Archive for fevereiro 4th, 2021

Presidente Ezequiel recebe associação nacional de praças em audiência

Nesta quarta-feira (3), ao receber integrantes da Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças (ANASPRA) e lideranças locais das Associações de Praças, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), reiterou todo o reconhecimento e valorização que o Poder Legislativo tem para com o Sistema de Segurança Pública do Estado. Durante a reunião agendada pelo deputado estadual, Subtenente Eliabe (SDD), as pautas giraram em torno da reformulação do Código Disciplinar e de Ética da categoria, com foco no fim das sanções restritivas de liberdade, e do Sistema de Proteção Social.

Os dois temas estão sendo gestados no âmbito do Poder Executivo e o presidente da Assembleia Legislativa assegurou atenção da Casa Legislativa para promover o debate nas comissões temáticas assim que os projetos forem encaminhados pelo Governo do Estado. “O Sistema de Segurança tem tido todo apoio do conjunto dos 24 deputados. Temos estimulado investimentos para Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, Itep e agentes penitenciários”, salientou Ezequiel Ferreira, ao relembrar a aquisição de viaturas e, mais recentemente, a doação de equipamentos de proteção individual para o setor diante do enfrentamento da pandemia da COVID-19 e estruturação da UTI do Hospital da Polícia Militar.

Para o deputado Subtenente Eliabe o debate no âmbito do legislativo será fundamental. “Esta interlocução é importante. O debate da reforma do Código de Ética tem ocorrido desde 2019 e a participação das associações é crucial para a revisão”, disse o deputado. Na visão do SubPM/MG, Heder Martins Oliveira, presidente da ANASPRA, o código disciplinar vigente cuida mais da vida privada do militar do que da sua vida na caserna. “Há artigos inseridos lá que não estão mais adequados aos tempos atuais. São draconianos, instrumentos de opressão e pressão. Alguns de assédio moral. Pura intimidação disciplinar por parte dos comandos”, disse Heder Martins.

Também participaram da reunião o SGTPM/CE, Pedro Queiroz da Silva, 2º vice-presidente da ANASPRA, SGTPM/ES, Ruy Barbosa Júnior, secretário executivo da ANASPRA, CBPM/ES, Carlos Pereira Santos, vice-presidente de assuntos legislativos e institucionais, 1º SGT Marcos Antônio de Sousa, presidente da Associação do Policiais e Bombeiros Militares do Seridó, e a Subtenente Márcia Carvalho, vice-presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Bolsonaro apresenta lista com 35 prioridades a Lira e Pacheco, com privatização da Eletrobras e reforma tributária

Resultado de imagem para bolsonaro, pacheco e lira
Foto da Internet

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu aos novos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), nesta quarta-feira (3), prioridade para 35 proposições que já tramitam no Congresso Nacional. Os três tiveram encontro no Palácio do Planalto.

O documento entregue pelo mandatário traz projetos defendidos pela equipe econômica do governo, como reformulações de marcos setoriais, a autonomia do Banco Central, as reformas administrativa e tributária e as três Propostas de Emenda à Constituição (PECs) da chamada “Agenda Mais Brasil”: Emergencial, Pacto Federativo e Fundos.

Na planilha, elaborada pela Secretaria de Governo da Presidência, outra prioridade apontada foi a privatização da Eletrobras, que enfrentou dificuldades para avançar no Congresso Nacional. Dez dias atrás, o presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior, renunciou ao cargo sob a alegação de motivos pessoais. Um dos fatores a pesar sobre a decisão foi a descrença pessoal no avanço da desestatização.

Também constam no documento itens da pauta de costumes, defendida pela ala ideológica e por apoiadores mais fieis do bolsonarismo, como regras para registro, posse e comercialização de armas de fogo e o homeschooling (educação domiciliar). As informações foram inicialmente publicadas pelo jornal Valor Econômico.

No encontro, Bolsonaro, Lira e Pacheco reafirmaram o diálogo entre os Poderes e a prioridade das pautas econômicas e de combate à pandemia do novo coronavírus.

“Trocamos muitas impressões, esse diálogo não começou hoje, já conversávamos durante a campanha. Podem ter certeza que o clima é o melhor possível”, disse Bolsonaro.

Já Lira disse que o Poder Legislativo vai atuar para minimizar o sofrimento da população e auxiliar na reestruturação econômica brasileira. “Vamos manter um clima de harmonia, de muito trabalho e responsabilidade para minimizar os efeitos danosos da pandemia”, afirmou.

Pacheco destacou que a pacificação entre os Poderes é fundamental para a votação de propostas importantes para o País. “O foco principal é o enfrentamento seguro, ágil e inteligente da pandemia com a vacinação, e a recuperação econômica, peço que todos os brasileiros acreditem”, pontuou.

Informoney

Covid-19: Funcionários da saúde têm receios de relatar sintomas das vacinas e sofrerem perseguições

Resultado de imagem para vacina
Foto da Internet

Alguns funcionários da saúde pública que receberam as vacinas têm receio de relatar os sintomas por que acham que podem sofrer perseguições políticas.

