaro (Marcos Corrêa/PR/Flickr)

Um dia depois de anunciar a troca no comando da Petrobras, com a indicação do general da reserva Joaquim Silva e Luna para o lugar do atual presidente da empresa, Roberto Castello Branco, o presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores que vai “meter o dedo na energia elétrica”.

“Vamos meter o dedo na energia elétrica, que é outro problema também”, disse neste sábado (20) ao chegar ao Palácio da Alvorada.

Na quinta-feira (18) durante transmissão pela internet, Bolsonaro criticou a Petrobras, mas disse que não ia interferir na empresa. Em seguida, no entanto, afirmou que alguma coisa iria acontecer na empresa nos próximos dias.

No dia seguinte, o presidente anunciou em uma rede social a indicação do Silva e Luna para a presidência da estatal no lugar de Castello Branco.

Bolsonaro vinha criticando a política de reajuste dos combustíveis da petroleira e na quinta-feira disse que o último reajuste foi fora da curva. “Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou.

“Eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras, se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer”, disse em transmissão na quinta”.

G1

Vergonha Nacional: STF vira novo foco de oposição à operação Lava Jato

Desgastes internos da presidência de Luiz Fux, (foto), tornaram cenário desfavorável à investigação
Desgastes internos da presidência de Luiz Fux, (foto), tornaram cenário desfavorável à investigação
NELSON JR./SCO/STF – 18.02.2021

O STF (Supremo Tribunal Federal) virou um novo foco de oposição à Lava Jato. Uma mudança na correlação de forças entre os ministros e os desgastes internos da presidência de Luiz Fux, integrante da ala pró-Lava Jato, tornaram o cenário mais desfavorável ao legado da investigação.

A operação já tinha sido abalada por uma ofensiva da cúpula da Procuradoria-Geral contra procuradores de Curitiba e, agora, enfrenta uma tentativa de aliados e inimigos políticos do presidente Jair Bolsonaro de “desconstruir” o ex-juiz Sérgio Moro.

A perda de apoio da Lava Jato na Suprema Corte ficou escancarada no julgamento da Segunda Turma que garantiu, no início deste mês à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva o acesso às mensagens privadas atribuídas a Moro e a procuradores da operação.

Se antes o relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, podia contar com o plenário para evitar derrotas na Segunda Turma (formada por cinco dos 11 integrantes da Corte), nem essa opção parece mais segura.

É esse cálculo que tem sido feito por interlocutores de Fux, que ainda não decidiu quando vai levar a julgamento a discussão sobre a validade do material obtido por hackers e apreendido na Operação Spoofing.

O grupo criminoso invadiu celulares de autoridades, como Moro e integrantes da força-tarefa em Curitiba.

O modelo de força-tarefa, integrada por procuradores com dedicação exclusiva às investigações, foi abandonado pela gestão de Augusto Aras na PGR.

“Para mim, a Lava Jato não representa uma operação específica, mas o despertar de uma nova consciência e uma mudança de mentalidade. A sociedade deixou de aceitar o inaceitável. Subitamente, redescobriu-se o óbvio: não é legítima a apropriação privada do Estado e é crime o desvio de dinheiro público”, disse o ministro Luís Roberto Barroso, que segue sendo um dos principais defensores da Lava Jato no STF.

Barroso acrescentou: “Como tudo o que é humano, é possível encontrar erros na operação. Porém, é impossível exagerar a importância de se ter revelado ao País o quadro amplo de corrupção estrutural, sistêmica e institucionalizada que nos atrasa na história. Não é singela a luta para desnaturalizar as coisas erradas no Brasil.”

A correlação de forças no STF, que opõe os “garantistas” (críticos aos métodos da Lava Jato) aos “punitivistas” (considerados mais rigorosos com réus, como Barroso, Fux e Fachin), foi alterada com a aposentadoria do ministro Celso de Mello e a indicação de Kassio Nunes Marques.

O então desembargador chegou à mais alta Corte do País com o aval do Centrão, especialmente a bênção do presidente do Progressistas, o senador Ciro Nogueira (PI). Nogueira é réu no STF no caso do “quadrilhão do PP”.

Na Segunda Turma, Nunes Marques tem se alinhado a Gilmar Mendes e a Ricardo Lewandowski – expoentes da ala mais crítica à atuação de procuradores – para impor derrotas à operação. Já votou a favor do arquivamento de inquérito contra o ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE) e da exclusão da delação do ex-ministro Antonio Palocci em ação penal contra o Instituto Lula.

