Archive for janeiro, 2021

Empregada resgatada em condições análogas à escravidão no Rio declarou que ‘não manda na sua própria vida’

Trecho de depoimento de mulher resgatada em situação análoga à escravidão no Rio — Foto: Reprodução
Trecho de depoimento de mulher resgatada em situação análoga à escravidão no Rio — Foto: Reprodução

A empregada doméstica resgatada em condições análogas à escravidão no bairro da Abolição, na Zona Norte do Rio, relatou em depoimento à Força-tarefa de Combate ao Trabalho Escravo uma rotina de muitas privações nas quatro décadas que trabalhou sem receber salários e que “não manda na sua própria vida”.

A mulher, de 63 anos, foi mantida, segundo os agentes, durante 41 anos sem salário e férias. A empregada contou que, após trabalhar cerca de 11 horas por dia, com pouco tempo para as refeições, dormia em um quarto sem energia elétrica nos fundos da casa.

Sem luz e relógio, ela afirma que calculava a passagem de tempo conforme o dia ia escurecendo.

As informações foram registradas em um depoimento, obtido pelo G1, após o resgate, na última segunda-feira (25), na 1ª Procuradoria-geral do Trabalho.

No depoimento, ela também relatou que uma médica da família da empregadora da vítima diagnosticou que ela estava com Covid-19, e receitou remédios. Sua empregadora teria comprado os medicamentos, mas a empregada nunca fez outros exames e disse que nunca tomou os remédios.

Empregada dormia em quarto sem luz no fundo de uma casa na Abolição — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Empregada dormia em quarto sem luz no fundo de uma casa na Abolição — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Resgate

Quando os auditores fiscais do trabalho viram a vítima pela primeira vez, ela estava suja depois de voltar do ferro velho, onde fora vender as latinhas que catava para conseguir alguma remuneração.

Às 11h, ela ainda não tinha se alimentado e estava, segundo os auditores e promotores do Ministério Público do Trabalho, muito agitada, confusa e com problemas de audição.

Vizinhos questionados pelos auditores do trabalho relataram ainda agressões físicas e verbais contra a vítima por parte dos patrões, inclusive uma tentativa de enforcamento. Questionada, a própria empregada negou.

A mulher, de 63 anos, contou em depoimento que às vezes recebia R$ 6 ou R$ 7 de sua empregadora, e que usava em alguns momentos o dinheiro para comprar sabonete para tomar banho. O vínculo empregatício da vítima nunca foi registrado na sua carteira de trabalho.

Durante os 41 anos, a mulher afirma também que nunca teve contato com sua família de origem, em São Paulo.

Agora, ela é atendida pelo programa de assistência social do Caritas em parceria com o Ministério Público do Trabalho.

Sua empregadora tem uma semana para pagar a sua rescisão salarial, assim como os vencimentos referentes aos anos de trabalho. Os valores são de mais de R$ 100 mil.

Pertences da empregada acumulados no quarto onde ela dormia — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Pertences da empregada acumulados no quarto onde ela dormia — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

G1RJ

Governo Bolsonaro vai assinar contrato com o Butantan para compra de 54 milhões de doses da CoronaVac

Ampolas da vacina Coronavac. — Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Ampolas da vacina Coronavac. — Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta sexta-feira (29) que o governo de Jair Messias Bolsonaro se manifestou sobre a compra do lote com 54 milhões de doses da CoronaVac e deve assinar contrato na terça-feira (2).

“Com relação à contratação adicional das 54 milhões de doses, hoje, alguns minutos atrás, eu recebi uma comunicação da pessoa responsável pelo departamento de logística do Ministério da Saúde, avisando que o contrato será assinado na terça-feira da próxima semana. É uma notícia que todos nós estamos aguardando, e esperamos que se concretize na próxima terça-feira”, disse.

Em nota na noite desta sexta (29), o Ministério da Saúde confirmou a opção de compra das 54 milhões de doses da vacina do Butantan e afirmou que “irá firmar o contrato de compra das doses junto à Fundação na semana que vem”.

“Junto aos 46 milhões de doses já adquiridas, o Governo Federal garante, com antecedência, 100 milhões de doses da Coronavac ao Plano Nacional de Imunizações (PNI). O Ministério da Saúde irá firmar o contrato de compra das doses junto à Fundação na semana que vem. Além disso, a pasta está solicitando a antecipação do registro da vacina junto à Anvisa, para ampliar a vacinação para toda a população brasileira”, afirmou a nota.

G1SP

Tentativa de empresas para reaquecer comércio levou Manaus a criar maior número de empregos no País em 2020, avaliam economistas

Sine Manaus seleciona candidatos para 38 vagas de emprego  — Foto: Márcio James / Semcom
Sine Manaus seleciona candidatos para 38 vagas de emprego — Foto: Márcio James / Semcom

Manaus alcançou o 1º lugar no ranking das 50 cidades brasileiras que criaram mais vagas de emprego com carteira assinada em 2020, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foram 10.869 empregos criados na capital amazonense no ano passado.