Isso foi relatado por um esposo de uma agente de saúde que disse ao marido que após tomar a vacina está sofrendo febre e dores de cabeça e dores no corpo.

Segundo esse marido, sua esposa e ele já tiveram a Covid-19, que acha que os que já sofreram a doença deveriam ser poupados desse teste da vacina, que ainda está em fase experimental.

Cristiane Dantas sugere ampliação da vacina para outros profissionais da saúde

Durante o seu pronunciamento como oradora na sessão ordinária híbrida desta quarta-feira (3), a deputada Cristiane Dantas (SDD) sugeriu ao Governo do RN ampliar, o mais breve possível, o grupo prioritário para a vacina contra a Covid-19. A deputada propõe que sejam contemplados outros profissionais de saúde que atuam nos hospitais, assim como o pessoal do suporte administrativo, como recepcionistas, auxiliares de serviços gerais e outros.
 
“Gostaria de deixar um apelo e a sugestão para ver se é possível, dentro das prioridades da vacinação, incluir outros profissionais da saúde, principalmente os que estão dentro dos hospitais. Mas incluir também aqueles outros servidores, que sem eles os hospitais não funcionam, como o pessoal da recepção e os auxiliares de serviço geral, que têm contato direto com o lixo hospitalar infectado”, solicitou a deputada.
 
Com a chegada da vacina, a parlamentar disse estar esperançosa de que o ano seja bem melhor do que o anterior, quando eclodiu a pandemia. “Vidas foram perdidas, de amigos e servidores e graças a Deus iniciamos o ano com a chegada da vacina, importante para que possamos galgar o fim dessa pandemia”, disse a parlamentar.
 
Cristiane Dantas afirmou que os municípios precisam seguir avançando na vacinação a fim de também contemplar os idosos “que estão trancados, sem o direito de ir e vir”. A deputada lamentou que as aulas da rede pública ainda não possam ser presenciais a exemplo das escolas da rede privada, que iniciaram suas atividades cumprindo os protocolos sanitários.
 
Ela também alertou que devido à vacina não ser ainda em quantidade suficiente para toda a população, é necessário manter os mesmos cuidados, como uso da máscara, álcool em gel e mãos sempre limpas. Também saudou o novo colega de bancada, Subtenente Eliabe, recém-empossado. “Ele veio fortalecer a bancada e iremos trabalhar juntos”, disse.

Getúlio Rêgo repercute mensagem da governadora e denuncia crise na saúde

A mensagem anual da governadora Fátima Bezerra (PT), lida pela chefe do Executivo nesta terça-feira (02) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, repercutiu na sessão plenária desta quarta-feira (03). O deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) discursou durante o horário de lideranças e criticou as informações repassadas. Além disso, o democrata destacou uma série de problemas existentes na saúde pública do Estado. 

“Eu esperava que a governadora calçasse as sandálias da humildade e reconhecesse a péssima administração. Falar em vacina é muito pouco. Nós que somos médicos, conhecemos aflição das famílias quando se procura rede estadual para procedimentos de média e alta complexidade. Procedimentos eletivos até dá para compreender que estejam suspensos, mas é inaceitável que aqueles que requerem urgência permaneçam 30 ou 60 dias esperando e morrendo. Fazendo retorná-los para suas residências no interior. Quem tem doença vascular não pode esperar pelo amanhã ou próximo mês”, disse Getúlio.

Para o parlamentar, “o RN do ponto de vista gerencial e administrativo está sendo peça publicitária. Mas parece que estamos vivendo numa Noruega. As belezas naturais estão sendo divulgadas como se fossem carimbo do Governo. Não é. Parece que foi obra e planejamento do atual governo”.  Getúlio ainda cobrou diálogo e entendimento para que o Governo do Estado consiga ajuda federal para ampliar a vacinação e melhorar a oferta de saúde pública. 

Já o deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) se pronunciou sobre as dificuldades registradas na saúde pública do município de Ceará-Mirim, onde o hospital regional encerrou o serviço de obstetrícia por decisão da Prefeitura. “Acredito que era importante uma articulação par salvar esse setor tão fundamental para a região”, disse. 

Segundo Sandro, o serviço era utilizado por 22 Prefeituras, responsáveis por 60% dos recursos que mantinham o atendimento. O restante era bancado pelo Estado. Mas, alguns municípios atrasavam suas parcelas e a conta caía na Prefeitura local. O deputado revelou que vai procurar a Secretaria Estadual de Saúde para encontrar uma solução. 

O parlamentar ainda abordou uma situação registrada em Janduís, onde uma creche municipal convive com a falta de berços para as crianças de 0 a 6 anos. Em dias de aula, os colchonetes são divididos e espalhados no chão. Por fim, cobrou a reabertura da Central do Cidadão de Ceará-Mirim, inaugurada ainda no ano passado, mas que, até agora, não entrou em funcionamento. 

A situação das estradas potiguares foi a pauta do discurso do deputado Nelter Queiroz (MDB). O parlamentar criticou principalmente a situação em que se encontra a BR-226, que liga São Vicente a Florânia. “O povo está cobrando há bastante tempo. Está sem condições de tráfego. É um trecho delegado ao Governo do Estado, onde já se arrancou todo o asfalto. É um absurdo. Pedir que governo recupere estrada ou entregue ao Governo Federal. Não pode continuar assim”, disse.