Nos bastidores do STF, a expectativa é de que venha do novato, indicado ao cargo por Bolsonaro, o voto decisivo que vai definir se Moro agiu com parcialidade ao condenar Lula no caso do triplex.

R7

Ex-PM e GCM acusados da maior chacina de SP devem ser julgados em novo júri por 17 mortes em 2015

 Em  2017 parentes das vítimas mortas na chacina protestaram do lado de fora do Fórum Criminal de Osasco, na Grande São Paulo — Foto: Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo
Em 2017 parentes das vítimas mortas na chacina protestaram do lado de fora do Fórum Criminal de Osasco, na Grande São Paulo — Foto: Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo

O ex-cabo da Polícia Militar (PM) Victor Cristilder Silva dos Santos, de 37 anos, e o guarda-civil municipal Sérgio Manhanhã, de 48, devem começar a ser julgados, na manhã desta segunda-feira (22), pela maior chacina da história do estado de São Paulo, em 2015.

O novo julgamento do ex-PM e do agente da Guarda Civil Municipal (GCM) de Barueri está marcado para ocorrer a partir das 10h no Fórum Criminal de Osasco, na região metropolitana. Os júris anteriores que condenaram os réus pela mesma chacina foram anulados pelo Tribunal de Justiça (TJ), que marcou um novo e único júri para ambos (saiba mais abaixo). A previsão da Justiça é a de que esse outro júri popular possa durar até quatro dias.

Cristilder e Manhanhã alegam inocência, mas estão presos preventivamente acusados de matar a tiros 17 pessoas e ter ferido outras sete na noite de 13 de agosto de 2015 em Barueri e Osasco. Câmeras de segurança gravaram as execuções que foram cometidas por homens armados e encapuzados (veja o vídeo abaixo).

Segundo o Ministério Público (MP), o ex-PM e o GCM integravam esse grupo de extermínio, que era formado por agentes das forças de segurança pública. Ainda de acordo com a acusação, os atiradores executaram as vítimas para vingar os assassinatos de um policial militar e de um guarda-civil, respectivamente nos dias 8 e 12 de agosto de 2015.

“Já ficou comprovado nos autos que eles não participaram da chacina. As provas documentais, periciais e testemunhais tornam evidente a inocência de ambos”, afirmou Campanini, na semana passada, ao G1, sobre como será a defesa de seus clientes no novo julgamento.

G1SP

Assembleia Legislativa do RN registra 46 casos de Covid-19; três deputados são infectados; estão todos bem

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte tem 46 casos confirmados entre servidores e parlamentares — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte tem 46 casos confirmados entre servidores e parlamentares — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte tem 46 casos casos confirmados de Covid-19, uma preocupação para servidores e parlamentares. No ano passado, cinco funcionários da ALRN morreram por causa da doença.

Entre os casos confirmados de Covid-19 na Assembleia, três são parlamentares: Getúlio Rêgo (DEM), Kelps Lima (Solidariedade) e Isolda Dantas (PT). Os três se recuperam em casa, cumprindo o isolamento.

Getúlio Rêgo testou positivo há duas semanas, quando cancelou a agenda política e publicou comunicado em uma rede social. “Estou clinicamente bem, apenas com alguns sintomas gripais”, postou. Por telefone, neste sábado (20), o deputado comemorou a recuperação. “Estou sem febre, respirando normal, recuperando o apetite. A doença é muito debilitante, mas a gente está cumprindo os protocolos, isolado. Já estou no 14º dia, e, graças a Deus, a evolução está muito boa”.


Kelps Lima testou positivo no último dia 13 e afirmou que está recolhido em casa desde o dia 11. Os sintomas são leves e ele está sob orientação médica.

Isolda Dantas é o caso mais recente. Ela informou que testou positivo para Covid na sexta-feira (19). Na véspera, a deputada do PT cumpriu agenda política em Pau dos Ferros. Usando máscara, esteve, inclusive, ao lado da governadora Fátima Bezerra (PT), de secretários estaduais e da prefeita de Pau dos Ferros, Marianna Almeida. Segundo a assessoria, “Isolda permanece em casa, em Mossoró, o estado de saúde é muito bom e sem necessidade de internação”.