Com um novo surto da Covid, o comércio não essencial está proibido de abrir desde o dia 2 de janeiro deste ano, e a circulação de pessoas também está restrita em todos os municípios durante as 24 horas do dia. A medida foi prorrogada até 7 de fevereiro. Até esta quinta (28), mais de 7,6 mil pessoas morreram com Covid no estado.

Para o economista Eduardo Souza, ao levar em consideração o parâmetro geral, a tentativa de reaquecer a economia durante a pandemia contribuiu para que Manaus ocupasse esse 1º lugar no ranking.

Para ele, o aumento na procura por empregadores surgiu no momento em que os contratantes visavam uma recuperação positiva durante a pandemia.

“As empresas estavam tentando voltar a reaquecer o mercado. E, para esse reaquecimento, precisa aumentar o volume de produção com a contratação de novas pessoas. Logo, esses dados de 2020 consigam refletir essa situação: a tentativa da economia se reerguer”, disse.Capitais que mais criaram vagas de emprego com carteira assinada em 2020 Manaus aparece em 1º lugar no ranking de cidades.
Fonte: CAGED

“Passamos por um período de crise, de isolamento social, que houve a necessidade de um aumento no volume de desempregos para os empresários sobreviverem com suas firmas. No momento que essa crise epidemiológica, pelo menos nos meses passados, aparentou dar uma ‘tranquilizada’, houve um reaquecimento. Agora, sabemos que a situação voltou a piorar”, completou.

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio), Aderson Frota, ressalta que houve um decréscimo no número de empregos em relação aos últimos cinco anos.

“O que se observa é que o mercado realmente encolheu. Primeiro tivemos muitos percalços, grandes oscilações nas vendas, um momento muito difícil e isso está refletindo no total dos números do Caged. As admissões foram mais positivas que os desligamentos, mas se você observar o número total, houve um decréscimo ao longo desses últimos cinco anos”, afirmou.

O presidente da Federação das Câmaras de Lojistas do Amazonas (FCDL), Ezra Azury Benzion, relacionou o auxílio emergencial do governo federal com a retomada positiva da economia. Ele diz que o auxílio manteve o poder de compra da população e ajudou a movimentar o comércio.

“O dinheiro do auxílio emergencial ajudou muito a oxigenar o comércio da cidade. Em 2020, apesar da situação que vivemos, também tivemos a abertura de muitos supermercados e lojas. Foi um ano que muitas empresas cresceram aqui, abriu filiais, principalmente nas zonas Norte e Leste de Manaus”, contou.

O auxílio emergencial foi encerrado em dezembro do ano passado, mas por conta do caos vivido no Amazonas, a Defensoria Pública da União entrou com pedido na Justiça para manter o benefício de R$ 300 por mais dois meses ou até que acabe a fila de leitos no sistema público de saúde. Nesta quinta, o Governo do Amazonas anunciou auxílio de R$ 600 para famílias em extrema pobreza.

G1RN

Covid-19: Natal conclui vacinação da 1ª dose nos 492 idosos que vivem em instituições de longa permanência

Idosos foram vacinados nas próprias institições — Foto: Célia Costa
Idosos foram vacinados nas próprias institições — Foto: Célia Costa

Natal encerrou na quinta-feira (28) a aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 nos 492 idosos que moram nas 21 instituições de longa permanência da capital potiguar. Apenas neste último dia, foram 128 idosos vacinados.

A primeira etapa da imunização começou na segunda-feira (25) e, durante esses quatro dias, equipes de saúde da prefeitura de Natal e da UFRN foram a todas as instituições através de uma ação itinerante.

“Os idosos institucionalizados fazem parte dessa primeira etapa da vacinação. Assim que recebemos as vacinas, separamos o quantitativo desse grupo. É com muita satisfação que concluímos parte dessa primeira etapa. A mesma equipe fará a aplicação da segunda dose da vacina”, explicou o secretário de saúde de Natal, George Antunes.

Idosa sendo vacinada contra a Covid-19 em Natal moradora de abrigo, instituição de longa permanência — Foto: Célia Costa

Idosa sendo vacinada contra a Covid-19 em Natal moradora de abrigo, instituição de longa permanência — Foto: Célia Costa

Ao todo, na quinta-feira (28), 3.018 pessoas foram vacinadas na capital potiguar. Atualmente, 17.095 profissionais de saúde já receberam a primeira dose da imunização.

Para esta sexta-feira (29), a Secretaria Municipal de Natal ampliou a vacinação para toda rede de Atenção Básica de Natal (veja aqui quem pode se vacinar atualmente em Natal).

As vacinas seguem sendo aplicadas nos quatro drive thrus (que funcionaram até 14h nesta sexta) e nas salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde (Pajuçara, Nova Natal, Vale Dourado, Bom Pastor, São João e Nova Descoberta), das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h.

