Archive for novembro 27th, 2020

Quatro municípios do RN têm abastecimento de água suspenso

Taipu, Poço Branco, Bento Fernandes e João Câmara estão com abastecimento de água suspenso nesta sexta (27). — Foto: Joelma Gonçalves/G1
Taipu, Poço Branco, Bento Fernandes e João Câmara estão com abastecimento de água suspenso nesta sexta (27). — Foto: Joelma Gonçalves/G1

As cidades de Taipu, Poço Branco, Bento Fernandes e João Câmara estão como o abastecimento de água suspenso nesta sexta-feira (27). De acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), uma equipe técnica está trabalhando no conserto de um vazamento provocado pelo rompimento da tubulação de uma adutora de 300 mm do Sistema Integrado Pureza-Entroncamento.

As áreas rurais dos quatro municípios também estão com o abastecimento reduzido durante o serviço, que deve ser concluído até o final do dia.

Depois de retomado o abastecimento, será necessário aguardar até 48 horas para que o sistema esteja completamente normalizado.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia

Ezequiel requisita segurança armada para escola alvo de bandidos em Natal

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), apresentou esta semana um requerimento onde solicita a destinação de vigilância armada para a Escola Estadual Manoel Dantas, em Natal. O documento é endereçado a governadora Fátima Bezerra (PT) e ao secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo. 

A Escola Manoel Dantas, localizada no Centro da capital potiguar, tem sido alvo de seguidos arrombamentos nas últimas semanas. Recentemente, bandidos pularam o muro da instituição e roubaram muitos equipamentos como televisão, computador, botijão de gás, ventilador, equipamentos de som, entre outros eletrônicos que faziam parte da rotina escolar dos estudantes.

“A destinação de uma vigilância armada para a Escola é uma das principais reivindicações, haja vista que hoje a escola conta apenas com uma vigilância eletrônica e, devido a pandemia, a instituição de ensino ainda está fechada e sem fluxo de estudantes e funcionários. Esse pleito representa a expectativa e o anseio da população em relação à segurança pública com o objetivo de conter a criminalidade”, disse Ezequiel na justificativa do projeto.

Assessoria

Sine oferece 233 vagas de emprego para Natal e região metropolitana, Mossoró, João Câmara e Santa Cruz

Homem segurando carteira de trabalho. — Foto: Amanda Perobelli/Reuters
Homem segurando carteira de trabalho. — Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O Sistema Nacional de Empregos (Sine) oferece 233 vagas de trabalho nesta sexta-feira (27) para Natal e região metropolitana, Mossoró, João Câmara e Santa Cruz. Ao todo, de acordo com o órgão, há oportunidades em 24 tipos de cargo, sendo o de vigilante o que tem mais vagas: 64.

Para concorrer às vagas, é necessário que o candidato se cadastre no portal Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho e Emprego. Além do site, o cadastro também pode ser feito pelos aplicativos de celular Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o atendimento presencial do Sine está sendo realizado apenas com agendamento. Em Natal, os telefones da unidade matriz, em Candelária, são: (84) 3190-0783, 3190-0788, 98106-6367 e 98107-4226.

Veja as vagas

  • Atendente de mesa – 40
  • Auxiliar de cozinha – 40
  • Auxiliar mecânico de autos – 2
  • Cabeleireiro – 3
  • Carpinteiro – 1
  • Confeiteiro – 1
  • Copeiro – 1
  • Coordenador de restaurante – 40
  • Digitador – 6
  • Eletricista bobinador – 1
  • Jardineiro – 1
  • Manicure – 8
  • Mecânico de ar-condicionado e refrigeração – 1
  • Mecânico eletricista de automóveis – 1
  • Montador de veículos (linha de montagem) – 1
  • Recepcionista de consultório médico ou dentário – 1
  • Técnico de enfermagem – 8
  • Técnico de laboratório de análises clínicas – 8
  • Técnico de refrigeração (instalação) – 1
  • Técnico em manutenção de equipamentos de informática – 1
  • Técnico em manutenção de máquinas – 1
  • Técnico em segurança do trabalho – 1
  • Vendedor pracista – 1
  • Vigilante – 64

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte

Coronel Azevedo demanda retorno dos serviços do Detran em Parelhas C


O deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte solicitando ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que tome as providências necessárias para o retorno de todos os serviços do órgão no município de Parelhas. 