Segundo a assessoria da ALRN, nem todas as pessoas se contaminaram presencialmente no Palácio José Augusto. Nos gabinetes dos deputados, as atividades são de terça a quinta-feira. Nos outros quatro dias da semana, os funcionários destes gabinetes têm atividades externas e viajam para municípios do interior. De segunda a sexta-feira, apenas os setores administrativos da Assembleia funcionam.

De acordo com a Assembleia Legislativa, quem testa positivo ou tem contato com caso suspeito imediatamente é afastado do trabalho por 14 dias. Diz também que cumpre todas as medidas sanitárias necessárias para evitar a propagação da doença, como uso obrigatório de máscaras, aferição de temperatura e uso de álcool-gel.

Em nota, destacou que “os casos de COVID-19 em todo o Rio Grande do Norte, no Brasil e no mundo continuam sendo registrados. O mais recente levantamento da Assembleia Legislativa lista cerca de 40 servidores que estiveram acometidos da doença, que já se recuperaram ou estão em processo de recuperação. Este ano, a Assembleia não registrou nenhum óbito de servidor”.

G1RN

UFRN confirma que novas variantes do coronavírus estão em circulação no Rio Grande do Norte

Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), coronavírus — Foto: Anastácia Vaz
Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), coronavírus — Foto: Anastácia Vaz

O Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) confirmou neste sábado (20) que novas variantes do coronavírus estão circulando no Rio Grande do Norte. A pesquisa foi realizada por meio do sequenciamento genético e está analisando 91 amostras do SARS-CoV-2, provenientes do Rio Grande do Norte e da Paraíba.

De acordo com o IMT, com materiais genéticos coletados nos meses de dezembro de 2020 e janeiro e fevereiro de 2021, foi possível identificar a linhagem P1, que foi inicialmente encontrada em Manaus, além da linhagem P2, descrita no Rio de Janeiro e que está se disseminando pelo Brasil.

A diretora do IMT-UFRN, Selma Jerônimo, conta que as amostras foram coletadas em dezembro de 2020 e as variantes vêm circulando no Nordeste desde esse período, o que mostra a importância da manutenção da vigilância. Como as novas mutações do vírus estão associadas a uma possível maior dispersão, ela também reforça a importância das medidas de prevenção, como distanciamento social, higiene das mãos e uso de máscaras.

A pesquisa foi financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pelo Ministério da Educação (MEC), com a colaboração de pesquisadores do Laboratório de Bioinformática do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC-MCTI), Ana Tereza Vasconcelos; do IMT-UFRN, Selma Jerônimo e Francisco Freire; do Departamento de Biologia Celular e Genética (DBG-UFRN), Lucymara Fassarella Agnez Lima e Katia Castanho Scortecci; além do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Selma Jerônimo também alertou sobre o “aumento importante” na quantidade de testes positivos para Covid-19 desde dezembro de 2020, chegando a 64% de exames positivos realizados pela unidade em fevereiro de 2021.

G1RN

Isolda Dantas solicita Delegacia de Defesa da Criança e Adolescente para Mossoró

A deputada Isolda Dantas (PT) está solicitando ao Governo do RN, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do RN (Sesed) que seja instalada uma Delegacia de Polícia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) em Mossoró. A parlamentar argumenta que a única delegacia especializada para essa parcela da população se situa em Natal, dificultando o atendimento.
 
“Por questões de logística, vê-se que é impossível atender satisfatoriamente todo o Estado. Nesse sentido, Mossoró, além de ser a segunda maior cidade do nosso Estado está distante 281 km da capital”, justifica a deputada.
 
Isolda defende que ao receber uma unidade da DCA, a medida irá contribuir com o atendimento às crianças e adolescentes vítimas de violência de toda a região. A deputada cita que o Disque 100 recebe quase 50 denúncias diárias, no País, relatando crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes.

Nelter Queiroz demanda fortalecimento da segurança pública em Lagoa Nova

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a ser encaminhando para o Governo do Estado e para a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), solicitando a destinação de mais um veículo e aumento do efetivo policial no município de Lagoa Nova.

De acordo com o parlamentar autor do pedido, trata-se de pleitos de relevante importância e que requerem sensibilidade e urgência para concretização. “O município e a população necessitam de maiores investimentos em segurança pública, principalmente por Lagoa Nova ter fortes potenciais turísticos por ser localizado em região serrana”, justificou.

Lagoa Nova tem a quinta maior população da região do Seridó potiguar, com 15.749 habitantes, de acordo com estimativas 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).