Para ter acesso a vacinação, será necessário apresentar a escala de trabalho assinada e documento de identificação ou crachá.

G1RN

Governo do RN decide voltar com aulas remotas em fevereiro e suspende retorno presencial na rede estadual

Escolas estaduais só retornarão em formato remoto — Foto: Assecom/Governo do RN
Escolas estaduais só retornarão em formato remoto — Foto: Assecom/Governo do RN

O governo do RN suspendeu nesta sexta-feira (29) o retorno às aulas presenciais no dia 1 de fevereiro na rede estadual de ensino. As aulas ainda recomeçarão nesta data, mas apenas no formato remoto.

Em nota, o Poder Executivo informou que a decisão “segue entendimento de outros estados do país, que optaram por retomar às atividades escolares ainda de forma remota até que as condições sanitárias em face da pandemia do coronavírus estejam integralmente satisfatórias”.

Na própria segunda-feira (1), o governo estadual disse que se reunirá com o Ministério Público para discutir um retorno presencial e avaliar as adequações que foram realizadas escolas dos estados. O Estado não deu previsão de nova data para a volta das atividades presenciais.

Na quinta-feira (28), a Prefeitura de Natal também anunciou o adiamento das aulas na rede municipal de ensino. As atividades retornarão apenas de maneira remota a partir do dia 18 de fevereiro. Também não há previsão para o retorno das aulas presenciais. Antes, o calendário indicava a volta no dia 2 de fevereiro.

Mossoró foi outra cidade que decidiu adiar o reinício das aulas presenciais – antes marcadas para fevereiro – para março. O motivo foi a falta de condição das escolas municipais para enfrentar o atual cenário de pandemia da Covid-19.

As atividades na rede pública de todo o estado estão suspensas desde março, por conta da pandemia da Covid-19.

Algumas escolas municipais e estaduais não apresentavam as condições sanitárias necessárias contra a Covid-19 para alunos e professores.

Na quinta-feira, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) havia informado que a intenção era manter o cronograma de reinício das aulas presenciais – em formato híbrido – a partir do dia 1 de fevereiro.

Segundo a pasta, cerca de 60% das escolas estaduais passaram por adaptações e tinham condições sanitárias básicas e suficientes para o retorno das atividades presenciais.

G1RN

Ministério Públicos e Defensoria recomendam a adoção de medidas à Prefeitura do Natal para evitar “fura-fila” na vacinação

Uma recomendação conjunta da Defensoria Pública do RN, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Estado (MPE) e Ministério Público do Trabalho (MPT) foi encaminhada à Prefeitura do Natal nesta sexta-feira (29), tratando sobre a necessidade de impedir que a ordem de prioridade da vacinação contra a covid-19 seja desrespeitada. Relatos de situações e denúncias indicam que pessoas não pertencentes ao público-alvo da primeira etapa da campanha de imunização conseguiram ser vacinadas, o que está sendo objeto de apuração, podendo resultar na punição dos envolvidos.

O documento prevê várias medidas a serem adotadas pelo Município, incluindo a elaboração prévia de listas nominais que devem ser encaminhadas pelos gestores das unidades de saúde envolvidas no tratamento da doença, contendo o nome dos profissionais a serem vacinados e as informações sobre os critérios de prioridade e risco (idade/comorbidade, local de trabalho e atividades que exercem).

Essas listas devem ser enviadas ao Ministério Público dentro de cinco dias, mesmo prazo previsto para que o Município atualize seu Plano de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19, de acordo com as novas diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

O plano atualizado deverá explicitar o conceito de “trabalhador de saúde”, indicando de forma clara e precisa quais áreas de atuação profissional serão abrangidas, quais as funções dos profissionais que compõem a equipe de vacinação e quais serviços terceirizados – executados no mesmo local de trabalho dessas equipes – devem integrar esse público inicial a ser imunizado.

Ministérios Públicos e Defensoria recomendam ainda a devida orientação para que as equipes de vacinação possam cobrar e verificar os documentos que comprovem a situação de prioridade, dentre os quais as escalas de serviço da unidade hospitalar ou serviço de saúde de quem atua no atendimento direto a pacientes de covid-19. Essas escalas também devem ser informadas aos órgãos de fiscalização.

Controle semelhante precisará ser adotado quando da aplicação da segunda dose das vacinas, com a preparação de listas nominais dos beneficiados e sua divulgação prévia para amplo conhecimento do grupo prioritário.

Crimes – A recomendação adverte que a prefeitura não deve autorizar a vacinação de voluntários da área administrativa que não integrem a equipe de profissionais de saúde responsável pela vacinação ou os grupos prioritários. As possíveis fraudes ou tentativas de fraudes constatadas devem ser, imediatamente, informadas ao Ministério Público.

Furar a fila da vacinação pode configurar ato de improbidade administrativa e também caracterizar os crimes de abuso de autoridade (artigo 33 da Lei 13.869/2019), infração de medida sanitária preventiva (artigo 268 do Código Penal), corrupção passiva, ativa ou prevaricação (artigos 317, 333 e 319 do Código Penal).