Conforme o parlamentar, o Detran retornou de maneira restrita os atendimentos presenciais em suas unidades. Desta forma, não é possível agendar todos os serviços na unidade da cidade de Parelhas.

“Atualmente o agendamento está restrito à realização de prova teórica para primeira habilitação, então, se necessitam de outros serviços, a população precisa se deslocar para outras cidades”, informou.

Assessoria

Rio de Janeiro em guerra? De cada dez operações policiais, oito resultam em mortes

Foto de arquivo: Policiais se posicionam durante novo tiroteio no Rio Comprido — Foto: Reprodução/TV Globo
Foto de arquivo: Policiais se posicionam durante novo tiroteio no Rio Comprido — Foto: Reprodução/TV Globo

G1RJ – Oito em cada dez operações policiais realizadas na Região Metropolitana do Rio de Janeiro em outubro resultaram em morte. O levantamento foi divulgado no relatório produzido pelo Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos (Geni) da Universidade Federal Fluminense (UFF).

O levantamento está em sincronia com os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP-Rio) na quarta-feira (25). Os números do ISP mostram que o RJ teve em outubro o maior número de mortes causadas por intervenção policial nos últimos seis meses.

“O relatório está apontando para um aumento das operações com mortes. No mês de setembro, 3 em cada 10 operações tinham mortes como resultado. Em outubro, esse número subiu e são 8 em cada 10 operações que resultam em mortes. Há um descontrole neste aumento”, disse o coordenador do Geni, sociólogo André Hirata.

“Apesar de ter o mandado do uso da força, é preciso que as policias usem estratégia. Mas o que a gente observa é que isso não tem acontecido. Isso é o mais estarrecedor. No mês de outubro, parece que foi assumido pelo Governo do Estado do Rio que as operações deveriam voltar de forma rotineira. Só que elas deveriam ser utilizadas em situações excepcionais”, completou o coordenador.

Segundo o relatório do Geni, foram realizadas 38 ações policiais no mês de outubro e em 30 destas ocasiões houve morte.

Operações policiais aumentam 100% em um mês no RJ

O levantamento aponta ainda que as ações dos agentes do estado dobraram no último mês. Se em setembro a Polícia Militar realizou 19 ações, no mês de outubro o índice atingiu o patamar de 38 incursões.

O aumento de 100% no número de operações realizadas também levantou dúvidas sobre se o estado do Rio está cumprindo a ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) de realizar operações apenas em casos de extrema necessidade.

Para o sociólogo Daniel Hirata, a segurança pública deveria garantir a preservação da vida e o excesso de ações da polícia pode causar o efeito reverso.

“O problema não é a existência das operações, mas as ‘rotinização’. A ‘rotinização’ é responsável pela letalidade policial. Em outros estados do Brasil, não existe uma ‘rotinização’ das operações. Não à toa o RJ é o lugar onde a polícia mais mata e mais é vitimada”.

O que dizem os citados

G1 entrou em contato com as secretarias da Polícia Militar e Polícia Civil e foi informado que política de segurança do Governo do Estado do Rio de Janeiro “é baseada em inteligência, investigação e tecnologia das polícias Civil e Militar”.

O Governo do Rio afirmou ainda que as operações “seguem, rigorosamente, as determinações legais, priorizando sempre a preservação de vidas, tanto de policiais quanto dos cidadãos”.

Ezequiel participa do lançamento de licitação do Projeto Seridó e celebra conquista para o RN

O Ministério do Desenvolvimento Regional lançou nesta quinta-feira (26) a licitação do projeto Sistema Seridó, que vai interligar as bacias hidrográficas da região do Seridó potiguar. O ato ocorreu em Brasília, em evento que contou com a presença do ministro Rogério Marinho e do presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB). O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) também participou do ato. 