Nélter ainda citou problemas semelhantes registrados no trecho da estrada que liga Carnaubais, Porto do Mangue e Areia Branca, pediu a recuperação da BR-304 até Santa do Matos, da RN-078, que liga Patu até a divisa com a Paraíba e o acesso de Patu ao Santuário do Lima, importante área turística da região. Outra estrada com problemas é a que liga Campo Grande a Assu.

RN aplica segunda dose da CoronaVac entre 10 e 17 de fevereiro; estado vai receber mais 51 mil doses

Segunda dose da CoronaVac será aplicada neste mês em profissionais da saúde e idosos institucionalizados  — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR
Segunda dose da CoronaVac será aplicada neste mês em profissionais da saúde e idosos institucionalizados — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) informou nesta quarta-feira (3) que a aplicação da segunda dose das vacinas contra a Covid-19, da CoronaVac, acontecerá entre os dias 10 e 17 de fevereiro. Essas datas são apenas para quem recebeu as primeiras doses da vacinação (profissionais da saúde e idosos institucionalizados), que começou no dia 20 de janeiro.

A decisão foi informada em uma reunião com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems-RN) e da Secretaria Municipal de Saúde de Natal. A distribuição das vacinas ficou acordada para começar na próxima segunda-feira (8).

Além disso, o prefeito Álvaro Dias (PSDB), em reunião com o ministro da Saúde Eduardo Pazuello, disse que foi confirmado o recebimento de mais 51.800 doses da vacina da CoronaVac até o próximo fim de semana em todo o estado.

Enquanto aguarda a chegada, os municípios se organizam para a aplicação da segunda dose. As datas entre 10 e 17 de fevereiro foram definidas baseadas na norma técnica da CoronaVac, que aponta que o espaço entre a primeira e a segunda dose deve ser de 21 a 28 dias.

Essa etapa só serve para pessoas que tomaram a primeira dose no lote inicial, utilizado na abertura do plano de operacionalização para vacinação contra a Covid-19 do estado. “A vacina só será aplicada em quem levar o seu cartão físico, mostrando que tomou a CoronaVac e na data certa”, explicou a subsecretária de planejamento e gestão da Sesap, Lyane Ramalho.

As segundas doses para quem recebeu a vacina de Oxford/AstraZeneca são aplicadas apenas após 12 semanas.

Novas doses

Segundo o prefeito Álvaro Dias, mais 51.800 doses (259 caixas) da CoronaVac, produzidas em parceria com o Instituto Butantan, serão encaminhadas para o estado até o fim de semana. A informação foi repassada ao prefeito pelo ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante audiência. Álvaro Dias cumpre agenda em Brasília.

Segundo o prefeito, a previsão é de que aproximadamente 13 mil doses fiquem em Natal, considerando que a cidade abriga 25,19% da população do Estado.

“Tratamos de vários assuntos, entre eles a questão das vacinas, que é uma grande preocupação para o povo de Natal e de todo o Rio Grande do Norte. A boa notícia é que até a próxima sexta-feira nós vamos ter disponíveis a nossa parcela de imunizantes para continuar vacinando o público prioritário do plano de imunização”, disse o prefeito.

Durante a reunião em Natal, Sesap e municípios também definiram que as próximas vacinas a chegar serão destinadas prioritariamente a idosos acima de 75 anos que estejam acamados e idosos acima de 85 anos.

A medida segue dados técnicos, pois estes grupos são os mais vulneráveis à Covid-19. O direcionamento será oficializado por meio de nota técnica, a ser encaminhada aos municípios.

G1RN

Homem é morto em casa durante tentativa de assalto em Serra do Mel, RN

Antônio Damião Galdino, de 57 anos, teria reagido ao assalto e foi morto pelos criminosos — Foto: Cedida
Antônio Damião Galdino, de 57 anos, teria reagido ao assalto e foi morto pelos criminosos — Foto: Cedida

Um homem foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto na noite desta quarta-feira (3) no município de Serra do Mel, na região Oeste potiguar. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima teria reagido atirando nos criminosos e acabou sendo atingida por um tiro no peito.

O crime aconteceu por volta das 21h30 na Vila Paraná em Serra do Mel. Antônio Damião Galdino, de 57 anos, estava em casa quando quatro homens armados invadiram a residência dele e anunciaram o assalto.

Segundo informações da PM, Antônio reagiu ao assalto atirando contra os criminosos, que revidaram e atingiram o homem com um tiro no peito.

Ainda de acordo com a Polícia, Antônio foi socorrido por moradores para o Hospital de Serra do Mel, mas não resistiu.

A Polícia informou ainda que o carro usado pelos criminosos foi abandonado no local e eles fugiram a pé sem levar nada da vítima. O veículo tinha sido roubado em Mossoró.

Policiais de Serra do Mel e de municípios da região realizaram buscas, mas até a publicação desta matéria nenhum suspeito foi localizado.

G1RN