Além disso, a apresentação de documento ou informação fraudada para se vacinar pode configurar prática dos crimes de falsificação de documento público, falsificação de documento particular e uso de documento falto (artigos 297, 298 e 304 do Código Penal).

Registros – A recomendação alerta para a necessidade de inclusão dos dados no sistema criado especialmente para o controle da campanha, o RN Mais Vacina, no qual só haviam sido registradas, nos primeiros dias, pouco mais de 3 mil das aproximadamente 10 mil aplicações de doses de vacinas realizada pela Prefeitura do Natal. A administração deverá, inclusive, equipar os locais de vacinação com dispositivos de informática suficientes e acesso à internet, evitando aglomerações e aumento do tempo de espera nas filas.

O RN Mais Vacina foi desenvolvido, em parceria, pelo LAIS/UFRN, UERN e SESAP/RN, como forma de dar transparência e ampla publicidade à população quanto à aplicação das doses das vacinas, bem como para servir de ferramenta de controle epidemiológico.

Grupos – A Defensoria e os Ministérios Públicos também cobram que, iniciada a imunização dos idosos com mais de 75 anos, sejam identificados e vacinados aqueles que possuam mobilidade limitada ou que estejam acamados, “cuja busca ativa deverá, se possível, ser previamente realizada pelas equipes de atenção primária de saúde”.

O documento também recomenda a imunização das pessoas maiores de 18 anos “institucionalizadas/acolhidas em residências inclusivas” localizadas na capital e os profissionais de saúde dessas instituições, que, assim como os idosos abrigados, foram considerados como prioritários pelo Informe técnico do Ministério da Saúde e da SESAP.

Até o momento, foi autorizada no país a aplicação das vacinas Coronavac e Covishield. O Plano Nacional de Imunização, atualizado em 25 de janeiro, definiu como grupos prioritários (em sua fase 1): trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos de idade ou mais; pessoas de 60 anos de idade ou mais institucionalizadas; pessoas com deficiência institucionalizadas, população indígena, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas, povos e comunidades tradicionais quilombolas.

Em 18 de janeiro, o Ministério da Saúde recomendou que, dentro do grupo de trabalhadores da saúde, fossem priorizados aqueles pertencentes às equipes de vacinação, trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas; e trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, envolvidos diretamente no atendimento de casos suspeitos e confirmados de covid-19.

Critérios – Os Ministérios Públicos e a Defensoria alertam, contudo, que não deve haver discriminação entre classes desses trabalhadores (técnicos de enfermagem, serviços gerais, médicos, enfermeiros, segurança de unidades de saúde, fisioterapeutas etc.), devendo-se adotar critérios objetivos, dentro do grupo, conjugados com os riscos de morte e de transmissão a que efetivamente estão expostos.

Cópia da Recomendação foi remetida ao Conselho Municipal de Saúde e à Ouvidoria do SUS no Rio Grande do Norte, para que ambos possam eventualmente contribuir na fiscalização do cumprimento das medidas. O documento foi assinado pela Defensora pública do Estado, Cláudia Carvalho; promotoras de Justiça Raquel Fagundes e Gilcilene da Costa; procuradores da República Victor Mariz e Camões Boaventura; e os procuradores do Trabalho Xisto Tiago de Medeiros, Ileana Neiva e Lilian Vilar.

2º Concurso de Redação sobre História de Natal continua com inscrições abertas

“Os desafios da relação entre o homem e a preservação do patrimônio histórico”. Esse é o tema do 2º Concurso de Redação Sobre a História de Natal, promovido pela Viva Entretenimento em parceria com a  Escola da Assembleia Legislativa do RN, em parceria com outros órgãos públicos e instituições privadas do Estado. A iniciativa, que está com inscrições abertas até o dia 2 de março, é voltada para os estudantes do Ensino Fundamental da Rede Pública e Privada do Rio Grande do Norte. 

Segundo o diretor da Escola da Assembleia, professor João Maria de Lima, “esse concurso é de extrema importância, na medida em que valoriza a parte histórica e cultural da nossa cidade. Além disso, é uma maneira de incentivar os nossos jovens a ler e a escrever mais e melhor”. Essa é a segunda edição do concurso, idealizado pelo empresário Jarbas Filho, que também conduz o resgate da história e cultura de Natal através da Caminhada Histórica. 

Para se inscrever, o aluno deve baixar o formulário de inscrição através do site www.al.rn.gov.br/portal/escola e, após redigir sua redação à mão, de forma legível, enviar o trabalho digitalizado, em formato PDF, para o e-mail caminhadahistoricadenatal@gmail.com, até o dia 2 de março. Será aceito apenas 1 (um) texto, de 20 a 30 linhas, por estudante. A inscrição é gratuita.