A licitação será feita pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O órgão vai contratar empresa para elaborar o projeto executivo e de estudos complementares para a execução do Sistema Seridó. A abertura da licitação é o primeiro passo para a execução das obras do sistema, que vai abastecer cerca de 280 mil pessoas em 24 municípios potiguares.

“Esta é talvez a obra mais importante para a segurança hídrica da população seridoense. É uma luta antiga e que agora finalmente começa a se transformar em realidade. Momento de agradecer ao ministro Rogério Marinho e ao governo federal pela sensibilidade em rapidamente viabilizar esta licitação. Essa obra será uma das mais importantes”, disse Ezequiel Ferreira. 

A estimativa é de que o Governo Federal invista cerca de R$ 280,6 milhões para a construção de mais de 330 quilômetros de canais adutores, estações de bombeamento, de tratamento e de pontos de catação de água. 

O Projeto Seridó será executado em duas etapas e contém 10 trechos. O Sistema Seridó Norte captará a água no Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, em Jucurutu (RN). Já o Sistema Seridó Sul levará as águas do Rio São Francisco a partir do Reservatório Oiticica. O Governo do Estado do Rio Grande do Norte cedeu os estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira e ambiental e o projeto básico dos sistemas adutores. 

Ainda durante a solenidade, o ministro Rogério Marinho apresentou um balanço das ações realizadas pelo MDR este ano no Rio Grande do Norte nas áreas de habitação, segurança hídrica, saneamento, desenvolvimento regional e urbano, mobilidade urbana e defesa civil.

Auxílio Emergencial: Caixa paga nova parcela a 5,2 milhões nesta sexta

Caixa libera novo saque do auxílio emergencial neste sábado
Foto da Internet

G1RN – A Caixa Econômica Federal (CEF) paga nesta sexta-feira (27) mais uma parcela do Auxílio Emergencial a 5,2 milhões de trabalhadores.

Aos trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, o pagamento já é referente à 3ª parcela de R$ 300 do benefício. Nesta sexta, recebem 1,6 milhão de trabalhadores cujo número do NIS encerra em 9.

Entre os demais trabalhadores, estão 3,4 milhões que vão receber uma parcela do Auxílio Emergencial extensão, de R$ 300. Outros 200 mil ainda vão receber alguma das parcelas de R$ 600. Os pagamentos desta sexta são para nascidos em abril.

Para os trabalhadores fora do Bolsa Família, a ajuda paga nesta sexta será creditada em conta poupança social digital da Caixa, que poderá ser usada inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta sexta serão liberados no dia 6 de janeiro (veja nos calendários mais abaixo).

VEJA QUEM RECEBE NESTA SEXTA:

  • 1,6 milhão de trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, cujo número do NIS encerra em 9, recebem a 3ª parcela de R$ 300
  • 200 mil trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em abril, recebem a próxima parcela de R$ 600:
    – aprovados que já receberam 4 parcelas recebem a quinta parcela;
    – aprovados que já receberam 3 parcelas recebem a quarta parcela;
    – aprovados que já receberam 2 parcelas recebem a terceira parcela;
    – aprovados que já receberam 1 parcela recebem a segunda parcela.
  • 3,4 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em abril, recebem a próxima parcela de R$ 300:
    – trabalhadores que já receberam as 5 parcelas de R$ 600 recebem a primeira de R$ 300
    – trabalhadores que já receberam 1 parcela de R$ 300 recebem a segunda parcela de R$ 300
    – trabalhadores que já receberam 2 parcelas de R$ 300 recebem a terceira parcela de R$ 300

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Calendários de pagamento

Veja abaixo os calendários de pagamento.

BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA

Auxílio Emergencial - Beneficiários do Bolsa Família — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial – Beneficiários do Bolsa Família — Foto: Economia G1