No concurso deste ano, o primeiro lugar ganhará 1 (um) Notebook, além de um certificado de premiação e reconhecimento, emitido pela Escola da Assembleia Legislativa. Já o segundo e o terceiro lugares receberão 1 (um) Smartphone e 1 (um) Tablet, respectivamente, juntamente com seus certificados. 

Além disso, todos os professores orientadores também ganharão um Tablet e um certificado de premiação e reconhecimento. As escolas dos alunos autores dos 3 melhores trabalhos receberão também os seus certificados de reconhecimento pela Escola da Assembleia.

O resultado do concurso será divulgado no site www.al.rn.gov.br/portal/escola até o dia 15 de março. Acesse o regulamento completo em linklist.bio/vivaentretenimento. 

Caminhada Histórica do Natal

E neste domingo (31), a partir das 15h, acontecerá a popular “Caminhada Histórica do Natal – história e cultura passo a passo”, um evento para os que desejam observar e conhecer melhor a capital do Estado e suas raízes históricas.

Este ano, em sua 9ª edição, devido à pandemia do novo Coronavírus, o evento contará com formato inédito, virtual, sendo transmitido através do canal do YouTube “VivaPromoções”. 

A apresentação ficará por conta dos que entendem de comunicação online, Leo Souza e Alexandre Rocha, que farão um passeio pelas ruas da Cidade Alta e Ribeira, os bairros mais boêmios da capital, contando a história de cultura e arte da cidade do Natal.

Natal vacina mais de 14 mil pessoas contra Covid-19 e amplia lista de hospitais que terão profissionais imunizados

Profissional mostra dose da vacina Coronavac aplicada em drive thru na Arena das Dunas em Natal, no Rio Grande do Norte. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi
Profissional mostra dose da vacina Coronavac aplicada em drive thru na Arena das Dunas em Natal, no Rio Grande do Norte. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

A Prefeitura de Natal divulgou uma nova lista de hospitais cujos profissionais de saúde vão receber a primeira dose da vacina contra Covid-19 a partir desta quinta-feira (28). Inicialmente, a prefeitura começou a vacinação com profissionais da linha de frente e idosos que moram em instituições de longa permanência e vem ampliando a vacinação para os demais profissionais de saúde.

Segundo o município, 14.077 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19 até esta quarta-feira (28) e foram aplicadas 2.261 vacinas entre profissionais de saúde e idosos em instituições de longa permanência. Ainda não há prazo para vacinação de outros grupos, como os idosos a partir dos 75 anos que não moram nessas instituições.

Os profissionais de saúde dos seguintes hospitais poderão se vacinar a partir desta quinta-feira (28):

  • Instituto do Coração
  • Hospital Rio Grande
  • Hospital do Coração
  • Hospital da Unimed
  • Hospital Naval
  • Hospital da Guarnição do Exército
  • Hospital Antônio Prudente
  • Hospital Severino Lopes
  • Hospital Policlínica
  • Hospital Luís Antônio
  • Prontoclínica da Criança
  • Hospital Promater
  • Hospital São Lucas
  • Hospital Memorial
  • Todos os profissionais dos serviços de hemodiálise e radiologia
  • Todos os profissionais da Unicat.

Para uma melhor organização, a Secretaria Municipal de Saúde pediu que os profissionais de saúde observem os locais de referências indicados:

Shopping Via Direta
– Profissionais do Instituto do Coração, Hospital Rio Grande, Hospital da Unimed, Hospital do Coração, Unicat;

Ginásio Nélio Dias
– Profissionais do Hospital Naval, Hospital da Guarnição do Exército, Hospital Antônio Prudente

Palácio dos Esportes
Profissionais do Hospital Luís Antônio

Arena das Dunas
Profissionais do Hospital Promater, Hospital São Lucas.

Qualquer posto de vacinação drive-thru ou uma das 6 unidades básicas de saúde abertas
Profissionais do Hospital Severino Lopes, Hospital Policlínica, Prontoclínica da Criança, Hospital Memorial, serviços de hemodiálise e radiologia.

As Unidades Básicas de Saúde são as de Pajuçara, Nova Natal, Vale Dourado, Bom Pastor, São João e Nova Descoberta.

Para ter acesso a vacinação, o profissional precisa apresentar a escala de trabalho assinada e documento de identificação com foto.

Além dos profissionais da linha de frente contra a Covid-19 e das unidades acima, a vacinação já tinha sido aberta para profissionais de hospitais municipais e estaduais do município, como o Hospital Maria Alice Fernandes, Hospital Santa Catarina, Hospital Walfredo Gurgel, Hospital Municipal de Natal, Hospital João Machado, Hospital dos Pescadores, Hospital Infantil Varela Santiago, Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), Cecan/Liga.

Idosos

Nesta quinta-feira também são vacinados, segundo o município, os idosos que moram nas seguintes instituições:

  • Associação Espírita Enviados de Jesus
  • Lar da vovozinha
  • Instituto Juvino Barreto
  • Envelhecer vivendo
  • Morro Branco Hospedagem Geriátrica

Natal vacina mais de 14 mil pessoas contra Covid-19 e amplia lista de hospitais que terão profissionais imunizados.

G1RN

Rio Grande do Norte cria 1.769 postos de trabalho com carteira assinada em 2020, diz Caged

Carteira de trabalho — Foto: Divulgação/ Reprodução
Carteira de trabalho — Foto: Divulgação/ Reprodução

Apesar de registrar mais demissões que contratações com carteira assinada no mês de dezembro e enfrentar uma pandemia ao longo do ano, o Rio Grande do Norte registrou um saldo positivo de 1.769 postos de trabalhos criados em 2020, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (28).

Esse resultado é a diferença entre as contratações e as demissões no período de 12 meses. Em 2020, o estado registrou 137.454 contratações e 135.685 demissões, concluindo os 12 meses com um “estoque” de 429.385 empregos formais.

Rio Grande do Norte criou mais de 1,7 mil empregos em 2020, apesar de pico de demissões durante a pandemia. Veja saldo mensal. — Foto: Caged

Rio Grande do Norte criou mais de 1,7 mil empregos em 2020, apesar de pico de demissões durante a pandemia. Veja saldo mensal. — Foto: Caged

Dessa forma, apesar de uma redução, o estado manteve uma sequência de saldo positivo de empregos. Em 2019, o estado havia terminado o ano com 3,1 mil novas vagas. Em 2018, o estado criou mais de 5 mil empregos, e em 2017, pouco mais de 840 postos.

Os cinco primeiros meses de 2020 tiveram mais demissões que contratações, com o estado chegando a um pico de 9.749 empregos a menos somente no mês de abril, durante as medidas de isolamento social por causa da pandemia da Covid-19.

O estado voltou a registrar saldos positivos a partir de junho até novembro, voltando a ter saldo negativo no mês de dezembro, quando fechou pouco mais de 850 vagas.

Enquanto o setor de serviços fechou o ano com 1.664 vagas de emprego a menos, o comércio liderou as contratações, com um saldo positivo de 2.223 vagas. O setor foi seguido pela construção civil, que terminou o ano com saldo de 1.468 novos empregos. Já a indústria fechou 196 postos formais e o agronegócio, 62.

Brasil

O resultado local reflete os dados nacionais. O Brasil gerou 142.690 empregos com carteira assinada em 2020, segundo dados do Caged. No ano passado, o país registrou 15.166.221 contratações e 15.023.531 demissões.

De acordo com dados oficiais, 2020 foi o terceiro ano seguido com geração de empregos formais. Entretanto, foi o pior resultado para um ano fechado desde 2017 – quando foram fechadas 20.832 vagas com carteira assinada.

Assembleia Legislativa retoma atividades parlamentares na próxima semana

No dia 2 de fevereiro, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte retoma as atividades parlamentares com sessão de abertura do ano legislativo iniciando às 10 horas, no Plenário da Casa. Após o rito formal de abertura, feito pelo presidente da ALRN, Ezequiel Ferreira (PSDB), a palavra é facultada à chefe do Executivo, Fátima Bezerra ou representante que irá ler a mensagem anual. A sessão será transmitida vivo pela Tv Assembleia, canal 10.3, pelo portal al.rn.leg.br e pelas redes sociais no @assembleiarn.

Em razão da pandemia do novo coronavírus, a sessão continuará em formato hídrido com participação dos 24 deputados estaduais que podem estar em ambiente virtual – através do Sistema de Deliberação Remota (SDR) ou presencialmente no Plenário da Casa.

O presidente Ezequiel suspendeu os atos formais como a revista às tropas, a foto oficial e demais atos, tradicionais na abertura das atividades legislativas. A primeira sessão ordinária do ano está prevista para o dia seguinte, quarta-feira, 3 de fevereiro.

No início dos trabalhos, a Assembleia Legislativa dará continuidade ao SDR obedecendo as normas de tramitação processual-legislativa, uma medida de caráter excepcional em razão do combate a proliferação do vírus e aumento dos número de pacientes com COVID-19 em tratamento no Rio Grande do Norte.

O presidente da ALRN, deputado Ezequiel Ferreira, garantiu que apesar de um ano atípico, em meio à pandemia da Covid-19, a Casa manterá seu ritmo de atividades, assim como em 2020, sem prejuízo dos trabalhos em plenário e das Comissões.

“A exemplo do que fizemos no ano passado, a nossa perspectiva é de uma atuação legislativa sem alteração dos trabalhos em plenário, das votações e debates. Em 2021 queremos também intensificar nossas ações de combate à covid-19 e somar esforços para conter o avanço da pandemia”, afirmou Ezequiel Ferreira.

O ano legislativo também inicia com mudança no colegiado de parlamentares com a posse do novo deputado estadual, Subtenente Eliabe (Solidariedade) que assumiu a cadeira após a vitória do deputado que tornou-se prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade). Com a mudança, as comissões também devem mudar os nomes dos membros para o ano de 2021.

A sessão de abertura dos trabalhos legislativos poderá ser acompanhada pela imprensa e sociedade civil ao vivo pela Tv Assembleia, canal 10.3, pelo portal al.rn.leg.br e pelas redes sociais no @assembleiarn.

Lei de Ezequiel prioriza atendimento aos portadores de diabetes no RN

Agora é lei.  Foi sancionado o Projeto de Lei do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que assegura atendimento prioritário aos portadores de diabetes em toda a rede de saúde pública ou privada do Estado do Rio Grande do Norte. “Para obter o benefício previsto nesta Lei, o usuário do serviço de saúde deverá comprovar a condição de portador de diabetes mediante a apresentação de documento médico (laudo) que ateste a patologia. Os estabelecimentos, no momento do atendimento, devem identificar as pessoas portadoras de diabetes para que assim possa ser dada a prioridade e a celeridade ao atendimento”, explica o deputado. A lei foi sancionada pela governadora Fátima Bezerra (PT) e já publicada no Diário Oficial do Estado.

Com a sanção da governadora do Estado ficam os hospitais, unidades de saúde, clínicas, laboratórios e similares, que integram a Rede de Saúde Pública ou Privada do Estado do Rio Grande do Norte, a partir da vigência desta Lei, obrigados a oferecer as pessoas portadoras de Diabetes Tipo 1 e Tipo 2, atendimento prioritário na realização de exames laboratoriais, por imagens, endoscópicos ou congêneres, que necessitem ser executados em jejum. A prioridade mencionada na lei equipara-se à prevista para os idosos, deficientes e gestantes.

“Para a realização desses exames periódicos, essas pessoas necessitam, para tanto, realizar jejum, o qual não deve ocorrer em períodos prolongados, sob pena de serem acometidas por eventos de hipoglicemia, que, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), podem desencadear o aparecimento de tremores, tontura, taquicardia, visão turva, desorientação, perda de consciência, convulsões, entre outros problemas”, justificou o deputado.

O percentual de homens do Município do Natal que apresentaram diagnóstico médico de diabetes mais que dobrou (106,8%) entre os anos de 2006 e 2017. No Rio Grande do Norte a situação é preocupante, isso porque a quantidade de internações em razão da diabetes aumentou 26,6%, saindo de 2.577 casos em 2010 para 3.264 em 2016, segundo noticia o Ministério da Saúde. A diabetes é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos, causando um aumento da glicose no sangue. Devido à necessidade do controle permanente dos índices de açúcar no sangue e a uma série de complicações que o excesso causa ao corpo humano, os exames médicos, laboratoriais e clínicos, são uma rotina para essas pessoas portadores da diabetes.

Dr. Bernardo articula reabertura da antiga Aficel com geração de 400 empregos em Mossoró

Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação
Preocupado com a falta de emprego e a geração de renda em Mossoró e região, o deputado estadual Dr. Bernardo ( Avante), articulou uma reunião com a governadora Fátima Bezerra, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado e o empresário José Luís Horto, onde foi confirmada, para o início de março, a abertura da antiga fábrica Aficel, que funcionará como Best Nuts, em Mossoró.

A empresa de castanhas será reaberta no mesmo local onde funcionou a Aficel, que encerrou atividades em 2015. “Boa notícia para Mossoró e região.  Essa reabertura foi possível graças a revitalização da cajucultura e ao PROEDI que possibilitou incentivos fiscais, viabilizando o investimento no interior”,  afirmou Dr. Bernardo.

Para o empresário José Luis Horto, a articulação do deputado foi preponderantemente, assim como o PROEDI para que o investimento fosse feito em Mossoró. “Do contrário teríamos aberto a fábrica no estado do Ceará”, concluiu.

Amendoim Best Nuts tem previsão de abertura o mês de março e deve gerar 400 empregos diretos, com possibilidade de chegar a 1200 no total, até o final do ano.

Dirigentes de Câmaras Municipais com até 10 mil habitantes querem interiorização das ações da Fecam/RN

Gestores oferecem propostas a Paulinho Freire que articula União da Fecam/RN no biênio 2021-2022

A nova direção da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam/RN), no biênio 2021-2022 tem uma nova proposta para alavancar os legislativos menores com população de até 10 mil habitantes. Cidades consideradas de pequeno e médio porte são quase 80% dos Poderes Legislativos Municipais, calculando as 167 cidades do Estado.

Presidente da Câmara Municipal de Olho D’Água do Borges, Jéssica Queiroga (PSDB) está conversando com gestores dos legislativos no Alto, Médio e Oeste Potiguar para formular uma proposta que será entregue ao presidente da Câmara Municipal do Natal, Paulinho Freire (PDT), que foi lançado por um grupo para presidir a Fecam/RN, a partir do dia 5 de fevereiro, na próxima semana, quando acontece as eleições da entidade.

“Uma das nossas propostas é articular junto à bancada estadual e federal, para destinação de emendas parlamentares com intuito de reformar e equipar as Câmaras do tipo 0.6 e 0.8 que são quase 80% no RN. Vamos resgatar o Metrópole Digital no interior e lutar para transformar das Câmaras de pequeno e médio porte em uma mini Central do Cidadão ”, defende José Augusto de Severiano Melo.

Outro gestor de Câmara Municipal, o vereador Juscelino Herculano (PL) de Messias Targino também pede a Paulinho Freire atenção para as Casas Legislativas. “Ampliação dos cursos profissionalizantes, de acordo com a necessidade dos municípios menores geram emprego e renda, como curso de design de sobrancelha, barbeiro, depilação, cabeleireiro, perfumista, curso de higiene e limpeza, dentre outros”, exemplifica Juscelino que articula apoios de colegas no Oeste Potiguar.

Na região Seridó, o presidente da Câmara Municipal de Cruzeta, Itan Lobo (PSDB) é outro que colabora com anseios para as cidades menores. “Ampliação do Conexão Enem em parceria com a Escola da Assembleia Legislativa de forma online para as Câmaras de pequeno porte, é uma grande forma de incentivar os jovens estudantes que não têm muitas oportunidades. A Escola da Assembleia oferta muita qualificação”, afirma Itan Lobo.

Rodrigo do Carmo (PSB), que preside a Câmara de Serrinha no Agreste Potiguar também foca em uma proposta de Poder Legislativo mais moderno. “Ofertar os serviços de marketing digital para as Câmaras que não podem pagar assessoria de comunicação, ajuda na visibilidade aos trabalhos do Legislativo dos municípios”, frisa o vereador do Agreste.

A eleição da Fecam/RN será realizada na sede da Federação das Câmaras Municipais do RN – Rua da Saudade, 1877, bairro Lagoa Nova na capital potiguar, no dia 05 de fevereiro (sexta-feira) pela manhã. Apenas os presidentes dos Poderes Legislativos filiados a entidade têm direito a voto.

Com salários atrasados, maqueiros fazem paralização no hospital Walfredo Gurgel

RN: COM SALÁRIOS ATRASADOS, MAQUEIROS FAZEM PARALISAÇÃO NO HOSPITAL WALFREDO  GURGEL - Blog de Daltro Emerenciano
IMAGEM:Kléber Teixeira / Inter TV Cabugi

Maqueiros e profissionais da higienização terceirizados que atuam no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, fazem uma paralisação dos serviços desde o fim de semana. A categoria começou uma parada de advertência na última sexta-feira (22), por atraso no pagamento dos salários, e continuou com a medida ao longo do fim de semana, com parte das atividades suspensas ainda nesta segunda-feira (25).

Os trabalhadores reclamam que não receberam o salário de dezembro, que deveria ter sido pago até o quinto dia útil de janeiro. O serviço está comprometido em vários setores do hospital.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que nesse domingo (24), foi realizado o pagamento da empresa terceirizada responsável pela prestação de serviços dos maqueiros do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. A Sesap disse ainda que a empresa informou que manteve contato com o sindicato e confirmou que o serviço seria normalizado nesta segunda-feira (25).

Com informações do G1-RN

Em teste ao governo Biden, China move aviões de guerra para perto de Taiwan

O porta-aviões USS Theodore Roosevelt transita no Oceano Pacífico
O porta-aviões USS Theodore Roosevelt transita no Oceano Pacífico em 15 de janeiro de 2021. O transportador bélico foi implantado no Mar da China Meridional no fim de semana em um compromisso dos EUA com a “liberdade dos mares”, disse a Marinha do Pa
Foto: Marinha dos EUA / Casey Scoular

China despachou duas grandes frotas de aviões de guerra para perto de Taiwan no fim de semana, apresentando um desafio de política externa significativo para o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, apenas alguns dias após o início de seu governo.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que 13 aviões chineses entraram na porção sudoeste da zona de identificação de defesa aérea da ilha (ADIZ) no sábado, seguidos por 15 no domingo, o que levou Taipei a tomar medidas defensivas, incluindo a utilização de caças de combate para monitorar os voos chineses.

De acordo com o Ministério da Defesa de Taiwan, aviões militares chineses fizeram mais de 380 voos para a zona de identificação de defesa aérea da ilha no ano passado.

China despachou duas grandes frotas de aviões de guerra para perto de Taiwan no fim de semana, apresentando um desafio de política externa significativo para o novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, apenas alguns dias após o início de seu governo.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que 13 aviões chineses entraram na porção sudoeste da zona de identificação de defesa aérea da ilha (ADIZ) no sábado, seguidos por 15 no domingo, o que levou Taipei a tomar medidas defensivas, incluindo a utilização de caças de combate para monitorar os voos chineses.

De acordo com o Ministério da Defesa de Taiwan, aviões militares chineses fizeram mais de 380 voos para a zona de identificação de defesa aérea da ilha no ano passado.

CNN